Orquestra Sinfônica Jovem apresenta concerto sobre as mulheres de Caymmi

O concerto desta quinta-feira (22), da Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba traz a estreia mundial de uma composição do baiano Wellington das Mercês em homenagem às mulheres, por meio das que são citadas na obra do compositor também baiano Dorival Caymmi. Com regência do maestro Luiz Carlos Durier, o concerto terá a participação, como solistas, do trompista Adriano Lima e do trombonista Cássio Vieira, e acontece a partir das 20h30, na Sala de Concertos Maestro José Siqueira, no Espaço Cultural, em João Pessoa, com entrada gratuita.

Os jovens músicos da OSJPB iniciam a noite com a estreia mundial da obra de Wellington das Mercês (1973), intitulada “Caymmi: Mulheres (Marina, Dora e Morena Rosa)”.  Em seguida, será executado o “Concertino para Trompa e Cordas”, do compositor pernambucano Maestro Duda (1930), com o solista Adriano Lima, e o “Concertino para Trombone e Orquestra, Op. 4”, do alemão Ferdinand David (1810-1873), com o solista Cássio Vieira.

Para encerrar a noite de música, virá a “Seleção do Ballet Fausto (Dança dos Escravos Núbios, Dança Antiga, Variações de Cleópatra, Os Troianos, Variações do Espelho e Dança de Frinéa)”, do compositor francês Charles Gounod (1818-1893).



Na opinião do maestro Luiz Carlos Durier, esta apresentação tem mais destaques. “Os dois solistas são da Jovem, ambos tocam instrumento de metal: trompa e trombone. São músicos promissores, talentosos e comprometidos artisticamente com a OSJPB. Ambos aceitaram a sugestão de tocarem duas obras importantes: o Concertino de Duda, cuja estreia mundial foi realizada pela Jovem em 2006, e o Concertinho para Trombone de Ferdinand David, que ficou famoso pelo seu segundo movimento”.

concerto-osjpb-2.2
Fotos: Thercles Silva

Durier ressalta também a homenagem às mulheres. “A obra ‘Caymmi: Mulheres Marina, Dora e Morena Rosa’ foi gentilmente cedida pelo compositor baiano Wellington das Mercês, especialmente para a OSJPB realizar em concerto a estreia mundial. É grande responsabilidade apresentar ao mundo uma obra musical pela primeira vez”, afirmou.

“Essa em particular é rica artisticamente e totalmente inspirada na Bahia de Caymmi, na exaltação à mulher, na poesia, no jeito manso na voz e na forma cantada do compositor homenageado. Essas características foram marcantes para tornar a execução primorosa. O fato é que abraçamos integralmente a esta tarefa com muita alegria. Somos gratos de coração a Wellington das Mercês por este valioso presente musical”, enfatizou o maestro.

O compositor Wellington das Mercês conta que nove anos após conseguir audições de Bossanovística, seguida de Salve, Salvador, resolveu escrever outra trilogia de música popular para orquestra sinfônica, incentivado pelas duas orquestras sinfônicas da Paraíba, do Amazonas, de Limeira, Sergipe e Espírito Santo, que tocaram essas peças. “Uma janela abriu-se vagarosamente, fazendo-me entender que apesar da longa espera, o sabor de ter seu trabalho apresentado é de uma sensação ímpar. Assim, pensei em escrever mais uma trilogia, dessa vez, voltada às mulheres. Logo, Dorival Caymmi, foi um dos primeiros nomes que vieram em mente. Pus em rascunho Marina. Dora, só terminei um ano após ter iniciado. Enfim, Rosa Morena, em duas manhãs estava estruturada”, explicou o compositor baiano.



Solistas

Adriano Lima (trompa) – Iniciou seus estudos sob a orientação do professor Chromacio Leão e posteriormente estudou com o professor Rinaldo Fonseca, na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Atualmente é aluno do professor Cisneiro Andrade, na Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

Atuou como trompista titular da Companhia de Ópera de Recife e, nas temporadas de 2010 a 2014, da Orquestra Sinfônica Jovem do Conservatório Pernambucano de Música. Participou como trompista convidado da Orquestra Sinfônica de Barra Mansa, do Rio de Janeiro (RJ) e atuou como trompista titular da Banda Sinfônica do Centro de Música de Olinda nas temporadas de 2013 a 2014.

Cássio Vieira (trombone) – Iniciou seus estudos em trombone em 2006, na banda marcial da Escola Municipal David Trindade, e logo foi encaminhado à Escola de Música Toque de Vida – Rotary, sendo aluno do professor Roberto Ângelo. Foi primeiro trombone da Big Band Toque de Vida, sob a regência do maestro Chiquito, e foi um dos integrantes do Quarteto de Trombones Toque de Vida.

Regente

Paraibano de João Pessoa, Luiz Carlos Durier é o regente titular da Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba (OSJPB) há 21 anos. Seu trabalho direcionado para jovens músicos em formação tem reconhecimento em todo o Brasil. Em setembro de 2013 foi nomeado diretor artístico e regente titular da Orquestra Sinfônica da Paraíba (OSPB).

Por três anos consecutivos, Luiz Carlos Durier regeu a Orquestra Sinfônica da Paraíba e a Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba em grandes concertos comemorativos ao aniversário da cidade de João Pessoa, com artistas paraibanos, que lotaram o Teatro Pedro do Reino, no Centro de Convenções. No dia 5 de agosto de 2016, a apresentação teve como destaque o cantor e compositor Zé Ramalho; no ano passado, as atrações foram as cantoras Cátia de França e Nathalia Bellar, e neste ano, o também paraibano Chico César foi o destaque da apresentação em homenagem aos 433 anos da capital paraibana.

Próximos concertos

A Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba vai apresentar mais dois concertos no mês de dezembro: no dia 2 fará uma homenagem ao samba, na Sala de Concertos Maestro José Siqueira, e no dia 12, o Concerto de Natal no Adro da Igreja de São Francisco. Já a Orquestra Sinfônica da Paraíba vai encerrar a temporada 2018 no dia 6 de dezembro, na Sala de Concertos, no Espaço Cultural.

Serviço

7º Concerto Oficial da Temporada 2018 da Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba

Regente: Luiz Carlos Durier

Solistas: Adriano Lima (trompa) e Cássio Vieira (trombone)

Dia: 22/11/2018 (quinta-feira)

Hora: 20h30

Local: Sala de Concertos Maestro José Siqueira, no Espaço Cultural, João Pessoa

Ingresso: Gratuito

 

*Secom-PB

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Lançamento da Locomotiva do Forró garante folia e melhorias para Galante

Érica Rodrigues

Ícone tradicional do Maior São João do Mundo, o projeto da Locomotiva do Forró foi lançado na manhã de hoje (16), com a presença do prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, além da imprensa e convidados. O evento aconteceu no Bodódromo Churrascaria com um café da manhã regional do jeito que o campinense gosta: ao som de muito forró pé de serra.

IMG_3341

Este ano a Locomotiva deve levar os forrozeiros com destino ao distrito de Galante nos dias 10, 11, 16, 17, 18, 23, 24 e 25 de junho, garantindo mais uma opção de lazer e descontração aos que prestigiarem o grande evento na Rainha da Borborema.

Uma novidade para o projeto, que há 20 anos abrilhanta o São João de Campina, é uma viagem extra no dia 2 de julho, destinada a alunos da rede municipal de ensino, buscando fomentar o amor pela cultura local nas novas gerações.

Também foram anunciadas melhorias na infraestrutura do distrito de Galante, que é um dos principais polos da festa, para que a comunidade possa receber devidamente o público que vem de várias partes do país.

IMG_3316

Como já é tradição, a Locomotiva deve oferecer aos passageiros muito forró pé de serra em cada um de seus vagões, garantindo a animação até a chegada a Galante, onde concentra-se um dos polos da festa. Lá pode-se provar da culinária local, além de aproveitar as atrações culturais, trios de forró e exposições de artesanato. A volta do passeio não deixa a desejar com mais música para curtir até a chegada a Campina Grande.

Serviço:

As camisas que dão acesso ao passeio podem ser adquiridas pelos telefones: (83) 3321-3521 | (83) 9.8658-0516 ou na Autocar Turismo, localizada na rua Doutor Severino Ribeiro Cruz, nº 625 – Centro (em frente ao Museu dos Três Pandeiros).

Sexta-feira de muito louvor na 19a Consciência Cristã

A 19a Consciência Cristã está acontecendo em Campina Grande, com palestras, cultos, apresentações musicais e muito louvor. O evento faz parte do calendário religioso que todos os anos marca o período de Carnaval na cidade, trazendo milhares de turistas à Rainha da Borborema. Comparecemos ao evento na noite de sexta (24) e registramos quem passou por lá. Confere as imagens:

Baile Vermelho e Branco pintou a noite de sábado em João Pessoa

O Baile Vermelho e Branco levou público, vestido à caráter, ao Esporte Clube Cabo Branco na noite de sábado (11), para curtir o melhor do Carnaval. A tradicional festa pré-carnavalesca contou com apresentações da orquestra Baile.com, do cantor Ramon Schnayder, além da banda SPD e a bateria da escola de samba Malandros do Morro. Fomos conferir quem marcou presença na festa: