Crítica: animação O Touro Ferdinando é sensível e profunda

Em cartaz nos cinemas, a animação O Touro Ferdinando, dirigida pelo brasileiro Carlos Saldanha, é muito mais do que um filme para crianças. Na história, Ferdinando é um touro nascido em uma fazenda que vende animais para as touradas, tradicionais na Espanha. Porém, ele não é como os outros touros, pois detesta brigas e gosta de cheirar flores. A animação é muito sensível e traz reflexões profundas sobre as diferenças.

 

Confere a crítica do filme no vídeo e aproveita para se inscrever no nosso canal clicando aqui!



 

Leia mais sobre cinema clicando aqui!

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

10 coisas que as mulheres não aguentam mais ouvir!

Sabe aquele comentário machista que as pessoas insistem em fazer? Se você é mulher, certamente sabe do que a gente está falando. Apesar de termos avançado muito nos direitos das mulheres, a sociedade ainda é marcada por muito preconceito e machismo, o que nos faz ainda ter que ouvir muitos absurdos por aí. De uma vez por todas, listamos 10 coisas que as mulheres não aguentam mais ouvir. Esperamos que fique claro dessa vez!

Confere o vídeo e aproveita para se inscrever no nosso canal clicando aqui!



 

Leia mais – 5 palestras do TED que vão mudar a sua vida

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

5 palestras inspiradoras do TED que vão mudar a sua vida

Na vida, todos passamos por dificuldades e problemas, mas a forma com lidamos com essas situações é bem diferente. Muitas vezes é possível tirar grandes ensinamentos das nossas experiências, e é importante compartilhá-los para ajudar outras pessoas.

Selecionamos 5 palestras inspiradoras do TED Brasil que vão mudar a sua forma de ver a vida e aprender com as experiências do outro.

 

Felicidade é aqui e agora – Clóvis de Barros Filho

O professor de filosofia Clóvis de Barros Filho fala sobre como nós projetamos a felicidade para o futuro e o quanto é necessário viver o agora.



Everest: do fundo do poço ao topo do mundo – Thais Pegoraro

A coach de executivos e headhunter Thais Pegoraro compartilha como superou um momento difícil da vida e começou o “Projeto 7 Cumes”, no qual escalou as maiores montanhas de cada continente.

 

A mulata que nunca chegou – Nátaly Neri

A estudante de Ciências Sociais e youtuber Nátaly Neri fala sobre o preconceito que enfrentou durante a vida e os padrões de beleza impostos à figura da mulata.



A determinação para achar o sentido da vida – Eduardo Marinho

O artista plástico Eduardo Marinho conta porque largou o lar da família rica para viver nas ruas e tentar encontrar o real sentido da sua vida.

 

A forma como você encara um momento pode mudar tudo – Paola Antonini

A modelo Paola Antonini explica como o acidente que a fez perder a perna trouxe grandes ensinamentos que mudaram a sua vida para sempre.

 

Leia mais – Como economizar para realizar os seus sonhos



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

7 dicas imperdíveis para economizar em viagens!

Viajar é uma forma de ampliar os horizontes e a nossa visão de mundo, passando por experiências únicas que levamos para sempre na memória. Ao sair de casa, conhecemos novas culturas, fazemos amizades e descobrimos lugares maravilhosos. Porém, muita gente se priva dos prazeres de viajar por achar que é financeiramente impossível. Mas com organização e planejamento, tudo pode acontecer!

Para ajudar a realizar esse sonho, listamos 7 dicas imperdíveis que vão te ajudar a economizar em viagens. Confere o vídeo e aproveita para se inscrever no nosso canal!



 

Veja mais conteúdo sobre viagens clicando aqui! 

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

4 destinos na Paraíba para visitar e se encantar!

A Paraíba ainda não é um destino tão explorado por turistas. À exceção de Campina Grande e João Pessoa, que são bastante conhecidas, muitos lugares incríveis ainda são desconhecidos por quem visita o estado, ou mesmo pelos próprios paraibanos.

Com suas várias sub-regiões, as terras paraibanas guardam belezas naturais e culturais capazes de encantar qualquer pessoa. Listamos quatro destinos na Paraíba não tão conhecidos, mas apaixonantes!

 

Alagoa Grande e Areia

alagoa-grande

O Brejo paraibano ainda é pouco conhecido, mas guarda excelentes atrações para quem gosta de história, além de belezas naturais encantadoras. Na cidade de Alagoa Grande, por exemplo, é possível visitar o Memorial Jackson do Pandeiro, um museu em homenagem ao músico paraibano, e se apaixonar pela arquitetura luxuosa do Teatro Santa Ignêz, localizado no centro da cidade. Já em Areia podemos conhecer um pouco da cultura da cana-de-açúcar, que foi por muitos anos a principal fonte de renda da região. Na cidade existem museus abertos à visitação, como o Casarão José Rufino, onde é possível visitar algumas senzalas, além de conhecer engenhos de produção de cachaça, bebida típica do local. A cidade também conta com vistas maravilhosas das serras e é perfeita para quem busca a tranquilidade de uma cidade pequena. Fizemos um post com roteiro de um dia em Alagoa Grande e Areia. Clique aqui para conferir!



Parque Estadual do Pico do Jabre

pico-do-jabre
Foto: Reprodução/Youtube

O Pico do Jabre é o ponto mais alto da Paraíba, 1.197 metros de altitude, localizado no município de Matureia, próximo de Patos. É possível escalá-lo a pé ou em carros 4×4, pois apesar de ter a subida toda calçada, ela é bastante íngreme. Do alto do pico é possível avistar todo a região, com vistas lindas que certamente valem o esforço. Na região há engenhos para visitação, além de um restaurante localizado ao pé da serra que serve a legítima comida regional, e conta com um pequeno museu de artigos sertanejos.

 

Parque Estadual da Pedra da Boca

pedra-da-boca-hora-do-vale
Foto: Hora do Vale

Localizada no município de Araruna, a Pedra da Boca é uma formação rochosa de 336 metros de altura, que ficou conhecida assim graças a uma cavidade com formato de boca aberta. O local é usado para a prática de rapel, trilhas e escaladas e é um destino ideal para quem busca aventura e contato com a natureza.



Lajedo de Pai Mateus

lajedo-de-pai-mateus-paraiba-radio-blog
Foto: Paraíba Rádio Blog

O Lajedo de Pai Mateus é uma elevação rochosa localizada na cidade de Cabaceiras, no Cariri paraibano. Com aproximadamente 1,5 km², o local possui cerca de 100 grandes pedras arredondadas que se destacam sobre a superfície de vegetação escassa. Uma das mais conhecidas é a Pedra do Capacete, nomeada assim graças à sua forma peculiar. Segundo a lenda, o local tem esse nome graças a um eremita curandeiro que vivia por lá no século XVII, ao qual as pessoas buscavam auxílio para a cura de doenças. (O Lajedo de Pai Mateus está fechado para visitação até abril de 2018 para gravações de uma série da Rede Globo).

 

Veja também – Lugares diferentes para ir em João Pessoa



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

O que Jane Austen pode nos ensinar sobre feminismo

É interessante pensar que há mais de duzentos anos, quando não se fazia ideia do que era feminismo, já existiam mulheres que pensavam fora da caixa. Naquela época, as mulheres eram criadas para arrumar um bom casamento e fazer apenas o que esperavam delas, que se resumia em cuidar da casa, dos filhos e estar sempre bonita. Ser bonita já era algo bem importante, mesmo há tanto tempo atrás.

Jane Austen, por outro lado, queria escrever romances, coisa que era considerada “profissão de homem”. Mas como publicar um livro sendo mulher, algo impensável naqueles tempos? Ela os publicou anonimamente. E ainda bem que o fez!

Em suas obras, ela critica o papel da mulher na sociedade da época, através de protagonistas fortes, que sabem o rumo que querem dar às suas vidas. À primeira vista, podem parecer apenas romances sobre um bando de mulheres a procura de casamento, mas um olhar mais a fundo nos mostra a sutilidade com que ela questiona os padrões impostos em cima das figuras femininas.



Personagens como Elizabeth Bennet e Emma, profundamente inteligentes e seguras de si, fazem contraste com um cenário quase caricato da busca desesperada, típica da época, por um marido rico. Ela nos traz protagonistas que não aceitam a forma como as coisas eram feitas, que buscam alguém que amem, independente do dinheiro ou posição social.

A questão das classes sociais também é pincelada em alguns momentos das obras, com críticas severas a personagens abastados por sua avareza. Quase sempre os personagens ricos são retratados como esnobes, e a pobreza é considerada quase uma vergonha. Ninguém quer que uma pessoa de linhagem simples entre na família, pois isso era, na maioria das vezes, um escândalo.

Outro ponto muito salientado nas obras de Jane Austen é a questão de as mulheres não terem direito de herdar os bens da família, que muitas vezes eram passados para parentes distantes, apenas pelo fato de serem homens. Isso apenas criava ainda mais pressão para fazê-las casar mais rápido com “um bom partido”.

Apesar de serem, em primeira camada, livros românticos, é importante pensar que se considerando a realidade da época em que foram escritos, demonstram uma mentalidade à frente do seu tempo. Jane Austen era, mesmo sem saber, uma feminista nata! E ler os seus livros sob essa ótica pode nos trazer grandes ensinamentos sobre como viviam as mulheres do século XVIII.

 

*Por Érica Rodrigues – Érica é jornalista, formada pela UFPB, e trabalha com produção de conteúdo na internet. Ama escrever e conversar sobre livros, cinema e viagens, suas três maiores paixões.

 

Leia mais sobre literatura clicando aqui!

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

 



Como fazer um bullet journal , a agenda que mudou a organização pessoal

A técnica do Bullet Journal está cada vez mais popular e vem mudando a forma de muita gente se organizar. Ela foi criada pelo designer Ryder Carroll, que percebeu que muitos profissionais de tecnologia, inclusive ele, estavam cada vez mais voltando a usar papel para se planejar e anotar os afazeres. Assim, ele desenvolveu e compartilhou na internet um método de organização chamado bullet jornal, que rapidamente ganhou adeptos pelo mundo todo. (Você pode conferir mais informações no site dele)

 

Mas como fazer um bullet journal?

A ideia é bem simples, basta pegar qualquer caderno que você tenha em casa e anotar o dia e, embaixo, os seus afazeres. Ryder sugere o uso de ícones, que representam o tipo de tarefa ou estágio em que ela se encontra (concluído, adiado etc). Na técnica dele, é usada uma bolinha para compromissos, caixinha de “check” para tarefas e um hífen para informações importantes. No caso de compromissos que sejam uma prioridade, ele sugere o uso de um asterisco, e para aquilo que você tem que prestar atenção um ponto de exclamação. Você ainda vai usar um ✔ de “check” quando a tarefa for concluída, uma flecha para a direita quando se for adiada e um X se for cancelada.

key
Foto: blog Vida Organizada

A grande vantagem do bullet journal é que ele pode ser moldado de acordo com a sua necessidade. Você pode mudar os ícones de acordo com a sua vontade, usar um sistema de cores, acrescentar outras páginas para ajudar na organização de finanças, planejamento mensal, controle de hábitos… as possibilidades são infinitas!

O método original sugere algumas seções básicas, como um índice orgânico que vai sendo preenchido à medida que você cria as páginas do bullet journal, as páginas do mês, que servem para adicionar os compromissos mais importantes, as páginas diárias, com afazeres, e um log do futuro, com compromissos dos próximos meses.

index

future-log

 

Mas, claro, você pode criar outras sessões para organizar suas leituras, os filmes que quer assistir, metas e objetivos, checklists, diário da gratidão. São inúmeras formas de organizar cada parte da sua vida. No nosso perfil do Pinterest temos uma pasta com mais de 60 ideias para o seu bullet journal, clique aqui para conferir!

 

Confira também alguns vídeos que produzimos sobre bullet journal para o nosso canal de Youtube. Aproveita para se inscrever!

 

Leia mais: Planner 2018 para download gratuito!

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Manual de sobrevivência: o que saber antes de ir ao Carnaval de Olinda

O Carnaval de Olinda é uma experiência única, que todo apaixonado por folia precisa viver pelo menos uma vez na vida. A animação contagiante, que arrasta multidões de foliões no passo do frevo, atrás das orquestras, é algo lindo de se ver. São 24h de festa, durante vários dias, como você nunca viu. Mas para quem vai pela primeira vez, é importante ficar atento a algumas dicas para não passar perrengue. Selecionamos algumas informações preciosas que você precisa saber antes de vestir a fantasia e descer as ladeiras no pique do frevo!

 

Confere as dicas no vídeo e não esquece de se inscrever no nosso canal!



 

Leia também – Roteiro de um dia no Recife Antigo a pé!

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Quanto custa viajar para Portugal? Dicas para economizar com conforto!

Portugal é um dos destinos queridinhos dos brasileiros, e não é para menos! O país é dos mais baratos da Europa, além de contar com paisagens incríveis e cidades lindas, sem contar com o bônus de falar português. Inclusive, cada vez mais brasileiros estão escolhendo as terras lusitanas para morar. Mas a principal pergunta que surge quando se está sonhando em visitar o lugar é: afinal de contas, quanto custa viajar para Portugal?

A resposta é simples: depende do seu estilo de viagem! Se você gosta de economizar e comer em lugares mais baratos, ou se deseja se hospedar em hotel ou hostel, se faz questão de conhecer um determinado restaurante um pouco mais caro, tudo isso influencia no preço da viagem.

Mas como não quero deixar você sem resposta, vamos à minha experiência!

Visitei Portugal em novembro de 2016 e passei por Lisboa, Coimbra e Porto (você pode conferir os posts completinhos com roteiros da viagem aqui e aqui). Viajei com a minha mãe e a nossa intenção era fazer uma viagem econômica, mas com conforto. Por isso, nos hospedamos em hotéis 3 estrelas, pegamos táxi quando necessário (mas também andamos muito a pé e de métro), comemos em restaurantes baratos, mas gostosos, fomos visitar algumas cidades próximas a Lisboa em um tour guiado e fizemos compras. Ou seja, não nos privamos de nada do que queríamos fazer, mas sempre buscando as opções mais em conta.

Se esse também é o seu estilo de viagem, então vamos aos números! Como já se passou mais de um ano da minha viagem a Portugal e o euro subiu bastante desde então, vou passar os valores atualizados, pesquisados em fevereiro de 2018. Vale lembrar que esses valores mudam muito rapidamente, então a ideia é passar UMA BASE DE VALORES de acordo com os preços de hoje.

 

 

Passagens aéreas

Como eu moro em João Pessoa-PB, a melhor opção de voo para mim era saindo de Recife-PE direto para Lisboa, em um voo operado pela TAP Portugal. Essa decisão depende muito de onde você mora e quais as suas prioridades. No nosso caso, o valor era bom e tínhamos a comodidade de enfrentar apenas 7 horas de voo aproximadamente.

O nosso roteiro começava por Lisboa e terminava no Porto, por isso na volta optamos por pegar um voo saindo do Porto – Lisboa – Recife.

Essas passagens com ida Recife – Lisboa e volta Porto – Lisboa – Recife pela TAP Portugal em novembro (que foi a época que eu viajei) estão custando hoje aproximadamente R$ 3297,46. Mas é claro que esses valores mudam muito rapidamente e dependem de inúmeros fatores.



Hospedagem

Como falei anteriormente, a nossa intenção era fazer uma viagem econômica, mas com conforto. As nossas escolhas de hospedagem foram bem de acordo com essa ideia, por isso optamos por hotéis 3 estrelas e pesquisamos muito no Trip Advisor para ter certeza que o lugar era legal através das avaliações dos hóspedes anteriores. Por sorte (e muita pesquisa também), fizemos excelentes escolhas e amamos os três hotéis onde ficamos.

 

Sana Rex Hotel – Lisboa

O Sana Rex Hotel fica localizado na Praça Eduardo VII e é muito bem localizado, próximo a estações de métro, restaurantes, supermercados e lojas. Gostei muito do lugar! Falei um pouco mais sobre ele no roteiro de 4 dias em Lisboa.

Ficamos quatro noites hospedadas neste hotel no mês de novembro em um quarto para duas pessoas, o que custa hoje aproximadamente R$ 2012 (ou R$ 503 cada diária). A pesquisa foi feita através do Booking.com, mas na época da minha viagem, saiu muito mais barato contratar os hotéis com a CVC Viagens, já que eles conseguiram alguns descontos nas hospedagens.

 

Hotel Oslo – Coimbra

Ficamos apenas uma noite em Coimbra (saiba mais no roteiro de Coimbra e Porto) e optamos por um hotel ao lado da estação de trem. Foi uma ótima escolha, amamos o ambiente!

O valor para uma diária no Hotel Oslo no mês de novembro, em um quarto para duas pessoas, custa hoje aproximadamente R$ 302 no site Booking.com.

 

Grande Hotel do Porto – Porto

No Porto, ficamos hospedadas no Grande Hotel do Porto, que fica em uma das principais ruas da cidade, literalmente ao lado do Café Majestic. Ficamos duas noites na cidade e gostamos demais da estadia!

O valor de duas diárias no Grande Hotel do Porto no mês de novembro, em um quarto para duas pessoas, custa hoje aproximadamente R$ 579 (ou R$290 cada diária) no site Booking.com.

eu-e-mami
Eu e mamãe no Castelo de São Jorge, em Lisboa



Alimentação e passeios

O nosso cálculo para alimentação, transporte e atrações foi de 60 euros por dia por pessoa, o funcionou muito bem para nós. Alguns dias sobrava um pouco, outros gastávamos um pouquinho mais. A dica é sempre calcular tudo direitinho, para não perder o controle dos gastos!

No nosso caso, todas as noites calculávamos o quanto gastamos naquele dia e, caso sobrasse algum dinheiro, poderíamos gastar um pouco mais no dia seguinte. Caso tivéssemos gastado mais que o planejado, precisaríamos economizar no dia seguinte. No fim da viagem, voltamos para casa com 200 euros no bolso e não passamos vontade de comprar, visitar ou comer nada do que desejamos.

No caso de compras, levamos um dinheiro separado para isso, que foi aproximadamente 400 euros. Fiz dois vídeos mostrando tudo o que compramos por lá, clique aqui e aqui para assistir!

Na nossa estada em Lisboa, aproveitamos para fazer um tour de um dia por Fátima, Batalha, Nazaré e Óbidos com a empresa Go2Lisbon. Recomendo muito esse tour, pois é muito organizado e informativo! O guia busca você com o grupo no seu hotel, explica todos os pontos do passeio e te devolve no hotel à noite. Reservei através do site deles e paguei na hora, direto com o guia. O tour está custando 60,90 euros atualmente. No caso desse tour, como já contratamos antes de viajar, levamos o dinheiro separado.

 

Então, basicamente foram esses os gastos da minha viagem de 8 dias por Portugal. Valeu muito a pena e eu com certeza quero voltar em breve!

Vale ressaltar que esses valores podem mudar dependendo da época que você vai viajar, principalmente porque eu viajei em baixa estação, no outono. A maior dica é pesquisar muito e se informar ao máximo, para não ter surpresas!

Espero ter ajudado!

 

*Por Érica Rodrigues – Érica é jornalista, formada pela UFPB, e trabalha com produção de conteúdo na internet. Ama escrever e conversar sobre livros, cinema e viagens, suas três maiores paixões.

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3



Um tour por Campina Grande para apaixonados por gastronomia!

Todo amante de gastronomia sempre busca as melhores dicas de restaurantes para visitar em uma cidade. E nada melhor do que conhecer a cultura local através da comida, não é mesmo?

Campina Grande guarda excelentes opções gastronômicas, imperdíveis para quem visita a cidade. Para ajuda-los nessa empreitada, trouxemos dicas imperdíveis do que você não pode deixar de provar na Rainha da Borborema!



Comece pela comida regional

Localizada no Agreste paraibano, Campina Grande tem grandes influências da culinária regional, especialmente sertaneja. É possível provar uma infinidade de pratos genuinamente nordestinos em diversos restaurantes. Você pode apostar em algo bem simples e típico na Feira da Prata, um dos mais tradicionais pontos da cidade. O local funciona como uma feira livre de frutas, verduras, artigos regionais, além de vários quiosques que servem as iguarias mais tradicionais, como a buchada de bode, carne de sol com macaxeira. É só escolher e se deliciar.

Outro lugar ideal para quem quer imergir na cultura nordestina é o Restaurante Mororó. O local é todo decorado com artigos que remetem ao Sertão e já vale a visita só pelo visual. Mas, claro, a comida também é um show à parte, com um cardápio bem vasto só com opções regionais. A galinha capoeira é uma ótima opção!

bar-do-cuscuz
Carne de Sol ao Queijo do Bar do Cuscuz

Para quem está a fim de uma experiência menos intensa, vale visitar o Bar do Cuscuz, no Açude Velho e provar a tipicamente campinense Carne de Sol na Nata, um clássico da casa. O restaurante é um dos mais tradicionais da cidade e tem um cardápio bem vasto, inclusive com opções que não são regionais.

Por fim, não se pode deixar de visitar o Manoel da Carne de Sol e provar o prato que dá nome à casa. O restaurante também é bem tradicional e certamente vale a visita!



Não deixe de provar outros tipos de gastronomia

Apesar de ser uma das principais cidades do interior nordestino, Campina Grande não se limita apenas aos restaurantes regionais. A cidade oferece muitos lugares com diferentes tipos de gastronomia de alta qualidade.

la-suissa
Sobremesa da La Suissa

Comece visitando a La Suissa, a mais tradicional doceria campinense e uma das melhores da Paraíba. Localizada no Centro da cidade, a casa também funciona como restaurante, mas o ponto forte (que você não pode deixar de provar) são os doces. Há disponível uma grande variedade de bolos, salgados e doces, todos feitos com a melhor qualidade. Inclusive, ousamos dizer que se você for a Campina Grande e não visitar a La Suissa, a viagem foi perdida.

Para quem busca um ambiente descolado e boa música, o Picanha 200 pode ser a melhor opção! O local tem uma pegada que lembra um pub e vale reservar uma noite só para curtir os petiscos da casa acompanhados de uma cerveja gelada. A nossa dica é apostar nos hambúrgueres artesanais, que além de deliciosos são muito bem servidos (vá com bastante fome!).

Ao lado do Picanha 200 fica a Casa Galiotto, que tem uma pegada mais sofisticada. O lugar é ideal para comer uma massa acompanhada de um bom vinho e relaxar!

Outra opção mais sofisticada é o La Cucina 150, no Centro, que aposta em cozinha contemporânea. O ambiente é bem intimista e super agradável. Parada obrigatória para quem viaja em casal!



la-cucina1
Carpaccio do La Cucina 150

 

Leia mais:

8 lugares em João Pessoa e Campina Grande para tomar um bom café

5 lugares para curtir um bom hambúrguer artesanal em Campina Grande

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Quer receber mais conteúdo legal gratuitamente no seu e-mail? Assine a nossa Newsletter!