Avaliação dos aeroportos brasileiros é a melhor desde 2013

Pela primeira vez nos últimos seis anos, os 20 principais aeroportos brasileiros receberam, entre os meses de abril e junho, notas acima de 4 (bom) pelos passageiros, em uma escala de avaliação que vai até 5 (muito bom).



Os dados fazem parte da Pesquisa de Satisfação do Passageiro e de Desempenho Aeroportuário, realizada pelo Ministério da Infraestrutura. O resultado também pode ser visto em estudo realizado anualmente pelo Ministério do Turismo.

Na escala geral, os aeródromos aparecem entre as cinco melhores avaliações feitas pelos visitantes internacionais no ano passado. Hospitalidade ocupa o primeiro lugar com 97,9%, seguido dos alojamentos (96,7%), da gastronomia (95,9%) e dos restaurantes com 95,8%. Entre os piores resultados na satisfação dos estrangeiros ficaram as rodovias brasileiras com 71,7%, a telefonia e internet (74%) e os preços (77,1%). Acesse aqui a pesquisa do MTur.



Segundo o Ministério da Infraestrutura, o percentual de satisfação dos passageiros vem aumentando desde 2013, quando teve início a série histórica. No primeiro trimestre daquele ano, 69% dos viajantes avaliavam os aeroportos como bons ou muito bons. Hoje, 90% dos usuários estão satisfeitos ou muito satisfeitos. Além disso, dos 38 indicadores avaliados, 82% (31) obtiveram, de forma geral, média superior a 4 (bom).

Por Cecília Melo-Mtur / Foto destaque: Divulgação Infraero

Leia também: Turismo cultural é destaque no calendário nacional de eventos

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

Vilarejos acolhedores são atrativos para quem busca sossego e paz

Vilas e povoados adornados de coqueiros, no alto da serra ou no meio da mata nativa entraram no mapa dos destinos do turismo brasileiro e, mesmo com população reduzida e a sensação de que o tempo parou, oferecem serviços com qualidade e simplicidade para receber bem os visitantes em busca de tranquilidade. Os vizinhos são chamados pelos nomes. A vendinha continua familiar, a comida caseira e a receptividade aos visitantes são as principais características desses locais que oferecem turismo de base comunitária. A Praia do Bonete, em Ilhabela (SP) é reconhecida como um desses lugares paradisíacos não muito longe da maior metrópole brasileira.

São-Miguel-do-Gostoso-Marcos-Bohler
São Miguel do Gostoso Foto: Marcos Bohler



Na “esquina do continente”, onde o Oceano Atlântico faz a curva, São Miguel do Gostoso, no Rio Grande do Norte, é destino de brasileiros e estrangeiros que buscam sossego e praticantes de esportes movidos pelo vento como kitesurf e windsurf. O vento sopra forte e faz casadinha com o sol o ano inteiro. O colorido das velas deslizando na água e no ar compõe com os barcos de pescadores ancorados na enseada. O turismo na vila, que fica 100 km ao norte da capital potiguar, contrasta com a badalação de Natal. O cenário continua rústico e aconchegante na orla pontilhada de quiosques, pousadas e restaurantes entre as dunas e o mar.

Icaraí-de-Amontada-Thomas-Collins
Icaraí de Amontada Foto: Thomas Collins



Icaraí de Amontada (CE), a 220 km de Fortaleza, é outra pérola entre as praias nordestinas. A Vila de Caetanos é um dos principais locais para a prática de Kitesurf e Windsurf no Ceará. A pacata aldeia de pescadores com suas embarcações, além dos ventos fortes e águas cristalinas, é adornada pelos coqueiros e dunas. Itaúnas (ES), segue o mesmo ritmo da costa do Nordeste. O povoado de pescadores tem casas simples e uma praia de areia fina e dourada. A água do mar é cristalina. As pousadas são aconchegantes e a comida caseira faz o turista se sentir em casa. A tranquilidade do local é um convite para quem busca um destino sossegado e familiar.

Tiradentes-Chistyam-de-Lima
Tiradentes (MG) Foto: Chistyam de Lima



Cidades históricas como Tiradentes (MG), Goiás (GO), Natividade (TO) e Paraty (RJ) movimentam o turismo. Alguns distritos desses destinos são ainda mais pacatos e atrativos como a Vila de Trindade, em Paraty, e a Vila do Abraão, na Ilha Grande, em Angra dos Reis (RJ). O ar bucólico torna-se mais encantador pela preservação da Mata Atlântica e a sensação de tranquilidade. O turista é atraído pelo aconchego dos hostels, pousadas, campings, lojas de artesanato e restaurantes. O clima tropical é um convite permanente para mergulhar na praia e relaxar na areia.

Chapada-dos-Veadeiros-Plli-Di-Castro
Chapada dos Veadeiros Foto: Polli Di Castro

Leia também: Descubra o que tem no melhor quarto do hotel mais caro do mundo

A Chapada dos Veadeiros (GO), a 250 km de Brasília, tem São Jorge como principal atrativo. O destino de natureza e aventura foi um acampamento de garimpeiros. O povoado já tem facilidades como luz elétrica, internet e asfalto. Já as ruas continuam de terra. As sandálias de dedo ditam moda entre os turistas. A comida com ingredientes do Cerrado, como baru, guariroba e pequi domina o cardápio. São Jorge fica na entrada do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, que preserva boa parte do Cerrado e algumas das cachoeiras mais visitadas da região como os Saltos do Rio Preto. De 20 a 28 de julho, o vilarejo vai sediar o XVIII Encontro de Culturas Tradicionais, reunindo raizeiros, parteiras, benzedeiras, quilombolas e indígenas.

Por Geraldo Gurgel Mtur Foto destaque: Rogério Cassimiro



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!
Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

Quer receber mais conteúdo legal gratuitamente no seu e-mail? Assine a nossa Newsletter!