Resenha: A Revolução dos Bichos, uma crítica à Revolução Russa

O livro A Revolução dos Bichos, de George Orwell, por muito tempo foi vendido como um livro anti-socialismo, mas acontece que não era bem isso que o autor tinha em mente quando o escreveu. Na verdade, era exatamente o contrário!

O autor teve a intenção de denunciar como o governo stalinista estava distorcendo as ideias de Karl Marx, e para isso escreveu uma fábula envolvendo bichos em uma fazenda. A história retrata como um grupo de bichos resolveu se revoltar contra os humanos e assumir o controle da granja onde moravam.

Confere a resenha para entender melhor:

 

Inscreva-se no nosso canal para acompanhar mais conteúdo como esse por lá!



 

Leia mais sobre livros clicando aqui!

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Quer receber mais conteúdo legal gratuitamente no seu e-mail? Assine a nossa Newsletter!

Resenha: As Sobreviventes, de Riley Sager, o livro das 50 reviravoltas

Érica Rodrigues

 

Depois de ler As Sobreviventes, de Riley Sager, a sensação que me deu é de que precisava conversar sobre ele. Urgente!! E então obriguei minha irmã a ouvir toda a história para fazê-la concordar comigo em um ponto: o quão revoltante é esse final! Mas como isso não foi o suficiente, revolvi gravar um vídeo com a resenha (com spoilers) desse livro. Assista (e aproveita pra se inscrever no nosso canal!):





 

Leia mais sobre literatura clicando aqui!

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Quer receber mais conteúdo legal gratuitamente no seu e-mail? Assine a nossa Newsletter!

Ratos: resenha sobre um livro surpreendente!

Amanda Fernandes*

 

Bem-vindos ao Chalé Madressilva, a “toca dos ratos”, para onde Shelley e sua mãe se mudaram recentemente.

A moradia foi escolhida com muito cuidado, pois ela tinha que atender às seguintes exigências para manter as suas residentes protegidas: ser no campo, sem vizinhos, três quartos, jardins na frente e nos fundos. Deveria ser antiga, ter “personalidade”, mas com o conforto de um sistema de aquecimento moderno, obviamente.

ratos-2
Foto: Amanda Fernandes

 

Seria na tranquilidade do Chalé Madressilva que mãe e filha poderiam se esconder dos últimos problemas das suas vidas. A primeira tentaria se afastar das implicações do seu divórcio e do ressentimento pelo que aconteceu com a sua filha. Já a segunda buscaria se esquecer do caso de bullying que quase causou a sua morte, mas que a deixou com marcas físicas e emocionais.

Tudo estava correndo bem para elas: a mãe possuía um emprego, Shelley agora tinha aulas particulares e, com exceção das visitas do professor, ninguém as visitava.  Até que toda essa paz foi interrompida de forma drástica no dia do 16º aniversário de Shelley, quando o maior medo de qualquer rato acabou se concretizando: a presença de um gato. E elas sabiam muito bem que quando gato entra na toca dos ratos, ele não vai embora deixando-os ilesos. Elas sabiam que iriam morrer.

ratos-3
Foto: Amanda Fernandes

 

As atitudes que as personagens tomaram ao longo do livro resultaram naquilo o que ele tem de mais interessante: a evolução das suas personalidades. Tais atitudes chamam a atenção do leitor para o fato de que todos nós temos limites. E também que somos capazes de fazer QUALQUER coisa. As pessoas que são colocadas em meio a situações extremas, mesmo aquelas que passam a vida como ratos tentando se esconder do mal que a sociedade é capaz de apresentar, podem sim acabar trocando o papel de vítima pelo de agressor.

Esse livro é surpreendente. Você inicia a leitura acreditando que se trata apenas de uma história sobre bullying, porém, ao terminar de ler a última página, chega à conclusão de que na realidade acabou de devorar um bom thriller psicológico.

 

Leia mais –  5 livros para ler em um dia!


Para mais resenhas e dicas sobre livros, você pode acompanhar o Instagram @Pixelbooks.

 

Amanda Fernandes – Bacharela em Arte e Mídia pela UFCG, apaixonada por livros, séries, filmes e fotografia, colaboradora do blog literário Pixelbooks.

Resenha: A Arte de Ouvir o Coração

Amanda Fernandes*

 

O livro de hoje também se desenvolve a partir de uma carta que foi encontrada pela esposa (na resenha anterior falei sobre “O Segredo do Meu Marido” – acredite de quiser, mas essa escolha foi pura coincidência, hahaha). Entretanto, a história desta vez se diferencia por conter juras de amor para uma mulher desconhecida.

A mensagem não é apenas um indício de infidelidade, mas a única pista que Julia possui para encontrar o seu pai Tin Win (o dono da carta), que está desaparecido há 4 anos. Com a decisão tomada de encontrá-lo, ou de pelo menos descobrir o que aconteceu a ele, Julia parte para a Birmânia em busca de pistas sobre quem é a tal Mi Mi (a mulher dos escritos).

A-arte-de-ouvir-o-coração-2-
Foto: Amanda Fernandes

 

Ao chegar à Birmânia, Julia conhece um velho chamado U Ba, que afirma saber quem ela é e o que está procurando. Ele passa a contar a história de um menino cego que havia sofrido muito em sua infância. Por completa incompreensão de Julia, ela não quer ouvi-lo sobre isso. Porém, o senhor diz que o seu relato está ligado àquilo o que ela procura e a convence a escutá-lo durante dias.

Graças a U Ba, Julia passa a compreender como o misticismo e a astrologia são intrínsecos à cultura do país natal de Tin Win, e como essa crença nos astros acabou influenciando diretamente a vida do seu pai.

A-arte-de-ouvir-o-coração-3-
Foto: Amanda Fernandes

 

A Arte de Ouvir o Coração é comovente e bastante singular.  É um livro com um toque de fantasia, que mostra como as crenças podem mudar o rumo da vida de uma pessoa. É uma história de amor baseada principalmente na confiança mútua, que conseguiu resistir até mesmo ao tempo.

Muitas vezes, ao longo da leitura, você acaba com um aperto na garganta e torcendo para que a história tenha um final feliz. Esse é daquele tipo de livro que nos faz mudar, pensar nele durante dias e que ensina lições para a vida inteira.

É um livro que merece ser lido, relido e, acima de tudo, guardado para sempre na memória, assim como no coração.

 

Leia mais: 6 ótimos livros que foram adaptados para o cinema!


 

Para mais resenhas e dicas sobre livros, você pode acompanhar o Instagram @Pixelbooks.

 

Amanda Fernandes – Bacharela em Arte e Mídia pela UFCG, apaixonada por livros, séries, filmes e fotografia, colaboradora do blog literário Pixelbooks.

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Quer receber mais conteúdo legal gratuitamente no seu e-mail? Assine a nossa Newsletter!

Resenha: O Segredo do Meu Marido

Amanda Fernandes*

O que você faria se encontrasse um envelope que pertence ao seu marido (ainda vivo), e nele estivesse escrito: “Para ser aberto apenas na ocasião da minha morte”?

Você respeitaria a vontade dele (guardando a carta no mesmo lugar sem abri-la), não aguentaria de curiosidade e a leria na mesma hora, ou faria aquilo o que Cecília fez: não abriria a carta, porém diria ao seu marido que a encontrou e que gostaria de saber do que se trata?

A trama do best-seller “O Segredo do Meu Marido”, da autora Liane Moriarty, gira em torno do segredo do marido da Cecília. Além do ponto de vista desta personagem, o livro intercala os de mais duas outras: a Rachel e a Tess, que inicialmente não têm nada em comum, mas que acabam tendo suas vidas entrelaçadas ao longo da história (característica bastante conhecida em livros desse gênero).

O-segredo-do-meu-marido-2
Foto: Amanda Fernandes

 

Então… Sabe aquele tipo de livro que possui um enredo que instiga você a não largá-lo em momento algum e então você passa a madrugada em claro, para passar o dia seguinte parecendo um zumbi? Hahahaha Pois bem, esse livro é desse tipo!  E isso é um reflexo não apenas da boa escrita da autora, como também da construção dos personagens principais e secundários: você consegue sentir carisma por eles e não para de se perguntar o que danado Cecília vai fazer depois que descobriu qual é o segredo do seu marido.

Tenho, porém, que admitir que não é apenas por isso que a leitura é tão boa. Essa história não se trata apenas de um grande segredo, que nunca deveria ter vindo à tona. Mas também é sobre laços familiares, amizades e lealdade.  Ela te faz questionar se você realmente conhece seu marido, seus filhos, seus amigos… E, acima de tudo (graças àquele final O.M.G!!!!), te faz ficar muito tempo se perguntando: “mas e se?”

SERIE
Foto: Reprodução HBO

 

Da mesma autora, a editora Intrínseca já lançou também o “Pequenas Grandes Mentiras”, livro que foi adaptado para uma série da HBO. A série é estrelada pelas atrizes Nicole Kidman, Reese Witherpoon e Shailene Wooldley.

 

Leia mais – Ratos: resenha sobre um livro surpreendente!

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Quer receber mais conteúdo legal gratuitamente no seu e-mail? Assine a nossa Newsletter!

_______________

Para mais resenhas e dicas sobre livros, você pode acompanhar o Instagram @Pixelbooks.

 (*) Bacharela em Arte e Mídia pela UFCG, apaixonada por livros, séries, filmes e fotografia, colaboradora do blog literário Pixelbooks.

O Círculo (Dave Eggers): Resenha do livro e filme com Tom Hanks e Emma Watson

Érica Rodrigues

 

Recentemente saiu o novo trailer da adaptação para os cinemas do best-seller “O Círculo”, de Dave Eggers. Ganhei esse livro de presente de aniversário em 2014 e já falei sobre ele algumas vezes, mas resolvi fazer um vídeo mais aprofundado com a minha opinião a respeito dele.

O romance narra a trajetória de Mae Holland (interpretada por Emma Watson no filme) n’O Círculo, uma empresa que reúne, em um futuro distópico, redes sociais, contas bancárias, sistema de busca na internet… Enfim, tudo o que envolve a nossa vida digital.



IMG_1015

Basicamente, o livro faz uma crítica à era da internet e ao compartilhamento de informações pessoais online. Até onde é saudável expor a nossa vida na internet? A nossa necessidade de ser reconhecidos e amados deve ser fomentada através das redes sociais?

Confere o vídeo pra entender melhor a discussão:

 

 

Quer receber mais conteúdo legal gratuitamente no seu e-mail? Assine a nossa Newsletter!

 

O filme estreia nos cinemas dos EUA no dia 28 de abril e terá no elenco Tom Hanks, Emma Watson, Karen Gillan, Patton Oswalt,  Bill Paxton e John Boyega.  Confere o trailer:

 

 

Leia mais sobre livros clicando aqui!

 

Você pode comprar o livro aqui, aproveitando que a Livraria Cultura está com todo o site com Frete Grátis acima de R$119 e em até 10x sem jurosshow?id=vsXS*qH1P8o&bids=397418 .

 

ISBN: 978-85-359-2478-7| Editora: Companhia das Letras | Páginas: 520 | Nota: 3/5

 



Curtiu o conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá!