Paulo, o Apóstolo de Cristo: um lindo filme sobre o amor!

paulo, o apóstolo de cristo

Achei que a representação artística mais linda da obra de Paulo que eu veria na vida seria sempre a narração de Cid Moreira da Carta aos Coríntios no Altas Horas, mas o filme de Andrew Hyatt superou! Paulo, o Apóstolo de Cristo foi lançado em maio e permanece em cartaz. Com as interpretações fantásticas de James Faulkner, Jim Caviezel, Joanne Whalle, John Lynch e Olivier Martinez.



Paulo (James Faulkner) era perseguidor de cristãos na Roma Antiga. Numa viagem a pé a Damasco, ele teve uma visão – ouviu Jesus perguntar-lhe: “Paulo, por que me persegues? Sou eu, Jesus, aquele a quem persegues”. Ficou cego, mas foi curado através de Ananias, que o visitou para falar sobre o Cristo Jesus. A história contada no filme é a sua vida na prisão, quando Nero, imperador de Roma, o condenou à decapitação.

Os pontos altos são os momentos de conversas entre Paulo e Lucas, o médico, na cadeia. Foram as conversas entre os dois que se tornaram os escritos do livro Atos dos Apóstolos, do Novo Testamento. É uma linda história de homens comuns enfrentando o mundo e suas dificuldades com fé em Jesus. Isso nos mostra que não é preciso ser “santo” para viver a fé. Os personagens muitas vezes demonstram fraquezas comuns, como raiva, desânimo, medo… Mas como disse Paulo, o mais importante é o amor e a confiança em Deus!



O longa tem uma fotografia linda, que consegue compor os momentos de tensão e de “elevação espiritual” com grande sutileza. A interpretação dos atores que viveram Paulo (James Faulkner) e Lucas (Jim Caviezel) merecem destaque. Para quem ficou traumatizado com o filme A Paixão de Cristo (2004), dirigido por Mel Gibson, pelas cenas fortes de violência e sangue, pode ver tranquilo o filme Paulo, o Apóstolo de Cristo. Apesar de ter algumas cenas mais pesadas, não chega nem perto das cenas de Jesus sendo chicoteado e crucificado. Lindo momento de reflexão para toda a família cristã!

Nos dizeres antes dos créditos, o filme é oferecido como homenagem a todos os que foram perseguidos pela sua fé. Espero que essa homenagem se estenda também aqueles que foram perseguidos pelos próprios cristãos, nas cruzadas e hoje em dia, por intolerância religiosa.

 

Leia mais Filme “O Senhor das Moscas” ajuda a entender o Brasil de hoje



Por Larissa Rodrigues: desenhista do @be.my.type, internacionalista e mestranda de Relações Internacionais da UEPB. Adora falar de política, espiritualidade e coisinhas que amenizam nossa experiência de vida: filmes, moda, viagens e comida!!!

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Deixe seu comentário!
%d blogueiros gostam disto: