Crítica: animação Com Amor, Van Gogh é uma delicada obra de arte

com amor, van gogh

Recentemente a Netflix incluiu em seu catálogo a animação Com Amor, Van Gogh, indicada ao Oscar 2018 na categoria Melhor Animação. O filme é uma biografia do pintor holandês que se passa pouco tempo após a sua estranha morte. Mas esta produção vai muito além de uma biografia comum: a animação foi inteiramente feita a partir de pinturas usando as técnicas de Van Gogh.

No longa, recebemos a informação de que 100 artistas foram responsáveis por pintar os mais de 35 mil quadros que dão vida à animação. E o resultado final é simplesmente lindo! Este é um daqueles filmes que nos inspiram, tanto pela trajetória de Van Gogh, quanto pela beleza das cenas.

Os personagens são todos saídos das obras do pintor, e quem tem algum conhecimento de seus quadros certamente reconhecerá muitos cenários e referências. Mas este filme é indicado para todas as pessoas, sejam elas fãs de Vincent Van Gogh ou não.

foto2-van-gogh

É impossível não se emocionar ao conhecer um pouco mais da história dele e de sua perturbada existência na terra. A animação nos faz pensar como em muitas vezes pode ser custosa a existência de um artista e qual o preço que se paga para ser um gênio.

Certamente, este filme foi uma das maiores surpresas que a Netflix que me presenteou nos últimos tempos. Uma obra prima, sutil e sensível sobre uma alma igualmente peculiar e delicada!

 

*por Érica Rodrigues

 

Leia mais sobre cinema clicando aqui!

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

%d blogueiros gostam disto: