Saiba o que rola na sua cidade!

Seis exposições em cartaz na Estação Cabo Branco

Adriana Crisanto com Rota Principal

Seis exposições permanecem abertas para visitação pública neste final de semana no primeiro pavimento da Torre Mirante da Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes, no Altiplano. São elas: Olhar a Ponte que nos liga, Exposição Tiririca dos Crioulos: Pessoas Fortes na Luta, A Espreita, Rabecas de Nicodemos, Dom Fotográfico e Exposição Construindo Arte com Retalhos

A curadora da Estação Cabo Branco, Larissa França, disse que essas ficam em cartaz até o final de julho e que em agosto novas exposições de fotografia estão sendo agendadas.

A Arte dos Retalhos – Encontra-se aberta para visitação pública no primeiro pavimento da Torre Mirante. A exposição coletiva de artesanato é do grupo de artesãs do bairro do Alto do Mateus, em João Pessoa, que faz parte do projeto João Pessoa Artesã (JPA).

Rabecas

Rabecas – Exposição fotográfica do luthier, pesquisador e etnomusicólogo, João Nicodemos. No local o visitante encontrará aproximadamente 25 imagens em tamanhos variados. Nela João Nicodemos apresenta desde a primeira Rabeca (instrumento musical) até a mais recente.

A Espreita – Trata-se de uma instalação de cinco sombras em tecido, com dimensões variáveis, criadas pelos artistas do Coletivo Entreaberto, de Brasília. As sombras são de autoria de Gustavo Magalhães, Sabrina Lopes, Teca Santa Cruz e Polyanna Morgana instaladas na Torre da Estação.

O Dom Fotográfico – Reflete o olhar das pessoas com Síndrome de Down por meio da fotografia. A exposição apresenta um conjunto de imagens de mães e pais de pessoas com Síndrome de Down. Contudo, um destaque é importante: as fotografias correspondem ao olhar dos seus próprios filhos.

Tiririca-dos-Crioulos-

Tiririca dos Crioulos – Objetos, fotos, desenhos, músicas e vídeos podem vistos na exposição “Tiririca dos Crioulos: Pessoas Fortes na Luta”, no primeiro pavimento da Torre Mirante. Um dos coordenadores da exposição, o antropólogo Nivaldo Aureliano Leo Neto, trabalha com a comunidade há três anos e disse que esse trabalho foi realizado no modelo de gestão compartilhada.

Caminho do Conhecimento e Planetário – O visitante poderá ainda desfrutar do Caminho do Conhecimento nos jardins da casa. A sessão para entrada no caminho é sempre às 16h, com a presença de um monitor da casa.

SERVIÇO:

Exposições: “Olhar a Ponte que nos liga (Marcos Carvalho), Exposição Tiririca dos Crioulos: Pessoas Fortes na Luta, A Espreita, Rabecas de Nicodemos, Dom Fotográfico e Exposição Construindo Arte com Retalhos (comunidade do Alto do Matheus)”.

Local: Primeiro pavimento da Torre Mirante

Horário de visitação: terça a sexta-feira de 9h às 18h. Sábado, domingo de 10h às 19h.

Entrada gratuita.

%d blogueiros gostam disto: