#TBt do Rota: 6 sites para quem ama viajar

Todo viajante tem uma listinha de sites aos quais recorrer na hora de programar uma viagem. Ou mesmo apenas sonhar e programar passeios imaginários, pra matar a saudade de colocar a perna no mundo. Resolvi dividir com vocês os meus preferidos, que ficam sempre na barra de favoritos do meu navegador.

 

Quanto Custa Viajar

quanto-custa-viajar
Foto: Reprodução/Quanto Custa Viajar

Sabe aquela pergunta que todos fazem ao Google quando estão interessados em um destino? Quando gastar em tal lugar…? Então, esse site responde! É possível ver os gastos para a quantidade de dias que você desejar, conforme o tipo de viagem que pretende fazer. Uma dica de ouro! Posso ficar horas pesquisando quanto gastar em diversos destinos-sonho <3

 

Viaje na Viagem

ricardo-freire
Foto: Reprodução/ Viaje na Viagem

Talvez o mais antigo e famoso blog de viagens brasileiro, o Viaje na Viagem possui uma variedade absurda de conteúdo sobre MUITOS destinos (muitos mesmo). Ricardo Freire, o dono do blog, possui uma vasta experiência como viajante e sempre tem dicas muito relevantes para dar. Vale a pena também dar uma olhada na temporada de vídeos sobre a Europa no canal de Youtube do blog, com dicas preciosíssimas!

 

Pequenos Monstros

pequenos_monstros_sobre_nos_fe_pacheco_debbie_corrano
Foto: Pequenos Monstros

Tenho uma relação de muito amor por esse site, pois acho as dicas deles muito legais e detalhadas, sem contar que os dois são uns fofos. Mas vamos por partes! O blog pertence a Debie e Fê, um casal que deixou sua vida em São Paulo para morar uma temporada em cada país, trabalhando remotamente como freelancer. Eles já viverem em vários países diferentes, sempre levando com eles os seus dois cachorros. Então, se você pretende viajar com animais, o site deles é parada obrigatória. Também vale a pena conferir o Youtube dos dois, com vlogs maravilhosos.

 

360 meridianos

360-meridianos-2
Foto: 36o Meridianos

Também com uma variedade bem grande de conteúdo sobre vários destinos, o blog dá dicas preciosas sobre vários lugares muito legais. Encabeçado por três amigos apaixonados por viagens, que viveram juntos um intercâmbio na Índia e uma volta ao mundo, vale a pena se perder entre os diversos roteiros disponíveis no blog.

 

Travel and Share

Foto: Travel and Share

Amo muito esse site e principalmente o canal de Youtube! Rômulo e Mirella são um casal que decidiu dar a volta ao mundo a bordo da Gallega, seu carro. Em dois anos de viagem, eles já passaram pelas Américas e agora estão viajando pela Europa, sempre gravando tudo para o seu canal. Se você tem o sonho de dar a volta ao mundo, não pode deixar de conhecer esses dois!

 

Dani Noce

dani-noce
Foto: Danielle Noce

O canal de Youtube de Danielle Noce e Paulo Cuenca reúne duas paixões minhas: viagem e cinema. Ele é cineasta e faz vlogs de viagem sensacionais, com uma qualidade que nunca vi em nenhum outro canal. Vale a pena acompanhar os vídeos, com destaque especial para os vlogs da Islândia que, meu Deus, são maravilhosos.

 

Publicado / 05/02/2017 às 12:44

 

Veja também:

Onde fazer intercâmbio? 5 destinos fora da curva!

Dica: 9 canais de Youtube de viagem

 



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!
Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

#TBt do Rota: 5 trilhas sonoras de filmes memoráveis

Todo cinéfilo tem aquela trilha sonora do coração. Aquele filme que basta começar a passar e você já canta todas as músicas, adiciona na playlist do Spotify e fica ouvindo por uma semana! Selecionamos cinco filmes com trilhas sonoras memoráveis pra morrer de amores! <3

Questão de tempo

Cinemascope-questão-de-tempo-2

Talvez a trilha sonora seja o ponto forte desse filme, mas tudo nele é tão maravilhoso que é difícil fazer essa afirmação. O fato é que as músicas conversam com a história de uma forma genial. A cena do casamento ao som de “Il Mondo” é de arrepiar! E quantos arco-íris podemos vomitar pela cena do metrô ao som de “How Long Will I Love You”?

 



O casamento do meu melhor amigo

o-casamento-do-meu-melhor-amigo

Esse filme é um clássico de romance que todo mundo deveria ver (se ainda não viu). Além dos personagens serem incríveis (como não se identificar com Julianne?), as baladas que embalam o filme são incríveis. A cena do jantar com todos cantando “I Say A Little Prayer” é um clássico do cinema. “The Way You Look Tonight” e “What The World Needs Now Is Love” são duas outras grandes músicas que marcam o longa.



 

Na Natureza Selvagem

na-natureza-selvagem

O que dizer dessa trilha sonora? Não há nada a dizer, apenas sentir muito amor pelas músicas sensacionais de Eddie Vedder que tornam o filme ainda mais maravilhoso. É até difícil destacar alguma em específico, porém vale citar “Guaranteed”, que fala a visão do mundo de McCandless e suas motivações para experimentar a vida. Mas o melhor a se fazer é ouvir o álbum completinho por horas e horas.



Meia Noite em Paris

meia-noite-em-paria

A atmosfera apaixonante da Paris de Woody Allen fica ainda mais envolvente ao som de Josephine Baker, Cole Porter, Juliette Greco, Sidney Bechet, enfim… só amor! A aura desse filme é muito maravilhosa, com a cidade como pano de fundo, os figurinos, personagens e, é claro, a música, que é uma parte essencial do filme.



Um lugar chamado Notting Hill

UM-LUGAR-CHAMADO-NOTTING-HILL-Notting-Hill-1999-Hugh-Grant-031

Como não lembrar da música “She”, de Elvis Costello, ao pensar nesse filme? A canção embala a história de amor do improvável casal na charmosa Notting Hill e arranca um suspiro até dos mais durões! Vale mencionar também “When you say nothing at all”, de Ronan Keating.

E aí, qual a sua trilha sonora preferida? Conta pra gente lá no nosso Twitter @rotaprincipal, vamos amar saber!

PUBLICADO EM 14 de mar de 2017 às 22:41



#TBt do Rota: 5 destinos menos óbvios para ir no Rio Grande do Norte

O Rio Grande do Norte é famoso por suas belas praias, muito visitadas por turistas do mundo inteiro. Porém, o litoral do estado também guarda outras opções fora da curva para os que desejam sair dos roteiros padrão. Selecionamos cinco lugares menos óbvios para aproveitar as belezas naturais desse lugar incrível!

 

Lagoa de Arituba

lagoa-de-arituba
Foto: Divulgação

Apesar de já ter sido menos turístico, este ainda é um lugar pouco visitado por turistas no estado. Localizada no litoral sul, no município de Nísia Floresta, o local é uma ótima opção para quem viaja com crianças. Com águas doces paradas e uma vista sensacional, ainda podemos contar com vários restaurantes que servem comida regional, passeios de caiaque e pedalinhos. Não deixe de provar o pastel de camarão, tradicional da lagoa.

 

 

Mirante dos Golfinhos

mirante-dos-golfinhos

Localizado na praia de Tabatinga, também no município de Nísia Floresta, o mirante dos golfinhos é um lugar para apreciar a natureza em toda sua magnitude. Com sorte, é possível apreciar, além das falésias da praia, os golfinhos que dão nome ao lugar e volta e meia aparecem nas águas da baía. Vale a pena parar para ver!

 

Toca do Chico

toca-do-chico
Foto: Divulgação/Facebook

Localizado no Vale do Pium, o restaurante e balneário é um lugar interessante e inusitado de se visitar. É possível sentar embaixo de árvores, que formam a cobertura do local, e apreciar o rio que corre em meio ao restaurante. Vale a pena apreciar os pavões que andam soltos pelo espaço, além de provar da legítima culinária local.

 

Lagoa do Carcará

lagoa-do-carcará
Foto: Divulgação

Um lugar paradisíaco e pouco conhecido por turistas, a Lagoa do Carcará é uma das mais belas paisagens do Rio Grande do Norte. O acesso ao local não é fácil, é necessário enfrentar um trecho de estrada de barro, mas a recompensa vale a pena. Com uma água cristalina e tranquila, a lagoa conta ainda com restaurantes e passeios de pedalinho para garantir a diversão de toda a família.

 

Praia de Cotovelo

cotovelo
Foto: Divulgação

Uma das mais belas praias do litoral sul do Rio Grande do Norte, a praia de Cotovelo impressiona por suas falésias. Localizado no litoral de Parnamirim, região metropolitana de Natal, o local é isolado e calmo, ideal para aproveitar um dia tranquilo e sem preocupações. É possível também encontrar restaurantes e bares próximos à praia.

 

Salvar

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Quer receber mais conteúdo legal gratuitamente no seu e-mail? Assine a nossa Newsletter!

 

PUBLICADO EM 28 de jan de 2017 às 12:14

 

#TBt do Rota: Ideias de fantasias de halloween

Vai ficar em casa neste Halloween? Confere 4 filmes clássicos do terror para assistir na Netflix nesta data!

 

Equipe Rota

O Halloween está aí e estão rolando muitas festinhas. Mas temos dinheiro para alugar uma fantasia bafônica? Não temos. Mas nem por isso não vamos arrasar nas baladinhas do dia das bruxas, não é mesmo? Por isso, trouxemos sugestões de fantasias de halloween que você pode fazer com coisas que tem em casa, ou com pouquíssimo investimento. Depois da invenção da cola quente, meu amor, sobraram bem poucas desculpas para não fazer uma fantasia bacana em casa.

Infelizmente, ainda não encontramos formas de fazer fantasias de algumas coisas assustadoras do nosso dia a dia, como de tia que manda corrente no Whatsapp, TCC ou de pessoa machista, por exemplo. Mas aproveita porque essa é uma das poucas oportunidades no ano de ousar no look sem ser chamada(o) de doida(o).

Caso você use alguma das dicas, poste nas redes sociais com a hashtag #halloweendorotaprincipal. Vamos amar ver a sua produção!

 

Aproveite a sua semelhança física com algum personagem

O cabelo longo, ou curto, escuro ou loiro: use isso para compor a fantasia. Por exemplo, fazer duas trancinhas. As loiras podem se transformar na Anabelle e as morenas na Wednesday da família Addams.

cabelo-da-personagem

 

Roupas que você tem no armário

Alguns personagens tem na vestimenta uma característica muito forte. Então para se transformar na Mônica, por exemplo, é só ter um vestidinho vermelho, um coelhinho azul e um sapatinho preto. Vale lembrar que as fantasias não precisam ser assustadoras necessariamente. Se joga na criatividade e vista-se daquilo com o que você se identifica.

roupas-que-você-tem-em-casa



 

Pequenas reformas numa roupa normal

Dá pra transformar uma roupa sua numa fantasia legal com poucos detalhes que você encontra facilmente em lojas de aviamentos.

adaptações-fáceis

Para quem tem talento com maquiagem, não tem nem desculpa

Uma roupa qualquer e uma make bapho podem fazer de você a estrela da festa. Vale também alugar aquela amiga que tem jeito pra desenhar. O que não faltam são tutoriais na internet.

talento-em-maquiagem



 

La Catrina mexicana

É super fácil de fazer. Basicamente consiste em maquiagem e flores na cabeça. Existem opções bem mais elaboradas, claro, mas para quem está procurando algo simples, dá para comprar flores artificiais no supermercado e colar com cola quente numa tiara.

caveira-mexicana

Fantasias assustadoras de hoje em dia

Foi-se o tempo em que a menina do Exorcista nos  tirava o sono. Hoje, o que deixa as pessoas de cabelos em pé são boletos, wi-fi ruim e medo de ser assaltado, por exemplo. Não vai ter fantasia mais criativa que a sua, vai por mim.

coisas-assustadoras-de-hj-em-dia
Na maquiagem de “wi-fi indisponível”, acrescente o símbolo de triângulo amarelo que aparece sobre o ícone do wi-fi ⚠



 

Para quem não tem nem dinheiro, nem talento com trabalhos manuais

Não é por isso que você vai ficar em casa. Dá pra usar pequenos objetos que remetam a um personagem, como o cristal verde sobre a cabeça das pessoas no The Sims. Ou ainda, algumas flores no cabelo e uma monocelha bem marcada de Frida Kahlo.

para-quem-não-tem-talento

 

Quer receber mais conteúdo legal gratuitamente no seu e-mail? Assine a nossa Newsletter!


Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Publicado em 30 de outubro 2017 –

Titulo original Ideias de fantasias de halloween para fazer com pouco ou nenhum dinheiro

#TBt do Rota: Casal dá a volta ao mundo de carro!

Todo aventureiro sempre tem aquele sonho de largar tudo e dar uma volta ao mundo, conhecendo lugares e pessoas novas. O casal Rômulo Wolff e Mirella Rabelo decidiu tornar esse sonho realidade e iniciou em dezembro de 2014 uma viagem que já passou pelas Américas e agora está desbravando a Europa.

A bordo da fiel companheira Gallega (uma Nissan Frontier), eles viajam e produzem conteúdo diariamente para o seu canal de Youtube, que já conta com mais de 280 mil inscritos. O apelido carinhoso do carro é bem apropriado: remete a uma das caravelas que Cristovão Colombo usou para descobrir as Américas, a Santa Maria, que tinha o apelido de Gallega.

Conversamos rapidamente com eles por email. Confere a entrevista:

 

Rota Principal – Quanto tempo vocês se programaram antes de sair viajando? 

Travel and Share –  Nos programamos por 6 meses.

 

Rota Principal – Qual o lugar mais marcante que vocês visitaram na viagem?

Travel and Share – Argentina e Chile foram lugares muito especiais, pois lá além de ser muito bonito, fizemos muitos bons amigos.

 

Rota Principal –  O que vocês acham que mais mudou em vocês depois de todo esse tempo viajando?

Travel and Share – Cada vez mais o que nos interessa em ver nos países que visitamos é a cultura. É legal ver pontos turísticos, mas cada vez menos esses lugares nos interessam. Conhecer pessoas e aprender como elas vivem é o que mais nos interessa.

 

Rota Principal –  Vocês têm planos de voltar a viver uma vida “normal”, morando em uma só cidade, como antes da volta ao mundo?

Travel and Share – No momento não, enquanto conseguirmos viver dessa forma o faremos.

 

Rota Principal –  Que canais vocês mais assistem no Youtube?

Travel and Share – Temos pouco tempo para ver Youtube. Acho que isso acontece com a maioria dos criadores da plataforma. Temos alguns canais inspiração que assistimos sempre que podemos, são eles: Tim Kellner, Casey Neistat, Ben Brown, Jon Olson.

 

Rota Principal – Que conselho vocês dariam pra quem também tem o sonho de rodar o mundo inteiro?

Travel and Share – Planejar, juntar dinheiro e ir. O mundo e as pessoas são muito melhores do que vemos nos sites de notícia.

 

Rota Principal – Depois de viajar tanto, vocês acham que fica mais difícil se encantar com os novos lugares?

Travel and Share – Os lugares depois de um tempo sempre são os mesmos, mas as pessoas, sua cultura e rotinas sempre serão diferentes.

 

Conheça um pouco mais do Travel and Share:

 

Aproveita e se inscreve no canal deles pra acompanhar essa aventura!

Publicado em 21/02/2017

Leia mais – 6 sites para quem ama viajar!

# TBt do Rota: Playlist paraibana sim, senhor!

A Paraíba é terra de grandes nomes da música brasileira, em diversos gêneros. Personagens como o grande ícone Jackson do Pandeiro e seu sucesso “Chiclete com Banana”, até Geraldo Vandré, que embalou uma geração ao som de “Pra não dizer que não falei das flores”. No rock, temos a figura de Herbert Vianna e seu hino “Meu erro”, cantado por fãs de todas as idades, em várias gerações.

Não dá pra esquecer, é claro, do forró, que traduz a alma nordestina perfeitamente. Flávio José, Elba Ramalho, Pinto do Acordeom… Nomes não faltam para representar o estado neste gênero, popularizado por Luiz Gonzaga, que cantou “Paraíba”. Mulher macho, sim senhor! Que enfrenta as dificuldades e faz brotar talentos nos lugares onde ninguém poderia imaginar.

Pensando em tudo isso, a playlist “Paraibanos Célebres”, no nosso perfil do Spotify. Nela vocês podem ouvir sucessos de Lucy Alves, Antônio Barros e Cecéu, Chico César, Elba Ramalho, Flávio José, Jackson do Pandeiro, Genival Lacerda, Geraldo Vandré, Herbert Vianna (Paralamas do Sucesso), Roberta Miranda, Pinto do Acordeon e Zé Ramalho.

 

Link da playlist: https://open.spotify.com/user/22ilgt3b3isaekwwplpyyj4vq/playlist/04mM5OBoRsfUzS33QoE8n8

 

Publicação 1 de janeiro de 2017

Conheça as comidas mais tradicionais da Paraíba (e onde prová-las!)

A comida é uma importante expressão da cultura de um povo. É através dela que se pode, da maneira mais simples, entender um pouco do modo de vida de uma região. Na Paraíba não é diferente. O estado possui diversos pratos característicos, que estão no dia a dia dos locais e certamente devem ser experimentados por quem o visita. Mas, por outro lado, no Nordeste é difícil definir que comida é de que lugar, já que as culturas se misturam em vários momentos. Listamos aqui as comidas mais tradicionais da Paraíba, aquelas que todo paraibano come no dia a dia e que você precisa experimentar!

 

Rubacão

O rubacão é talvez o prato mais típico da culinária paraibana, feito com feijão, arroz, queijo coalho e carne de sol ou charque. Além de muito saboroso, é uma refeição completa!

Para prová-lo, basta ir a qualquer restaurante regional, mas a nossa dica é visitar a Fava e Feijoada do Cacau, nos Bancários, em João Pessoa, e provar o rubacão de lá, que é delicioso. Clique AQUI e veja mais detalhes



Galinha capoeira

galinha-capoeira

Galinha capoeira ou galinha caipira é algo muito comum no dia a dia dos nordestinos. O prato tem esse nome por se tratar de um animal criado solto, geralmente por pequenos produtores, e que é bem mais saudável que os animais criados em cativeiro. A carne, portanto, é mais escura e muito saborosa. É servida cozida ou, como se diz aqui na Paraíba, “guisada”. Um ótimo lugar para comer uma galinha capoeira deliciosa é o restaurante Boteco da Villa, localizado no Altiplano, em João Pessoa.

 

Capão

O capão é basicamente um frango caipira castrado para que se alimente mais que o normal, tornando-se bem maior que um animal comum. Confere o vídeo do Boteco da Villa para entender melhor:

 

Carne de bode

A carne de bode também é muito típica na gastronomia paraibana. Há várias versões da comida, seja o bode guisado (cozido) com cuscuz, o picado de bode ou a buchada. O picado nada mais é que um cozido de miúdos do animal, e a buchada é feita, como o próprio nome já sugere, com o bucho recheado de miúdos. Um lugar muito tradicional para comer essas iguarias é o Mercado Central, em João Pessoa, ou a Feira da Prata, em Campina Grande, mas também se pode encontrá-las na maioria dos restaurantes regionais.

 

Carne de sol

Em suas inúmeras formas de preparo, a carne de sol é sem dúvida a queridinha dos paraibanos. É possível encontrar os clássicos purê de macaxeira com carne de sol, ou mesmo a macaxeira cozida acompanhada da carne, carne de sol na nata (muito tradicional em Campina Grande), hambúrguer de carne de sol e até pizza desse sabor! Para provar a carne de sol na nata, é imperdível visitar o Bar do Cuscuz, com unidades em João Pessoa e Campina Grande. Já para comer uma deliciosa pizza, recomendamos a Arte da Pizza, com unidades nos Bancários e em Intermares, na capital. E não se pode deixar de apreciar o hambúrguer artesanal do food truck Maroja’s Burguer, que é feito com carne de sol acompanhada de queijo coalho, manteiga da terra e couve refogada.

 

Fava

A fava também está muito presente na culinária da Paraíba, principalmente em barzinhos, como “tira gosto”. O prato é basicamente uma espécie de feijão grande preparado com miúdos, charque e linguiça. Lembra uma feijoada nos ingredientes, mas o gosto é bem diferente. Imperdível de se provar! Há vários lugares especializados no prato, mas o mais tradicional é a Fava do Hugo, no bairro da Torre, em João Pessoa.



Tapioca

Se ver à Paraíba, não deixe de provar uma boa tapioca! Os sabores mais tradicionais são coco, queijo coalho, queijo de manteiga e carne de sol, mas há opções doces e salgadas para todos os gostos. O lugar perfeito para se provar esse prato é a Tapiocaria do Irmão Firmino, na cidade de Cajá. O local, às margens da BR 230, é parada obrigatória para quem faz o trajeto João Pessoa a Campina Grande.

 

Frutos do mar

IMG_6381

Como toda cidade do litoral, João Pessoa tem uma cultura muito forte de frutos do mar na gastronomia. Há diversas opções, desde excelentes peixes, camarões, lagostas, caranguejos, mariscos e guaiamuns. Alguns lugares para apreciar essas iguarias na capital são a Peixada do Capitão, no Cabo Branco, Indo lá não deixe de pedir o carro-chefe, que leva o mesmo nome, Peixada do Amor, na praia da Penha, e o restaurante Canoa dos Camarões, em Tambaú.

 

Charque

A carne de charque está presente em grande parte dos pratos regionais na Paraíba, mas ela também é bastante utilizada como petisco, acompanhada de cebola refogada. Para quem não conhece, trata-se de uma carne bovina cortada em mantas, salgada e tradicionalmente seca ao sol. Pode ser encontrada em praticamente qualquer bar e é muito saborosa!

 

Pastel de açúcar

Um salgado tipicamente paraibano que não pode faltar em nenhum aniversário de criança por aqui é o pastel de açúcar. Nada mais é que um pastelzinho de carne coberto com açúcar de confeiteiro, o que pode parecer estranho, mas é delicioso! O melhor lugar para provar a delícia é na doceria La Suissa, em Campina Grande, que faz os melhores pastéis de açúcar do estado.

 

Cartola

Uma sobremesa muito saborosa e típica é a cartola, feita com banana frita, queijo (de coalho ou manteiga), cobertos com açúcar e canela polvilhados. O melhor lugar para comer esse prato é no Coffee Shop São Braz, de preferência acompanhado de um cafezinho!

 

Bolo de rolo

bolo-de-rolo

Outra sobremesa obrigatória na Paraíba é o bolo de rolo, que nada mais é do que uma massa que lembra pão de ló, recheada com doce de goiaba, enrolada e coberta de açúcar. É possível comprar em quase todas as padarias.



Pamonha e canjica

É claro que não poderiam ficar de fora as comidas de milho! Canjica e pamonha são muito tradicionais principalmente no mês de junho, mas no litoral é possível comê-las o ano todo! A dica é visitar a Pamonharia Goiânia, em João Pessoa, e provar as diversas versões dos quitutes.

Post Editado Janeiro 2020.

 

Leia mais:

Um tour por João Pessoa para quem ama gastronomia

Roteiro em Campina Grande para apaixonados por gastronomia

 

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Quer receber mais conteúdo legal gratuitamente no seu e-mail? Assine a nossa Newsletter!

Destino de viagem: conheça os encantos da Sicília, na Itália

A Sicília é a maior ilha do Mediterrâneo e fica próxima do “dedo da bota” da Itália. A capital, Palermo, guarda atrações como Cappella Palatina, uma antiga capela real conhecida pelos mosaicos bizantinos.

A história do lugar é muito rica, pois por lá passaram gregos, romanos, fenícios, bárbaros, bizantinos, árabes, normandos e espanhóis. Esses muitos colonizadores deixaram um vasto legado em toda a Sicília, seja na arquitetura ou nos diversos monumentos históricos.

Além do peso histórico, o local também guarda grandes belezas naturais. A ilha é banhada por três mares, Tirreno, Mediterrâneo e Jônico, e possui mais de 1500 km de praias, algumas paradisíacas, com um mar cristalino. A Spiaggia dei Conigli, em Lampedusa, é considerada uma das praias mais bonitas do mundo, assim como Favignana, San Vito Lo Capo e Taormina.


anfiteatro-taormina-sicilia

Outro grande atrativo da Sicília é a comida, que é considerada por alguns a melhor da Itália. A gastronomia de lá é tão rica que quase toda cidade possui um prato típico. Eles mesclam as culturas dos diversos povos que passaram pelo local e geralmente incluem peixes, frutos do mar, legumes, verduras.  Entre as delícias estão caponata, pasta alla norma, couscous di pesce, sarde a beccafico e pasta con acciughe e mollica.

É claro que a Sicília também possui muitas atrações, que vão além das belíssimas praias. Em poucos quilômetros é possível ir da paisagem urbana à rural e visitar um vulcão, lava petrificada, cenários de montanha, sítios arqueológicos, grandes cidades, burgos, vilarejos e cidadezinhas charmosas com uma belíssima arquitetura.

Além disso, a Sicília conta com 12 rotas do vinho que cruzam a ilha de norte a sul. É um roteiro perfeito para os amantes de vinho, que podem conhecer a região de forma diferente. Outro atrativo são os mais de 260 sítios arqueológicos, como o Vale dos Templos, que possui diversas ruínas gregas em homenagem aos seus deuses. A região também conta com 7 patrimônios da humanidade em seu território: o Vale dos Templos de Agrigento, as cidades barrocas do Val di Noto, as Ilhas Eólias, a Villa Romana del Casale em Piazza Armerina, o vulcão Etna, Siracusa e a Nacrópole de Pantallica e itinerário Arábe-Normando de Palermo.

Depois de todos esses atrativos, com certeza a Sicília vai entrar para a lista dos seus destinos de viagem, não é mesmo?

(Material publicado antes da Pandemia)

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

 

Somebody Feed Phil: a série perfeita para os amantes de gastronomia

Já pensou viajar o mundo provando comidas de vários países? E se você ainda recebesse dicas de pessoas locais dos melhores lugares e pratos? Seria um sonho, hein? Pois é assim que Phil Rosenthal viaja e compartilha experiências em sua série da Netflix, Somebody Feed Phil.

Ele é um escritor e produtor americano, que ficou conhecido pela série do começo dos anos 2000 ‘Everybody Loves Raymond‘. Na série da Netflix, que já está na segunda temporada, ele viaja o mundo provando a gastronomia local, seguindo dicas de moradores das cidades.

Muito além de apenas mostrar a gastronomia de cada destino, Phil consegue passar um pouco da atmosfera local. Muitas vezes ele também compartilha informações turísticas, sociais, arquitetônicas e históricas sobre as cidades que visita.


Captura-de-Tela-2018-07-16-às-11.18

Em suas incursões gastronômicas, ele visita os melhores e mais famosos restaurantes da cidade, mas também a barraquinha de rua com o melhor noodle de Chang Mai. Passam pela tela nomes famosos como chef Massimo Bottura, em Módena, ou o restaurante Noma, em Copenhagen, como também locais e chefs totalmente anônimos, conhecidos apenas pelos moradores das redondezas.

Outro grande atrativo da série é o próprio Phil, que é extremante simpático e distribui inúmeros sorrisos a cada episódio. Ele de fato embarca na experiência, como em Dublin, quando nada no mar gelado com um grupo que pratica o curioso esporte, ou em Buenos Aires, onde rola até aula de tango. Além da simpatia de Phil, ao final de cada episódio podemos apreciar um papo sobre a viagem via Skype dele com seus pais, que são um festival de fofura.

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

Você sabe como ter hospedagem de graça ao redor do mundo?

A hospedagem é sempre um dos custos mais altos em uma viagem. Logo depois das passagens aéreas, a acomodação costuma consumir grande parte do orçamento. Antigamente era muito mais difícil conseguir hospedagem de graça em algum lugar, geralmente você dependia de ter amigos ou parentes na cidade. Hoje em dia, com a internet, é bem mais simples.

Existem algumas formas de se hospedar de graça pelo mundo sem pagar nada. Uma delas é “surfando nos sofás” das pessoas.

O Couchsurfing é uma das maiores plataformas de hospedagem de graça do mundo, com aproximadamente 14 milhões de usuários. A ideia é que as pessoas disponibilizem um sofá, cama ou colchão para receber viajantes em troca de intercâmbio cultural. Isso mesmo, sem cobrar nem um centavo.

O legal desse tipo de hospedagem é que além de não pagar nada, o viajante consegue ter uma experiência diferente, conhecer pessoas e ver a cidade pelo olhar do anfitrião. Já quem hospeda também pode praticar idiomas e conhecer gente nova.



luggage-1081872_1920-1

Outra forma de conseguir se hospedar sem pagar nada é trabalhando em troca de acomodação, algo conhecido como work exchange. Existem diversas plataformas que conectam pessoas interessadas em trabalhar pela hospedagem e seus anfitriões. Há plataformas voltadas para trabalho em fazendas orgânicas, outras exclusivas para quem vai cuidar da casa ou de animais de estimação enquanto os donos estão viajando. Enfim, há diversas opções.

 

Segue uma lista com as principais:

Worldpackers;

WorkAway;

Work Nomads;

Helpx;

Helpstay;

WWOF;

Trusted Housesitters

 

Agora é só se preparar para economizar com acomodação na sua próxima viagem!

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3