Dica de viagem: como viajar de trem na Europa?

trem na europa

O trem é um clássico europeu. Retratado diversas vezes no cinema (vide a recente adaptação de Assassinato no Expresso do Oriente), esse meio de transporte tem tudo a ver com o Velho Continente e é um dos principais meios de transporte por lá. Seja para curtas distâncias, entre cidades vizinhas, ou mesmo para cruzar fronteiras, o trem é confortável, democrático, tradicional e, na maioria dos casos, moderno.

Mas, para nós brasileiros, essa ainda não é uma forma comum de se locomover. Quando se começa a planejar a viagem, já surge aquela dúvida: afinal, como viajar de trem na Europa? Calma que a gente explica!

Antes de tudo é preciso entender que a dinâmica de uma viagem de trem é diferente de um ônibus ou avião. Neles, é comum que não haja ninguém para te auxiliar para encontrar o seu vagão, o acento e muito menos para guardar a bagagem.



trem-na-europa

Daí, já surge a nossa primeira dica: se você tentar viajar de trem na Europa com uma mala de mão e duas de 23kg, é praticamente certeza que vai passar muito perrengue. Tente levar o mínimo de bagagem possível, pois além de não ter ninguém para te ajudar a carregar e guardar os volumes, muitas vezes no vagão não há espaço suficiente para todas as malas. Assim, você vai ter que guardar uma parte em outro vagão e sofrer um bocado para reunir tudo novamente na hora de descer. Sem contar que muitas vezes é necessário colocar a mala em um bagageiro alto, e se ela pesar 23kg, você pode sofrer um pouco.

Na maioria dos trens não é necessário reservar acento, mas em muitos casos acaba saindo mais barato comprar antes, pois você pode pegar alguma promoção. Porém, se não quiser correr o risco de comprar e talvez não conseguir chegar a tempo na estação, na grande maioria dos casos é possível comprar na hora.

E nessa hora surge a questão: é melhor escolher a primeira classe ou a segunda? Bom, a maioria dos trens europeus são novos, então a segunda classe já é bem confortável. Muito mais do que a classe econômica do avião, por exemplo. Em trechos de até 4h de duração, escolher a primeira classe pode ser um luxo desnecessário, já que a segunda atende bem às necessidades de conforto. Em viagens noturnas ou mais longas, pode valer a pena pagar um pouco mais por uma ou outra regalia.

Comprada a passagem, chegou a hora de embarcar! Nesses casos, é comum que você precise encontrar o seu vagão e acento sozinho. No caso de embarcar em um trem na primeira cidade da linha é mais simples, pois ele fica parado por vários minutos na plataforma antes do horário de partida. Nesse caso é só conferir o número do vagão e o acento.

Porém, se você vai embarcar em uma cidade no meio do trajeto, geralmente o trem passa pouco tempo na plataforma (algo em torno de 5 a 10 minutos). Nesses casos, a dica é perguntar a um local em que altura da plataforma o seu vagão vai parar. Pois caso você vá embarcar no vagão 28, por exemplo, e ficar parado esperando onde vai parar o vagão 7, pode ser a maior correria para dar tempo na hora de embarcar.

Depois de seguir essas dicas básicas, é só sentar e curtir as belas paisagens europeias pela janela!

 

Leia mais – Quanto custa viajar para Portugal? Dicas para economizar com conforto



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

%d blogueiros gostam disto: