Saiba o que rola na sua cidade!

Projeto realiza oficinas de cinema, teatro, dança e música em Bananeiras

Bananeiras

O Projeto Circulandô, do Centro Estadual de Arte (Cearte), estará na cidade de Bananeiras de 30 de novembro a 2 de dezembro com oficinas de cinema, teatro, dança e música. A cidade vai receber a 20ª edição do Circulandô com seis oficinas de arte e exibição de curtas brasileiros em praça pública.

As oficinas serão realizadas nesta sexta-feira, à tarde, das 14h às 18h e no sábado, pela manhã, das 7h30 às 11h30. Já o Cine Circulandô acontece a partir desta sexta, na Praça Epitácio Pessoa, no centro da cidade. O destaque dessa edição é a oficina da diretora do Cearte, Laura Moreno.

Bananeiras se localiza região do Brejo Paraibano. O município se destaca pela atividade turística e pelas famosas cachaças. A cidade também abriga um campus da Universidade Federal da Paraíba.

O Circulandô é um projeto de interiorização do Cearte e tem como objetivo provocar um encontro dos professores de arte da Capital com os dos municípios visitados, além de oferecer acesso ao ensino da arte à população local.

Inscrições para as oficinas:

Local da Inscrição: Espaço Cultural Oscar de Castro na casa do turista. O contato para as matriculas é (83) 99917-4940 (Eduardo Guimarães).



Oficinas:

Pintura – Atelier livre, pintura para crianças e adolescentes, ministrante Otavio Cássio O. Maia

Dança – Aura: uma experiência: CRIA + Ativa + idade, ministrante Laura Moreno

Cinema – Cinema de Bolso, ministrante Rodrigo A. Quirino

Teatro – Práticas de Preparação para o ator, ministrante Verônica de Lourdes Sousa

Música – Canto Nação Cariri: Canto coral, técnica vocal, improvisação, percepção musical, canto regional e percussão corporal. Ministrante Hidemburgo Hipólito de Oliveira, “Burgo”. Dança – Dança Contemporânea: Joelma Ferreira

Cine Circulandô – Bananeiras

 

Programação (Tempo de exibição: 79 minutos)

-De Lua (PB, 15’, fic, 2013), de Marcélia Cartaxo

-Gravidade (SP, 11’, animação, 2018), de Amir Admoni

-Mini Miss (PE, 16’, doc, 2018), de Rachel Daisy Ellis

-Aroeira (PB, 18’, fic, 2016), de Ramon Batista

-Boca de Fogo (RJ, 9’, doc, 2017), de Luciano Pérez Fernández

-Sweet Karolynne (PB, 2011, doc, 15’), de Ana Bárbara Ramos

 

*Secom-PB

Foto destaque: imagem do filme Aroeira/divulgação

 

Leia também: Pernambucano Amaro Freitas apresenta show de jazz no Hotel Globo

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

%d blogueiros gostam disto: