#TBtdoRota: Filmes na Netflix para NÃO falar da produção brasileira

Quem nunca falou que o cinema nacional é ruim, atire a primeira pedra. A gente sabe que tem muito filme meia boca por aí, mas não é por isso que vamos generalizar. Listamos alguns filmes nacionais disponíveis na Netflix para você deixar o preconceito de lado e reconhecer que por aqui há muita coisa boa sim!

 

O roubo da taça

o-roubo-da-taça

Peralta é um simples corretor de seguros que começa a sofrer pressões de todos os lados. Em casa, sua namorada Dolores dá um ultimato: é casamento ou fim de papo. Por outro lado, suas dívidas que se amontoaram rapidamente, começam a ser cobradas. Quando tudo parece perdido, uma brilhante ideia cruza a cabeça de Peralta: um plano que vai resolver todos os seus problemas. Com a ajuda de seu amigo Borracha, um sujeito nada inteligente, Peralta decide roubar a Taça Jules Rimet de dentro dos cofres da CBF (Confederação Brasileira de Futebol). Baseado num caso real.

 

 

O começo da vida

o-começo-da-vida

Uma análise aprofundada e um retrato apaixonado sobre os primeiros mil dias de um recém-nascido, o verdadeiro começo da vida de um ser humano, tempo considerado crucial pós-nascimento para o desenvolvimento saudável da criança, tanto na infância quanto na vida adulta, onde os pais precisam ter o maior cuidado, amor e carinho possível.

 

 

O silêncio do céu

o-silêncio-do-céu

Diana (Carolina Dieckmann) carrega consigo um grande trauma: ela foi vítima de um estupro dentro de sua própria residência. Entretanto, ela prefere esconder o caso e não contar para ninguém. Mario (Leonardo Sbaraglia), seu marido, também tem seus próprios segredos – mistérios que, ocultos, estão matando aos poucos a relação do casal.

 

 

Hoje eu quero voltar sozinho

hoje-eu-quero-voltar-sozinho

 

Leonardo (Ghilherme Lobo), um adolescente cego, tenta lidar com a mãe superprotetora ao mesmo tempo em que busca sua independência. Quando Gabriel (Fabio Audi) chega na cidade, novos sentimentos começam a surgir em Leonardo, fazendo com que ele descubra mais sobre si mesmo e sua sexualidade. Um filme muito delicado, para se apaixonar pelos personagens!

 



 

Entre nós

entre-nós

Sete jovens amigos escritores viajam para uma casa de campo para celebrar a publicação do primeiro livro do grupo. Lá, eles escrevem cartas para serem abertas dez anos depois. A viagem acaba em uma tragédia após a morte de um dos amigos. Mesmo assim, eles se reúnem dez anos depois para ler as cartas.

 

 

Saneamento Básico, o Filme

saneamento-básico

Os moradores de Linha Cristal, uma pequena vila de descendentes de colonos italianos localizada na serra gaúcha, reúnem-se para tomar providências a respeito da construção de uma fossa para o tratamento do esgoto. Eles elegem uma comissão, que é responsável por fazer o pedido junto à sub-prefeitura. A secretária da prefeitura reconhece a necessidade da obra, mas informa que não terá verba para realizá-la até o final do ano. Entretanto, a prefeitura dispõe de quase R$ 10 mil para a produção de um vídeo. Este dinheiro foi dado pelo governo federal e, se não for usado, será devolvido em breve. Surge então a ideia de usar a quantia para realizar a obra e rodar um vídeo sobre a própria obra, que teria o apoio da prefeitura. Porém, a retirada da quantia depende da apresentação de um roteiro e de um projeto do vídeo, além de haver a exigência que ele seja de ficção. Desta forma os moradores se reúnem para elaborar um filme, que seria estrelado por um mostro que vive nas obras de construção de uma fossa.

 

 

Nise – O Coração da Loucura

nise

Ao voltar a trabalhar em um hospital psiquiátrico no subúrbio do Rio de Janeiro, após sair da prisão, a doutora Nise da Silveira (Gloria Pires) propõe uma nova forma de tratamento aos pacientes que sofrem da esquizofrenia, eliminando o eletrochoque e lobotomia. Seus colegas de trabalho discordam do seu meio de tratamento e a isolam, restando a ela assumir o abandonado Setor de Terapia Ocupacional, onde dá início a uma nova forma de lidar com os pacientes, através do amor e da arte.

 

 

Faroeste Caboclo

faroeste-caboclo

João (Fabrício Boliveira) deixa Santo Cristo em busca de uma vida melhor em Brasília. Ele quer deixar o passado repleto de tragédias para trás. Lá, conta com o apoio do primo e traficante Pablo (César Troncoso), com quem passa a trabalhar. Já conhecido como João de Santo Cristo, o jovem se envolve com o tráfico de drogas, ao mesmo tempo em que mantém um emprego como carpinteiro. Em meio a tudo isso, conhece a bela e inquieta Maria Lúcia (Ísis Valverde), filha de um senador (Marcos Paulo), por quem se apaixona loucamente. Os dois começam uma relação marcada pela paixão e pelo romance, mas logo João se verá em meio a uma guerra com o playboy e traficante Jeremias (Felipe Abib), que coloca tudo a perder.

 

 

O Último Cine Drive-in

o-último-cine-drive-in

O jovem Marlombrando (Breno Nina) se vê obrigado a voltar a Brasília, sua cidade de natal, devido à doença de sua mãe, Fátima (Rita Assemany). Lá, ele vai reencontrar seu pai, Almeida (Othon Bastos), dono do Cine Drive-in, há 37 anos. Ele insiste em manter vivo o cinema, mesmo não atraindo mais espectadores como na década de 70. Para isso, conta com a ajuda de apenas dois funcionários: Paula (Fernanda Rocha), que cuida da projeção e da lanchonete; e José (Chico Sant’anna), um velho amigo de Almeida, que ajuda a vender ingressos no caixa e da limpeza do local. Com a ameaça de demolição do Cine Drive-in e o agravamento da doença de Fátima, pai e filho vão ter que se unir e tentar reviver o passado.

*Lista produzida com base no catálogo da Netflix de 07 de maio de 2017

 

Publicado em: 7 de maio de 2017 às 09:08

 



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Quer receber mais conteúdo legal gratuitamente no seu e-mail? Assine a nossa Newsletter!

#TBtdoRota: Dica de série: Grace and Frankie

Procurando algo pra ver na Netflix neste domingo? A gente ajuda! A nossa dica para hoje é a comédia Grace and Frankie, produzida pelo próprio serviço de streaming.

A série mostra Grace e Frankie, duas mulheres que estão encarando a temida terceira idade, descobrindo como recomeçar depois que seus respectivos maridos revelam que estão apaixonados um pelo outro e vão se casar.

Até então rivais, as duas descobrem que precisam se apoiar uma na outra para viver essa nova fase. Com Jane Fonda e Lily Tomlin nos papéis das protagonistas, a produção ainda conta com Martin Sheen e Sam Waterston como os ex-maridos.

Vale a pena assistir e dar boas risadas com estas famílias!

Confere o trailer:

Leia mais: A sensacional “Atypical”, da Netflix, aborda o autismo com delicadeza e um toque de humor

 

Publicado em: 16 de abril de 2017 às 11:58

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Quer receber mais conteúdo legal gratuitamente no seu e-mail? Assine a nossa Newsletter!

#TBt do Rota: 4 documentários para ver na Netflix

Tirar um tempinho para assistir Netflix é quase uma obrigação. Mas o que muita gente ignora é que por lá também há documentários sensacionais. Separamos quatro docs que moram em nossos corações para vocês poderem se divertir e ainda ficar por dentro de vários assuntos superinteressantes!

 

Chef’s Table

chefs-table2

Esta produção da Netflix traz em cada episódio um nome notável da cena culinária, abrindo a cozinha para dividir sua história e filosofia. Destaque para os episódios incríveis sobre Alex Atala e Massimo Bottura. A série mostra a culinária de uma forma muito bonita, com imagens lindas de pratos sendo preparados, além de ótimas narrativas.

chef-_pds_013_h



The Royals

the-royals

Quem não ama a realeza britânica, atire a primeira pedra! The Royals é o delírio de qualquer fã de The Crown, pois documenta várias etapas da vida da família real: nascimentos, casamentos, funerais, adolescência… dá pra ficar por dentro de tudo!

familia-real



Iris

iris-2

A vida de Iris Apfel, ícone lendário da moda ainda ativa aos 95 anos, contada sob a visão do premiado documentarista Albert Maysles. Quem gosta de moda não pode deixar de ver!

iris-netflix



Cowspiracy

cowspiracy

O documentário, produzido por Leonardo DiCaprio, fala sobre o aquecimento global com uma abordagem diferente. No filme é questionando o porquê de serem omitidos dados que mostram a pecuária como a indústria que mais destrói o meio ambiente.

Cowspiracy-net

*Este post foi produzido baseado no catálogo da Netflix em 31 de agosto de 2017 e atualizado em 28 de fevereioro de 2018.

 

Publicado em: 26 de mar de 2017 às 21:33

 



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!
Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

Quer receber mais conteúdo legal gratuitamente no seu e-mail? Assine a nossa Newsletter!

Escape 60 inaugura nova sala de terror na Vila Olímpia

O Escape 60, franquia líder em jogos de fuga no Brasil, inaugura uma nova sala de terror na unidade Vila Olímpia, em São Paulo. A nova sala estará disponível a partir do dia 18 de janeiro. Em “Cidade Fantasma – A Origem do Mal”, os jogadores estão em uma viagem em família pelo interior da Escócia quando precisam realizar uma parada de emergência em Thornhill, uma cidade fantasma esquecida pelo tempo. No meio da parada, Howard, o sobrinho mais novo do grupo, se perdeu entre as casas abandonadas.



À distância, mesmo com a forte neblina, é possível ver Howard entrando acompanhado em uma das casas. A sinistra cidade parece causar ilusões e vultos são avistados por toda parte. A sensação é de que algo muito ruim está prestes a acontecer e o grupo tem apenas 60 minutos para tomar a decisão mais importante de suas vidas.

“É uma sala aterrorizante, desenhada para criar desespero e calafrios até mesmo nos participantes mais corajosos”, afirma Jeannette Galbinski, diretora de Marketing do Escape 60. “E o mais legal é que nós mesmos fomos responsáveis por montar cada detalhe desta sala. Neste aspecto, ela é meio analógica e lembra um pouco nossa primeira sala, a Corredor da Morte, o que combina com o tema do roteiro.”



É a primeira inauguração de uma sala do Escape 60 durante a pandemia causada pelo novo coronavírus, que obrigou a franquia a fechar as portas em março e criar novos produtos para entreter os fãs da marca mesmo à distância. Esses incluem games on-line, festas e happy hours via videoconferência, kits no formato delivery e um e-commerce para vender produtos exclusivos da marca. O Escape 60 voltou a funcionar em setembro, respeitando todas as medidas de prevenção à COVID-19.



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

#TBt do Rota: Filmes ganhadores do Oscar para ver na Netflix

Com o Oscar se aproximando, resolvemos indicar quatro filmesshow?id=vsXS*qH1P8o&bids=397418 que foram vencedores do prêmio e estão disponíveis na Netflix, para já irmos entrando no clima da premiação. Confere a lista!

 

Leia mais sobre cinema clicando aqui!

 

  • 12 Anos de Escravidão (2013), vencedor nas categorias de Melhor Filme, Melhor Atriz Coadjuvante e Melhor Roteiro Adaptado

12-anos-de-escravidão

Em 1841, Solomon Northup (Chiwetel Ejiofor) é um escravo liberto que vive em paz com a família. Um dia, após aceitar trabalho em outra cidade, ele é preso, acorrentado e vendido como escravo. Ao longo dos doze anos que vive como escravo, é obrigado a suportar humilhações e maus tratos para sobreviver. O filme é uma representação forte da escravidão nos Estados Unidos, com destaque para a atuação visceral de Lupita Nyong’o como Patsey.



  • Clube de Compras Dallas (2013), vencedor nas categorias de Melhor Ator, Melhor Ator Coadjuvante e Cabelo e Maquiagem

clube-de-compas-Dallas

O eletricista texano Ron Woodroof (Matthew McConaughey) é diagnosticado com Aids, em 1986. Recusando-se a aceitar a sentença de que viveria apenas 30 dias, ele inicia uma luta com a indústria farmacêutica em busca de tratamentos alternativos. Em paralelo, é interessante assistir à mudança de conceitos do personagem, que acaba deixando sua homofobia de lado na amizade com o transexual Rayon, interpretado por Jared Leto.

 



  • Blue Jasmine (2013), vencedor na categoria de Melhor Atriz

Blue-Jasmine

Jasmine (Cate Blanchett) é uma milionária que acaba perdendo todo o seu dinheiro e é obrigada a ir morar com a irmã e os sobrinhos em uma modesta casa em São Francisco. Após o choque da mudança radical de vida, ela precisa encarar seus problemas e entender quem realmente é. A atuação de Cate Blanchett, vencedora do Oscar de Melhor Atriz é excepcional, em uma personagem complexa e que, para uma pessoa comum, pode parecer um pouco irreal.



  • O Discurso do Rei (2010), vencedor nas categorias de Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Ator e Melhor Roteiro Original

o-discurso-do-rei

Em tempos de The Crown, O Discurso do Rei torna-se ainda mais interessante. O filme é baseado na biografia de Albert Windsor (Colin Firth), o Rei George VI, que sofreu de gagueira desde os 4 anos de idade. Com a renúncia do irmão mais velho ao trono da Inglaterra, Bertie torna-se rei e precisa enfrentar o pesadelo de fazer discursos, que se tornam muito penosos graças ao seu problema na fala. Após conhecer Lionel (Geoffrey Rush), um terapeuta de fala de método pouco convencional, o rei consegue não apenas controlar a gagueira, mas encontra um amigo.

Aproveite para ler a resenha do livro aqui!



 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Quer receber mais conteúdo legal gratuitamente no seu e-mail? Assine a nossa Newsletter!

 

Publicado em: 31 de jan de 2017

Shippados: Pode entrar, vai ter live!

‘Shippados’ estreia nesta terça, dia 12, na TV Globo, mas hoje, dia 11, tem esquenta no perfil @redeglobo no Instagram. Às 19h, Eduardo Sterblitch vai tomar conta do canal oficial da emissora e receber, para uma live, os colegas de cena Luis Lobianco, Clarice Falcão, Júlia Rabello e Rafael Queiroga, que deram vida a Valdir, Brita, Suzette e Helio, respectivamente, na série escrita por Alexandre Machado e Fernanda Young e dirigida por Patricia Pedrosa. No papo virtual, os atores vão, entre vários assuntos, relembrar os bastidores das gravações e reagir a algumas cenas da trama. Certamente, a diversão da noite está garantida – e se estenderá por toda semana, com a exibição dos episódios.

Na história, que vai ao ar de segunda a sexta (exceto na quarta-feira da primeira semana), Rita (Tata Werneck) e Enzo (Eduardo Sterblitch) encarnam um casal “bugado”, formado por duas pessoas imperfeitas, cheias de dúvidas e com dificuldades de se enquadrar no mundo de realidades distorcidas do ambiente virtual, mas que tem uma química e uma identificação ímpar. ‘Shippados’ faz uma análise sarcástica das tentativas de se achar o par perfeito através de algoritmos da internet e mostra, através do humor de identificação, como o amor pode surgir de alguns desencontros, em situações inesperadas e na simplicidade do dia a dia.

‘Shippados’ é uma obra de Alexandre Machado e Fernanda Young e tem direção artística e geral de Patricia Pedrosa e direção de Renata Porto d’Ave e Ricardo Spencer. A série vai ao ar de segunda a sexta – exceto na quarta-feira desta semana – após ‘A Cor do Poder’.



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

Julia Svacinna volta ao cinema em ‘Um Tio quase Perfeito 2’

A atriz Julia Svacinna, 16, volta aos cinemas no papel de Patricia (Julia Svacinna), sobrinha do carismático Tio Tony (Marcus Majella), em “Um Tio Quase Perfeito 2”, que foi rodado no Rio de Janeiro, antes da pandemia e teve sua estréia so agora.



A atriz que vem de trabalhos estrelados como Guerra dos Sexos, Além do Tempo, Império, Cara do Pai, Se eu Fechar os Olhos Agora, O Mecanismo, Questão de Família, Detetive do Prédio Azul, Um Tio Quase Perfeito, O Vendedor de Sonhos, O Menino Índigo e Kardec.

“Um Tio Quase Perfeito 2” estreou nesta quinta-feira (7) em 1.494 salas de cinema ao redor do país. Segundo o diretor Pedro Antonio, que também dirigiu o primeiro filme, o desafio da sequência foi avançar na história, acompanhando a evolução do protagonista, mas sem deixar de ser uma produção familiar e com muito humor.

“Esse filme sempre vai ter um lugar muito especial no meu coração. A Patrícia foi um presente q chegou para mim em 2016, quando gravamos o primeiro filme. Eu tenho um carinho absurdo por ela, porque nós crescemos juntas de certa forma. Eu tinha 11 anos quando gravamos o primeiro filme, e 14 quando gravamos o segundo, eu era muito parecida com a patrícia em vários aspectos, não vou mentir, principalmente no primeiro filme, crescemos e cada uma assumiu novos traços de personalidade, bem distintos uma da outra, mas ela continua sendo perfeita pra mim rsrsrs! participar desse segundo filme foi incrível pq reencontrei com os atores de novo, mas parecia que o tempo não tinha passado” revela a atriz Julia Svacinna.



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

“A Garota Invisível” tem trilha original diferenciada devido a pandemia

O Produtor Musical e multi-instrumentista, conhecido como MAESTRO, após o grande desafio do projeto Relax Zen Brasil em parceria com a Universal Music, que transforma hits de nossa música em versões zen para aquele momento de autoconhecimento. Agora o profissional musical apresenta a trilha original do filme “A Garota Invisível”, protagonizado pela atriz Sophia Valverde, recém lançado em diversas plataformas de streaming e comenta como foi processo para trabalhar em filme em plena quarentena.



Maestro, conta que foi algo diferente de suas outras trilhas cinematográficas, por ser seu primeiro filme teen, ainda criar uma trilha original, entre as canções autorais do elenco do longa como Sophia Valverde (As Aventuras de Poliana do SBT) e Mharessa Fernanda (influenciadora) e ainda mais no período do isolamento social, que deixaram muitos profissinais da arte com alguma crise de criatividade.

No filme, “A Garota Invisível”, Ariana (Sophia Valverde) é a aluna que passa desapercebida para todos, exceto para seu melhor amigo Téo. Entretanto, tudo muda quando vaza na internet um vídeo dela se declarando para Khaleb, o garoto mais popular da escola, fazendo com que ele convide Ariana para sair. Agora, ela precisará lidar com a ex que fará de tudo para acabar com o romance. O filme já está disponível na Apple TV, Now da Claro TV, Youtube Movie, Google Play, Vivo Play e Sky.



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

Da Globo à Hollywood: Paraibana Isadora Cruz estrela filme de terror

Um experimento psicológico que se transforma em um pesadelo sobrenatural. Assim será o enredo do filme de terror “The Hatter”, que terá como estrela a paraibana Isadora Cruz. Na trama, a atriz contracena com o americano Michael Berryman, da série “Jornada nas Estrelas”, e vive a jovem Chelsey, uma estudante de Psicologia que procura se conectar com o lado espiritual na tentativa de se comunicar com o pai que foi diagnosticado com câncer terminal. O filme de terror é o segundo da carreira de Isadora e foi gravado na icônica “The Howey Mansion”, na Flórida, mansão histórica dos anos 20.



Uma sequência da obra já está programada e vai continuar a história do Chapeleiro Maluco, que dá nome à história. O filme está em fase de pós-produção e a previsão de lançamento é no primeiro semestre de 2021. Recentemente, Isadora participou das gravações de dublagens na LEXX Comunicações, em São Paulo. O estúdio de alta tecnologia é especializado em dublagem e legendagem para indústria cinematográfica, televisão mundial, plataformas de videogames e outros meios audiovisuais.

<script async src=”//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js”></script>
<!– São João –>
<ins class=”adsbygoogle” style=”display: block;” data-ad-client=”ca-pub-5982467409043115″ data-ad-slot=”6320368186″ data-ad-format=”auto”></ins>
<script>
(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});
</script>

Sinopse – Em “The Hatter”, um professor oferece créditos extras a quatro alunos para passarem um fim de semana na mansão mal-assombrada “Chapeleiro Maluco”. O professor convida os estudantes para verificarem de que forma as atividades paranormais afetam a psique das pessoas. “Minha personagem, Chelsey, enxerga o convite como uma oportunidade para saber se poderá ter uma conexão com o pai após a morte”, adianta Isadora. A atriz revela que há um segredo escondido na mansão e que a personagem será responsável por desvendá-lo. “Chelsey não tem medo de nada, pelo contrário, é fascinada pelas conexões espirituais e, por isso, tem tanto interesse na experiência. Ela é a personagem que move a trama e o desenrolar da história pelo seu lado investigativo e atrevido de ser. É uma jovem curiosa, corajosa e muito esperta”, conta a atriz.



O elenco conta com nomes de destaque no cinema internacional, além de Michael Berryman, famoso pela série Jornada nas Estrelas e pelo filme “Um Estranho no Ninho”, Fedor Steer, reconhecido no universo dos filmes de terror que estrelou o renomado “Dr. Sleep” e “A Maldição de Hill House” também contracena com Isadora. Também participam da trama o ator Samuel Caleb, integrante do renomado grupo de teatro Slauson, Nick Miller, Rachel Brunner e Armando Gutierrez, que interpreta o professor na trama. O filme é dirigido por Catherine Devaney, que dirigiu “50 States of Fright” e fez a direção de arte de filmes como “Doctor Strange”, “Whiplash”, “Men in Black 3”. A produção é da americana Blue Fox Entertainment, empresa de distribuição global e vendas de filmes renomados, como “Walt Before Disney”, “The Little Mermaid”, “Saint Judy”, “Summer 03” e “Flashburn”.

WhatsApp-Image-2020-12-13-at-23

Sobre Isadora Cruz – Isadora é paraibana, nascida em João Pessoa e, com apenas 22 anos de idade, já coleciona elogios de produtores de cinema internacionais pelo trabalho árduo para deixar tudo perfeito para o telespectador. Atualmente, a atriz pode ser vista na reprise de Haja Coração, da Rede Globo.

O sonho da carreira profissional da atriz começou em Miami. Aos seis anos de idade, a família se mudou para lá e teve o seu primeiro contato artístico por meio das aulas de ballet. Em 2002, ela retornou à capital paraibana e seguiu com as aulas, mas desta vez, apostou na dança contemporânea e jazz. Aos 16 anos, se mudou para Paris, na França, onde estudou cinema local e Francês na Universidade de Sorbonne, e atuou na Cours Florent, escola de formação de atores bastante renomada na Europa. Em 2016, após finalizar a temporada de estudos na França, Isadora foi escalada para seu primeiro trabalho na televisão em uma novela das 19h, na Globo.

Atualmente, a atriz está em João Pessoa e aproveita o período de pandemia para fazer um trabalho de acompanhamento e coaching virtual oferecido pela Rede Globo. As aulas acontecem semanalmente com Cris Moura, preparadora de destaque da emissora.



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

Pinóquio: A verdade sombria por trás do clássico que marcou gerações

A clássica história do boneco de madeira que se transformou em um garoto de verdade chega aos cinemas nacionais pela primeira vez em formato live-action. Dirigido por Matteo Garrone (‘Gomorra’, ‘Dogman’), cineasta vencedor do Grande Prêmio do Júri no Festival de Cannes, Pinóquio tem sua estreia nacional apontada para 21 de janeiro de 2021 e a Imagem Filmes é a distribuidora responsável pelo lançamento.



O filme conta a história de Gepeto (Roberto Benigni), um solitário marceneiro que sonhava em ser pai e deseja que Pinóquio (Federico Ielapi), o boneco que acabou de construir, ganhe vida. Seu pedido é atendido, mas a desobediência de Pinóquio faz com que ele se perca de casa e embarque em uma jornada repleta de mistérios e seres fantásticos, que o levará a conhecer de perto os perigos do mundo. Conhecido em todos os países, o boneco de madeira fez sua primeira aparição em 1883, no romance As aventuras de Pinóquio, escrito por Carlo Collodi, e, desde então, ganhou adaptações em diversos formatos.

O diretor Garrone promete fazer de seu Pinóquio uma adaptação mais fiel ao personagem original de Collodi, afastando-se da versão que se tornou popular com a clássica animação de 1940. Em uma trama mais sombria, que promete ser a melhor adaptação já vista até hoje do personagem, o diretor afirma que o projeto representou dois sonhos que se tornaram realidade: dirigir uma adaptação de Pinóquio e trabalhar com Benigni, que dá vida a Gepeto no longa. Reconhecido por sua atuação em ‘A Vida é Bela’, filme no qual conquistou o Oscar de Melhor Ator, Pinóquio marca o retorno de Roberto Benigni aos cinemas após um hiato de oito anos.



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3