Roteiro de viagem: um dia no Recife Antigo a pé!

um dia no recife antigo

O Recife Antigo guarda muitos encantos para os que sabem apreciar arquitetura, cultura e, claro, história. Desde criança, sou apaixonada por caminhar e descobrir lugares, visitar museus e igrejas, descobrir lugares legais que pouca gente conhece. Por isso, reuni algumas atrações que considero importantes para se conhecer em um dia no Recife Antigo, com o bônus de fazer tudo a pé!

 

 

O nosso dia começa no Cais do Sertão, um museu interativo instalado no antigo Armazém 10 do Porto de Recife. O local é uma homenagem a Luiz Gonzaga, e traz para a capital de Pernambuco um pouco da rica cultura popular sertaneja, que tanto inspirou o Rei do Baião. O museu funciona de terça a sexta das 9h às 17h e sábado e domingo das 13h às 17h. Os ingressos custam R$10 (inteira) e R$5 (meia), mas nas quintas-feiras a entrada é gratuita.

 

cais-do-sertão
Cais do Sertão [Foto: Divulgação/ Prefeitura do Recife]




 

A segunda parada é na Torre Malakoff, um monumento construído no século XIX para servir como observatório astronômico. O local atualmente funciona como espaço cultural, e conta com salas de exposição com destaque para a música e fotografia. É possível visitar a Torre Malakoff de terça a sexta, das 10h às 17h, sábados, das 15h às 18h, e domingos, das 16h às 19h30. A entrada é gratuita.

 

Para conhecer bem a cultura pernambucana, nada mais adequado do que visitar o Paço do Frevo, um museu inteiramente dedicado a exaltar o ritmo. Lá é possível conhecer um pouco da história do frevo, personalidades e memórias que fizeram esse patrimônio imaterial da humanidade. O local funciona de terça a sexta, das 9h às 17h e sábado e domingo, das 14h às 18h. A entrada custa R$ 8,00 (inteira) e R$ 4,00 (meia) e é gratuita às terças-feiras.

Paço-do-Frevo
Paço do Frevo [Foto: Divulgação/ Prefeitura do Recife]





Depois de conhecer um pouco da cultura de Pernambuco, vale a pena parar no Marco Zero e apreciar a vista do Porto de Recife. De lá é possível avistar o Parque das Esculturas Francisco Brennand, que foi construído como marco comemorativo da cidade do Recife aos 500 anos do Descobrimento do Brasil. Ao total, o parque abriga 90 esculturas do artista plástico e escultor pernambucano Francisco Brennand.

marco-zero
Marco Zero [Foto: Divulgação/ Prefeitura do Recife]

Como é inadmissível ir ao Recife e não conhecer uma igreja, a próxima parada é na Matriz Madre de Deus, uma construção com estilo rococó que teve sua conclusão em 1709. O local, claro, é lindo e dá para se ter uma pequena noção da riqueza arquitetônica que é possível de ser encontrada na capital pernambucana.

 

Por fim, termine o dia no Paço Alfândega, o único shopping do Recife Antigo. O estabelecimento funciona em um prédio inaugurado em 1732, que já abrigou a Alfândega de Pernambuco. A dica é subir até o último andar e apreciar a bela vista e o pôr do sol no Rio Capibaribe. Outra opção bem legal para quem gosta de livros é tomar um café na cafeteria que funciona dentro da Livraria Cultura, ao lado do shopping.

 

*por Érica Rodrigues

 

Leia mais – 5 coisas sobre economizar na viagem que ninguém te conta!

 




 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Quer receber mais conteúdo legal gratuitamente no seu e-mail? Assine a nossa Newsletter!

Deixe seu comentário!
%d blogueiros gostam disto: