Assista agora “Abril” novo videoclipe da banda-fôrra

A banda-fôrra vem se mostrando uma das grandes revelações da música paraibana desde o lançamento do álbum “Trilha” em 2018. Desde então lançaram uma série de lyric videos para cada uma das oito músicas do disco, um DVD ao vivo e o videoclipe de “Apego”, realizaram uma turnê pelo sudeste participando de importantes festivais. Agora, apresentam ao público seu novo videoclipe “Abril”, com participação de Arthur Vieira, já disponível no canal oficial de Youtube da banda.

A banda-fôrra apresenta um hibridismo musical e uma personalidade única, rompendo com rótulos e estereótipos geográficos, ao passo que promove o diálogo de sonoridades estrangeiras com a essência da música brasileira em pé de igualdade. Um processo místico e antropofágico de elementos da cultura nordestina e da universalidade do rock e da música pop. Formado por Ernani Sá, Gustavo Limeira, Matteo Ciacchi, Hugo Limeira e Lucas Benjamin, o grupo lançou um EP homônimo em 2015 que rendeu a indicação de “Radiohead Tropical” pelo jornalista Lúcio Ribeiro do site Popload.

IMG_5657
Foto: Marcelo Rodrigues/Arthur Vieira está na faixa do disco e no clipe.



Em Trilha, disco de estreia lançado em Janeiro de 2018, a banda-fôrra trouxe uma obra de quem é livre para cantar e dançar, com uma sonoridade na qual “os excessos são retirados e a essência, priorizada”, como aponta o site Monkeybuzz.A realização do videoclipe ficou sob o comando do coletivo audiovisual paulista Moviola Mídia Livre, mais precisamente através das sócias Ana Moraes, Bruna Freitas e Olívia Franco, responsáveis por todo o processo: roteiro, cenografia, direção geral, de cena, de fotografia, de produção e edição/finalização.

 

ASSISTA AO CLIPE QUE FICOU BEM LEGAL!

 

Acompanhe os trabalhos dos caras nas redes sociais e nos streamings!

INSTAGRAM

FACEBOOK

SPOTIFY

YOUTUBE

GOOGLE PLAY

DEEZER

APPLE MUSIC

BANDCAMP

 

*Toroh Música & Cultura assessoria

Foto destaque: Dani L.

 

Leia também: Conheça a Banda-Fôrra, os paraibanos que vão do “Índio Rock” à MPB

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

 

 

David Bowie: o artista excêntrico que mudou a indústria fonográfica com sua atitude

Hoje é aniversário de uma das figuras mais imponentes e importantes para o cenário da música. David Bowie se estivesse vivo estaria completando 72 anos, mas infelizmente ele nos deixou em 2016 aos 69 anos, dois dias antes de lançar o seu último e póstumo álbum Blackstar. Neste post faremos uma homenagem à grandiosa contribuição que David fez ao longo de sua carreira ao expressar diferentes personas ao mundo, inspirando milhares de jovens a não temerem de expressar o lado mais esquisito e incomum perante a sociedade. Com um valor artístico visto como exemplo para todas as áreas devido às inovações estilísticas derivadas de sua genialidade e rebeldia tanto sonora como a visual e predominante na cultura atual, é inegável a relevância de todo o seu histórico musical.

david-bowie-4.4
Foto: divulgação

David Bowie começou a ser notado amplamente pela mídia com a música Space Oddity, narrando a história de Major Tom, um astronauta solitário que está de partida numa viagem até a lua. Naquela época foi bastante comentado o que a canção transmitia, já que o mundo presenciava o auge da corrida espacial entre os Estados Unidos e União Soviética e foram pegos de surpresa ao escutarem uma música que não enaltecia nenhuma potência bélica, mas sim colocava em destaque o papel do homem neste contexto. Com o disco The Man Who Sold The World e a icônica capa em que ele está com seus cabelos compridos, usando um vestido de seda e levemente deitado em um sofá, ele nos apresenta logo de início a imagem que todos teriam sobre a sua estética e o poder da quebra de paradigmas através de sua atitude.



david-bowie-6.6
Foto: divulgação

Porém a grande notoriedade veio a partir da criação do alter ego Ziggy Stardust, sob o qual lançou o álbum The Rise and Fall Of Ziggy Stardust and The Spiders From Mars, que inclui os sucesso Ziggy Stardust, Starman, Five Years e Moonage Daydream que potencializava a selvageria em suas apresentações e a proporção da imagem que as pessoas adquiriam era algo totalmente ímpar. As inúmeras personalidades por ele representadas foram protótipos para a versatilidade em incorporar diferentes perspectivas sob o olhar do personagem incorporada. A exemplos tem-se também o Aladdin Sane com a emblemática imagem do disco que até hoje é reconhecida pela sua simbologia. O Thin White Duke foi o último mas o mais controverso e polêmico de todos, com o visual totalmente diferente, muito mais galanteador, polido e com associações nazistas, que por ele foram negadas, com o disco Station To Station exemplificam seu lado camaleão.

david-bowie-69-anos-1.1
Foto: divulgação



Seu legado para a música contemporânea pode ser visto e ouvido através da discografia intensa e magistral que ele criou. Todas as influências e ideias adotadas modificaram como se configuram uma obra de arte, em todos os discos pode-se notar a flexibilidade de gêneros, arranjos e personas. A relevância adquirida em sua arte transparece hoje como interferência para outros artistas que puderam observar através de Young Americans, Ashes to Ashes, Hunky Dory, Diamond Dogs, Scary Monsters a magnitude estabelecida em seu poderio artístico e é inegável a sua colaboração para o futuro da música que foi estabelecida com suas ideias visionárias.  

*Isabelle Vasconcelos/Estagiária sob supervisão

Foto destaque: divulgação

 

Leia também: The Dark Side Of The Moon: O álbum sensorial da banda Pink Floyd

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Festas em João Pessoa para curtir este fim de semana

Saudade do carnaval? Não precisa ficar triste! Tem muita coisa bacana na cidade para aproveitar. Nossa cidade é sempre cheia de opções para não deixar ninguém de fora. Nesse fim de semana, não será diferente. Tem rock, reggae, jazz e muito mais! Vamos à lista de festas em João Pessoa imperdíveis.

 

Sexta (23/02)

 

Túlio Melo canta ELVIS

Nesta sexta às 21h, Túlio Melo encanta com os sucessos do rei do rock no Tramonto Wine Bar (Avenida Franca Filho, 508). Para fazer reservas, ligue para (83) 3185-7439. O couvert custa R$ 20,00.



elvis

 

Reggae na Vila com Kayapira

A banda de Campina Grande, Kayapira, tem esse nome para representar o homem do campo que gosta de reggae. Kaya é o primeiro disco do rei do reggae Bob Marley. E se mistura com a terminação “pira” de caipira. A festa começa às 22h, na Vila do Porto (Praça de São Frei Pedro Gonçalves, 08 – Varadouro). Os ingressos custam R$10,00.

 

Super Rock Nacional

A banda Radio Esterno vai tocar grandes sucessos de Engenheiros do Hawaii, Nando Reis, Cazuza, Capital Inicial, O Rappa, Paralamas, Charlie Brown Junior e outras grandes bandas do Rock Nacional. A festa acontece no After Pub (Av. Fernando Luiz Henrique dos Santos, 945), a partir das 22h. Para informações e reservas, entre em contato pelo Whatsapp (83) 99657-1960.

 

Sábado (24/02)

Jazz no Espaço com Néctar do Groove

O grupo musical Nectar do Groove e seu afrojazz volta a se apresentar no Centro Cultural Espaço Mundo (Praça Antenor Navarro, 53, Varadouro). A banda traz um som que passeia por diversos estilos musicais sempre mesclando com o jazz. Ritmos e estilos diferentes como baião, afrobeat, salsa, samba, jongo, funk entre outros, ganham novos arranjos nessa farra. O Couvert custa R$ 10 por pessoa. O show às 23h (bar abre às 20h).

 

Marcella Maul

Nesta sábado, todo o charme de Marcella Maul em um grande show no Tramonto Wine Bar,localizado na avenida Franca Filho, 508, em Manaíra. A festa começa às 21h e para fazer reservas, ligue (83) 3185-7439. O couvert custa R$ 20.

WhatsApp-Image-2018-02-21-at-00.09

Kiss Me

A primeira edição da festa vai ser nesse sábado, no Seven Club (Rua Coração de Jesus, 144, Tambaú), a partir das 22h. A Line Up conta com Rafa Dias, Pâmela Lima e Polly Félix tocando funk e pop. Vai ter open bar de shots de Chicletinho e Algodão doce free pra galera. O ingresso antecipado custa R$10 e pode ser adquirido clicando aqui.



foto3-2

 

Phosphorescet Party @ João Pessoa

A PHOSPHO já é tradicional no cenário pessoense. Vem agora pra curar a ressaca do carnaval, trazendo indie, pop e funk pra colocar todo mundo pra dançar. Muito neon vai colorir a noite na Vila do Porto (Praça São Frei Pedro Golçalves, 8 – Varadouro) a partir das 23h. Para comprar ingressos, vá até a Loja Vida Real do Mag Shopping, no dia 19/02. Ou ainda, compre antecipadamente pelo site clicando aqui. Os valores variam de R$10 a R$25. Quem toca lá são os DJs Gutemberg Lima, Lívia Rodrigues, Felipe Matheus e Tainá Lima.

 

Domingo (25/02)

 

Baile dos Sonecas

O Baile dos Sonecas vai balançar a Usina Cultural Energisa (João Bernardo de Albuquerque, 243, Tambiá) no domingo, a partir das 17h. O motivo é a comemoração ao Aniversário do Professor Cleweson Santos! As atrações são os DJs Adriano Santtus (PB) e Yone Sanchez (PE). Os ingressos antecipados custam R$20 e estão à venda na Leo Aires Casa de Dança, no Espaço SH e no Dança a Dois. Vai haver sorteios de prêmios.

 

Veja mais eventos na nossa agenda cultural completa!

 

Por Larissa Rodrigues: desenhista do @be.my.type, internacionalista e mestranda de Relações Internacionais da UEPB. Adora falar de política, espiritualidade e coisinhas que amenizam nossa experiência de vida: filmes, moda, viagens e comida!!!



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Quem é Jojo Todynho, esse tiro de mulher?

Afinal de contas, quem é Jojo Todynho? Essa mulher que leva a mulher negra, gorda e funkeira para as principais mídias do Brasil, faz sucesso com o hit “Que tiro foi esse?”. Se você é um ser humano no Brasil, já ouviu a música tocando por aí. Jojo se sente muito feliz com seu corpo, principalmente com seu busto tamanho 58. A moça de 20 anos e 1,50m estourou nas redes sociais ao participar do clipe Vai Malandra, de Anitta. Muito antes dele ser lançado o clipe, ao serem veiculados pedaços do vídeo em que Jojo aparece, ela ganhou visibilidade imediata.

Jojo fala de respeito e inclusão nas suas redes sociais. Ela diz que sua motivação é empoderar as mulheres. Gleise de Jesus Menezes nasceu em Bangu, no Rio de Janeiro e hoje mora na Lapa. Desde o ano passado, quando ficou famosa, simplesmente por ser quem ela é, ela já posou na Vogue de roupão. Foi a vários programas de tv e ostenta 1,8 milhões de seguidores no Instagram.



Bom dia ❤️ abra o coração e diga eu te amo, eu me amo 😍 vamos que vamos ❤️💃

Uma publicação compartilhada por JoJo (@jojotodynho) em

Jojo disse em entrevistas que sempre sofreu preconceito por ser gordinha e ter seios fartos, mas nunca ligou pra isso. O apelido “todynho” veio da personagem Terezinha do programa Vai que Cola, no Multishow. É uma bordão da personagem super empoderada, que Jojo tomou para si.

Se você ainda não viu o clipe, olha só que tiro! O vídeo já chegou a 59 milhões de visualizações no Youtube.



 

A repercussão na internet está sendo a melhor possível. Muita gente tem feito vídeos caseiros dançando a música e postando nas redes. Veja alguns deles:

 

😊❤😊 Amei #Repost @natalacessivel Que tiro foi esse? Natal Acessível também é tendência! @jojotodynho olha o tiro da inclusão! #quetirofoiesse #jojotodynho #tirodainclusao #funk #moda #entrandonaonda #cadeirante #inclusao #wheelchair @bibitavares14 @thaisysblanc @eduardo_amoriiim @ivaelisangela @joaopaulo_arauj0 @leidy_dantas0 @marilianatalacessivel

Uma publicação compartilhada por JoJo (@jojotodynho) em



Recebi e me falaram que é um time formado só por gays, Ameii 😍😍 #Repost @futeboysfc Que tiro foi esse, viado? #quetirofoiesse @ligaybr Olha nosso clima do amistoso do dia 20 de janeiro?

Uma publicação compartilhada por JoJo (@jojotodynho) em

Leia também Quem é MC Fioti, do Bum Bum Tam Tam?

 

Por Larissa Rodrigues: desenhista do @be.my.type, internacionalista e mestranda de Relações Internacionais da UEPB. Adora falar de política, espiritualidade e coisinhas que amenizam nossa experiência de vida: filmes, moda, viagens e comida!!!

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Quer receber mais conteúdo legal gratuitamente no seu e-mail? Assine a nossa Newsletter!

Quem é MC Fioti, do Bum Bum Tam Tam?

O menino de Capão Redondo, Zona Sul de São Paulo, de 23 anos, compôs e produziu em seis horas o funk brasileiro mais ouvido do Youtube, com mais de 560 milhões de visualizações. Leandro Ferreira, o MC Fioti, é filho de uma empregada doméstica que o criou sozinha. Sua história é igual a de tantos meninos da periferia. Trabalhou em lanchonetes, foi servente de pedreiro e catou papelão e alumínio na rua, até compor Bum Bum Tam Tam.

Foi só com um celular e um computador que ele criou o funk. Apendeu a mexer nos programas de edição de áudio, vendo tutoriais no youtube. Baixou uma “flautinha” qualquer da internet – nem sabia que o compositor da melodia era o famoso alemão Sebastian Bach. Foi mixando a batida e pronto! Hoje, sua mãe não trabalha mais como empregada doméstica e MC Fioti vive uma rotina agitada de compromissos.



Bum Bum Tam Tam ganhou até uma versão em três línguas (inglês, português e espanhol), com a participação dos astros internacionais o colombiano J Balvin, o rapper americano Future, a britânica Stefflon Don e o espanhol Juan Magán. Essa mistura é para tentar emplacar Bum Bum Tam Tam no cenário internacional. Fioti agora capricha no estudo do inglês para cumprir os novos compromissos da agenda.

O rapaz tem muito talento com mixagem de som. Não é à toa que já trabalhava há um ano vendendo seus funks por duzentos reais numa gravadora. Mas para quem não entende por quê o funk faz tanto sucesso, basta lembrar que esse é o som da periferia. É a realidade social da maioria dos brasileiros. Se não tem qualidade técnica, esbanja gingado. A diferença entre Leandro e quem o critica se chama “oportunidade”. Quem estudou, pode até conhecer a história de Bach, mas Leandro teve a ousadia de usar o que tinha pra fazer o que acreditava. É muito fácil julgar a cultura alheia, com um diploma na mão e uma educação de classe média/alta. Difícil é passar por cima do preconceito pra lutar pelo seu sonho.

 

Gostou do conteúdo? Leia também Música: quem é Tiago Nacarato, o candidato que cantou samba no The Voice Portugal?

 

Por Larissa Rodrigues: desenhista do @be.my.type, internacionalista e mestranda de Relações Internacionais da UEPB. Adora falar de política, espiritualidade e coisinhas que amenizam nossa experiência de vida: filmes, moda, viagens e comida!!!



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Quer receber mais conteúdo legal gratuitamente no seu e-mail? Assine a nossa Newsletter!

6 bares em João Pessoa para curtir boa música

 

Ainda não sabe o que fazer no fim de semana? Acesse a nossa agenda cultural!

 

Quando chega o fim de semana, a gente já pensa em lugares legais para sair. E nada melhor do que a junção bar + boa música para fazer qualquer programa ficar legal, não é mesmo? João Pessoa tem diversos lugares para quem curte esse tipo de diversão, regada a bebidinhas e acordes. Listamos aqui seis bares musicais para aproveitar o fim de semana na capital paraibana!

 

Tramonto Wine Bar

Para quem curte música de alto padrão, o Tramonto Wine Bar, em Manaíra, certamente é o lugar ideal. O bar de vinhos aposta em apresentações de jazz, blues e MPB com artistas de alta qualidade nas quintas, sextas e sábados da casa. O projeto inovador, intitulado Música Boa ao Vinho, traz para a capital uma nova proposta que vem agradando aqueles que apreciam um ambiente mais sofisticado e intimista.

Confira a nossa entrevista com Evangelina Etchebest, uma das artistas que se apresenta no Tramonto:

 

 

After Pub

O After Pub, no Bessa, é uma opção legal para quem curte um ambiente mais descolado. A casa aposta em apresentações de rock e MPB, aos fins de semana, e já ficou conhecida por promover tributos a grandes nomes da música, como Chico Buarque, Maria Betânia e O Rappa.

 

Empório Café

Localizado em Tambaú, o Empório Café já é tradição na noite pessoense. A casa promove, aos fins de semana, festas que trazem DJs e bandas do cenário local, sempre com garantia de muita animação. Há também no calendário fixo da casa algumas noites de karaokê, para aqueles que desejam soltar a voz.

 

Espaço Mundo

Na Praça Antenor Navarro, coração do Centro Histórico da cidade, o Espaço Mundo abre caminho para bandas do cenário alternativo paraibano. A casa também aposta em noites temáticas, além de shows de jazz e samba que eventualmente animam o público por lá.

 

Bessa Grill

Os amantes de forró e sertanejo certamente devem encontrar no Bessa Grill o cenário ideal para uma noite de diversão, chope e música. A casa aposta em apresentações musicais essencialmente desses dois ritmos, além de shows de humor que eventualmente fazem a animação do público por lá.

 

General Store

A General Store, no Centro, reúne um ambiente divertido e eclético, para agradar a todas as tribos. Como o próprio nome já diz, no local funciona uma loja de camisetas, sapatos e até café, além de apresentações musicais e shows que animam o fim de semana da galera.

 

Quer receber mais conteúdo legal gratuitamente no seu e-mail?



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

Paraibana Nathalia Bellar garante vaga no The Voice Brasil

Natural de João Pessoa, Nathalia Bellar conquistou os jurados do The Voice Brasil ontem (19) cantando “Vou Deitar e Rolar (qua-qua-rá qua-quá)” nas audições às cegas. Apesar da escolha ousada, afinal não é para qualquer um optar por uma canção imortalizada na voz de Elis Regina, Nathalia fez as cadeiras de Lulu Santos e Michel Teló virarem, garantindo uma vaga para a próxima fase do programa. Após elogios dos jurados, a paraibana optou por ingressar no time de Lulu Santos.

Aos 32 anos, Nathalia Bellar vem de uma família envolvida com a música. Após iniciar a carreira cantando MPB em barzinhos na cidade de João Pessoa, agora ela se dedica também à música autoral. Além de cantar, Nathalia atualmente cursa a faculdade de Turismo.

 

Confira a apresentação de Nathalia Bellar no The Voice Brasil:



Leia mais –  Nathalia Bellar apresenta show Forró Groove hoje (20/10) no Tramonto Wine Bar

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

Música: quem é Tiago Nacarato, o candidato que cantou samba no The Voice Portugal?

Larissa Rodrigues*

 

Tem um moço que zerou a internet nos últimos dias. Ele se chama Tiago Nacarato, tem 27 anos e mora na cidade do Porto, em Portugal. O rapaz viralizou nas redes sociais com o vídeo da sua apresentação na Prova Cega, do programa The Voice português. Com uma performance intimista de voz (e que voz, hein?) e violão, ele cantou “Onde Anda Você” de Vinícius de Morais e Toquinho.

Talvez porque outros candidatos cantaram em inglês, e outros ainda cantaram músicas mais óbvias, ele se destacou com uma escolha diferente e marcante. Nada como a arte intensa e curiosamente simples da Bossa Nova brasileira. Na era dos grandes espetáculos, com pirotecnia e malabarismos, o revolucionário é o banquinho e o violão.



Tiago Nacarato começou sua apresentação e, na primeira frase da música, três jurados viraram a cadeira pra ele. O último virou depois de alguns minutos. No Youtube, o vídeo da prova está bombando, com mais de 1,6 milhões de visualizações de pessoas de vários países diferentes. Um dos comentários diz em inglês que não entendeu nenhuma palavra, mas essa voz é ouro líquido!

 



O grupo musical que Tiago Nacarato participa é o Bamba Social. Eles tocam samba e bossa, principalmente. Infelizmente, não há previsão de shows no Brasil (produtoras, pelamor!). Tiago afirmou em entrevista ao próprio reality show, que está um pouco assustado com a repercussão, pois isso representa maior responsabilidade para com o público (vamos continuar te amando, Tiago! <3).

O pai do rapaz é brasileiro, se chama Alexandre Nacarato, e também é músico. Levava Tiago em suas apresentações em bares e restaurantes. Foi numa dessas oportunidades que o pequeno cantor, aos 6 anos, estreou no palco.

#narcos

Uma publicação compartilhada por Tiago Nacarato (@tiago_nacarato) em

Ficamos muito felizes por ele levar a música brasileira como bandeira. O Brasil está torcendo e espera ansiosamente por um show por aqui! Independente do desenrolar da competição, sua estrela já brilhou, Tiago!

Larissa Rodrigues é desenhista do @be.my.type, internacionalista, mestranda de Relações Internacionais da UEPB, que adora falar de política, espiritualidade e coisinhas que amenizam nossa experiência de vida: filmes, moda, viagens e comida!!!

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

Entrevista: Túlio Melo fala sobre a carreira e o projeto de jazz que apresenta no Tramonto

Entrevistamos o cantor paraibano Túlio Melo, que nos contou sobre a carreira cantando em navios de cruzeiro e sobre o projeto de jazz que apresenta no Tramonto Wine Bar. Confere o vídeo:



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

Evangelina Etchebest comenta projeto de tangos e boleros que apresenta no Tramonto



 

O Rota Principal, em parceria com o Tramonto Wine Bar, lança o projeto “Música Boa ao Vinho”: uma série de entrevistas com artistas de alto padrão que apresentam-se na casa semanalmente.

E para dar início à série, entrevistamos a cantora argentina Evangelina Etchebest, que falou sobre sua relação com a música e a recepção do público ao projeto de tangos e boleros que ela trouxe para João Pessoa. Confere o vídeo:

 

 

 

Leia mais: Tramonto Wine Jazz Festival garante boa música às noites de quinta-feira

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3