Moda: como ser fashion em todas as ocasiões com apenas 7 calçados coringa

Larissa Rodrigues*

 

Vontade de fazer a louca das compras é uma coisa, mas limite no cartão e dinheiro no bolso é outra bem diferente. É por isso que pobre tem que ser inteligente, meu povo. Para ser pobre com estilo, é preciso planejar em quais peças serão investidos nossos suados salários. Por isso, fizemos uma lista de modelos de calçados coringa para você conseguir usar em todas as ocasiões. Com apenas 7 modelos, é possível ter conforto, versatilidade e estar na moda ao mesmo tempo. O ideal é comprar peças de boa qualidade, para que durem bastante. Vamos à listinha do amor:

 

Scarpin

Uma peça clássica do guarda-roupa feminino, não poderia faltar nessa listinha, né? O scarpin é bacana para dar um ar sensual no look. Mas também deixa pode ser sério o bastante para uma reunião de trabalho.

scarpin

 

Tênis Branco

Demos graças pela moda do tênis branco! Versátil e confortável, era tudo o que nós pedimos a Deus. Ele fica bem com um vestidinho ou com short no verão.

tênis



Mary Jane

Os sapatos desse modelo são confortáveis e femininos. Costumam ter saltos médios, uma maravilha para os dias em que é necessário andar muito de salto. Equilibre a feminilidade do Mary Jane com roupas mais descoladas.

mary-jane

 

Flat Mule

Imagina se desse pra usar rasteirinha numa reunião de negócios? Seria mágico né? Mas que ideia boba, claro que não… Pera! O flat mule é uma ótima opção para deixar os pés mais livres e ainda fazer a fina! Pelo seu jeito sério, ele combina bem com roupas de trabalho. Mas também dá para fazer um contraste da seriedade do flat mule com um shortinho de alfaiataria.

flat-mule



Alpargata

Pau pra toda obra, sabe? Se for algo mais informal, coloca ele no pé que não tem erro! Um item fundamental numa lista de calçados coringa.

alpargata

 

Rasteira

Tem que ter, né? Vai ao shopping, ao calçadão da praia, a rasteirinha é super versátil, ainda mais com o verão batendo na porta.

rasteira



Oxford de salto

Ótimo para looks mais ousados, o oxford de salto brinca com a influência do masculino na moda feminina. Se combinado com um vestido, por exemplo, além de sexy, pode ficar bem moderno!

oxford-de-salto

 

*Larissa Rodrigues é desenhista do @be.my.type, internacionalista e mestranda de Relações Internacionais da UEPB. Adora falar de política, espiritualidade e coisinhas que amenizam nossa experiência de vida: filmes, moda, viagens e comida!!!

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

Decoração: a técnica Montessori de decorar o quarto do bebê

Larissa Rodrigues*

 

Uma das primeiras preocupações que os pais têm durante a gravidez é com o quarto para receber o novo integrante da família. É um momento especial a escolha de cada detalhe. Mas quanto mais a gente pesquisa, mais descobre a infinidade de cuidados a serem tomados com o bebê. Para os pais que estão querendo algo além de um quartinho bonito, existe uma técnica baseada no método Montessori.

foto3-3

Uma teoria desenvolvida pela médica e educadora Maria Montessori, que defendia a influência do ambiente na capacidade de livre expressão das crianças. A pesquisadora nasceu em 1870, em Chiaravalle, na Itália. Formou-se em 1896, como médica, e passou a trabalhar na Psiquiatria. Dra Maria Montessori envolveu-se no tratamento de crianças com necessidades especiais em uma escola especial para elas. Chegou a inscrevê-las numa competição italiana de educação, e para sua surpresa, suas crianças tiveram um desenvolvimento muito superior às que não tinham nenhuma dificuldade cognitiva e que haviam estudado em escolas tradicionais.



 

foto1-4

Investigando o motivo de suas crianças terem sido tão superiores às outras, apesar delas terem maiores obstáculos em virtude de suas dificuldades cognitivas, Dra Montessori chegou à conclusão de que as crianças da escola especial tinham se desenvolvido melhor devido às salas preparadas para estimula-las. Uma série de objetos eram dispostos na altura das crianças para que elas pudessem sentir e se desenvolver adequadamente.

Essa descoberta foi tão importante, que já influenciou muitas escolas pelo mundo. Chegou também na decoração. A ideia é transformar o quarto dos meninos e meninas num lugar que estimule seu aprendizado através dos sentidos.



 

foto2-3

Sendo assim, a mobília deve ser menor, para que eles possam alcançar. Também devem estar disponíveis brinquedos e atividades estimulantes. Isso vai ajudá-los a se tornarem mais independentes. Roupas e sapatos precisam estar à mostra, para que os pequenos possam pegar e vestir sozinhos. Espelhos são importantes para que eles vejam seu próprio reflexo.

Leia também:

6 Instagrams de decoração para seguir e se inspirar!

Decoração: como organizar a casa para um jantar romântico

 

Por Larissa Rodrigues: desenhista do @be.my.type, internacionalista e mestranda de Relações Internacionais da UEPB. Adora falar de política, espiritualidade e coisinhas que amenizam nossa experiência de vida: filmes, moda, viagens e comida!!!



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

Crítica: First They Killed My Father e o que realmente importa nessa vida



Larissa Rodrigues*

 

O filme, dirigido por Angelina Jolie, é a perspectiva de Loung Ung (Sareum Srey Moch) sobre o regime do Khmer Rouge, o comando comunista do Camboja durante os anos de 1975 e 1979. First They Killed My Father é também um livro, escrito pela própria Loung Ung, ativista cambojana que conta sua experiência nesses anos difíceis. Na época, ainda era uma criança de 5 anos, quando teve de abandonar a casa, os sonhos e a dignidade e se mudar para um acampamento do Khmer Rouge.

Angelina Jolie tem uma história de ativismo social na Ásia e na África. Nesse trabalho, certamente coroa a sua luta pelos direitos humanos. Depois de Amor Sem Fronteiras (2003), no qual participou como atriz, Angelina tem a oportunidade de dirigir um longa. Colocando seu olhar sobre esse genocídio tão cruel, ela escolhe contar pela ótica de uma criança. Durante quase todo o filme, a câmera filma da altura dos olhos de Loung, a personagem principal. Assim, temos uma visão às vezes confusa, às vezes onírica do que acontece. Refletindo o desamparo da personagem.

Sem muitas explicações, poucas falas, trilha sonora sutil, o filme cria um clima reflexivo sobre o sofrimento dos povos subjugados por regimes autoritários. O Khmer Rouge tinha ideias muito radicais sobre reformas sociais. Suas políticas acabaram matando milhares de pessoas.

A pequena Loung nos lembra que neste momento (não importa a hora que você está lendo isso), há milhares de crianças-soldado e refugiadas de conflitos no mundo. O desamparo estampado na cara da atriz Sareum Srey Moch, representa o rosto atônito do menino sírio vítima de bombardeio, que nem conseguia chorar. Ou ainda o menino refugiado morto na praia. Casos largamente difundidos na mídia.

Hoje, as ideias inflamam as redes sociais e se refletem nas urnas. Ideias cada vez mais radicais, tanto de um lado, quanto de outro. Durante a história, muitas ideias como essas tomaram o poder, espalharam destruição e foram derrubadas. Mas o mal sempre acha um jeito de se reerguer. Tudo isso nos obriga a refletir: o que realmente importa nessa vida?

 

Larissa Rodrigues é desenhista do @be.my.type. Internacionalista, mestranda de Relações Internacionais da UEPB. Adora falar de política, espiritualidade e coisinhas que amenizam nossa experiência de vida: filmes, moda, viagens e comida!!!

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

Moda: 4 versões acessíveis para peças de grife

Larissa Rodrigues*

 

Você já teve a sensação de que sempre que entra numa loja tem o superpoder de achar a coisa mais cara e se apaixonar por ela? É, eu sei… Para nós que nascemos com esse radar, mas não herdamos uma fortuna pra sustentar esse bom gosto todo, o Rota traz uma listinha do amor de opções mais baratinhas para algumas das peças de grife mais desejadas.

Algumas peças fazem tanto sucesso, que se tornam ícones de estilo. Como os modelos mais clássicos da estilista Coco Chanel, por exemplo. Ela eternizou o tailleur, aquele blazer geralmente preto e branco, as bolsas de matelassê, os colares de pérolas e os sapatos bicolores.

Não precisamos gastar fortunas nesses produtos, mas podemos gostar de moda ainda assim. Alguns desses sapatos e bolsas de grife chegam a 15 ou 17 mil reais. Mas há opções no mercado, que são inspirados nos modelos que viraram moda, e que cabem no nosso bolso.



Leia mais –  Armário-cápsula: como se vestir bem gastando pouco

 

Chanel

A bolsa matelassê, que é esse tipo de costura decorativa, também é uma boa aposta. Uma peça coringa para combinar com looks mais despojados, pois ela será um contraste clássico na composição.

foto1-3
1- Bolsa Matelassê Loucos e Santos / 2- Bolsa Matelassê Chanel

OPÇÃO: Bolsa Loucos e Santos Matelassê, de R$ 194,90.

 

O famoso sapato bicolor não sai de moda nunca, porque é atemporal. É simples e moderno a qualquer tempo. Ele combina muito bem com vestidos, com calças de alfaiataria e até com calça jeans. Super versátil.

foto2-2
3- Sapato Bicolor Chanel / 4- Sapato Cecconello Matelassê

OPÇÃO: Scarpin Matelassê Castor, de R$ 125,90.



Valentino

O sapato Rockstud Valentino dominou o Instagram. Não sei no feed de vocês, mas no meu, só tem celebridade e blogueira calçando esse modelo. É um modelo bem feminino, mas com uma pegada rocker. Fica lindo em contraste com peças mais femininas, como vestidos evasê. Mas também arrasa num look calça jeans e blusa branca. Ou seja, seria um sonho?

foto3-2
5- Scarpin Santa Lolla / 6- Valentino Rockstud

OPÇÃO: Scarpin Santa Lolla Rebites, de R$ 299,90.

 

Jimmy Choo

O scarpin de salto agulha com brilho é aquela peça-chave para se ter no armário. Quando aparecer um evento mais chique, é só combiná-lo com um vestido de que você já tenha, ou emprestado, ou alugado. Se ele for de um tom que se assemelhe à cor da sua pele, melhor ainda. Alonga a silhueta e combina com qualquer cor de vestido.

foto4-2
1- Jimmy Choo Modelo Nude Suede With Crystals / 8- Sandália Luiza Barcelos Boreal Dourada

OPÇÃO: Sandália Boreal Ouro, da Luiza Barcelos, de R$ 340,90.

 

Larissa Rodrigues é desenhista do @be.my.type, internacionalista, mestranda de Relações Internacionais da UEPB, que adora falar de política, espiritualidade e coisinhas que amenizam nossa experiência de vida: filmes, moda, viagens e comida!!!



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

Decoração: como organizar a casa para um jantar romântico

Larissa Rodrigues*

 

Quer fazer uma surpresa romântica para a sua cara-metade? Na correria do dia a dia, a gente esquece de fazer pequenas surpresas para quem amamos, mas é muito importante manter viva essa paixão. Ter um momento só do casal (off-line!) é fundamental pra que haja conversa e criação de laços. Por isso, temos algumas dicas para criar uma decoração simples na sua casa e surpreender o(a) cremoso(a) com um jantar romântico!

Não precisa ser um expert. Qualquer um, com empenho e coisas que você tem em casa, ou compradas no precinho, pode fazer uma surpresa pra lá de especial. Lembrando que não tem que ser uma data comemorativa. O próprio fato de estarmos vivos e felizes já é motivo pra comemorar.

Estimular os sentidos é uma forma de gravar na memória a história do casal. O conjunto de cheiros, imagens, sons e sabores cria a identidade do relacionamento.

Se liga nas dicas!



 

Iluminação

A intensão é criar um clima de aconchego e romance. Dá pra usar velas – inclusive aromatizadas – e luzes do tipo pisca-pisca. Distribua as luzes pelo local para criar uma meia luz.

foto5-1

 

Aromas

Uma boa sugestão é a fragrância patchouli. Essa essência pode ser encontrada em forma de aromatizadores de ambiente, incensos e óleos corporais. Ela tem o poder de despertar a sensualidade e a paixão. Fundamental num jantar romântico.

foto2-1



Sabores

Capricha na comida! Se você não é afeito(a) às panelas, não tem problema. Não é por isso que o seu par romântico não vai mais gostar de você. Vale pedir um delivery ou pegar uma receita na internet. Mesmo que seja algo simples, se certifique de que está saboroso e que é do agrado do seu amor.

foto1-2

 

Flores

Em matéria de romantismo e expressão de delicadeza, as flores são campeãs. É batata! Não precisam ser rosas, muito menos vermelhas. Acho inclusive que fugir do óbvio pode ser bem interessante.

foto4-1



Música

Aí é com você. Faça uma playlist com as músicas preferidas do casal para servir de trilha sonora para o jantar. Misture músicas de vários estilos para não ficar cansativo. Solte a imaginação!

foto3-1

 

Larissa Rodrigues é desenhista do @be.my.type, internacionalista, mestranda de Relações Internacionais da UEPB, que adora falar de política, espiritualidade e coisinhas que amenizam nossa experiência de vida: filmes, moda, viagens e comida!!!



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3