Crítica: “Grace and Frankie” acerta ao mostrar que idosos são legais sim!

Érica Rodrigues

Não lembro bem porque comecei a ver Grace and Frankie na Netflix lá em 2015. Provavelmente foi pela descrição da série na época do lançamento, pois a ideia até hoje me agrada muito! A produção nos apresenta Grace e Frankie, duas mulheres completamente diferentes, unidas por um assunto em comum: o fato de seus ex-maridos terem se assumido gays e decidido casar um com o outro. Agora, as duas precisam resolver suas diferenças, morar juntas e redescobrir a vida de solteiras após os 60 anos.

A série acertou muito ao apostar em mostrar um outro lado da vida da terceira idade, com casais gays finalmente criando coragem para assumir um relacionamento, sexo (sim, sexo!), empreendedorismo, enfim, mostrando que pessoas idosas são interessantes sim!

Ouso dizer que é uma das minhas comédias preferidas da atualidade, com tiradas inteligentes e assuntos que não são usuais, mas nos fazem pensar sobre a realidade da velhice com muito bom humor. Outro ponto que me agrada muito é que as figuras dos idosos não são vitimizadas em momento algum: eles são personagens normais, vivendo as alegrias e frustrações do dia a dia.

Grace e Frankie, apesar de completamente diferentes em tudo, conseguem encarar os problemas com bom humor e, após muitos desentendimentos, apoiando-se e aprendendo uma com a outra. Uma coisa é certa: quando uma “perua” ex-empresária do ramos da beleza e uma hippie-mãezona se tornam amigas, boas risadas são garantidas!

 

Leia mais sobre filmes e séries aqui!



 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

%d blogueiros gostam disto: