Crítica: Pantera Negra, O Filme é a representatividade negra que faltava

Quando o Pantera Negra apareceu em Capitão América: Gerra Civil pela primeira vez, acredita-se que pouco se sabia da importância que o personagem teria no futuro da Marvel e também na representatividade que colocaria nos cinemas socialmente falando. O filme dirigido por Ryan Coogler, que teve bastante notoriedade ao dirigir Creed, conseguiu adaptar com maestria essa história que precisava ser contada urgentemente. Não que o seu enredo seja diferente dos outros, muito pelo contrário, a narrativa apresentada traz o que já vimos antes nas telonas. O que deve se colocar em destaque é a relevância que toda a produção do longa ocasionou para as pessoas negras, que em pouquíssimos momentos conseguiram se ver retratadas de forma não estereotipada.

Com o elenco quase que 100% negro, o roteiro do filme basicamente nos mostra a continuidade dos eventos que aconteceram no terceiro filme solo do Capitão América. Após a morte de seu pai, T’Challa retorna a Wakanda para ser coroado rei. Para a cerimônia de coroação são reunidas as cincos tribos que fazem parte de Wakanda, e ele de imediato recebe o apoio de todas elas. Após esse acontecimento, o Pantera Negra juntamente com sua equipe saem a procura de Ulysses Klaue, um criminoso que tem consigo uma quantidade x de vibranium, artefato extremamente valioso e que é simplesmente o responsável por toda a tecnologia de Wakanda.

Como mencionado antes, o roteiro retratado tem a mesma essência dos outros filmes de super heróis, mas vale salientar que não é somente representatividade negra que ganha espaço, mas também a representatividade feminina. Com Lupita Nyong’o, Danai Gurira e Letitia Wright há aqui a desconstrução dos padrões. Temos uma personagem gênio da tecnologia, uma guerreira militar e uma jovem militante que não almeja grandes riquezas do reino de Wakanda, mas sim prestar serviços e ajudar aqueles que sofrem e são marginalizados. Todas as personagens femininas são exploradas de forma engrandecedora para a narrativa. Suas contribuições não são razoáveis e o peso de suas escolhas tem sim relevância.  



black-pather-and-killmongerr
Foto: Divulgação

Assim como toda história de heróis, é necessário haver o vilão, aquele que será responsável por ser a oposição do protagonista. Aqui somos apresentados a Killmonger, personagem interpretado por Michael B. Jordan, uma persona que irá bater de frente com o Pantera Negra e ainda por cima nos apresenta argumentos sólidos de sua revolta ao reino de Wakanda. Killmonger é um dos poucos vilões que tem camadas, que carrega o peso da perda e da injustiça que foi colocado na sua trajetória. Ele não é superficial e acaba fazendo com que o público entenda seus motivos e suas reivindicações. Todos os personagens retratados têm sempre muito a oferecer, claro que todos de acordo com o contexto. Até mesmo os antagonistas acabam sendo de grande suporte para o enredo e não somente pano de fundo sem fundamento.

Sobre a cinematografia, o diretor Ryan Coogler, que vale salientar tem somente 32 anos, conseguiu acentuar os pontos fortes de T’Challa e toda a ambientação de Wakanda, toda a riqueza e representação. Ficamos imersos no novo mundo apresentado. Nele temos a exaltação da cultura africana, das características primordiais na constituição de uma nação e das raízes de um povo que era sempre colocado em segundo plano ou pouco simbolizado. Há também movimentos de câmeras ousados. O CGI não é perfeito. É possível observar que em algumas cenas, principalmente na luta final, que ele deixa a desejar. A trilha sonora feita por Kendrick Lamar é perfeita ao exemplificar a cultura africana e suas particularidades.

Pantera Negra fez história ao ser o primeiro filme de herói a concorrer ao Oscar. Sua indicação a melhor filme é merecidíssima e a importância que isso traz para o futuro é extremamente significativa. Há uma grande satisfação cultural ao ver o tamanho da representatividade que o longa deu para um filme blockbuster e que foi apreciado por milhares de pessoas em todo o mundo. Essa acessibilidade que o cinema trouxe acaba favorecendo o entretenimento, a cultura e dá visibilidade àqueles que sempre se mantiveram no escuro.    



Confira o trailer:

 

*Isabelle Vasconcelos/Estagiária sob supervisão

Foto: Divulgação

 

Leia também: Crítica: Infiltrado na Klan, o filme que fala sobre racismo sem eufemismo

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

                

 

Cinema em 2019: confira os 20 filmes mais esperados

Esse é um ótimo ano para as pessoas que gostam de cinema, pois grandes estreias acontecerão. Haverá pelo menos uma a cada mês. Já posso adiantar que teremos muitos live actions da Disney, Marvel, DC, terror, nacionais, Star Wars e Tarantino! Essa lista não é fixa, colocamos aqui os principais longas, os preferidos do público. Há também a possibilidade de novos filmes estrearem, que não estavam programados, mas como o nosso site é voltado para o entretenimento, nós sempre iremos atualizar os posts com o melhor do cinema. Confere aí uma pequena sinopse e o trailer/teaser de cada um!



Once Upon A Time In Hollywood

once-upon-a-time-in-hollywood
Foto: Divulgação

O nono filme do cineasta Quentin Tarantino tem sua estreia em agosto. Um dos diretores mais aclamados de todos os tempos irá lançar seu penúltimo longa. Este falará sobre a vida de um ator em Hollywood dos anos 60 e terá como ambientação a história real do assassinato de Sharon Tate, então esposa do diretor Roman Polanski. Ela foi morta quando estava grávida de nove meses pelos seguidores da seita/família Manson, liderada pelo Charles Manson. Tarantino já evidenciou que esse será a sua obra mais próxima de Pulp Fiction. O elenco está repleto de estrelas, como Leonardo DiCaprio, Brad Pitt, Margot Robbie, Al Pacino, Lena Dunham, Dakota Fanning, Tim Roth e muito mais. O filme promete ser um dos melhores do ano e por isso mesmo ele é o primeiro a ser citado. Ainda não há trailer do filme.   

 

It: A Coisa – Capítulo 2

it
Foto: Divulgação

A adaptação para os cinemas do livro de Stephen King de 2019 foi um enorme sucesso de crítica e de público. A continuação dessa história promete fazer o mesmo. O que se sabe sobre o enredo é que a narrativa irá mostrar os personagens principais já adultos, tendo que lidar com os tormentos do passado que foram causados pelo Pennywise. O elenco da fase adulta terá a Jessica Chastain, James McAvoy e Bill Harder. O elenco infantil também voltará para algumas cenas de flashback. O longa será dirigido pelo mesmo diretor do anterior, Andy Muschietti, ou seja, o filme promete ser tão emocionante quanto o primeiro. A estreia está marcada para setembro. Ainda não há trailer do filme.

 

O Rei Leão

rei-leão
Foto: Divulgação

O novo live action da Disney traz nada mais nada menos que o filme mais amado pelo público. O Rei Leão promete ser um dos maiores sucessos de bilheteria deste ano. Todo mundo que já assistiu ao filme sabe o quão emocionante ele é. O elenco de peso que dará voz aos personagens é Donald Glover (Simba), Beyoncé (Nala), James Earl Jones (Mufasa), Seth Rogen (Pumba), Billy Eichner (Timão), Chiwetel Ejiofor (Scar). Além desse time de peso, o roteiro do filme será muito fiel ao original e até sua trilha sonora permanece. Teremos a Beyoncé e o Donald Glover cantando Can You The Love Tonight de Elton John. Preparem seus lenços, pois ninguém estará a salvo de se emocionar. Com certeza vai ser um momento bastante nostálgico. Confira o teaser abaixo.

 

Coringa   

coringa
Foto: Divulgação

Sim, meus caros leitores, em outubro deste ano teremos um novo filme do Coringa, o vilão mais adorado do público! Após a não tão bem sucedida atuação de Jared Leto em Esquadrão Suicida, a DC ainda continua na sua busca por um filme que consiga fazer tanto sucesso quanto o Cavaleiro das Trevas, do Nolan. A busca é também por alguém que consiga atuar tão impecavelmente bem quanto o Heath Ledger. Definitivamente, não será uma missão fácil, já que para muitos o Coringa do falecido ator é o preferido. Mas não adianta ser contra a produção do novo filme, porque ele já está em processo de pós-produção. O responsável por trazer de volta um dos maiores vilões de todos os tempos é Joaquin Phoenix, que é um ótimo ator e fez filmes maravilhosos, mas que ainda deixa os fãs um pouco preocupados, já que estamos falando do Coringa. Martin Scorsese será um dos produtores do filme, Todd Phillips irá dirigir o longa, e tudo o que se sabe do enredo é que se passará nos anos 80, terá um baixo orçamento e muito provavelmente mostrará a transformação do Coringa nessa persona no mínimo enigmática. Confira o teaser abaixo.

 

Star Wars – Episódio IX

star-wars
Foto: Divulgação

Um dos filme mais aclamados pelo público nerd terá a sua conclusão da nova fase no episódio IX. Os filmes de Star Wars são sempre assim, não se sabe muito sobre a história e as informações divulgadas são apenas pequenas fagulhas sobre o que pode acontecer. Acredito que isso seja uma estratégia de marketing para que as pessoas fiquem loucas pensando em teorias, mas também é uma ótima alternativa para fazer suspense e surpreender o público que for assistir. De acordo com o comunicado da Lucasfilm, teremos o retorno de Daisy Ridley, como Rey; John Boyega, como Finn; Adam Driver, como Kylo Ren; Oscar Isaac, como Poe; Kelly Marie Tran, como Rose Tico; Domnhall Gleeson, como General Hux; Lupita Nyong’o, como Maz Kanata; Billie Lourd, como Lieutenant Connix; Joonas Suotamo, como Chewbacca; Anthony Daniels, como C-3PO; Greg Grunberg, como Snap Wexley; Jimmy Vee, como R2-D2 e Brian Herring no comando do BB-8. Também teremos imagens gravadas por Carrie Fisher, ainda em vida, como princesa Leia e o Mark Hamill. J.J Abrams volta a dirigir o filme e também será corroteirista. John William ficará responsável pela trilha sonora. Com estreia para dezembro, o longa promete encerrar a trajetória dos Skywalkers. Ainda não há trailer do filme.



Vingadores: Ultimato

ultimato
Foto: Divulgação

O filme mais esperado para o primeiro semestre de 2019 é, com certeza, Vingadores: Ultimato. Após dez anos mostrando a trajetória dos Vingadores, a franquia terá sua conclusão em maio. Obviamente, não será o fim de tudo, mas somente de mais uma fase. Agora teremos outros super heróis à frente da missão de proteger o mundo. Após os catastróficos eventos de Vingadores Guerra Infinita, iremos saber o que vai acontecer de agora em diante. As teorias rolam soltas, mas a verdade é que são somente especulações, não se sabe de quase nada sobre o próximo filme. O trailer conseguiu nos dar um vislumbre sobre o que possivelmente irá acontecer. Os irmãos Russo dirigiram o filme e o elenco original permanece, já que é necessário um desfecho. Confere aí o trailer do filme.

 

Capitã Marvel

capitã-marvel
Foto: Divulgação

O primeiro filme de uma heroína da Marvel nos cinemas será da Capitã Marvel. Nas cenas pós-créditos de Guerra Infinita, pode-se perceber que ela é uma figura-chave nesse processo de encerramento e entendimento dos eventos do filme. Por ser o primeiro filme solo da heroína, o longa irá mostrar basicamente o início de sua trajetória, colocando ela no meio de uma guerra intergalática entre duas raças alienígenas. Quem interpretará Carol Danvers é a ganhadora do Oscar Brie Larson. Samuel L. Jackson será Nick Fury e o Jude Law será Yon-Rogg, mentor de Danvers. A história deve se passar nos anos 90.  A estreia está garantida para abril. Dá uma olhada no trailer.

 

Shazam

shazam
Foto: Divulgação

O novo filme de comédia da DC traz Shazam como protagonista de seu filme solo, e deve estrear em abril. O longa mostra o início da história do herói. Para os que não conhecem, eis aqui um breve resumo: o garoto de 14 anos recebe poderes de um mago, que o faz virar um adulto chamado Shazam. Então teremos um jovem adulto fazendo muitas zoeiras e tendo que enfrentar um vilão. Essa é a aposta a DC para um filme numa pegada mais parecida com Deadpool, mas que dê para todo mundo assistir. Confira o trailer.

 

Nós  

nós-jordan-peele
Foto: Divulgação

O novo filme o Jordan Peele tem estreia marcada para março. O mesmo diretor do aclamado “Corra!” voltará mais uma vez com um filme de terror que mostra uma família indo passar férias e tendo que enfrentar versões macabras deles mesmos.“Era muito importante pra mim ter uma família negra no centro de um filme de terror. Mas também é importante notar que, ao contrário de “Corra!”, “Nós” não é sobre racismo. Ao invés disso, é sobre algo que eu acho que se tornou uma verdade inegável, que é o simples fato de que nós somos nossos próprios piores inimigos”, explica Peele. No elenco, temos Lupita Nyong’o, Elisabeth Moss e Winston Duke como estrelas. Jordan não somente dirigiu o longa, como também roteirizou e escreveu, ou seja, ele tem plenos poderes em sua obra e algo muito bom vem por aí. Confira o trailer.



Dumbo

dumbo
Foto: Divulgação

O live action da Disney terá por trás da lente o diretor Tim Burton. O clássico da animação voltará aos cinemas em março. Na história, temos o personagem do Colin Farrel. Após voltar da guerra, ele descobre que o circo onde trabalhava está passando por grandes dificuldades. O local tem mais um integrante: um filhote de elefante com orelhas enormes que acaba sendo motivo de chacota pelo público. Apesar disso, os filhos de Holt Farrier vêem nele algo a mais. O elenco tem também Eva Green e Danny Devito. Confira o trailer.

 

Aladdin

will

O live action musical da Disney, do diretor Guy Ritchie, tem seu lançamento marcado para maio. Will Smith interpretará o gênio. O filme ainda não tem uma sinopse oficial, mas a história deve seguir fielmente o filme anterior, exceto algumas mudanças no roteiro para deixar a narrativa mais empoderada e moderna. Confira o teaser logo abaixo.

 

Eduardo e Mônica

Eduardo-e-Monica
Foto: Divulgação

A clássica música do Legião Urbana será adaptada para os cinemas e terá estreia em setembro. Essa é mais uma releitura de uma de suas canções icônicas. Desta vez, a história contada é a do casal mais oposto entre si, mas complementar em suas diferenças.

 

Annabelle 3

annabelle
Foto: Divulgação

O filme de terror queridinho dos fãs terá sua continuação neste ano. Ele faz parte do sexto filme da franquia Invocação do Mal. A boneca será levada para a Sala de Artefatos dos investigadores Ed e Lorraine Warren, onde será mantida em segurança. Porém, ao ficar em um local onde vários outros objetos também estão amaldiçoados, Annabelle fará com que todos atormentem a vida da babá e da filha do casal.  

 

Homem Aranha: Longe de Casa

homem-aranha-longe-de-casa
Foto: Divulgação

No novo filme do Homem Aranha, Peter Parker vai para a Europa com os amigos numa viagem da escola. Ao chegar lá, ele se encontra com Nick Fury, que lhe anuncia uma nova missão. Ele terá que enfrentar vários vilões, que são a personificação dos quatro elementos – água, ar, terra e fogo. Mas ele terá a ajuda de Mysterio, que será interpretado por Jake Gyllenhaal. Ainda não se sabe suas reais intenções, mas muito provavelmente será o vilão da trama. Aparentemente, o filme se passa depois dos eventos de Vingadores Guerra Infinita e teremos a participação do elenco do longa anterior, como Michael Keaton, que foi o vilão de Volta Ao Lar. Confira o trailer do filme que estreia em julho.

 

Turma da Mônica Laços

turma-da-monica
Foto: Divulgação

O primeiro live action dos quadrinhos de Maurício de Souza será dirigido por Daniel Rezende, que também esteve à frente do filme Bingo: O Rei das Manhãs, bastante aclamado. O elenco infantil já ganhou a todos e está super parecido com os personagens. O que se sabe até agora é que o enredo irá focar no sumiço de Floquinho. Rodrigo Santoro interpreta o personagem Louco, que é super querido pelo público. Confere o trailer.

 

Rocketman

rocketman
Foto: Divulgação

Mais um filme biográfico será lançado neste ano. Elton John, o pianista mais célebre da música, ganhará uma adaptação cinematográfica falando sobre sua vida musical, os shows, como foram feitas as músicas mais emblemáticas do artista e os momentos mais difíceis que passou por ser homossexual. Ele teve que esconder isso por um certo período de sua carreira. Quem o interpretará será o ator Taron Egerton, que ficou conhecido por fazer Kinsgman. O filme estreia em maio. Confira o trailer que saiu!

 



John Wick – Capítulo Terceiro

john-wick
Foto: Divulgação

O filme de ação estrelado por Keanu Reeves terá sua terceira adaptação aos cinemas este ano. O longa acompanha a vida do matador de aluguel que estava cansado dessa vida de matança no primeiro filme, mas acabou sendo puxado de volta para o mundo do crime quando assassinaram seu cachorro. Com motivos suficientes para ir atrás das pessoas que fizeram isso, ele acabou voltando mais uma vez para o mundo do crime. Considerada uma obra neo-noir, o filme conseguiu conquistar crítica e público com a sua qualidade nas cenas de ação. Confira o trailer do longa.

 

Godzilla: O Rei dos Monstros  

godzilla
Foto: Divulgação

O filme clássico japonês ganhará mais uma adaptação para as telonas. Com o sucesso do Godzilla de 2014 e o Kong: Ilha da Caveira, a Warner resolveu dar continuidade ao projeto MonsterVerse. A história basicamente segue a mesma premissa que estamos acostumados a ver nos cinemas: o Godzilla quer exterminar a população mundial. O trailer acabou deixando muitas pessoas surpresas com o que foi mostrado. O elenco está muito bom: Vera Farmiga, Millie Bobby Brown, Kyle Chandler e Sally Hawkins. O filme estreia em maio.

 

X-Men Fênix Negra

x-men-fênix-negra
Foto: Divulgação

O filme da franquia dos X-men terá continuidade este ano. A obra foca na Jean Grey e o desenvolvimento de seus poderes que acabam colocando-a em constante atrito com o grupo do qual pertence e também com o seu passado. O longa já teve bastantes modificações e refilmagens, o que acabou deixando o público desanimado com o que poderá acontecer. No trailer que foi divulgado, a história se parecia bastante com o X-Men 3. A franquia não anda muito bem nos últimos filmes, com um roteiro bastante confuso e até desconexo. Mas após os eventos da CCXP, Sophie Turner e Jessica Chastain deixaram o pessoal mais otimista em relação ao filme. Só poderemos conferir o resultado em junho quando ele estrear.

 

Toy Story 4

toystory4
Foto: Divulgação

Sim, Toy Story terá uma continuação! Não se sabe exatamente qual será a narrativa a ser contada, já que para muitos a franquia teve o encerramento perfeito no terceiro filme. A Pixar disse que ainda se tem história para contar, então é só esperar para ver. Toy Story é um dos longas que todos amam, inclusive a crítica.

 

*Isabelle Vasconcelos/Estagiária sob supervisão

Foto destaque: Divulgação

 

Leia também: Trailer de Vingadores Ultimato traz indícios sobre o futuro da franquia

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Vice, filme indicado ao Oscar, tem estreia nos cinemas de João Pessoa

Nesta semana de estreias a programação está bastante diversificada nos cinemas de João Pessoa. Temos o filme Viceuma história verídica que foi indicada ao Oscar de Melhor Filme esse ano, além de melhor ator para Christian Bale, e também o filme de terror A Sereia – Lago dos Mortos, a comédia romântica com Jennifer Lopez Uma nova Chance e a fantasia O Menino Que Queria Ser Rei. Confira a sinopse e o trailer de cada um para saber qual você irá escolher para assistir nesta semana.

 

Vice

vicee
Foto: Divulgação

Aqui temos um filme baseado numa história real que conta a vida de Dick Cheney, interpretado por Christian Bale, ator que a maioria das pessoas conhecem pela sua atuação na trilogia do Batman, e que mais uma vez mudou completamente o seu físico para ficar idêntico ao protagonista que foi vice presidente de George W. Bush. O filme é dirigido por Adam McKay, que ficou responsável em dirigir A Grande Aposta, e parece ter uma pegada mais para o lado humorístico, mesmo se tratando de um assunto sério. O longa mostra a trajetória de ascensão de Dick na vida política, retratando ele não como um vice presidente com atuação simbólica, mas sim como alguém que está atuando de fato nas diretrizes dos Estados Unidos. O elenco está cheio de estrelas. Temos o Sam Rockwell interpretando o presidente George Bush, Amy Adams como Lynne Cheney, esposa do vice, e o Steve Carell como Ronald Rumsfeld. O filme está sendo bastante cotado nesse Oscar, principalmente para o Christian Bale ganhar.

 



 

Uma Nova Chance

jenny-from-the-blockk
Foto: Divulgação

Na nova comédia romântica com Jennifer Lopez, temos um filme levinho com uma mensagem bonita e motivacional na história. Maya é um atendente de supermercado que não curte muito seu trabalho e acaba ficando insatisfeita nele. Após uma mudança no seu currículo e nas redes sociais ela acaba conseguindo bastante destaque ao se tornar uma executiva de sucesso, que consegue crescer através de suas experiências da vida e do seu antigo emprego.

 

A Sereia – Lago dos Mortos   

sereiaa
Foto: Divulgação  

Neste filme de terror russo, temos uma história bastante familiarizada pelo público. Um terror com sustos repentinos e um roteiro para dar uma certa ambientação. Na narrativa somos apresentados a Roman, que acaba deixando uma sereia apaixonada por ele, fazendo assim com que ela fique tentando levá-lo para seu mundo embaixo d’água. Para evitar que isso aconteça, Marina, noiva do rapaz, pretende lutar e superar o seu medo de oceanos para evitar que o pior aconteça com essa versão macabra da sereia.

 

 

O Menino Que Queria Ser Rei

o-meninoo
Foto: Divulgação

Temos aqui uma história de fantasia e aventura. Nela somos apresentados ao Alex, um menino que sempre ajuda a proteger seu amigo dos valentões do colégio. Certo dia ele encontra num local abandonado uma espada cravada numa pedra e consegue facilmente tirá-la de lá, fazendo com que ele seja o escolhido numa batalha que envolve a meia irmã do Rei Arthur, e acaba contando com a ajuda do mago Merlim numa versão mais jovem.

 

 

*Isabelle Vasconcelos/Estagiária sob supervisão

Foto destaque: Divulgação

 

Leia também: Confira a lista completa dos indicados ao Oscar 2019

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

   

Ah, o verão! 5 filmes na Netflix que são a cara da estação

É verão! Muitos amam essa estação para sair para lugares como praia e piscina, opções óbvias devido à situação, mas tem sempre pessoas que preferem ficar em casa, não importa qual seja o clima. Eis aqui uma lista de cinco filmes na Netflix para você assistir que são a cara da estação mais quente do ano. Incluímos nela produções originais do serviço e comédias românticas. Confere logo abaixo a sinopse de cada uma para você escolher qual irá começar primeiro!



Simplesmente Acontece

simplesmente-acontecee
Foto: Divulgação

O filme da Lily Collins é um dos queridinhos de comédia romântica, Nele temos dois amigos inseparáveis que passam por todos os momentos da juventude juntos, até que Alex consegue entrar na universidade de Harvard e acaba deixando Rosie na Inglaterra. Mesmo tendo algumas dificuldade por causa da distância, eles resolvem sempre visitar um ao outro para não perder contato e manter a amizade mais forte. Entretanto a vida adulta acaba sendo difícil e eles acabam enfrentando as dificuldades que colocam tudo em risco.

 

A Última Música

mileyy
Foto: Divulgação

Esse aqui é um clássico da Miley Cyrus, provavelmente todo mundo já assistiu, mas ele não poderia ser deixado de fora. Se você ainda não assistiu, não perca tempo e vá agora assistir! Se você já assistiu, então faça o favor e veja novamente. No filme temos Ronnie, uma adolescente rebelde que irá passar as férias com seu irmão mais novo na casa de praia do pai, mesmo contra sua vontade. Tudo muda quando ela acaba conhecendo Will, um jovem jogador de vôlei que acaba se encantando por ela e resolve conhecê-la melhor. Na história Ronnie acaba não somente se apaixonando, como também redescobre o amor que tem pelo seu pai, fazendo com que a relação dos dois se torne mais importante.

 

Ibiza tudo pelo DJ

ibizaa
Foto: Divulgação

Três amigas viajam para a Espanha, mais precisamente para Ibiza, lugar conhecido por suas festas extravagantes, luxuosas, e muita gente louca. O filme é basicamente as meninas se divertindo loucamente, aproveitando a vida de todas as maneiras, até que elas vão a uma apresentação de um famoso DJ e a Harper resolve conquistá-lo. O filme é bem engraçado e vale a pena conferir.



A Barraca do Beijo

barraca-do-beijoo
Foto: Divulgação

Essa é mais uma comédia romântica. O filme fez bastante sucesso quando lançado e é bem a cara dessa matéria, que busca trazer filmes leves e com uma pegada de veraneio. Nesse aqui temos Elle e Lee, dois amigos de colégio que resolvem fazer uma barraca do beijo. Para incentivar o negócio, Elle resolve chamar o irmão mais velho do seu amigo, que é o seu crush. Só que tudo muda quando os dois se envolvem cada vez mais, o que pode estremecer a amizade com o Lee.

 

Vizinhos 2

vizinhoss
Foto: Divulgação

A continuação do primeiro Vizinhos agora mostra e Mac e a Kelly como pais de primeira viagem, só que agora precisam lidar com uma nova vizinha, a Shelby, líder da Kappa Nu, um grupo de garotas da universidade que resolvem fazer festas para mostrar como se deve fazer uma. Isso acaba dificultando os planos do casal que pretende vender a casa, mas eles acabam tendo a ajuda de Teddy nessa nova empreitada.

 

*Isabelle Vasconcelos/Estagiária sob supervisão

Foto destaque: Divulgação

 

Leia também: Conheça cinco ótimas séries britânicas disponíveis na Netflix

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

  

 

Crítica: Infiltrado na Klan, o filme que fala sobre racismo sem eufemismo  

Para quem é de João Pessoa, o filme Infiltrado na Klan estará com sessões especiais no Cinepólis do Manaíra Shopping de segunda a sexta, a partir das 19h40, e nos sábados e domingos a partir das 14h.

Infiltrado na Klan é o novo filme do Spike Lee, e pelo título do filme já dá para ter uma grande noção sobre qual segmento a história vai tratar. Apesar de ser um tema bastante complexo de retratar, o diretor do longa consegue equilibrar o tom da narrativa de uma história verídica. No roteiro do filme somos apresentados a um policial negro chamado Ron Stallworth (John David Washington) que tem um plano ambicioso: acabar com os esquemas do maior grupo racista existente, a Ku Klux Klan. Após estabelecer contato com o líder da seita, ele então consegue a permissão do seu superior para colocar a ideia em prática, mas para isso ele terá que achar um homem branco que precise estar presente nas reuniões com os outros membros e para ser assim aceito ao clã.

Spike Lee consegue estabelecer uma ambientação cenográfica perfeita e ao mesmo tempo respeitando sua estilística como diretor. Vale salientar a edição e montagem do filme que ousa no dinamismo. A história se passa nos Estados Unidos nos anos 70, época bastante fervorosa para as pessoas negras que buscavam reivindicações sob a sociedade segregacionista. Período que também teve o auge do movimento Panteras Negras, que conseguiu milhares de devotos, pessoas que foram à luta por igualdade racial e por revolução.



infiltradonaklann
Foto: Divulgação

Todo esse contexto é pano de fundo para os personagens. De uma lado somos apresentados a um policial que está tentando atrapalhar os planos da Ku Klux Klan com a ajuda de seu parceiro de trabalho Flip Zimmermann (Adam Driver), e de outro temos Patrice (Laura Harrier), uma mulher negra ativista que luta contra o sistema existente, tanto político como também dos policiais brancos que exercem seu poder de oficiais para violentar e denegrir os negros. Com a exposição dessas duas vertentes, há a exemplificação das camadas existentes sobre o mesmo tema.

A adaptação do roteiro é impecável. Nele temos presente o humor negro e o sarcasmo nos diálogos, não é porque o filme fala sobre racismo que ele irá adotar o eufemismo. Aqui as coisas são ditas de forma clara, as cenas que mostram a interação dos membros do grupo estão cheias de diálogos e situações extremamente racistas, e isso pode ser visto não somente nas falas dos personagens, mas também na interpretação dos acontecimentos. A forma como os brancos não suportam os negros, o ódio que eles sentem por dividirem o mesmo país com eles, a felicidade em dizer o quão prazeroso seria exterminar essa raça, a superioridade ariana é extremamente evidente.



Um dos momentos mais emocionantes é quando há a justaposição de duas cenas. De um lado temos um senhorzinho dando seu relato sobre um episódio racista que presenciou, e de outro temos a reunião de todos os membros da organização assistindo, festejando e rindo ao assistir o filme ‘Nascimento de Uma Nação’, considerado o filme mais racista de todos. A função da obra em despertar raiva nas pessoas que assistem a tudo isso é totalmente proposital. O desconforto ao ver cenas de aversão de um grupo sob o outro funciona justamente porque sabemos que é a realidade, não é algo sem fundamento.

O longa recebeu recentemente seis indicações ao Oscar 2019. Vale salientar a injustiça de não terem indicado o John David Washington como Melhor Ator, e se caso sua vitória como Melhor Filme venha acontecer ela definitivamente não será injusta. As cenas finais do longa te pegam de surpresa ao mostrar que ele não é apenas um filme, uma obra fictícia, mas sim uma representação de fatos passados e principalmente do presente.  

Confira o trailer do filme:

 

*Isabelle Vasconcelos/Estagiária sob supervisão

Foto destaque Divulgação

 

Leia também: Crítica: Bohemian Rhapsody é uma singela homenagem para uma banda complexa

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Rebento, Filme paraibano, ganha prêmio internacional de cinema

O cinema e a cultura de João Pessoa estão em clima de comemoração. O motivo foi o longa-metragem ‘Rebento’, obra patrocinada pelo edital Walfredo Rodriguez da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), ter recebido o prêmio Golden Sparrow de melhor filme e melhor atriz no Diorama International Film Festival, em Nova Delhi, na Índia.

“Ainda estamos emocionados e felizes com essa grande conquista para o cinema paraibano. Foi fundamental a parceria de financiamento da Prefeitura Municipal de João Pessoa com os realizadores do filme. O Rebento foi primeiro filme de ficção patrocinado pelo edital Walfredo Rodriguez. Com isso, mostramos o quanto é importante fomentar a cultura na Capital”, destacou o escritor e diretor de Rebento, André Morais.

Além da premiação de melhor filme, o longa paraibano também levou a de melhor atriz , com Ingrid Trigueiro. “O reconhecimento do nosso trabalho está nos dando a alegria de receber este prêmio no Diorama International Film Festival. Parabéns ao querido André Morais, elenco e toda equipe do filme Rebento. Viva o cinema paraibano”, comemorou Ingrid.

O Rebento concorreu com outros 15 filmes de vários lugares do mundo como Irã, Turquia, Alemanha, México, Argélia, China e Espanha. É uma produção totalmente paraibana, com mais de 40 artistas envolvidos não só de João Pessoa, mas do estado. O longa foi rodado no sertão da Paraíba, nas cidades de Aparecida, Sousa, Santa Cruz e São Domingos, estimulando a geração de emprego e renda não só na capital paraibana, mas também nas cidades onde foi filmado.



André Morais ainda ressalta a importância de se manter a continuidade nos patrocínios e financiamentos para a cultura local. “Rebento está abrindo portas para outros que virão. Lembrando que não apenas nosso filme, mas várias outras produções financiadas pelo edital Walfredo Rodriguez estão circulando dentro e fora do país. As parcerias também são fruto de uma mobilização de nós artistas que lutamos para que ações como essa da prefeitura tenham continuidade. Pedimos que os futuros patrocínios e financiamentos continuem com essa força e organização. É necessário que a gestão possa continuar com esse olhar ressaltando a importância do poder público no fomento da cultura de nossa cidade e o resultado está aí”, finalizou.

Confira o trailer do filme Rebento:

 

*Hellen Nascimento/Secom-JP

Foto destaque: Divulgação/Cena do filme Rebento

 

Leia também: Confira a lista completa dos indicados ao Oscar 2019

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

 

Creed II tem estreia nos cinemas de João Pessoa esta semana

Hoje é dia de estreias nos cinemas de João Pessoa e esta semana está especial, pois é temporada de Oscar temos dois filmes que estão indicados na categoria de Melhor Filme entrando em cartaz: A Favorita, novo filme com Emma Stone, e Green Book – O Guia. Também estreiam na telona a continuação do primeiro Creed, Creed II, o novo filme da Kéfera Eu Sou Mais Eu, e um filme de Carnaval, Sou o Carnaval de Salvador. Com filmes de vários gêneros, você poderá escolher qual vai assistir nesta semana. Logo abaixo temos a sinopse e o trailer de cada um!



Creed II

creed2
Foto: Divulgação

Após os eventos do filme anterior, Adonis Creed irá enfrentar mais uma luta importante para sua carreira. Com o apoio e suporte de Rocky Balboa, o protagonista se vê num dilema muito grande se deve seguir  adiante nessa batalha ou não. O seu rival é Viktor Drago, filho do antigo opositor de Rocky, Ivan Drago. Agora com mais responsabilidades sobre suas escolhas, Adonis precisa pensar sobre as consequências que esta luta trará não somente para ele, mas também para quem ele ama. Mesmo indo contrário ao que todos pedem, ele resolve ir em frente, em um embate que pode ter fatal.

 

 

Green Book – O Guia

greenbook
Foto: Divulgação

Aqui temos um dos filmes indicados ao Oscar 2019. Green Book traz como protagonistas o personagem do Viggo Mortensen, que interpreta um malandro de Nova York com boas filosofias que está a procura de um emprego quando viu que a sua discoteca faliu, e o personagem do Mahershala Ali que interpreta um pianista muito conceituado que está fazendo uma turnê nos Estados Unidos e acaba contratando o personagem do Viggo para ser seu motorista. O longa se passa nos anos 60 e retrata uma época difícil no país que estava tendo uma grande segregação racial e a relação dos dois personagens. O longa ganhou o Globo de Ouro e é uma das grandes apostas do cinema.

 

 



A Favorita

afavoritaa
Foto: Divulgação

O novo filme do diretor grego Yórgos Lánthimos tem um elenco cheios de estrelas. A história do longa se passa na Inglaterra do século XVIII, e a rainha Ana tem como conselheira e amante a duquesa de Marlborough, interpretada por Rachel Weiz. Em contrapartida, a chegada de Abigail, uma nova empregada da rainha, acaba ameaçando o posto de favoritismo da duquesa, e as duas entram em atrito para ser a favorita da rainha. O filme ganhou dez indicações ao Oscar este ano  e tem na direção um nome com uma estética bastante singular e um humor muito excêntrico, além de ser uma das produções queridinhas pela crítica.

 

Eu Sou Mais Eu  

keferaaaaaa
Foto: Divulgação

O novo filme da youtuber e atriz Kéfera é uma comédia que retrata a vida da cantora esnobe Camila Mendes. Prestes a lançar uma música nova, ela recebe a visita de seu fã número um e após isso ela lembrando de quando era adolescente e sofria bullying na escola. Com a ajuda de seu amigo Cabeça, ela vai aos poucos retomando a sua essência e vai à procura de quem ela realmente é.

 

 

Sou o Carnaval de Salvador

Neste filme temos a retratação do carnaval da Bahia, mas sob o enfoque nas pessoas anônimas, que sustentam toda a euforia dos dias carnavalescos da cidade. Como estamos sempre acostumados a ter uma atenção maior para os artistas que se apresentam nos trios elétricos, o longa resolveu subverter esse padrão e mostrar as pessoas que ficam nas ruas da capital festejando e transmitindo energias na época mais agitada e feliz o ano.   

 

 

*Isabelle Vasconcelos/Estagiária sob supervisão

Foto destaque: Divulgação

 

Leia também: Confira a lista completa dos indicados ao Oscar 2019

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Confira a lista completa dos indicados ao Oscar 2019

Nesta terça-feira (22) foram divulgados os indicados ao Oscar 2019, que irá acontecer no dia 24 de fevereiro em Los Angeles, nos Estados Unidos. O Oscar é o prêmio mais importante do cinema e muitas expectativas são colocadas para saber quais são os filmes que vão levar a estatueta para casa.

Neste ano a cerimônia não terá um apresentador. Anteriormente a pessoa que foi cotada para apresentar foi o ator e comediante Kevin Hart, mas depois de alguns problemas em função da revelação de alguns tweets homofóbicos, a academia resolveu dispensá-lo da função. No evento, quem ficará responsável pela apresentação do Oscar 2019 são alguns atores e atrizes que vão além de apresentar as categorias e serão também os alívios cômicos da noite.

Os filmes que ganharam bastante destaque nesta edição do Oscar 2019 foram “Roma”, com 10 indicações no total, e “Pantera Negra”, que fez história como o primeiro filme da Marvel concorrendo como Melhor Filme. “Nasce uma Estrela” também está na lista e um das indicações é como melhor atriz para Lady Gaga. “Infiltrado na Klan”, filme do Spike Lee, também está entre os indicados. Outros filmes como “Green Book – O Guia”, “A Favorita” e “Bohemian Rhapsody” também estão no páreo.



Confira abaixo a lista completa com todos os indicados e aproveite para fazer sua maratona e apostas.    

Melhor Filme

Pantera Negra

Nasce Uma Estrela

Bohemian Rhapsody

Green Book

Roma

A Favorita

Vice

 

Melhor Direção

Spike Lee- Infiltrado na Klan

Pawel Pawlikowski – Cold War

Yorgos Lanthimos – A Favorita

Alfonso Cuarón – Roma

Adam McKay – Vice

 

Melhor Ator

Christian Bale – Vice

Bradley Cooper – Nasce Uma Estrela

Willem Dafoe – No Portal da Eternidade

Rami Malek – Bohemian Rhapsody

Viggo Mortensen – Green Book

 

Melhor Atriz

Yalitza Aparacio – Roma

Glenn Close – The Wife

Olivia Colman – A Favorita

Lady Gaga – Nasce Uma Estrela

Melissa McCarthy – Can You Ever Forgive Me?

 

Melhor Ator Coadjuvante

Mahershala Ali – Green Book

Adam Driver – Infiltrado na Klan

Sam Elliott – Nasce Uma Estrela

Richard E. Grant – Can You Ever Forgive Me?

Sam Rockwell – Vice

 

Melhor Atriz Coadjuvante

Amy Adams – Vice

Marina de Tavira – Roma

Regina King – If Beale Street Could Talk

Emma Stone – A Favorita

Rachel Weisz – A Favorita

 

Melhor filme estrangeiro

Capernaum – Líbano

Cold War – Polônia

Never Look Away – Alemanha

Roma – México

Shoplifters – Japão

 

Melhor animação em curta-metragem

Animal Behaviour

BAO

Late Afternoon

One Small Step

Weekends



Melhor Animação

Os Incríveis 2

Ilha dos Cachorros

Mirai

Wi-fi Ralph

Homem-Aranha no Aranhaverso

 

Melhor roteiro adaptado

The Ballad Of Buster Scruggs

Infiltrado na Klan

Can You Ever Forgive Me?

If Beale Street Could Talk

Nasce Uma Estrela

 

Melhor roteiro original

A Favorita

First Reformed

Green Book

Roma

Vice

 

Melhor Fotografia

Guerra Fria

Roma

Nasce Uma Estrela

A Favorita

Never Look Away

 

Melhor trilha sonora

Pantera Negra

Infiltrado Na Klan

If Beale Street Could Talk

Ilha de Cachorros

O Retorno de Mary Poppins

 

Melhor canção original

All The Stars – Pantera Negra

I’ll Fight – RBG

The Place Where Lost Things Go – O retorno de Mary Poppins

Shallow – Nasce Uma Estrela

When A Cowboy Trades His Spurs For Wings – The Ballad Of Buster Scruggs

 

Melhor direção de arte

Pantera Negra

A Favorita

O Primeiro Homem

O Retorno De Mary Poppins

Roma

 

Melhor montagem

Infiltrado na Klan

Bohemian Rhapsody

A Favorita

Green Book

Vice

 

Melhor figurino

The Ballad Of Buster Scruggs – Mary Zophres

Pantera Negra – Ruth Carter

A Favorita – Sandy Powell

O Retorno de Mary Poppins – Sandy Powell

Duas Rainhas – Alexandra Byrne

 

Melhor curta-metragem

Detaintment

Fauve

Marguerite

Mother

Favorite

 

Melhor mixagem de som

Pantera Negra – Steve Boeddecker, Brandon Proctor e Peter Devlin

Bohemian Rhapsody – Paul Massey, Tim Cavagini e John Casali

O Primeiro Homem – John Taylor, Frank A. Montaño.

Roma – Skip Lievsay, Craig Henighan e José Antonio García

Nasce Uma Estrela – Tom Ozanich, Dean Zupancic

 

Melhor Edição de som

Pantera Negra

Bohemian Rhapsody

O Primeiro Homem

Um Lugar Silencioso

Roma

 

Melhores efeitos visuais

Vingadores: Guerra Infinita

Christopher Robin

O Primeiro Homem

Jogador número 1

Han solo: Uma História Star Wars

 

Melhor documentário em longa-metragem

Free Solo

Hale County, This Morning, This Evening,

Minding The Gap

Of Fathers And Sons

RBG

 

Melhor Maquiagem e Cabelo

Border

As Duas Rainhas

Vice

 

*Isabelle Vasconcelos/Estagiária sob supervisão

Foto destaque: Divulgação

 

Leia também: Bohemian Rhapsody se destaca no Globo de Ouro, confira a lista de vencedores

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

 

Sítio do Picapau Amarelo, clássico da literatura e da tv, irá se tornar filme

A Clube Filmes, produtora especializada em conteúdo, anuncia a produção de seu novo filme, “O Sítio do Picapau Amarelo”, história infantil baseada nos famosos livros de Monteiro Lobato. A direção fica por conta de Fabrício Bittar que assina o roteiro com André Catarinacho e a distribuição será feita pela Galeria Distribuidora.

Narizinho, sua boneca Emília, Pedrinho, Dona Benta, Tia Nastácia e o Visconde de Sabugosa são algumas das personagens mais conhecidas do universo literário infantil. A obra do autor brasileiro Monteiro Lobato conta com 23 volumes.

“Poder contar essa história fantástica, que faz parte de toda uma geração, para novos espectadores é realmente incrível. Estamos bastante animados e ansiosos para começar a rodar logo”, explica Bittar.

A seleção para o elenco infantil começa no próximo mês e a previsão é que as filmagens tenham início ainda neste primeiro semestre. O roteiro, que está sendo trabalhado há um ano, tem o intuito de apresentar às novas gerações as personagens icônicas dos livros de Monteiro Lobato. O filme promete muita aventura e aquele saudosismo de uma infância muito bem vivida.



Sobre a Clube Filmes:

A Clube Filmes é uma produtora focada em conteúdo. Produziu 7 temporadas do programa MTV Sports e co produziu 2 programas do Verão MTV 2013, responsáveis por um aumento de 86% na audiência do canal.

Em 2014, produziu a série “Politicamente incorreto” para o canal FX, maior audiência da história do canal no Brasil e indicada para o prêmio APCA.

Em 2017, lançou seu primeiro longa-metragem “Como se Tornar o Pior Aluno da Escola”, uma coprodução com a Paris Filmes, Warner Bros. e Telecine, que levou mais de 500 mil pessoas aos cinemas.

Em 2018, lançou o filme “Os Exterminadores do Além contra a Loira do Banheiro” numa coprodução com a Warner Bros. e distribuição da Galeria Filmes.

 

*TZM assessoria

Foto destaque: Divulgação

 

Leia também: Crítica: com Bandersnatch, a Netflix está mudando a forma de consumir filmes

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Crítica: com Bandersnatch, a Netflix está mudando a forma de consumir filmes

A série Black Mirror é com certeza uma das mais provocativas, satíricas, inovadoras produções já feitas, e o novo filme da Netflix Bandersnatch, derivado do universo criado por Charlie Brooker, que é responsável também por roteirizar a produção antológica, não foge a regra de causar catarse sob a realidade em quem está assistindo. O próprio criador já reconheceu que esse projeto tenha sido o mais ousado. “Houve vários momentos durante o processo em que achei que era loucura”, afirmou.

A produção de trabalhos autorais desenvolvidos para o streaming é cada vez maior, podendo-se notar claramente que a Netflix está optando pela quantidade ao invés da qualidade em alguns casos. A proposta do enredo de Bandersnatch traz em si algo nunca feito antes no cinema, agora a pessoa que estiver assistindo ao filme poderá escolher qual será o destino final do protagonista.

No roteiro do longa somos apresentados a Stefan Butler, um jovem programador britânico de 19 anos que resolve adaptar o livro Bandersnatch, do autor Jerome F. Davis, e transformá-lo em um jogo totalmente diferente, que segue a mesma premissa, o jogador terá o poder de escolher os caminhos e decisões do personagem.

Aos poucos são apresentadas de início duas opções simples que devem ser tomadas em dez segundos por quem está assistindo. O filme tem a duração de 1h30, mas dependendo das opções escolhidas o tempo irá aumentar. Obviamente que com o decorrer da história as decisões que aparecem acabam aumentando o teor de complexidade e consequentemente a sanidade do personagem que se encontra cada vez mais imersivo e obcecado em terminar de desenvolver o jogo.



bandersnatchh
Foto: Divulgação

O roteiro do filme não é perfeito, com algumas falhas rítmicas ele acaba  sendo um pouco repetitivo em algumas situações, mas é bastante instigante ao colocar em suas mãos o “poder” de escolha com as diretrizes dos indivíduos. Entretanto, a liberdade que o telespectador adquire das alternativas se torna ilusória já que dependendo da opção escolhida o filme/evento acaba te levando para a mesma cena e fazendo com que você escolha a outra possibilidade e te faz seguir algo que não era o esperado.

Em vários momentos o personagem principal se diz estar sendo controlado por algo. Logicamente que esta situação foi pensada propositalmente para que o público exercesse o papel de manipulador e até de vilão. O melhor diálogo no filme exemplifica basicamente o demasiado exercício do poder das instituições sobre os seres, dando o exemplo de que Pac-Man é uma metáfora para isto. O livre arbítrio colocado em questão em Bandersnatch é refletido em diversos segmentos, tanto na ideia do jogo, como na proposta do filme. A ideia ilusória de poder acaba sendo a essência de todo o ocorrido na história e nós sentimos qual a sensação de fazer aquilo que tanto reclamamos na sociedade midiática manipuladora.

Bandersnatch é uma experiência cinematográfica que vale a pena, não é perfeita, mas com certeza a ideia será aprimorada para projetos futuros. Esse é só o começo para uma mudança significativa na forma de como é consumido o cinema atualmente.       

 

Confira o trailer logo abaixo:


 

*Isabelle Vasconcelos/Estagiária sob supervisão

Foto destaque: divulgação

 

Leia também: Crítica: Bird Box traz uma adaptação que não faz jus ao prometido

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3