Saiba o que rola na sua cidade!

Exposições gratuitas serão abertas a partir desta terça na Casa da Pólvora

Casa da polvóra

O Centro Cultural Parque Casa da Pólvora recebe, a partir desta terça-feira (9), às 18h, as exposições “Âmago”, coletiva que reúne obras de Conceição Myllena, Fábio Manson, Gabriela Adloff, Layla Gabrielle, Vanessa Cardoso e Yasmin Formiga, e “Cronos”, individual da fotógrafa Andryelle Serrano, que será aberta às 19h. As mostras, ambas com curadoria de Allyne Eloy, são realizadas pela Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope) e fazem parte da programação do AnimaCentro.

A primeira mostra é “Âmago”, que será aberta às 18h, no monumento Casa da Pólvora, traz obras de seis artistas e aborda questões de gênero. Cada um buscou retratar o tema à sua maneira, tendo o âmago – aquilo que está contido dentro de cada ser, sua essência, sua alma– como fio condutor, conforme assinala Allyne Eloy, curadora da exposição. “Âmago” fica em cartaz até o dia 25, e o horário de visitação e das 8h às 17h, de segunda à sexta-feira.



 

amago-1.1
Fotos destaque: divulgação

Em “Âmago”, Conceicão Myllena aborda, em uma série de foto performances, suas experiências no âmbito da fotografia contemporânea, trazendo autorretratos pautados na dialética do conflito de alter egos em mutação e dilemas existenciais. Já o tatuador Fábio Manson, que trabalha com a reconstrução de auréolas com a técnica de tatuagem hiper-realista, mostra alguns de seus trabalhos em duas fotografias.

A artista plástica Gabriela Adloff mostra trabalhos feitos com a técnica de impressão corporal, enquanto Layla Gabrielle, traz três objetos, nos quais aborda sexualidade, gênero e feminismo. Vanessa Cardoso, na série ‘Pedaços’, expõe cinco fronhas que foram doadas por mulheres que as utilizaram em períodos difíceis de suas vidas. Com a performance ‘Hora da Ave Maria’, propõe um exercício de reflexão a respeito do feminicídio.

Individual – A mostra “Cronos”, de Andryelle Serrano, que será aberta às 19h, na sede do Centro Cultural, traz uma série de imagens que foram captadas nas cidades de João Pessoa e Pocinhos, e representam, poeticamente, uma noção contemporânea do tempo. Na primeira parte, ela reverencia o tempo através de movimentos, ciclos, materiais e objetos. Na segunda parte, a fotógrafa retrata a sociedade focada no espetáculo e no controle. Na terceira parte, Andryelle mostra as consequências da vida agitada, em que as pessoas passam por um processo de coisificação.

“Cronos” foi produzida pelo grupo Poética Evocare, do qual a artista faz parte, cuja missão é despertar nas pessoas o olhar poético, a partir de intervenções em eventos artísticos e acadêmicos, no âmbito de uma concepção de arte ampla, que envolve literatura, dança, música, teatro e artes visuais. A exposição pode ser vista até o dia 25, de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h.

 

Serviços:

Exposições “Âmago” e “Cronos”

Artistas: Conceição Myllena, Fábio Manson, Gabriela Adloff, Layla Gabrielle, Vanessa Cardoso e Yasmin Formiga (Âmago); e Andryelle Serrano (Cronos)

Local: Centro Cultural Casa da Pólvora (Ladeira de São Francisco, s/n – Centro)

Dia: Terça-feira (9)

Hora: 18h (Âmago) e 19h (Cronos)

Classificação: 16 anos

Evento gratuito

 

*Juneldo Moraes/Secom-JP

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

 

Leia também: I Mostra de cinema Walfredo Rodriguez terá exibição de filmes no Centro Histórico

%d blogueiros gostam disto: