Eu Não Sou Um Homem Fácil: a ideia até que era boa!

eu não sou um homem fácil

O filme da Netflix lançado neste ano está fazendo sucesso. Com direção e roteiro de Eleonore Pourriat, o filme conta com bons atores também. Vincent Elbaz, Marie-Sophie Ferdane, Pierre Benezit, Blanche Gardin e Celine Menville formam o grupo de atores principais. Uma ideia bacana, bons atores e o suporte da gigante Netflix, tinha tudo pra dar certo. Apesar de muita gente estar falando bem por aí, eu não gostei de Eu Não Sou Um Homem Fácil e vou explicar por quê.

Primeiro, era pra ser uma comédia? Eu só sabia que era um filme sobre um homem machista que acordava num mundo de papéis invertidos, onde as mulheres dominavam. Assisti ao filme com um amigo. Ele riu bastante, enquanto eu vi as situações com um olhar mais sério. Acho que para quem está de saco cheio do machismo nos dias atuais é difícil rir do assunto. Mas tudo bem se fizer as pessoas pararem pra pensar nessas questões.

 

(Alerta spoiler: a partir daqui, o texto contém spoiler!)



eu-não-sou-um-homem-fácil2

Segundo, a ideia era mostrar um mundo invertido, certo? No entanto, o que aconteceu foi que ficou bem confuso em alguns momentos. O principal é a roupa dos homens e mulheres. São praticamente iguais. Claro que eles tentaram falar sobre a discriminação por causa da aparência. A gente sabe que as mulheres precisam atender a padrões estéticos bem rígidos, enquanto os homens prezam pelo conforto. No filme, as mulheres (opressoras) se vestem com terno masculino e não usam maquiagem. Já os homens (oprimidos) também usam terno, camisa pólo, mas vestem shortinho no escritório. Os homens também são obrigados a se depilar, usar cremes e outros cuidados com a imagem, mas essa questão poderia ter sido melhor explorada.



eu-não-sou-um-homem-fácil-1

Por exemplo, na cena da boate, Damien (Vincent Elbaz) está vestido com uma roupa bem parecida com as das mulheres do filme (camisa xadrez, calça jeans folgada), no entanto, a Sybille (Blanche Gardin) diz que ele veio bem “machão” hoje. Se ela queria fazer uma crítica, de que ele não está vestido adequadamente sexy como os homens tinham que ser, ela devia ter dito que ele estava muito feminino, já que o estilo despojado é usado pelas mulheres no filme. É assim que acontece no mundo real, quando uma mulher não gosta de se vestir com roupas sexy, elas são consideradas “machão demais”.

Alguns aspectos dessa relação tão desigual são bem evidenciados. A ideia de que os homens seriam sensíveis e frágeis fisicamente, de que os casais precisam ser compostos por mulheres mais altas. Mas o mais importante, na minha opinião não foi falado. Talvez por se tratar supostamente de uma comédia, o filme não mostrou violência física contra homens, nem agressão verbal. Isso é muito comum no nosso mundo. Quando a Sybille desiste de fazer sexo com Damien, ela não ficou com raiva, que é o que geralmente acontece no mundo real. No nesse mundo machista, um homem teria jogado na cara da mulher que pagou uma noite de jantar e bebidas e que o mínimo que esperava era uma mulher depilada. Dependendo do estado de embriaguez dele, pode rolar até um tapa, ou um estupro.

Não sei como é possível rir desse assunto. Poderíamos fazer uma “comédia” retratando animais engordando e matando humanos pra comer, dando a eles uma vida de maus tratos terríveis, mas garanto que não ia ter a menor graça. No caso de Eu Não Sou Um Homem Fácil, é a mesma coisa. Não dá pra rir de pessoas sendo exploradas. A exploração não tem graça, ela precisa ter fim.

 

Leia mais Entenda o que significa a cena pós-créditos de Vingadores: Guerra Infinita

 

Por Larissa Rodrigues: desenhista do @be.my.type, internacionalista e mestranda de Relações Internacionais da UEPB. Adora falar de política, espiritualidade e coisinhas que amenizam nossa experiência de vida: filmes, moda, viagens e comida!!!

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Deixe seu comentário!
%d blogueiros gostam disto: