Big Brother Brasil: O jogo já começou!

Nós avisamos e agora está confirmado: o game começa antes mesmo da estreia. Você conheceu todos os 20 novos moradores da casa do BBB 21. Para eles, o ‘Big Brother Brasil’ se inicia na próxima segunda-feira, dia 25. Mas para o público de casa, o jogo já começou. A edição mais duradoura da história do BBB terá 100 dias de confinamento, mas uma disputa ainda maior, que começa a partir de agora: o público já tem uma votação aberta para chamar de sua no Gshow.



Ainda no hotel, brothers e sisters serão submetidos à avaliação popular e o público poderá escolher os seis participantes que mais gostou – três do grupo Pipoca e três do Camarote – que já entrarão na casa com privilégios: estarão imunes. Mas, além de garantirem mais uma semana na casa, eles ganham também uma – baita – responsabilidade. Caberá aos seis, em consenso, indicar alguém ao paredão.

Tiago Leifert entrou no ar logo após a divulgação dos nomes e anunciou a surpresa: “Vai lá no Gshow.com/bbb e vote em quem você mais gostou do nosso elenco. Os três mais bem votados da Pipoca e os três mais bem votados do Camarote ganham imunidade na primeira semana, e depois os seis – em consenso – vão poder indicar alguém ao paredão. São dois superpoderes, que vocês estão distribuindo.”



E tem mais: os “queridinhos” também entrarão na casa do BBB 21 no dia 25 de janeiro, mas ocuparão provisoriamente um local à parte, longe das vistas dos demais confinados, que nem imaginarão que têm a companhia de outros moradores. O encontro do grupo de imunes com os brothers da casa principal promete despertar muitas emoções. Será amor à primeira vista ou o primeiro fogo no parquinho?

A votação já está aberta e acontecerá até o dia 24 de janeiro, véspera do início da temporada. O resultado será revelado no ‘Fantástico’. Os participantes, é claro, só saberão da surpresa quando já estiverem dentro da casa mais vigiada do Brasil.
O ‘BBB 21’ tem direção geral de Rodrigo Dourado e apresentação de Tiago Leifert. O reality tem estreia prevista para 25 de janeiro.



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

Vai usar o carro para viajar? Saiba qual melhor horário

Você verificou seu veículo para se certificar de que está em boas condições de funcionamento. Você fez as malas. Você tem uma variedade de lanches e bebidas ao seu alcance. Você até escolheu a música que servirá como trilha sonora para sua aventura na estrada.

Mas será que você já escolheu um horário para sua saída?

Aliás… será que sequer existe um momento perfeito para sair para uma viagem? Acontece que não existe um único momento perfeito. O melhor momento para sua viagem dependerá de vários fatores. Vamos fazer um resumo rápido.



O que considerar antes de viajar?
Se você mora em uma cidade grande, o horário de início da viagem é o mais importante. Você não quer ser pego no trânsito caótico que pode adicionar horas ao seu tempo de viagem.

Se você precisar passar pelas áreas metropolitanas, considere acordar muito cedo e partir no meio da noite, digamos três ou quatro da manhã. Geralmente, o único tráfego na época são os caminhoneiros.

Se for época de festas, tente não deixar até o dia anterior para viajar. Quanto mais cedo você fugir da movimentação, mais fácil será seu trajeto.



Pense no tempo que você espera levar para completar a viagem de carro. A que horas você vai chegar ao seu destino? Se for uma cidade grande, você terá que lutar contra o tráfego de passageiros para chegar ao hotel?

Pode ser sensato parar e visitar alguns pontos turísticos durante a viagem, para que você planeje sua chegada quando o movimento da cidade estiver mais calmo.

Se viajar com crianças pequenas, considere começar tarde da noite. Assim os mais jovens podem dormir durante a jornada, e você não enfrentará acessos de raiva.



No entanto, se a viagem faz parte das férias e você deseja ver os pontos turísticos enquanto viaja, dirigir à noite não é realmente uma opção. Mas, se for uma questão de ir de A para B, então dirigir à noite com crianças pequenas é uma boa solução.

Lembre-se de tentar ser flexível. Por mais longa que seja a jornada, coisas inesperadas podem acontecer e, quando os planos são muito fixos, qualquer mudança só pode levar a uma maior frustração.

Considere as condições meteorológicas
O clima pode realmente atrapalhar o progresso da direção, especialmente se você não considerar isso ao escolher o horário de início.



A chuva geralmente diminui a velocidade do tráfego e cria engarrafamentos. Portanto, verifique a previsão ao longo do seu trajeto antes de partir e, se possível, evite dirigir no meio de uma tempestade.

Não recomendamos tentar alterar sua rota para evitar o mau tempo. Embora isso funcione para as companhias aéreas, a probabilidade é que você dirija muito mais longe e ainda enfrente o mau tempo que estava tentando evitar.

Lembre-se de que as condições podem mudar significativamente no seu percurso se você fizer uma longa viagem em um dia.



Considere sua família
Muitas vezes, escolher o momento perfeito para iniciar uma longa viagem simplesmente não é possível devido às restrições da vida cotidiana.

Viajar bem cedo pode parecer bom, mas se você chegou tarde na noite anterior, provavelmente não terá dormido o suficiente e, consequentemente, irá preferir o consumo de bebidas energéticas e lanches açucarados na hora do almoço.

Por outro lado, se optar por pilotar à noite, lembre-se de que vai começar a dirigir após o final do dia de trabalho ou quando a escola terminar (se tiver que pegar seus filhos).



Nesse caso, o mais adequado é ir primeiro para casa e respirar fundo, para que possa sair após a hora do rush passar.

A dica principal para o período noturno é não fazer refeições pesadas pouco tempo antes de partir. Melhor ainda, tente não fazer paradas durante a viagem – não há nada pior do que se sentir cansado quando você sabe que ainda tem mais algumas horas. Isso é especialmente verdadeiro se o seu co-piloto estiver tão cansado quanto você!



Viajar com crianças significa que você quer que todos tenham uma boa noite de sono antes de embarcar.

Você pode superar a hora do rush começando ao raiar do dia, mas também terá filhos cansados, o que pode realmente afetar sua jornada em mais de um aspecto.

Lembre-se de que as crianças, especialmente os bebês, realmente afetarão a rapidez com que você progride em seu caminho. Você pode ser capaz de cobrir centenas de quilômetros como um soldado, mas uma vez que você tenha crianças pequenas no carro, você terá que parar com muito mais frequência e por mais tempo.

Parta na hora que funcionar melhor para você!
Pode parecer óbvio, mas muitas vezes coisas como as condições das estradas e outras considerações são as únicas coisas que afetam sua decisão sobre quando você deve iniciar a longa viagem. Geralmente, você também deve considerar os horários específicos que pretende atingir.

Por exemplo, você pode estar dirigindo para ver sua família em uma ocasião festiva ou para chegar a algum lugar a tempo de uma festa.

Mesmo que não haja um evento específico para o qual você esteja indo, você provavelmente deseja chegar a um hotel após o check-in e antes do jantar. A maioria dos hotéis permite que você faça o check-in a partir das 14h ou 15h, então a janela do horário de chegada não é tão ampla quanto pode parecer.

É uma boa ideia retroceder e descobrir que horas você precisará chegar antes de decidir a hora de partida.

O Google Maps, Waze e outras ferramentas são seus amigos para descobrir como ficará o trânsito se você partir em um determinado horário.

Dito isso, uma dica importante é descobrir se chegar cedo ao seu destino é melhor do que sair o mais tarde possível.

Se você estiver dirigindo em rotas movimentadas e passando por algumas cidades importantes, é uma ótima ideia começar o mais cedo possível. Depois, dá para almoçar ou tomar um café mais perto de seu destino.

Às vezes, iniciar a viagem 30 minutos antes pode reduzir algumas horas do tempo total da viagem – certamente vale a pena, mesmo se você não for uma pessoa matutina!

E claro, depois de escolher qual é o horário que funciona melhor para você, não se esqueça de inspecionar o veículo e garantir que seu seguro auto esteja em dia. Preservar a segurança da sua família também faz parte de uma boa viagem!



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

Bruno e Marrone voltam aos palcos no Espaço das Américas

A pandemia não acabou, mas todos nós sabemos o quanto a saúde mental é importante. O desafio é encarar o novo ano cheio de esperança e trazer entretenimento em meio a tanta adversidade. E nada melhor que começar com a dupla que soube se reinventar e continuar levando alegria para seu público. Pensando nisso, o Espaço das Américas, se preocupou em garantir a saúde de todos, e cumpre protocolos rigorosos para realizar shows, desta vez, traz no dia 16 de janeiro, Bruno & Marrone.



Há quem diga que estamos vivendo um “novo normal”, mas para Bruno e Marrone, prestes a completar 35 anos de carreira, o normal é trabalhar, encontrar o público e trocar energia. “Assim é a música, foi assim que construímos nossa história junto com nossos fãs”, comenta Marrone. O cantor e seu parceiro não escondem a alegria de estarem de volta aos palcos. O Espaço das Américas, tem se mostrado pioneiro na retomada segura e garantido o direito ao entretenimento em meio a tudo que temos vivido. Bruno e Marrone em edição limitada acontece na casa de espetáculo no próximo dia 16 de janeiro.



Quem não conhecia passou a conhecer, quem ainda não tinha se rendido se rendeu ao repertório mais celebrado no período das lives: Bruno e Marrone e suas canções se apresentam para um número limitado de pessoas, de acordo com o permitido pelas normas de segurança.



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

O Abrigo de Kulê: uma busca incondicional pela liberdade

O trabalho escravo nas fazendas brasileiras na década de 40 é o tema central do lançamento O Abrigo de Kulê. A obra, da jornalista e escritora Juliana Valentim, narra a história de Gabriel, um caixeiro viajante contador de histórias, e Maria, uma jovem que ama os livros e sonha em conhecer o mundo. Juntos, eles traçam um caminho em busca da liberdade.



O livro coloca em discussão assuntos que atravessam décadas e permanecem vivos até os dias atuais. Fala de amor, coragem e sororidade, a solidariedade feminina que nasce em tempos desafiadores. A narrativa é construída de forma leve e cheia de fantasia, fazendo o leitor passear por paisagens e costumes do interior do Brasil.

Assim como os protagonistas da obra, no alto dos seus 20 anos, o enredo se revela ao público jovem com uma sucessão de acontecimentos marcantes que transitam pela paixão, decepção, saudade, liberdade, encanto e desencanto.



A capa é um trabalho da desenhista Elaine Lyra, com ilustração digital da Flávia Hashimoto. “Imaginei uma capa que abordasse essa busca pela liberdade de forma lúdica. Por isso, trouxemos o desenho da jovem aprisionada, mas com lindas asas coloridas. É uma imagem que diz muito”, afirma a autora.

Juliana Valentim é jornalista de formação e possui um sólido trabalho nas redes sociais. Em seu perfil literário “Palavras que Dançam”, escreve diariamente textos curtos e fragmentos poéticos. Autora de dois livros anteriores, de crônicas e poesias, ela agora se aventura nas páginas do seu primeiro romance.

“Gerenciar um perfil literário na internet me fez conhecer melhor o meu o leitor. O que eu mais gosto de fazer na vida é escrever um texto e ver como ele chega nas pessoas. Sou eu em cada palavra, viajando por casas e corações que jamais conheceria, não fosse pela poesia”, diz a escritora.



Despediram-se, então, com uma inquietação na alma. Sentiam vontade de viver demasiadamente, até o talo da vida.
As peles queimavam feito uma febre faminta de tudo. Sentiam vontade de engolir o mundo. (O Abrigo de Kulê, p. 20)

Na escrita fluida, Juliana Valentim convida a todos a embarcarem nessa narrativa que enaltece a juventude e mostra que a liberdade é um direito pelo qual se deve lutar, sempre!



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

Latam reabre salas VIPs de Guarulhos e Miami

O Grupo Latam Airlines iniciou o processo de reabertura de suas salas VIPs, seguindo os “mais altos padrões de segurança e higiene”. Na última semana, foram reabertas os espaços de Miami e Guarulhos. A Latam informa que, na medida em que as autoridades locais de saúde permitam, continuará com a abertura das salas de Santiago, Buenos Aires e Bogotá. Em todas as salas há regras a serem respeitadas, como o uso de máscaras.



A Latam divulgou outras medidas que foram implementadas em suas salas VIPs, como a limpeza profunda e constante das áreas comuns; funcionamento com capacidade limitada; disponibilidade de álcool em gel; bloqueio de mobiliário para garantir o distanciamento; sinalização das regras; diminuição da manipulação de alimentos; e suspensão de serviços de chuveiro, espaço infantil e camas.



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

Shippados: Pode entrar, vai ter live!

‘Shippados’ estreia nesta terça, dia 12, na TV Globo, mas hoje, dia 11, tem esquenta no perfil @redeglobo no Instagram. Às 19h, Eduardo Sterblitch vai tomar conta do canal oficial da emissora e receber, para uma live, os colegas de cena Luis Lobianco, Clarice Falcão, Júlia Rabello e Rafael Queiroga, que deram vida a Valdir, Brita, Suzette e Helio, respectivamente, na série escrita por Alexandre Machado e Fernanda Young e dirigida por Patricia Pedrosa. No papo virtual, os atores vão, entre vários assuntos, relembrar os bastidores das gravações e reagir a algumas cenas da trama. Certamente, a diversão da noite está garantida – e se estenderá por toda semana, com a exibição dos episódios.

Na história, que vai ao ar de segunda a sexta (exceto na quarta-feira da primeira semana), Rita (Tata Werneck) e Enzo (Eduardo Sterblitch) encarnam um casal “bugado”, formado por duas pessoas imperfeitas, cheias de dúvidas e com dificuldades de se enquadrar no mundo de realidades distorcidas do ambiente virtual, mas que tem uma química e uma identificação ímpar. ‘Shippados’ faz uma análise sarcástica das tentativas de se achar o par perfeito através de algoritmos da internet e mostra, através do humor de identificação, como o amor pode surgir de alguns desencontros, em situações inesperadas e na simplicidade do dia a dia.

‘Shippados’ é uma obra de Alexandre Machado e Fernanda Young e tem direção artística e geral de Patricia Pedrosa e direção de Renata Porto d’Ave e Ricardo Spencer. A série vai ao ar de segunda a sexta – exceto na quarta-feira desta semana – após ‘A Cor do Poder’.



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

Julia Svacinna volta ao cinema em ‘Um Tio quase Perfeito 2’

A atriz Julia Svacinna, 16, volta aos cinemas no papel de Patricia (Julia Svacinna), sobrinha do carismático Tio Tony (Marcus Majella), em “Um Tio Quase Perfeito 2”, que foi rodado no Rio de Janeiro, antes da pandemia e teve sua estréia so agora.



A atriz que vem de trabalhos estrelados como Guerra dos Sexos, Além do Tempo, Império, Cara do Pai, Se eu Fechar os Olhos Agora, O Mecanismo, Questão de Família, Detetive do Prédio Azul, Um Tio Quase Perfeito, O Vendedor de Sonhos, O Menino Índigo e Kardec.

“Um Tio Quase Perfeito 2” estreou nesta quinta-feira (7) em 1.494 salas de cinema ao redor do país. Segundo o diretor Pedro Antonio, que também dirigiu o primeiro filme, o desafio da sequência foi avançar na história, acompanhando a evolução do protagonista, mas sem deixar de ser uma produção familiar e com muito humor.

“Esse filme sempre vai ter um lugar muito especial no meu coração. A Patrícia foi um presente q chegou para mim em 2016, quando gravamos o primeiro filme. Eu tenho um carinho absurdo por ela, porque nós crescemos juntas de certa forma. Eu tinha 11 anos quando gravamos o primeiro filme, e 14 quando gravamos o segundo, eu era muito parecida com a patrícia em vários aspectos, não vou mentir, principalmente no primeiro filme, crescemos e cada uma assumiu novos traços de personalidade, bem distintos uma da outra, mas ela continua sendo perfeita pra mim rsrsrs! participar desse segundo filme foi incrível pq reencontrei com os atores de novo, mas parecia que o tempo não tinha passado” revela a atriz Julia Svacinna.



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

“A Garota Invisível” tem trilha original diferenciada devido a pandemia

O Produtor Musical e multi-instrumentista, conhecido como MAESTRO, após o grande desafio do projeto Relax Zen Brasil em parceria com a Universal Music, que transforma hits de nossa música em versões zen para aquele momento de autoconhecimento. Agora o profissional musical apresenta a trilha original do filme “A Garota Invisível”, protagonizado pela atriz Sophia Valverde, recém lançado em diversas plataformas de streaming e comenta como foi processo para trabalhar em filme em plena quarentena.



Maestro, conta que foi algo diferente de suas outras trilhas cinematográficas, por ser seu primeiro filme teen, ainda criar uma trilha original, entre as canções autorais do elenco do longa como Sophia Valverde (As Aventuras de Poliana do SBT) e Mharessa Fernanda (influenciadora) e ainda mais no período do isolamento social, que deixaram muitos profissinais da arte com alguma crise de criatividade.

No filme, “A Garota Invisível”, Ariana (Sophia Valverde) é a aluna que passa desapercebida para todos, exceto para seu melhor amigo Téo. Entretanto, tudo muda quando vaza na internet um vídeo dela se declarando para Khaleb, o garoto mais popular da escola, fazendo com que ele convide Ariana para sair. Agora, ela precisará lidar com a ex que fará de tudo para acabar com o romance. O filme já está disponível na Apple TV, Now da Claro TV, Youtube Movie, Google Play, Vivo Play e Sky.



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

Cheguei! Ludmilla estreia no ‘The Voice+’

A família ‘The Voice’ ganha um novo integrante a partir do dia 17 de janeiro, o ‘The Voice+’, para talentos a partir dos 60 anos. Junto com o novo formato, chega uma nova técnica: Ludmilla. Ela estará ao lado dos veteranos Claudia Leitte, Daniel e o recém-chegado Mumuzinho, com quem Ludmilla dividiu a apresentação do ‘Só Toca Top Verão’, em janeiro de 2020. Caçula entre os técnicos, com 25 anos, Ludmilla diz estar segura e preparada para a missão à qual foi designada. “Sei que vou aprender e me emocionar demais com esses talentos experientes. Então, é deixar o coração seguir esse fluxo,. Espero acrescentar algo na vida deles e sei que eles vão acrescentar na minha. É isso o que vale e o que fica”, diz a cantora.



Ludmilla sabe bem a responsabilidade de lidar com o sonho de outras pessoas. “Principalmente quando esse sonho já foi seu”, acrescenta a cantora. E não vê a hora de viver as emoções do programa. “O que realmente vai me encantar são as vozes”, antecipa.



Na entrevista abaixo, Ludmilla fala sobre a expectativa para a estreia do reality, sobre a diferença de idade entre ela e as vozes que participam da competição, e sobre os aprendizados que teve na vida até aqui.

lumila-2
Ludmilla estará ao lado dos veteranos Claudia Leitte, Daniel e o recém-chegado Mumuzinho. Fotos Divulgação

Entrevista Ludmilla

Você é a mais nova entre os técnicos e a estreante na família Voice. Como foi receber o convite para fazer parte desta família?
Nossa! Foi demais. Fiquei feliz e orgulhosa ao mesmo tempo, porque é uma responsabilidade muito grande e eu já estou bem ansiosa para ouvir esses talentos.

Os candidatos do ‘The Voice+’ são pessoas experientes, que já construíram uma estrada musical. Como acha que isso influencia a experiência deles no programa?
Acho que eles podem se superar ainda mais, ganhar novos espaços, conquistar um público maior e isso é o sonho de todo mundo que canta.

Na sua vida, quais benefícios na carreira artística vieram com o passar do tempo?
Ah, foram muitos. Mas o que tem tido uma grande importância para mim no momento foram os aprendizados até aqui. Com o tempo, fui aprendendo muito. Com isso, hoje consigo saber o que quero. Aí, planejo e coloco em prática. Depois, é só correr para o abraço. Não tem sucesso sem que antes se tenha muito trabalho.

Se pudesse orientar os candidatos, que dica daria a eles?
Para eles cantarem como estivessem no chuveiro, na casa deles e que eles curtam muito essa experiência. Porque há o nervosismo, mas aquela oportunidade pode ser única, então eles precisam ser felizes a cada momento.

O ‘The Voice+’ tem direção artística de Creso Eduardo Macedo e direção-geral de Angélica Campos. Apresentação de André Marques, com Thalita Rebouças nos bastidores. O reality tem previsão de estreia para o dia 17 de janeiro de 2021, será exibido na TV Globo aos domingos, às segundas, às 20h30, no Multishow, e estará disponível também no Globoplay.



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

Literatura: Uma chance de respirar

Em 60 segundos, tudo pode mudar. Nesse curto espaço, por vezes, está uma das primeiras vitórias que os nascituros terão. O que exatamente acontece em um minuto? A diferença entre o choro e o silêncio é o que um grande profissional, o médico, fará para dizer sim à vida.



A região Nordeste do Brasil é a que mais concentra número de recém-nascidos que morrem com menos de uma semana de vida, e o Piauí é um dos estados com maior número de mortalidade neonatal. Para evitar mais mortes, em julho de 2018 foi iniciado na cidade de Floriano, a 240 quilômetros da capital, um treinamento do Programa de Reanimação Neonatal da Sociedade Brasileira de Pediatria, encabeçado pelo médico pediatra Renato Lima. O programa foi umas das estratégias utilizadas em uma tese de doutorado pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), que se estendeu ainda por outras cidades no sul do estado: Corrente, Bom Jesus, Uruçuí e São Raimundo Nonato, e entre profissionais que atuam no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

O livro “Uma chance de respirar”, de Renato Lima, lançado pela Literare Books International é resultado desse programa de reanimação neonatal no sertão do Piauí. O projeto deu tanto certo que recentemente a Organização Panamericana de Saúde (OPAS Brasil)/OMS está implantando-o em regiões críticas no Brasil sob supervisão do próprio médico.



Das mãos de Renato Lima, os pequenos receberam os primeiros cuidados para que possam ter uma chance, apenas para respirar. Com muito carinho e sentimento, o autor dessa obra mostra como foi sua atuação em um estudo de intervenção em que, por meio da metodologia do Programa de Reanimação Neonatal da Sociedade Brasileira de Pediatria, transformou uma realidade ao levar conhecimentos aos profissionais de saúde e reduzir mortes em locais de nascimento do sertão do Piauí.

Dados do IBGE apontam que a mortalidade neonatal precoce representa cerca de 70% da mortalidade infantil no Brasil, sendo que a região Nordeste lidera os números. De acordo com dados recentes do Ministério da Saúde, o Piauí é o 2º estado do País com a maior taxa de mortalidade neonatal precoce.



Os relatos do autor no livro são cheios de humanidade, de alguém que trabalha em prol do próximo e tem muito a ensinar aos leitores, independentemente da área de atuação. As lições descritas em cada página mexem com as emoções e mostram como é possível, sim, vencer qualquer batalha, desde que haja empenho e se faça o máximo para que, até mesmo nos momentos difíceis do pós-parto, este seja transformado em um evento único, de muita felicidade e celebração.

Sobre o autor: Renato Lima – Médico pediatra com área de atuação em Neonatologia pela Sociedade Brasileira de Pediatra (SBP) e Terapia Intensiva Pediátrica pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB). Doutor em Ciências, na área de Saúde da Criança e do Adolescente pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Mestre em Ciências da Saúde pela Universidade Santo Amaro (UNISA), Professor Titular de Pediatria da Faculdade de Medicina do Centro Universitário São Camilo (CUSC), Membro do grupo executivo de Reanimação Neonatal da Sociedade de Pediatria de São Paulo (SPSP), Instrutor do Programa de Reanimação Neonatal da Sociedade Brasileira de Pediatria. Prestador de serviços na área de Neonatologia para a Organização Panamericana de Saúde (OPAS Brasil) e Assessor do Projeto QualiNeo do Ministério da Saúde. Instagram: @renato.ped



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3