Disco Egypt Station traz um Paul Mccartney experimentalista

Egypt Station

Foi lançado no último dia (07) o Egypt Station, o décimo sétimo álbum do Paul Mccartney, ex-Beatles que continua na ativa e se reinventando na indústria fonográfica aos 76 anos. A ideia central de estrutura do álbum é que cada música fosse uma estação de uma viajem de trem cósmica, trazendo diferentes harmonizações instrumentais.  Um exemplo são os elementos de samba na música Back In Brazil, mostrando o “Macca” numa fase experimentalista, com uma perspectiva musical diferente, impulsionando diversos estilos em cada uma das 16 faixas.

O lançamento do Egypt Station traz para o mundo da música as referências do Mccartney juntamente com sua filosofia e visão de vida, como é possível perceber na faixa I Don’t Know que mostra corriqueiramente como ele se pergunta sobre as questões naturais da vida. Além da faixa de divulgação da obra, Fuh You, que traz uma pegada mais Pop. “Ele fez de tudo. Ele fez álbuns experimentais. Ele fez álbuns de pop. Tudo que alguém pode querer fazer em um estúdio , ele foi e tentou”, disse em entrevista à Rolling Stones o produtor Greg Kurstin.  Para a publicação, ele falou sobre como é trabalhar com alguém já consagrado e que serve de inspiração a diversos artistas.



paul-album-2
Divulgação / capa do álbum

Para um artista que possui uma vasta experiência no ramo e já é consagrado na área, um exemplo dessa consagração é o álbum revolucionário dos Beatles de 1967 Sgt Peppers’s Lonely Hearts Club Band. O atual álbum é a principal referência que temos do compositor em demonstrar o porquê continuar no setor da música. Mesmo podendo ter o contentamento natural de uma pessoa com muitas experiências de vida, Paul Mccartney coloca em evidência que há sempre questões que merecem estar constantemente colocadas em dúvida ou em modo reflexivo. Por isso é perceptível que o Egypt Station é um experimento colocado em prática por alguém que está constantemente tentando entender as vertentes da vida.

Durante o processo de divulgação de seu mais novo projeto, Paul Mccartney deu uma entrevista à revista GQ, no qual ele destrincha algumas músicas dos Beatles e conta como foi o processo criativo de algumas delas, como Hey Jude, Let It Be, Blackbird e mais.

Confira logo abaixo o vídeo:

 

 

Já ouviu o disco? Aproveita e segue o nosso perfil no Spotify!

 

 

*Isabelle Vasconcelos/ estagiária sob supervisão 

Foto destaque: Revista Rolling Stones

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

%d blogueiros gostam disto: