Brasileiros têm direito ao serviço público de saúde em Portugal, Itália e Cabo Verde

Uma das preocupações que o viajante tem que ter ao planejar sua viagem é com a saúde. Tanto aqui no Brasil, tomando as vacinas exigidas para viajar ao país de destino, quanto durante a sua estadia no exterior, contratando um seguro de saúde. Mas o que talvez você não saiba, é que os brasileiros têm direito ao serviço público de saúde em Portugal, Itália e Cabo Verde.



O Certificado de Direito à Assistência Médica (CDAM) é um documento que garante ao brasileiro (nato ou naturalizado, estrangeiros residentes no Brasil e contribuintes da Previdência Social) o atendimento nos hospitais públicos dos países que assinaram o acordo com o Brasil, da mesma forma que um cidadão local. O Brasil tem acordos com esse objetivo com três países: Portugal, Itália e Cabo Verde. Isso significa que se você estiver em um desses países, com o CDAM em mãos poderá ser atendido com os mesmos direitos que um português, um italiano ou um cabo-verdiano. Não quer dizer, porém, que o serviço será gratuito! Nesses países, alguns procedimentos podem ser pagos mesmo para os cidadãos locais, então o brasileiro também vai ter que pagar pelo atendimento.

foto-2
Foto: Pixabay

O documento é emitido pelo Ministério da Saúde em seus Núcleos Estaduais. São beneficiários celetistas; empregadores; domésticos; autônomos; avulsos; temporários; aposentados/pensionistas pelo INSS – Lei 8.213/91 (Regime Geral de Previdência Social) e dependentes (menores de 21 anos e Cônjuges).



Para a emissão do certificado, são necessários apenas o RG, o CPF, o passaporte válido e um comprovante de residência no Brasil, para o serviço de saúde em Portugal. Já para garantir seu atendimento nos hospitais público da Itália e do Cabo Verde, é necessário comprovar seu vínculo com o INSS. Cada tipo de beneficiário que citamos acima tem uma lista de documentos diferentes para apresentar. Clique aqui e saiba exatamente quais são os documentos que você precisa ter em mãos.

foto-3
Foto: Pixabay

O Ministério da Saúde tem até 5 dias úteis pra emitir o documento, então não deixe para a última hora! Além disso, o certificado só vale por um ano e não é a mesma coisa que seguro-viagem. É apenas mais uma segurança para viajar tranquilo sabendo que, se você precisar, pode usar o serviço público também.

Leia mais Quanto custa viajar de carro pela Itália por 12 dias?

Por Larissa Rodrigues: desenhista do @be.my.type, internacionalista e mestranda de Relações Internacionais da UEPB. Adora falar de política, espiritualidade e coisinhas que amenizam nossa experiência de vida: filmes, moda, viagens e comida!!!



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!
Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

Quer receber mais conteúdo legal gratuitamente no seu e-mail? Assine a nossa Newsletter!

Quanto custa viajar para Portugal? Dicas para economizar com conforto!

Portugal é um dos destinos queridinhos dos brasileiros, e não é para menos! O país é dos mais baratos da Europa, além de contar com paisagens incríveis e cidades lindas, sem contar com o bônus de falar português. Inclusive, cada vez mais brasileiros estão escolhendo as terras lusitanas para morar. Mas a principal pergunta que surge quando se está sonhando em visitar o lugar é: afinal de contas, quanto custa viajar para Portugal?

A resposta é simples: depende do seu estilo de viagem! Se você gosta de economizar e comer em lugares mais baratos, ou se deseja se hospedar em hotel ou hostel, se faz questão de conhecer um determinado restaurante um pouco mais caro, tudo isso influencia no preço da viagem.

Mas como não quero deixar você sem resposta, vamos à minha experiência!

Visitei Portugal em novembro de 2016 e passei por Lisboa, Coimbra e Porto (você pode conferir os posts completinhos com roteiros da viagem aqui e aqui). Viajei com a minha mãe e a nossa intenção era fazer uma viagem econômica, mas com conforto. Por isso, nos hospedamos em hotéis 3 estrelas, pegamos táxi quando necessário (mas também andamos muito a pé e de métro), comemos em restaurantes baratos, mas gostosos, fomos visitar algumas cidades próximas a Lisboa em um tour guiado e fizemos compras. Ou seja, não nos privamos de nada do que queríamos fazer, mas sempre buscando as opções mais em conta.

Se esse também é o seu estilo de viagem, então vamos aos números! Como já se passou mais de um ano da minha viagem a Portugal e o euro subiu bastante desde então, vou passar os valores atualizados, pesquisados em fevereiro de 2018. Vale lembrar que esses valores mudam muito rapidamente, então a ideia é passar UMA BASE DE VALORES de acordo com os preços de hoje.

 

 

Passagens aéreas

Como eu moro em João Pessoa-PB, a melhor opção de voo para mim era saindo de Recife-PE direto para Lisboa, em um voo operado pela TAP Portugal. Essa decisão depende muito de onde você mora e quais as suas prioridades. No nosso caso, o valor era bom e tínhamos a comodidade de enfrentar apenas 7 horas de voo aproximadamente.

O nosso roteiro começava por Lisboa e terminava no Porto, por isso na volta optamos por pegar um voo saindo do Porto – Lisboa – Recife.

Essas passagens com ida Recife – Lisboa e volta Porto – Lisboa – Recife pela TAP Portugal em novembro (que foi a época que eu viajei) estão custando hoje aproximadamente R$ 3297,46. Mas é claro que esses valores mudam muito rapidamente e dependem de inúmeros fatores.



Hospedagem

Como falei anteriormente, a nossa intenção era fazer uma viagem econômica, mas com conforto. As nossas escolhas de hospedagem foram bem de acordo com essa ideia, por isso optamos por hotéis 3 estrelas e pesquisamos muito no Trip Advisor para ter certeza que o lugar era legal através das avaliações dos hóspedes anteriores. Por sorte (e muita pesquisa também), fizemos excelentes escolhas e amamos os três hotéis onde ficamos.

 

Sana Rex Hotel – Lisboa

O Sana Rex Hotel fica localizado na Praça Eduardo VII e é muito bem localizado, próximo a estações de métro, restaurantes, supermercados e lojas. Gostei muito do lugar! Falei um pouco mais sobre ele no roteiro de 4 dias em Lisboa.

Ficamos quatro noites hospedadas neste hotel no mês de novembro em um quarto para duas pessoas, o que custa hoje aproximadamente R$ 2012 (ou R$ 503 cada diária). A pesquisa foi feita através do Booking.com, mas na época da minha viagem, saiu muito mais barato contratar os hotéis com a CVC Viagens, já que eles conseguiram alguns descontos nas hospedagens.

 

Hotel Oslo – Coimbra

Ficamos apenas uma noite em Coimbra (saiba mais no roteiro de Coimbra e Porto) e optamos por um hotel ao lado da estação de trem. Foi uma ótima escolha, amamos o ambiente!

O valor para uma diária no Hotel Oslo no mês de novembro, em um quarto para duas pessoas, custa hoje aproximadamente R$ 302 no site Booking.com.

 

Grande Hotel do Porto – Porto

No Porto, ficamos hospedadas no Grande Hotel do Porto, que fica em uma das principais ruas da cidade, literalmente ao lado do Café Majestic. Ficamos duas noites na cidade e gostamos demais da estadia!

O valor de duas diárias no Grande Hotel do Porto no mês de novembro, em um quarto para duas pessoas, custa hoje aproximadamente R$ 579 (ou R$290 cada diária) no site Booking.com.

eu-e-mami
Eu e mamãe no Castelo de São Jorge, em Lisboa



Alimentação e passeios

O nosso cálculo para alimentação, transporte e atrações foi de 60 euros por dia por pessoa, o funcionou muito bem para nós. Alguns dias sobrava um pouco, outros gastávamos um pouquinho mais. A dica é sempre calcular tudo direitinho, para não perder o controle dos gastos!

No nosso caso, todas as noites calculávamos o quanto gastamos naquele dia e, caso sobrasse algum dinheiro, poderíamos gastar um pouco mais no dia seguinte. Caso tivéssemos gastado mais que o planejado, precisaríamos economizar no dia seguinte. No fim da viagem, voltamos para casa com 200 euros no bolso e não passamos vontade de comprar, visitar ou comer nada do que desejamos.

No caso de compras, levamos um dinheiro separado para isso, que foi aproximadamente 400 euros. Fiz dois vídeos mostrando tudo o que compramos por lá, clique aqui e aqui para assistir!

Na nossa estada em Lisboa, aproveitamos para fazer um tour de um dia por Fátima, Batalha, Nazaré e Óbidos com a empresa Go2Lisbon. Recomendo muito esse tour, pois é muito organizado e informativo! O guia busca você com o grupo no seu hotel, explica todos os pontos do passeio e te devolve no hotel à noite. Reservei através do site deles e paguei na hora, direto com o guia. O tour está custando 60,90 euros atualmente. No caso desse tour, como já contratamos antes de viajar, levamos o dinheiro separado.

 

Então, basicamente foram esses os gastos da minha viagem de 8 dias por Portugal. Valeu muito a pena e eu com certeza quero voltar em breve!

Vale ressaltar que esses valores podem mudar dependendo da época que você vai viajar, principalmente porque eu viajei em baixa estação, no outono. A maior dica é pesquisar muito e se informar ao máximo, para não ter surpresas!

Espero ter ajudado!

 

*Por Érica Rodrigues – Érica é jornalista, formada pela UFPB, e trabalha com produção de conteúdo na internet. Ama escrever e conversar sobre livros, cinema e viagens, suas três maiores paixões.

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3



Noite portuguesa com certeza no Tramonto Wine Bar

O Tramonto Wine Bar promoveu, na última terça (9), a segunda etapa do curso Viagem pelo Mundo dos Vinhos, dedicada à produção das regiões do Alentejo e Douro, em Portugal. A noite ficou sob o comando do sommelier Agostinho Lopes, que explanou sobre os vinhos lusitanos e a devida harmonização com frios, sobremesas e bacalhau. Confere os registros da noite:

 

5 motivos para você visitar a cidade do Porto (e amar)!

Portugal é um destino ainda pouco descoberto pelos brasileiros. Apesar de ser um dos países mais baratos de se visitar na Europa, o lugar guarda belezas apaixonantes! Listamos cinco motivos para visitar e se apaixonar por uma das principais cidades portuguesas: Porto!

 

Leia mais: roteiro de Coimbra e Porto!

 

1.O lugar é lindo!

beleza

A Ribeira do Porto é um dos lugares mais lindos do mundo. O rio Douro cheio de barquinhos com barricas, a ponte, os inúmeros cafés e restaurantes, as caves em Vila Nova de Gaia… tudo conspira para tornar a cidade inesquecível. Há vários lugares incríveis para se visitar como o Café Majestic, a Torre dos Clérigos, a Sé do Porto, o ideal é se perder nas ruelas e se apaixonar!

 

 

2.Ótimos vinhos muito baratos

vinho

Para nós brasileiros, o preço dos vinhos em Portugal é baixíssimo! Aqui pagamos caro para beber uma garrafa de um bom vinho português, mas por lá é possível comprar ótimos vinhos por algo em torno de 7 euros. A dica é visitar uma cave de vinho do Porto, entender melhor o produto e comprar no supermercado, que sai bem mais em conta.

 

 

3.Francesinha

francesinha

Um prato típico da cidade do Porto, a Francesinha é uma espécie de sanduíche de carne e Presunto de Parma, coberta de queijo e molho e com um ovo frito em cima para arrematar. É uma delícia! Impossível ir à cidade e não provar esta iguaria.

 

 

4.Livraria Lello & Irmão

livraria

A Livraria Lello é um dos pontos mais bonitos do Porto, por sua arquitetura. As escadas do local são super conhecidas por sua beleza e serviram de inspiração para a autora de Harry Potter, J.K. Rowling, criar as escadas da Floreios e Borrões, nos livros da saga.

 

 

5.É ideal para ir acompanhado

visitar-a-dois-1

 

A cidade é perfeita para ir acompanhado, seja de amigos, família ou em uma viagem a dois super romântica. Com seus cafés e restaurantes às margens do rio Douro, além de uma culinária deliciosa e vinhos de excelente qualidade, é possível tornar o Porto o destino perfeito para curtir com quem se ama.

 

Ficou animado para conhecer? É impossível não se apaixonar por esta cidade incrível!

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Quer receber mais conteúdo legal gratuitamente no seu e-mail? Assine a nossa Newsletter!

Tramonto Wine Bar promove curso Viagem pelo Mundo dos Vinhos – Etapa Portugal

Érica Rodrigues

 

Buscando difundir o conhecimento e gosto por vinhos no público pessoense, o Tramonto Wine Bar promove, no dia 9 de maio, a segunda etapa do curso Viagem pelo Mundo dos Vinhos. Desta vez focado na produção das regiões do Alentejo e Douro, em Portugal, o curso será ministrado pelo sommelier Agostinho Lopes.

“Portugal em si é um país que tem uma tradição muito grande de vinhos. Praticamente em toda a extensão territorial de Portugal, produz-se vinhos de excelente qualidade. A região do Alentejo, do Douro, do Dão, o próprio vinho do Porto, o vinho verde, que é exclusivo de lá… são produtos de alta qualidade”, explica Eduardo Miranda, proprietário do Tramonto.

A aula, além de abordar um pouco da história e produção da bebida, também deve tratar da harmonização das comidas adequadas com os vinhos que serão estudados. No caso da etapa Portugal, serão degustados frios variados, sobremesa harmonizada com Vinho do Porto, além de um jantar com Bacalhau à Gomes de Sá.

WhatsApp-Image-2017-04-28-at-16.24.05
Participantes da primeira etapa do curso Viagem ao Mundo dos Vinhos

Com o intuito de tornar a iniciativa mais acessível ao público, a casa decidiu inovar, dividindo o curso em etapas independentes, de modo a tornar as aulas mais curtas, com três horas de duração em média, e os valores mais baixos do que geralmente é praticado nos cursos desse tipo.  “O curso de vinhos geralmente demora cinco ou seis aulas e é um curso caro. A nossa proposta era seccioná-lo de modo que as etapas fossem independentes. Então você não precisa pagar o curso inteiro, nem participar de todas as etapas, podendo aproveitar só as aulas que são de seu interesse”, explica Eduardo.

A etapa Portugal do curso Viagem pelo Mundo dos Vinhos acontece no dia 9 de maio, às 19h30, no Tramonto Wine Bar, em Manaíra. A inscrição custa R$ 100, já inclusos os vinhos e comidas degustadas, e deve ser feita com antecedência pelo telefone (83) 9 8645-4516. As vagas são limitadas.

Roteiro: Coimbra e Porto

Érica Rodrigues

Como já falei anteriormente, viajei para Portugal em novembro e amei muito o país. Escrevi um roteiro dos primeiros quatro dias que passei em Lisboa, e resolvi compartilhar também as minhas experiências nas duas outras cidades por onde passei: Coimbra e Porto.

 

Dia 5:

Acordamos cedo em Lisboa para tomar café e pegar um táxi até a estação Santa Apolónia, onde iriamos tomar um trem até Coimbra. Acabamos aceitando o táxi oferecido pelo hotel e não foi uma boa ideia, pois acabou saindo bem mais caro. Recomendo pedir um táxi de fora, ou chamar na rua, pois muitas vezes os hotéis têm convênios com taxistas que cobram um preço mais elevado dos turistas.

Chegando à estação, compramos as passagens para o trem Intercidades na segunda classe. Várias pessoas haviam nos prevenido a não pegar o Intercidades, alegando que ele seria muito mais demorado que o Alfa Pendular. Porém, era a partida mais próxima do horário em que chegamos à estação e acabou sendo uma ótima escolha. Além de ser mais barato, a viagem foi rápida e ainda pudemos avistar as belas paisagens do caminho.

Ao chegar em Coimbra, desembarcamos na estação Coimbra-B e pegamos outro trem até Coimbra-A, que ficava bem ao lado do nosso hotel. Nos hospedamos no Hotel Oslo, que recomendo muito.

Deixamos as malas no hotel e fomos dar uma volta na cidade. Coimbra é uma cidade linda! Vale a pena se perder nas ruazinhas apenas para apreciar a paisagem. Depois de andar um pouco, acabamos voltando para almoçar no restaurante Estação Doce, ao lado do nosso hotel. Pedi salmão com arroz, salada e batata frita, que me custou apenas 6,80 euros. De sobremesa, pedimos o melhor waffle que já comi na vida!

estação-doce

estação-doce2

Depois de bem alimentadas, saímos em busca de conhecer a famosa Universidade. Nos perdemos um pouco no caminho, mas no final acabamos chegando a tempo de comprar os tickets para visitar o campus, que custa 10 euros inteira e 8 euros estudante. Vale a pena fazer essa visita, principalmente pela famosa Biblioteca Joanina, que é realmente de maravilhosa.

IMG_0532-1

 

Depois de sair da Universidade, paramos na Praça 8 de Maio (que também vale muito a visita) para tomar um café e aplacar o frio. Encomendamos duas sopas para o jantar e fomos ao hotel tomar banho.

À noite, fomos até o Café Santa Cruz, também na Praça 8 de Maio, assistir um show de Fado de Coimbra. Foi uma experiência incrível!

 

Resumo do dia:

Estação Santa Apolónia

Restaurante Estação Doce

Universidade de Coimbra

Praça 8 de Maio

Café Santa Cruz

 



 

Dia 6:

Nas nossas últimas horas em Coimbra, eu estava decidida a visitar a Fonte dos Amores. Então, acordamos cedo, tomamos café, passamos na estação para comprar nossas passagens para a cidade do Porto e partimos a pé para o outro lado do rio, rumo à Quinta das Lágrimas. É uma caminhada tranquila, porém estava muito frio. Mas acabou valendo a pena porque o lugar é sensacional. Ficamos completamente encantadas!

IMG_0549-1

Após voltarmos de táxi para o hotel (que custou apenas 3 euros), pegamos as malas e partimos rumo ao Porto. A viagem é bem tranquila e dá pra ver muitos lugares maravilhosos pela janela. Minha única ressalva com os trens portugueses é sobre o embarque e desembarque com as malas. Não há ninguém para ajudar e o espaço entre o comboio e a plataforma é razoável, então esteja preparado se você, como eu, exagerou nas compras.

Chegando ao Porto, pegamos um táxi até o Grande Hotel do Porto, onde ficamos hospedadas. O hotel é maravilhoso e fica na rua mais central da cidade, vizinho ao Café Majestic. Deixamos as malas e fomos almoçar no restaurante Porto Douro, que fica na mesma rua. Lá eles servem pratos à la carte, mas também o menu do dia, com uma opção de carne, acompanhamentos e um prato de salada, tudo por 5 euros.

À tarde fomos a pé até a Livraria Lello e Irmão, que é um dos lugares mais lindos da cidade. É preciso pagar cinco euros para visitar o local, mas eles são deduzidos da sua conta, caso você compre algum livro. Começou a chover e tivemos que voltar ao hotel às pressas, pois não tínhamos guarda-chuva.

IMG_0557-1

Jantamos caldo verde no Porto Douro e fomos de métro até o Norte Shopping, comprar uma mala na Primark. Aproveitamos para comprar vinhos no supermercado Continente, que fica dentro do shopping. Recomendo comprar vinhos no supermercado, pois são muito mais baratos que nas caves. Comprei uma garrafa de Ferreira a 6 euros.

Por causa da chuva, acabamos passando o maior perrengue para pegar um táxi, mas no fim acabou dando tudo certo.

 

Resumo do dia:

Fonte dos amores

Restaurante Porto Douro

Livraria Lello

Norte Shopping

 



 

Dia 7:

A nossa primeira parada do dia foi a Torre dos Clérigos. A vista é de tirar o fôlego! Não conseguimos subir até o fim, pois as escadas são muito apertadas e estava lotado, mas valeu a pena cada degrau.

IMG_0573-1

Andamos até a Sé do Porto, que é outro espetáculo. Acabamos não entrando, pois estava fechada, mas a vista de lá é sensacional e a igreja é linda. De lá, caminhamos até a ribeira, meu lugar preferido da cidade. Nunca tinha visitado um lugar tão lindo. A todo minuto me senti dentro de um filme!

Almoçamos no restaurante Vime e pedimos Francesinha, um prato típico da cidade, que eu amei demais!

Após o almoço, tínhamos uma visita à Cave Ferreira, do outro lado do rio, às 15h30. Fomos a pé e foi a caminhada mais agradável que fiz na vida! A visita à cave, em Vila Nova de Gaia, é uma experiência única e imperdível para quem for ao Porto. Lá é possível entender um pouco da história e fabricação do vinho do Porto e ainda provar dois tipos da bebida.

IMG_0579

Na volta, pegamos o teleférico para contemplar a cidade de cima. Nossa, que vista! E andamos até o hotel. Jantamos novamente no Porto Douro (para vocês verem como o restaurante era bom!) e fomos ao supermercado comprar mais vinhos, afinal, ninguém é de ferro.

 

Resumo do dia:

Torre dos Clérigos

Sé do Porto

Ribeira

Restaurante Vime

Caves Ferreira

Teleférico de Gaia

Restaurante Porto Douro

 

Você pode ver aqui o roteiro dos primeiros quatro dias de viagem, em Lisboa.



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Quer receber mais conteúdo legal gratuitamente no seu e-mail? Assine a nossa Newsletter!