Saiba o que rola na sua cidade!

Mês da Dança tem eventos no teatro Santa Roza, Arena e Paulo Pontes

Teatro Santa Roza

A Funesc está com programação intensa para marcar o Mês da Dança. Na próxima sexta-feira (26), haverá o espetáculo solo Ópera Nuda, com Isaura Tupiniquim, no Teatro Santa Roza, no Centro de João Pessoa. A performance ‘Desanexo’, com Aretha Paiva, vai abrir a noite, a partir das 20h. A entrada é gratuita.

Ópera Nuda é uma experiência que mistura diversas linguagens. No palco, Isaura dança, sem deixar de fazer performance. Impera o desconforto, estranhamento e ruído rompem com a ideia clássica de ópera. Isaura trabalha com binaridades. Além do trabalho solo, a dançarina divide seu tempo entre as pesquisas acadêmicas, as aulas como professora da escola de dança da UFBA e o coletivo TeiaMUV, onde promove intervenções performáticas pela cidade.

A dançarina e coreógrafa Isaura Tupiniquim é a mesma de ‘Fricção’, obra de 2011, vencedora do Prêmio Viva Dança. Em cena, um corpo se movimenta, faz alusão a máquina e a tecnologia para discutir a estetização das guerras. ‘História do olho’, publicação do filósofo Georges Bataille, inspirou a artista na construção da coreografia, que estabelece uma relação entre erotismo e guerra.

Já Desanexo traz para a cena, conforme Aretha Paiva, o corpo refletido pela satisfação do gozo. O corpo, ainda de acordo com Aretha, com suas qualidades físicas e significações, como marca dos efeitos do inconsciente. Ela dirigiu e dançou nos solos Mulher ao espelho, Corpo etc e tal, Aversão de sentido e Olhos Dormentes. Atualmente, integra a Cenário Cia. de Dança.



 

Bailarina desde 2003, Aretha Paiva estudou ballet clássico e dança contemporânea, sob orientação de Rosa Cagliani, Canízio Vitório e Joyce Barbosa. Participou do Grupo ACena, dirigido e idealizado por Rosa Cagliani com os espetáculos Andanças e Mandrágora e Pulsação, este dirigido por Joyce Barbosa.

Integrou a Paralelo Cia de dança, onde participou das remontagens de Provérbios 1, Dois Cânticos e Uma Canção, Malaki – As cores da paixão e As 3 Irmãs, da montagem de O Castelo, dirigidos por Joyce Barbosa e das intervenções urbanas Experimento Pina, e da montagem de Lebenswelt.

 

Bailaço

Já no sábado (27), o palco para festejar o Mês da Dança será o Teatro de Arena. Haverá apresentações de +Um Coletivo de Arte; Maurício Germano e João Vítor da Paz; Luana Aires; Poivre Ballet; Sintony of Synchrony; Grupo Andrômeda e Dry Carvalho, dentro da edição especial do projeto Bailaço, a partir das 20h. A discotecagem será com Radiola Jamaicana. O Host, Vant Vaz. Entrada gratuita.

No domingo (28), no Teatro Paulo Pontes, a partir das 19h, com acesso gratuito, haverá uma coletânea de obras coreográficas, com Maurício Germano e Balé Popular da UFPB, Tribo Éthnos, grupo de danças urbanas do Cearte, Denilce Regina e Maria Luiza Pires (do Balé Jovem da Paraíba).

 

*Secom Paraíba

Foto destaque: Divulgação

 

Leia também: Conheça as principais galerias e exposições de arte em João Pessoa

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

%d blogueiros gostam disto: