Filmes inspiradores disponíveis na Netflix para você começar o ano bem

Filmes são sempre uma ótima opção para todos os momentos. Eles te fazem se sentir bem, melhoram o dia, te trazem questionamentos, te deixam estimulados para saber mais sobre a história e por aí vai. Os filmes cumprem a função de serem antídotos de escapismo para a existência humana, servem para preencher uma lacuna que está aberta ou fomentá-la e consequentemente leva à catarse. 2018 acabou e esse é o momento que as pessoas começam a traçar metas para o novo ano, e por causa disso estão mais esperançosas e motivadas. Pensando nisso, produzimos uma lista com filmes inspiradores que estão disponíveis na Netflix para você começar o ano bem!

 

Comer Rezar Amar (menção honrosa) 

Eat_Pray_Love_1.1

Para começar temos Comer Rezar Amar, que saiu recentemente do catálogo da Netflix, mas é altamente recomendado devido ao seu altíssimo teor de transformação que pode causar no indivíduo. Na história temos Elizabeth Gilbert, uma escritora que está em um casamento infeliz e resolve pedir divórcio do marido e viajar para Roma, Índia e Bali. Nessas três viagens ela resolve fazer exatamente o que diz o título do filme. Numa jornada de descoberta pessoal a personagem acaba carregando uma alta carga dramática no percurso. A procura de maior entendimento sobre o amor próprio e o equilíbrio emocional que é iniciada ao entrar em contato com pessoas de outras partes do mundo a faz despertar esse sentimento ainda maior de mudança espiritual.  



Sociedade dos Poetas Mortos

sociedade-dos-poetas-mortos-1.1

O filme se passa em um tradicional colégio dos Estados Unidos em 1959, que recebe um novo professor de literatura e ex-aluno da instituição. Com métodos de ensino bastante não convencionais, ele acaba despertando o interesse dos alunos para a disciplina ao indagá-los sobre assuntos que muitas vezes passam despercebidos e os fazem pensar sobre suas vidas e o futuro. Por serem muito jovens e estarem no ensino médio, os alunos acabam sofrendo grandes pressões dos adultos sobre o futuro. Sabendo disso, o professor John os incentiva a entender mais as artes e também lhes introduz ao assunto sobre o grupo da sociedade dos poetas mortos que existia na escola.

 

Histórias Cruzadas

histórias-cruzadas1.1

O enredo se passa no estado de Mississippi, nos Estados Unidos dos anos 60, conhecido pelo passado de ser um estado escravista e mesmo depois de muitos anos ainda havia a segregação racial entre pessoas brancas e negras. O filme aborda justamente esse período separatista, no qual várias mulheres negras trabalham como babás para as patroas brancas e eram submetidas a diversas humilhações. Como personagem principal temos Skeeter, uma aspirante a escritora que pretende contar as histórias dessas empregadas domésticas que passam grande parte da vida cuidando de crianças de outras pessoas em um sistema opressor.

 

Gênio Indomável  

gênio-indomável-1.1    

Will é um autodidata que trabalha como zelador na universidade do MIT. Após se deparar com uma equação lançada por um professor em sala de aula para os alunos da graduação resolverem, ele consegue resolvê-la. Com uma vida sem muitas perspectivas, ele está sempre bebendo com alguns amigos sem nenhuma pretensão, até que um grupo rival eles resolvem enfrentá-los. Will então acaba sendo preso e como forma de punição ele terá que ficar sob a custódia do professor e estudar matemática avançada, e ainda terá que fazer sessões de terapia para conseguir controlar mais sua personalidade. A partir dessa relação de paciente e profissional é que o protagonista irá enfrentar grandes dilemas e passar por todo um processo se conhecer e de tomar novos rumos na vida.



Forrest Gump: O Contador de Histórias

forrest-gump-1.1

Forrest Gump é um contador de histórias que sempre oferece um chocolate para alguém para amenizar as dores da vida. Sempre com uma inocência perceptível nas atitudes, ele desde pequeno foi diagnosticado com um QI muito abaixo da média, mas com o apoio permanente da mãe ele sempre tem uma visão otimista sobre as pessoas e o mundo. O protagonista acaba fazendo uma viagem e presenciando vários momentos históricos ao longo da vida como a Guerra do Vietnã e o Festival de Woodstock e passando por situações difíceis para tentar ficar ao lado de seu amor de infância, Jenny, mas sempre com um humor inocente e peculiar.

 

Perfeita pra Você

perfeita-pra-voce-1.1

Uma comédia dramática romântica é como se caracteriza o filme que mostra a história de Abbie e Sam, um casal que se conhece desde criança e acredita que estão predestinados a ficarem juntos para sempre. Porém Abbie descobre que tem câncer terminal e então resolve procurar alguém perfeito para seu namorado e que a substitua e  fique com ele quando ela não estiver mais presente. Ela acaba então realizando entrevistas com possíveis candidatas que possam dar certo com Sam.      

 

*Isabelle Vasconcelos/Estagiária sob supervisão

Fotos: divulgação

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

 

      

6 filmes na Netflix para assistir nesse feriadão de fim de ano

2018 já está acabando e por isso fizemos uma pequena lista com filmes na Netflix para você assistir nesse feriado de fim de ano que está chegando, que é do dia 28 até o dia 1° de janeiro. Muitas pessoas nessa época estarão ocupadas com os preparativos das festas de fim de ano, com viagens que terão que fazer para visitar os familiares e amigos, mas garantimos que mesmo nessa correria  vão acabar tendo tempo sem fazer nada e nessas horas sempre acabamos recorrendo à Netflix. Então para facilitar o trabalho de vocês separamos alguns filmes e esperamos que algum desperte o seu interesse. Confira as sinopses de cada um!

 

O Fabuloso Destino de Amélie Poulain

amelie-2.2

Um grande clássico do cinema atual, o filme da O Fabuloso Destino de Amélie Poulain é um queridinho para as pessoas que buscam ter uma visão mais otimista sobre a vida e as pessoas. Com uma estética bastante diferente e incomum ao que estamos acostumados, a narrativa nos apresenta uma história leve com excentricidades nos personagens e uma história e amor como plano de fundo. Amélie Poulain é uma jovem garçonete que certo dia descobre uma caixa que estava escondida em seu apartamento e resolve entregar para o possível dono, já que aparentemente ela poderia ter um significado muito grande para a pessoa. Após ver a reação do homem ao encontrar a caixa com memórias da infância, a protagonista resolve então ajudar a todas as pessoas que convivem com ela. Nessa jornada de tornar a vida de outras pessoas mais significativa, Amélie se encontra em um dilema sobre o amor e como ter coragem para ter experiências pessoais que realmente valham a pena.



Carol

carol-1.1

Estrelado por Cate Blanchett e Rooney Mara, o filme foi indicado ao Oscar se passa nos anos 60 em Nova York. Ele conta a história de Carol, uma mulher muito elegante que está a procura de um presente de Natal para o filho e quem a atende é a Therese, uma moça muito educada e que de imediato sente uma atração por Carol. O enredo tem como base o relacionamento das duas personagens que vão descobrindo o amor mútuo ao se conhecerem. O longa retrata com sensibilidade o desenvolvimento amoroso das duas em uma época muito difícil para se ter liberdade sexual. Com interpretações majestosas, a obra nos entrega a representação de uma realidade que muitas vezes passa despercebida, mas que é muito presente na sociedade: as dificuldades de se ter um relacionamento lésbico.

 

Frances Ha

frances_ha-1

Greta Gerwig interpreta Frances, uma jovem dançarina de Nova York que divide apartamento com sua melhor amiga e sonha em aprimorar o lado técnico para poder dar aulas de dança no local onde se apresenta. O filme é um preto e branco e tem personalidade própria, que nos as apresenta características sobre ser uma jovem adulta que precisa lidar com inúmeras dúvidas sobre vida e as responsabilidades que vem com ela. Frances é uma personagem com uma aura diferenciada, que sempre levanta indagações sobre namoros e vida de adulto. Vale ressaltar a cena em que ela está correndo pelas ruas de Nova York ao som de Modern Love, do David Bowie, dando um vislumbre sobre a personalidade livre dela e o seu monólogo sobre o que espera de um relacionamento.

 

O Sentido da Vida  

monty-python-1.1

Clássico da comédia britânica, o filme produzido pelo grupo de humorístico Monty Python é conhecido por ser um dos pioneiros do gênero e visto como um dos mais importantes. Uma das marcas registradas é o sarcasmo exacerbado e a crítica sobre todos os sistemas e todas as classes sociais. No longa o grupo nos apresenta várias histórias que se passam em diversos períodos e retratam todos os tipos de pessoas, nos mostrando com humor negro a visão dos Monty Python sobre o capitalismo, a política da Inglaterra, os burgueses, os pobres, o sistema de educação, com situações surreais, mas que ao mesmo tempo levantam indagações.

 

The Ballad of Buster Scruggs

the-ballad-of-buster-scruggs-1.1

O novo filme dos irmãos Coen mais uma vez não decepciona! Com a produção da Netflix, o longa introduz seis histórias dentro de uma narrativa. Ambientada no velho oeste americano, época que traz bastante interesse dos diretores, a obra nos apresenta vários contos que têm como tema principal a morte sob diversas perspectivas. Muito elogiado pela cinematografia e com um roteiro bem característico dos Coen, com diálogos permeados de  sarcasmo que está sempre presente nas obras dos diretores. Conhecidos por realizarem trabalhos incríveis, o filme promete cumprir mais uma vez as expectativas dos que conhecem o trabalho deles e também dos que nunca assistiram nenhuma obra.



Filhos da Esperança   

children-of-men-1.1    

O filme do Alfonso Cuarón se passa em 2027 e a humanidade enfrenta um colapso no qual não existem mulheres férteis e a possibilidade de haver uma extinção é grande. Theodore é um homem que antes é um ativista, mas após várias desilusões sobre o sistema acabou desistindo da causa e tornou-se um burocrata e vive numa Inglaterra assolada pelo desespero e violência. Quando procurado por sua ex-esposa, ele alega ter encontrado uma mulher grávida eles acabam entrando numa situação em que têm que proteger a moça e essa descoberta pode ser a salvação para o problema de fertilidade. A obra contém características da forma como o diretor trabalha, com câmeras na mão, um plano sequência no carro bastante conhecido pelos entusiastas de cinema, o qual é uma aula de direção.    

  

*Isabelle Vasconcelos/Estagiária sob supervisão

Fotos: divulgação

 

Leia também: Crítica: Roma, novo filme do Alfonso Cuarón, traz memórias de infância numa obra prima

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Confira a lista de 10 filmes de natal para você entrar no clima natalino

Estamos na melhor época do ano, o período em que as pessoas estão mais otimistas e também porque finalmente o ano está acabando e agora todos poderão começar a fazer metas para o ano seguinte. O Natal acaba trazendo muitas nostalgias para as pessoas na reunião em família para a ceia, aquecendo corações com lembranças e harmonia. Por isso, nesta data muitas pessoas deixam de lado as exigências e o lado crítico ao assistir um longa-metragem e acabam procurando filmes natalinos leves e simples para entrarem no clima de natal e ver histórias engraçadas, com finais felizes, filmes com cenas clichês que de tão ruins são boas. Então vem conferir essa lista com dez filmes de natal para você entrar no clima natalino!



Meninas Malvadas

via GIPHY

Um Clássico dos anos 2000, Meninas Malvadas é aquele filme de sessão da tarde que todos devem assistir. A princípio ele pode parecer superficial e com um roteiro clichê, mas é aí que a roteirista Tina Fey inovou ao apresentar personagens com características semelhantes a de outros filmes de colegiais e acrescentou um humor estereotipado de garotas mimadas e populares com frases que até hoje os jovens que assistiram reproduzem como piadas internas entre os amigos ou lemas que se apropriam expondo na internet como memes. A história é bastante conhecida pela geração Y, mas para aqueles que não estão familiarizados vai aqui um breve resumo. A princípio temos Cady, uma jovem inteligente que nunca estudou num colégio tradicional e vai ter sua primeira experiência no ensino médio. Logo de cara ela fica amiga da Janis e do Damian, os excluídos, e eles inventam um plano para acabar com a Regina George e o seu clã. O longa não se passa inteiramente no Natal, porém a icônica cena da apresentação Jingle Bell acaba fazendo valer a pena assistir.

 

A Felicidade Não Se Compra

via GIPHY

Filme clássico de Natal obrigatório de 1946 com o James Stewart. Disponível na Netflix, o filme é uma fábula sobre a vida e os acontecimentos que ela tem e está interligado com os eventos de outras pessoas. A obra fala sobre um homem que está passando por várias dificuldades na vida e resolve cometer suicídio em um ato de desespero, e é nesse momento que o anjo Clarence aparece com a missão de fazer o George Bailey observar a importância que ele tem ao se manter vivo. Com uma mensagem linda, o roteiro o filme te emociona e faz ter uma visão otimista do mundo.

 

O Estranho Mundo de Jack

via GIPHY

Filme com a estética de Tim Burton é um clássico do stop motion e conta a história de Jack Skellington, o Rei das Abóboras, uma criatura que está cansada de sempre ser o anfitrião do Dia das Bruxas e ter que repetir sempre as mesmas tarefas na Cidade do Halloween. Em uma noite, Jack encontra várias portas na floresta e uma delas está num formato de árvore de Natal. Através dela ele acaba entrando na Cidade do Natal e logo percebe algo totalmente diferente do que ele está acostumado, resolvendo então implantar o Natal na Cidade do Halloween.



 

O Grinch

via GIPHY

O Grinch é uma criatura mal humorada e que simplesmente odeia o Natal e faz de tudo para acabar com com o clima natalino das outras pessoas da cidade de Quemlândia, até que ele conhece a Cindy Lou Who, uma menina fofa que o chama para passar o Natal com ela. Esse é outro filme altamente recomendado para quem procura entrar no clima natalino que tem o todo performático Jim Carrey interpretando o protagonista.

 

Esqueceram de Mim

via GIPHY

Kevin McCallister é uma criança de oito anos muitíssimo inteligente e arteiro. Ele juntamente da família estão se preparando para uma viagem a Paris, mas um dia antes a mãe dele o coloca de castigo, fazendo ele dormir no sótão. No dia seguinte, todos estão prontos para viajar e acabam esquecendo de Kevin. Quem acabou gostando da situação foi o garoto, que está sozinho em casa e agora pode fazer o que quiser. Entretanto, ele não contava com a presença de dois bandidos tentando roubar a casa, e é aí que começa a adrenalina com o protagonista criando várias armadilhas para evitar que a casa seja assaltada e causando momentos memoráveis que todos lembram até hoje.

 

Simplesmente Amor

via GIPHY

É uma comédia romântica britânica que mostra nove pessoas e as suas histórias de amor. O elenco está recheado de estrelas como Keira Knightley, Andrew Linconl, Liam Neeson, Hugh Grant, Colin Firth, Emma Thompson,  todos dando vida às várias histórias de amor. Dirigido pelo Richard Curtis, conhecido pelas seus filmes inspiradores, esse promete ser um daqueles que emocionam a todos.

 

Sobrevivendo ao Natal

surviving-christmas-1.1

Essa comédia com o Ben Affleck é daquelas simplesinhas, mas que te matam de rir com cenas bobas. Nela temos Drew, um executivo bem sucedido porém solitário que está cansado de passar o Natal sozinho e resolve passar a data com uma família. Ele lhes oferece uma proposta e irá pagar uma quantia em dinheiro para que toda a família faça com que ele se sinta um membro da casa e tenha que fazer todas as celebrações natalinas, mas a situação foge do controle resultando em situações hilárias com todos os envolvidos.

 

Um Duende em Nova York

via GIPHY

Buddy foi criado desde criança até virar um adulto no Polo Norte, quando foi levado por engano acidentalmente para lá. Um dia ele resolve ir até Nova York procurar o pai, um homem de negócios, totalmente o oposto de personalidade do protagonista que é extremamente inocente e fácil de se impressionar. O Will Ferrel é conhecido pelos seus trabalhos em filmes de comédias e dá para notar que ele tem cenas super engraçadas ao longo da história.

 

O Amor Não Tira Férias

via GIPHY

É mais uma comédia romântica, estrelada por Cameron Diaz, Kate Winslet, Jude Law e Jack Black. Após terem uma desilusão amorosa, duas mulheres que moram em países diferentes resolvem trocar de casa, fazendo com que uma vá para a Inglaterra e a outra para os Estados Unidos. Ambas têm estilos de vida muito diferentes, a personagem da Cameron Diaz é uma atriz de Hollywood e tem uma vida super agitada, enquanto a personagem da Kate Winslet vive numa casa mais simples e sossegada fazendo com que cada uma tente se adaptar a uma realidade diferente. E no fim, a ideia de tentar superar o antigo amor acaba dando certo, já que cada uma conhece um cara legal.



 

Meu Papai é Noel

via GIPHY

Scott é um cara divorciado que conseguiu a guarda do filho. Certo dia, o Papai Noel vai até a casa dele entregar o presente e acaba sofrendo um acidente, o impossibilitando de terminar sua tarefa de fim de ano e acaba restando para o pai tomar a missão para si e a responsabilidade de salvar o Natal e virar um Papai Noel.

 

*Isabelle Vasconcelos/Estagiária sob supervisão

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Confira a lista dos episódios de Natal de Friends para entrar no clima de fim de ano!

Se você gosta de Friends com certeza deve cantar a música de abertura da série toda vez que coloca ela para assistir. Essa é uma das melhores séries já feitas e que tem milhares de fãs ao redor do mundo, pessoas que acompanharam o seriado desde o início na década de 90 e também aquelas pessoas que somente descobriram e começaram a maratonar com a ajuda da Netflix. Há também aqueles fãs que continuam assistindo aos episódios nos dias em que bate “a bad” e também em dias que está tudo bem. A série é boa a qualquer momento, por isso selecionamos todos os episódios de natal de Friends para você já ir entrando no clima da melhor época do ano!

 

Temporada 2, Episódio 9: Aquele com o pai da Phoebe

friends-9.9

Ross compra um porta retrato e Phoebe alega que o homem da foto é o seu pai. Como ninguém acredita, ela resolve ir até a avó dela para saber da história e acaba descobrindo que é uma mentira. Então a vó resolve lhe entregar a verdadeira foto do pai dela juntamente com o endereço. Ela então parte numa viagem no táxi da avó e pede a ajuda de Joey e Chandler para encontrar o pai, que mora no subúrbio de Nova York.



Temporada 3, Episódio 10: Aquele que Rachel pede demissão

friends-7.7

Rachel está cansada de trabalhar no Central Perk como garçonete e infeliz por não estar trabalhando em um emprego melhor, então em um ato de revolta resolve pedir demissão a Gunther. Enquanto isso, Joey conseguiu um trabalho numa loja que vende árvores de Natal e Phoebe foi com Monica comprar uma, mas Phoebe acaba horrorizada ao saber qual o destino das árvores que vão ficando velhas. Sempre defendendo todas as causas, Phoebe tenta fazer com que Joey venda as árvores velhas para os clientes.

 

Temporada 4, episódio 10: Aquele com a garota de poughkeepsie

friends-10.10

Phoebe resolve fazer uma música de Natal com palavras que rimam com os nomes dos seus amigos e vai se apresentar no Central Perk, mas nenhuma palavra rima com o nome de Rachel e Chandler, e acaba saindo algo nada a ver. Ross está tendo dificuldades com um relacionamento à distância com uma mulher que ele conheceu no trem. Enquanto isso, Monica está trabalhando como chef de cozinha em um restaurante, mas ninguém gosta dela e ela fica buscando ter mais credibilidade no trabalho.

 

Temporada 5, Episódio 10: Aquele com a irmã inapropriada

ross-1.1

Ross está morando com Joey e Chandler no apartamento deles, mas está extremamente entediado por estar desempregado. Joey fica mais uma vez frustrado por não conseguir passar em um teste de uma peça de teatro e Phoebe resolve arrecadar dinheiro com as pessoas que passam na rua para ajudar os pobres. Enquanto isso, Rachel acho estranho o relacionamento do namorado dela com a irmã dele.



Temporada 6, Episódio 10: Aquele da rotina

friends-5.5

Joey está dividindo apartamento com Janine, uma mulher muito bonita que é dançarina e foi convidada para se apresentar no programa de fim de ano do Dick Clark. Ela convida Joey, Monica e Ross. Monica e Ross são muito fãs do programa e fazem uma coreografia super incrível no dia da gravação. Na casa de Monica, Chandler, Phoebe e Rachel resolvem ir procurar o presente de Natal que Monica escondeu deles.

 

Temporada 7, Episódio 10: Aquele com o tatu natalino

friends-natal-1.1      

Ross se veste de tatu no Natal para explicar ao seu filho Ben a importância do Hanukkah, uma tradição judaica, mas as coisas não saem muito bem quando Chandler se veste de Papai Noel, deixando o menino indeciso. Joey ganhou uma bateria de presente de natal da Phoebe e ele e Rachel resolvem tocar.    

 

Temporada 8 Episódio 11: Aquele com o cartão assustador

friends-6.6

Ross está namorando Mona e ela resolve fazer um cartão de Natal com a foto deles dois para dar para as pessoas. Ele acaba achando que não é necessário, já que eles não estão nesta fase do relacionamento deles, mas toda vez que ele tenta falar com ela sobre isso, acaba não conseguindo e isso vai deixando ele cada vez mais apavorado.

 

Temporada 9, Episódio 10: Aquele do Natal em Tulsa

friends-11.11

Chandler está trabalhando em Tulsa Oklahoma depois de ter aceitado a oferta do emprego sem querer. Enquanto está no escritório, os outros funcionários perguntam para ele o que estaria fazendo se estivesse me Nova York e ele acaba lembrando dos Natais que passou junto com a turma.

 

*Isabelle Vasconcelos/Estagiária sob supervisão

Fotos: divulgação

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Filmes paraibanos são elogiados em artigo do jornal O Estado de São Paulo

A produção audiovisual da Paraíba, principalmente os filmes patrocinados pelo Edital Walfredo Rodriguez, da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), por meio de sua Fundação Cultural (Funjope), ganhou destaque no jornal “O Estado de São Paulo”, em artigo assinado pelo crítico de cinema Luiz Zanin Oricchio.

A Prefeitura de João Pessoa vem investindo anualmente a quantia de R$ 3.650.000,00. Somando desde 2013, são mais de R$ 8 milhões investidos, patrocinando mais de 30 filmes entre curtas e longas-metragens e telefilmes.

Confira o texto na íntegra:

 

O novo cinema da Paraíba nasce ousado e criativo

O lançamento de seis longas-metragens de excelente qualidade põe o Estado no radar da produção nacional; filmes foram exibidos no Festival Aruanda do Audiovisual.



Luiz Zanin Oricchio, O Estado de S. Paulo

JOÃO PESSOA – A grande surpresa do Festival Aruanda do Audiovisual, encerrado na semana passada, não veio da mostra competitiva principal, mas de uma paralela intitulada “Sob o Céu Nordestino’. Essa seção já existia há alguns anos para abrigar a produção da região Nordeste. Mas a novidade é que, neste 13º Aruanda, ela foi preenchida integralmente por longas-metragens paraibanos.

Para um Estado que raramente consegue produzir um longa-metragem, e cuja maior tradição encontra-se no cinema documental (Linduarte Noronha e Vladimir Carvalho são as figuras mais notáveis), a atual safra, que mescla documentários e ficção, é de encher os olhos. O crítico e professor da USP Jean-Claude Bernardet, presente no evento, a classificou de “excepcional”. Tanto que propôs um prêmio da crítica especial para esse segmento.

São seis longas, como se disse, mas deveriam ser sete, pois o documentário consagrado ao grande ‘Jackson do Pandeiro’, dirigido por Marcus Vilar, não pôde ser apresentado por problemas ainda pendentes com direitos autorais de som e imagem. Além desses filmes, outros sete devem chegar até o próximo ano. Estão na boca do forno.

rebento-1.1
Cena do filme Rebento

Os longas paraibanos em cartaz no Fest Aruanda foram ‘Beiço de Estrada’,de Eliézer Rolim, ‘Estrangeiro’, de Edson Lemos Akatoy, ‘O Seu Amor de Volta (Mesmo que ele não Queira)’,de Bertrand Lira, ‘Rebento’, de André Morais, ‘Sol Alegria’, de Tavinho Teixeira, e ‘Ambiente Familiar’, de Torquato Joel.

Tal safra não configura, possivelmente, um “movimento”, no sentido clássico do termo, com uma poética estabelecida em cima de regras e posturas pré estabelecidas, mas um desses círculos virtuosos ocasionais, beneficiados pela soma de uma política de incentivo inteligente com a presença de talentos individuais.

O boom se deve, de acordo com os cineastas, a um edital da prefeitura de João Pessoa, que leva o nome de Walfredo Rodriguez, um dos pioneiros do cinema paraibano, em parceira com o Fundo Setorial da Ancine.

De acordo com o diretor Marcus Vilar, “houve outro fato marcante: os filmes de curta e média-metragens advindos do curso de cinema da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Alguns redundaram em longas, sendo o mais famoso ‘Estrangeiro’,filme que já circulou por mostras de cinco países”, escreveu ele em artigo no jornal “Correio da Paraíba” (Cinema da Paraíba não para, 9/12/2018).

beiço-de-estrada-1.1
Cena do filme Beiço de Estrada

É inútil procurar por uma unidade temática ou estilística entre esses filmes. Há diversidade muito grande entre as obras, que vão do ambiente regional banhado por uma certa metafísica(Rebento) a um intimismo místico à la Terrence Malick (Estrangeiro), até a ode libertária e dionisíaca de ‘Sol Alegria’, passando pelos bastidores de adivinhos e cartomantes em ‘O Seu Amor de Volta ‘.Beiço de Estrada’,de Eliézer Rolim, é uma história de abandono contada em tom mais clássico. E ‘Ambiente Familiar’, de Torquato Joel, explora o tema das novas configurações familiares em estilo plástico e figurativo, com imagens bastante sensoriais e que lembram, às vezes, as do russo Andrei Tarkovsky.

“Não existe algo como uma estética paraibana”, abre o jogo Bertrand Lira, diretor de ‘Seu Amor de Volta’, vencedor do Prêmio Especial da Crítica criado para esse segmento. Bertrand defende mais a particularidade de cada obra do que problemáticos pontos comuns que indiquem uma tendência.

Diretor de ‘Rebento’,André Morais concorda com Bertrand. “Nossos esforços como grupo foram mais empregados na luta política audiovisual do que discussões estéticas”, diz. “Lutamos pelos editais e depois para que eles de fato acontecessem. Ficamos muito focados nisso.” Por sorte, essa batalha burocrática não contamina seu longa, história de uma mulher que, depois de parir e cometer um ato radical, sai numa busca metafórica por redenção, em busca de seu pai.

Bertrand Lira lembra que há, entre os colegas, estéticas mais rurais, próximas da tradição documental paraibana, e outras mais urbanas. Ele próprio ambienta seu longa no centro histórico de João Pessoa, em ruas do bas-fonds, com seres desesperados frequentando as pequenas salas de quiromantes e videntes. Já Morais, de ‘Rebento’,optou pelo campo. “Quis ir para o sertão por causa de uma memória afetiva muito forte, cheia de implicações maternas”, diz. “Mas um sertão não necessariamente paraibano; poderia ser no interior da Amazônia ou de Minas Gerais.”

sol-alegria-1.1
Cena do filme Sol e Alegria

Edson Lemos, de ‘Estrangeiro’,diz que seu filme se distancia da tradição rural paraibana e vai em direção oposta. “É uma ode à praia.” Filmado em preto e branco, seu longa usa a natureza, mar e praia, no caso, como caminho de espiritualidade, reencontro de sua personagem feminina consigo mesma após anos de exílio voluntário.

Esse tônus espiritual parece presente de maneira ainda mais evidente em ‘Ambiente Familiar’, de Torquato Joel. Torquato é conhecidíssimo na Paraíba como docente e também como autor de curtas que marcaram época, como ‘Passadouro’ e ‘Transubstancial’. Faz um cinema metafísico, de construção imagética bastante influenciada pela pintura e tendo como horizonte a poesia profunda de Augusto dos Anjos.



Existe portanto esse eixo da espiritualidade, marcante, mas não dominante. ‘Sol Alegria’, por exemplo, ocupa-se mais dos corpos que do espírito. Busca, na carnalidade, uma forma de transgressão e liberação, com cunho político e contestador.

Num ponto, os diretores são unânimes: “Manter essa diversidade é muito mais importante que encontrar pontos comuns em nossas obras”, diz Eliézer.

Após o boom do cinema pernambucano, com o grupo Árido Movie e que teve seguimento em diretores como Kleber Mendonça Filho (de ‘O Som ao Redor’ e ‘Aquarius’),depois do cinema mineiro com cineastas como André Novais, Affonso Uchôa e outros, depois do coletivo cearense Alumbramento, talvez tenha chegado a hora de o cinema paraibano despontar no panorama nacional. Por enquanto, há que se comemorar esse momento especial. Em seguida, será preciso estudá-lo, pois sua importância já extrapola as fronteiras do Estado da Paraíba.

 

*Secom-JP

Fotos: divulgação

Foto destaque: Cena do filme Estrangeiro

 

Leia também: Crítica: Roma, novo filme do Alfonso Cuarón, traz memórias de infância numa obra prima

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Crítica: Roma, novo filme do Alfonso Cuarón, traz memórias de infância numa obra prima

Roma é o mais novo filme original da Netflix que é dirigido por Alfonso Cuarón, conhecido por seus trabalhos em Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, Filhos da Esperança e Gravidade, no qual ganhou o Oscar de melhor diretor. Ou seja, o cineasta mexicano tem ótimos filmes no currículo e Roma acaba de ser a maior obra de sua carreira. O longa que retrata as memórias de infância do Cuarón nos apresenta uma família mexicana de classe média nos anos 70 e também a personagem principal, que é a empregada da casa chamada Cleo.

Mais detalhadamente conhecemos a vida destas pessoas, inicialmente a relação de Sofia, mãe das crianças, e de Cleo é vista claramente como patroa e empregada. Entretanto, após o abandono do marido, que a deixa com os quatro filhos, e a gravidez indesejada da empregada e o imediato abandono de seu namorado, as colocam numa situação de união devido aos acontecimentos.   

O filme é totalmente destoante das características usuais que o diretor costuma realizar em suas obras. Nele temos um longa em preto e branco digital de 65mm, com câmeras mais estabilizadas na horizontal e tracking shots e a intertextualidade do cinema, contrariando o costume de ter grandes cenas gravadas com câmeras na mão. Porém, uma das características como diretor é ter uma visão panorâmica do espaço. Aqui não temos somente a centralização da câmera nos personagens principais, mas também acontecimentos com personagens secundários que elevam a perspectiva do cenário com planos sequência que transitam de um tom para o outro de forma impecável.



roma-1.1
Foto: divulgação

Alfonso não somente dirigiu o filme como também escreveu o roteiro, fez a montagem, a fotografia e todas foram desempenhadas excepcionalmente coerentes ao contexto. Com uma narrativa mais apreciativa e menos expositiva, talvez a obra não seja de agrado para pessoas que preferem histórias com ritmos mais frenéticos e edições mais rápidas. Este longa tem como principal ponto o mundano da vida cotidiana, o que não significa que seja algo entediante. É uma análise poética sobre as circunstâncias da existência e os rumos que a vida toma a partir da escolha alheia que acaba afetando a trajetória dos personagens. Com vários simbolismos imagéticos, a narrativa tem uma subjetividade interpretativa e não há explicações para alguns acontecimentos, mas não atrapalha a ritmo do filme.

A Netflix está tendo desde o começo um crescimento enorme nos conteúdos originais do catálogo e na quantidade de assinantes, dando início a uma nova era e sobre como se consome cinema. Muitos diretores, principalmente os que têm opiniões mais tradicionais, são contra a somente exibição do filme em telas pequenas. É uma questão bastante discutida no meio, com vozes contrárias do naipe de Christopher Nolan, que é contrário a essa ideia. Já por outro lado temos consagrados cineastas como o Martin Scorsese que demonstram maior flexibilidade em ter um material produzido por uma empresa de Streaming. Alfonso Cuarón faz parte deste grupo que acredita na acessibilidade da produção da sétima arte em novas plataformas.

O filme Roma ganhou o Leão de Ouro no Festival de Berlim, teve grande notoriedade no Festival de Veneza e no festival de Toronto, mostrando o reconhecimento da crítica e deixando em aberto mais perguntas sobre o futuro do cinema. Haverá uma maior abertura por parte da banca de júris dos festivais para filmes produzidos de Streaming? Essa flexibilização é uma demonstração clara da perda da essência cinematográfica? Ou a opinião dos críticos e apreciadores de cinema sobre os novos filmes é uma real exposição do elitismo no cinema, em que a popularização e acessibilidade estão fora de questão?

Confira o trailer abaixo

 

*Isabelle Vasconcelos/Estagiária sob supervisão

Foto destaque: divulgação

 

Leia também: Crítica: Bohemian Rhapsody é uma singela homenagem para uma banda complexa

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Livro de suspense Caixa de Pássaros ganha adaptação para a Netflix

O livro Caixa de Pássaros, do escritor Josh Malerman, foi lançado em 2015 e ganhará em breve uma adaptação para a Netflix, com Sandra Bullock no papel da personagem principal. A história nos apresenta a Malorie, mãe de dois filhos que está numa jornada de sobrevivência em um mundo dominado por um medo desconhecido. A narrativa em si não explica detalhadamente o porquê daquela situação caótica em que as pessoas estão matando umas às outras e a si próprias quando veem diante de si algo que as fazem entrar em completo transe, em um estado de loucura. Esse misterioso estado as faz perder a noção de tudo, fazendo com que todo o mundo entre num colapso apocalíptico.



Caixa-de-Pássaros-1.1

A protagonista está grávida e resolve fazer uma viagem extremamente perigosa juntamente com os dois filhos até uma casa que abrigam um grupo de pessoas sobreviventes dessa situação. Entretanto, o percurso da viagem será bastante desafiador, já que todos devem ficar de olhos vendados para que tudo ocorra bem na medida do possível. Durante todo esse período Malorie criou pequenos mecanismos para sobreviver nas condições mais extremas, fazendo com que fosse incorporado o novo tipo de sistema de comunicação entre ela e as crianças, que sob qualquer circunstância não devem tirar as vendas.

O fator determinante para Malorie arriscar a sua vida e de seus filhos nessa viagem é a justamente a gravidez. Ir até essa casa pode ser a ajuda que ela receberá quando o momento chegar. Porém, ela não contava que ao entrar em contato com diferentes pessoas deste grupo isso acarretaria mais um desafio, como viver com vários indivíduos diferentes, que estão amedrontados, advindos de diferentes contextos e que buscam fazer funcionar estratégias para o bom desenvolvimento de todos.

Estar em um grupo de pessoas totalmente diferentes umas das outras é mais um fator para saber lidar com as opiniões díspares existentes sobre a realidade, até porque ninguém sabe ao certo o que acontece realmente quando se abrem os olhos, deixando tudo muito mais incerto. O filme promete ser bem eletrizante, com várias cenas de suspense, além do elenco com Sandra Bullock, Sarah Paulson, Jonh Malkovich, já conhecidos pelo público, e que colocarão em prática essa obra.

 A estreia está prevista para o dia 21 de dezembro. Confira o trailer logo abaixo!


 

*Isabelle Vasconcelos/Estagiária sob supervisão

Foto destaque: Chovendo Livros

 

Leia também: Filmes de terror para assistir na Netflix neste Halloween

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

 

Conheça This is Us, a série sobre a vida que irá fazer você chorar  

This is Us é uma série norte-americana do canal NBC que concorreu ao Emmy e Globo de Ouro. A obra é uma crônica da vida real que passa em duas épocas diferentes. Primeiro nos são apresentados Jack e Rebecca, interpretados por Milo Ventimiglia e Mandy Moore respectivamente, um casal que está prestes a dar à luz trigêmeos, mas infelizmente durante o parto acontecem complicações e somente duas das três crianças conseguem nascer. Em uma situação desoladora, Jack vê uma bebê sendo segurada por um bombeiro chegando ao hospital, que logo lhe diz que a criança foi abandonada em frente ao corpo de bombeiros e ele resolveu levar até lá para que a situação fosse de alguma forma resolvida. E então, a partir deste acontecimento Jack e Rebecca resolvem adotar a criança, formando assim a família Pearson.

 

this-is-us-5.5
Foto: divulgação

Em paralelo, temos nos dias de hoje Randall, Kate e Kevin, que são interpretados por Sterling K. Brown, Chrissy Metz e Justin Hartley, agora na casa dos 30, que estão lidando com os dilemas e surpresas da vida adulta. Randall é casado e muito bem sucedido, tem duas filhas com a esposa Beth e certo dia resolve ir atrás do seu pai biológico que o abandonou quando bebê. Kevin é um ator famoso que está insatisfeito com o seu trabalho na TV fazendo série de comédias, onde ele não vê grandes perspectivas, e resolve arriscar tudo para conseguir papéis mais relevantes. Por sua vez, Kate que é uma mulher obesa que resolve emagrecer e passa por várias situações difíceis para perder peso.



this-is-us-3.3
Foto: divulgação

A narrativa tem várias alterações temporais que se passam na década de 70/80, no começo do casamento de Jack e Rebbeca, vivendo uma vida em família cotidiana e mostrando as fases e acontecimentos importantes no processo de criação dos filhos crianças e adolescentes. Ao mesmo tempo mostram em contrapartida como todos estão levando a suas vidas atualmente, após um trágico evento. Tudo isso no mesmo episódio, como uma representação de similaridade situacional, mostrando em retrospecto o comportamento de todos que podem servir de explicação para os atuais acontecimentos.

this-is-us-7.7
Foto: divulgação

Com um teor reflexivo, a série nos apresenta personagens com cargas dramáticas que são de acordo com a realidade, fazendo assim com que as pessoas que assistem sintam empatia pelas histórias ou se sintam representadas com o plano de fundo e o caráter de cada personagem. This is Us apresenta de forma delicada como a vida de diversas pessoas estão interligadas em diversos contextos e são afetadas com as consequências das decisões tomadas. Com interpretações fortes e momentos muito tristes, a série introduz com uma delicadeza e veracidade as complexidades da vida.

 

Confira o trailer da primeira temporada:


 

*Isabelle Vasconcelos/Estagiária sob supervisão

Foto destaque: divulgação

 

Leia também: 2001 Uma Odisseia no Espaço, 50 anos do filme que mudou a ficção científica

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

 

         

 

Trailer de Vingadores Ultimato traz indícios sobre o futuro da franquia

Na sexta-feira (07) foi divulgado o trailer de Vingadores 4, que após muito tempo de especulação sobre qual seria o título, acabou sendo finalmente revelado. O filme se chamará Vingadores EndGame, em inglês, e em português será Ultimato, dando margem para interpretação de como será o desfecho desta fase da Marvel. Os eventos que aconteceram em Vingadores Guerra Infinita, último filme lançado da franquia, deixaram muitas pessoas sem respostas de como será o futuro da saga e consequentemente levaram a muitas teorias sobre o que poderá acontecer.

Faremos uma análise sobre o pouco que nos foi mostrado neste trailer, que deixou claro o cuidado em mostrar pouca coisa sobre o enredo do filme, mas também algo que seja suficiente para aumentar e ao mesmo tempo saciar a ansiedade dos fãs, se é que isso é possível.

O trailer logo se inicia com Tony Stark segurando a carcaça da máscara de sua armadura e gravando uma mensagem de voz para Pepper Potts, dizendo com o sarcasmo de sempre como está a sua situação à deriva no espaço, sem comida, sem água, o oxigênio está quase no fim e aparentemente sem esperança.



Em seguida, o próximo frame nos mostra a armadura de Thanos fincada. Logo após, vemos a mão dele juntamente com a manopla, andando por um campo florido num dia ensolarado, desfrutando da aparente paz que ele ocasionou ao estalar os dedos. Ao fundo temos a Viúva Negra dizendo que ele fez o que havia prometido e conseguiu matar 50% da população.

Depois vemos o Capitão América chorando, com um visual totalmente diferente do último filme, no qual ele estava com cabelo e barba grandes e um uniforme todo surrado, muito parecido a como era no primeiro Vingadores, dando a entender que a sua mudança significa que ele deixou para trás a imagem de nômade quando decidiu sair do grupo de heróis por causa dos eventos de Guerra Civil.

Logo em seguida temos  Bruce Banner vendo a foto de Scott Lang com os dizeres de “desaparecido” logo abaixo. Depois do ocorrido no segundo filme solo Homem Formiga e a Vespa, vimos a introdução do Reino Quântico que aparentemente é peça chave para a solução do que aconteceu em Guerra Infinita. Após essa cena, temos uma ambientação do que se parece ser a Shield, e logo após temos o Thor reflexivo e ao mesmo tempo com raiva pela sua feição esboçada. Há também Nebulosa, que parece passar a mão sobre o uniforme da irmã Gamora.

Novamente vemos a Viúva Negra sob um guarda chuva na China, vendo o Gavião Arqueiro com uma espada que acabou e matar um homem. Dá para ver nitidamente sua raiva estampada no rosto. Detalhe que ao fundo o Capitão América diz que todos tiveram grandes perdas, amigos e familiares e nesse momento dá a entender que o Clint Barton perdeu a família e está querendo vingança ou justiça pelo o que aconteceu.

A próxima cena mostra Natasha e Steve juntos no que aparenta ser uma nave indo para algum lugar ou alguma missão, e Steve dá uma olhada na foto de Peggy Carter. E por fim, no final do trailer temos o Scott Lang com a sua van aparentemente em frente a casa onde a Viúva Negra e Steve Rogers estão. Ele de imediato pergunta se aquilo é uma gravação antiga, mas a Viúva diz que não, e que ele está na porta da frente pedindo para entrar.

Depois do que aconteceu no segundo filme do Homem Formiga, na cena pós crédito ele conseguiu entrar no Reino Quântico com a ajuda de Hope, Henry e Janet, porém devido ao estalar de dedos de Thanos eles morreram e ficaram lá dentro. A pergunta que todos estão se fazendo é como ele conseguiu sair de lá? Muito provavelmente teve a ajuda de Luis, seu amigo que provavelmente não morreu e conseguiu tirá-lo de lá. Scott Lang deve ter visto que o Reino Quântico pode ajudar e principalmente conseguir trazer todos de volta através da viagem no tempo.

 

Confira o trailer:


*Isabelle Vasconcelos/Estagiária sob supervisão

Foto destaque: divulgação

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

                      

Nasce uma Estrela e Bohemian Rhapsody estão entre os indicados ao Globo de Ouro 2019

Nesta quinta-feira (06) saiu a lista dos indicados ao Globo de Ouro de 2019, que é um prelúdio para a premiação do Oscar. A cerimônia acontecerá no dia 06 de janeiro, na Califórnia, e quem ficará responsável pela apresentação são os atores Sandra Oh, conhecida pelo seu papel em Grey’s Anatomy interpretando Cristina Yang, e Andy Samberg, que interpreta o Jake Peralta em Brooklyn 99.

A lista surpreendeu muitas pessoas, quando viram que Pantera Negra estava concorrendo merecidamente como melhor filme dramático. Muito se estava especulando sobre se isso realmente iria acontecer, já que Marvel está fazendo uma campanha pesada para que o longa concorra ao Oscar, o que ao que parece está dando certo. Nasce uma Estrela também está na lista como esperado, e Lady Gaga está concorrendo como melhor atriz de drama, aumentando cada vez mais sua possível indicação ao Oscar de melhor atriz. Outra novidade é a cinebiografia da Banda Queen, que ganhou uma indicação como melhor filme dramático.



Na ocasião não são apenas premiados os filmes, mas também as séries, dando destaque para The Handmaid’s Tale, Sharps Objects, The Americans, Westworld, The Assassination Of Gianni Versace: American Crime Story, Atlanta, The Marvelous Mrs. Maisel.

 

1200

Entretanto, houve a injustiça de algumas séries e filmes que não foram indicados e que mereciam muito, como por exemplo Hereditário, filme de suspense que ganhou enorme notoriedade da crítica e do público, As Viúvas, filme com Viola Davis que é dirigido por Steve Mcqueen e também teve um ótimo reconhecimento da crítica. Game Of Thrones também não teve nenhuma indicação este ano, contrariando seu histórico de vitórias nas outras edições.

 

Confira a lista completa abaixo:     

       

Melhor série limitada ou filme para TV

The Alienist

The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story”

Escape at Dannemora

Sharp Objects

A Very Englisch Scandal

 

Melhor ator em série (Musical ou Comédia)

Sascha Baron Cohen, This is America

Michael Douglas, The Kominsky Method

Donald Glover, Atlanta

Bill Hader, Barry

 

Melhor atriz em série (Musical ou Comédia)

Kristen Bell, The Good Place

Candice Bergen, Murphy Brown

Alison Brie, Glow

Rachel Broshnahan, The Marvelous Mrs. Maisel

Debra Messing, Will & Grace

 

Melhor atriz em série (Drama)

Caitriona Balfe, Outlander

Elisabeth Moss, The Handmaid’s Tale

Sandra Oh, Killing Eve

Julia Roberts, Homecoming

Keri Russell, The Americans

 

Melhor ator em série (Drama)

Jason Bateman, Ozark

Stephan James, Homecoming

Billy Porter, Pose

Richard Madden, Bodyguard

Matthew Rhys, The Americans

 

Melhor ator em série limitada ou filme para TV

Antonio Banderas, “Genius: Picasso”

Daniel Bruhl, “The Alieniest”

Darren Criss, “The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story”

Benedict CUmberbatch, “Patrick Melrose”

Hugh Grant, “A Very English Scandal”

 

Melhor atriz em série limitada ou filme para TV

Amy Adams, “Sharp Objects”

Patricia Arquette, “Escape at Dannemora”

Connie Britton, “Dirty John”

Laura Dern, “The Tale”

Regina King, “Seven Seconds”



Melhor ator coadjuvante em série, série limitada ou filme para TV

Alan Arkin, “Kominsky Method”

Kieran Culkin, “Succession”

Edgar Ramirez, “The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story”

Ben Whishaw, A Very English Scandal

Henry Winkler, Barry

 

Melhor atriz coadjuvante em série, série limitada ou filme para TV

Alex Bornstein, The Marvelous Mrs.Maisel

Patricia Clarkson, Sharp Objects

Penelope Cruz, The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story

Thandie Newton, Westworld

Yvonne Strahovski, O conto de Aia

 

Melhor atriz em filme (Musical ou Comédia)

Emily Blunt, “O Retorno de Mary Poppins”

Olivia Colman, “A favorita”

Elsie Fisher, “Eighth Grade”

Charlize Theron, “Tully”

Constance Wu, “Podres de Ricos”

 

Melhor ator em filme (Musical ou Comédia)

Christian Bale, “Vice”

Lin-Manuel Miranda, “O Retorno de Mary Poppins”

Viggo Mortensen, “Green Book: O Guia”

Robert Redford, “The Old Man and the Gun”

John C. Reilly, “Stan & Ollie”

 

Melhor diretor de filmes

Bradley Cooper, “Nasce uma estrela”

Alfonso Cuaron, “Roma”

Peter Farrelly, “Green Book: O Guia”

Spike Lee, “Infiltrado na Klan”

Adam McKay, “Vice”

 

Melhor atriz coadjuvante em filmes

Amy Adams, Vice”

Claire Foy, “First Man”

Regina King, “If Beale Street Could Talk”

Emma Stone, “A Favorita”

Rachel Weisz, A Favorita

 

Melhor ator coadjuvante em filmes

Mahershala Ali, Green Book: O Guia

Timothee Chalamet, Beautiful Boy

Adam Driver, Infiltrado na Klan

Richard E. Grant, Can You Ever Forgive Me?

Sam Rockwell, Vice

 

Melhor roteiro para filme

Barry Jenkins, If Beale Street Could Talk

Adam McKay, Vice

Alfonso Cuaron, Roma

Deborah Davis and Tony McNamara, The Favourite

Peter Farrelly, Nick Vallelonga, Brian Currie, Green Book: O Guia

 

Melhor filme em língua estrangeira

Capernaum

Girl

Never Look Away

Roma

Shoplifters

 

Melhor animação

“Os Incríveis 2”

“Ilha dos Cachorros”

“Mirai”

“WiFi Ralph: Quebrando a Internet”

“Homem-Aranha no Aranhaverso”

 

Melhor trilha original para filmes

Marco Beltrami, “Um lugar silencioso”

Alexandre Desplat, “Ilha de cachorros”

Ludwig Göransson, “Pantera Negra”

Justin Hurwitz, “O primeiro homem”

Marc Shaiman, “O retorno de Mary Poppins”

 

Melhor música para filmes

All the Stars, Pantera Negra

Revelation, Boy Erased

Girl in the Movies, Dumplin

Shallow, Nasce uma estrela

Requiem for a Private War, A Private War

 

Melhor série (Drama)

The Americans

Bodyguard

Homecoming

Killing Eve

Pose

 

Melhor série (Musical ou Comédia)

Barry

Kidding

The Good Place

The Kominsky Method

Marvelous Mrs. Maisel

 

Melhor filme (Drama)

Infiltrado na Klan

Pantera Negra

Bohemian Rhapsody

If Beale Street Could Talk

Nasce uma estrela

 

Melhor Filme (Musical ou Comédia)

Podres de ricos

A Favorita

Green Book: O Guia

O Retorno de Mary Poppins

Vice

 

Melhor atriz de filme (Drama)

Glenn Close, The Wife

Lady Gaga, Nasce uma estrela

Nicole Kidman, Destroyer

Melissa McCarthy, Can You Ever Forgive Me?

Rosamund Pike, A Private War

 

Melhor ator de filme (Drama)

Bradley Cooper, Nasce uma estrela

Willem Dafoe, At Eternity’s Gate

Lucas Hedges, Boy Erased

Rami Malek, Bohemian Rhapsody

John David Washington, Infiltrado na Klan

 

*Isabelle Vasconcelos/Estagiária sob supervisão

Foto destaque: Cinema com Rapadura

 

Leia também: Crítica: Nasce uma Estrela nos apresenta uma história de amor com novas nuances

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3