Destinos de viagem: o que fazer em Israel

O QUE FAZER EM ISRAEL

O país conhecido pelo seu turismo religioso tem bem mais que isso para mostrar. Israel tem locais sagrados de várias religiões, não só do Cristianismo, mas também do Judaísmo e Islamismo. Dentro dessas grandes religiões, há várias correntes religiosas distintas, que também veem Israel como uma Terra Santa. Muitos locais são reivindicados por diferentes crenças. Essa relação não é nem um pouco pacífica. Brigas são constantes, inclusive pelos mínimos detalhes. Algumas igrejas possuem faixas desenhadas no chão para dividir o espaço e um e outro grupo religioso. Mas não é por isso que Israel deixa de ser um lugar incrível para se visitar. Por isso, se você vai realizar essa viagem mágica, e procura o que fazer em Israel, está no lugar certo.

Apesar da imagem que muitas pessoas têm por conta do conflito Israel x Palestina, o país é muito seguro, exceto nas áreas de conflito. Nas cidades turísticas o policiamento é bastante efetivo. Inclusive, existem regras que mudam de local para local, dependendo da religião que predomina no lugar. Por exemplo, é obrigatório usar véu em determinadas áreas. Já para os homens, é necessário usar o kipá para se aproximar do Muro das Lamentações. Trata-se daquele objeto arredondado usado no alto da cabeça. Ele representa a lembrança constante da superioridade de Deus.

mapa

Israel fica na região chamada de Oriente Médio. Suas duas línguas oficiais são o hebraico e o árabe, mas nas cidades mais visitadas, o inglês é suficiente para um turista conseguir se comunicar. A moeda local é o Novo Shekel Israelita. Um Shekel custa em média 90 centavos de Real. A capital é Jerusalém. Inclusive, algo muito interessante de visitar esse país, é ver os lugares que tanto ouvimos falar nas missas e cultos. Brasileiros não precisam solicitar visto antes de embarcar, mas passam pela imigração na chegada ao país. O passaporte deve ter no mínimo 6 meses de validade a partir da data de entrada no país.

Como os hotéis geralmente são bons, as estradas são bem sinalizadas e as distâncias entre cidades são curtas, não é tão difícil fazer o próprio roteiro, mas para quem é mais inexperiente em viagens, pode recorrer a um pacote turístico. Há muitas opções do que fazer em Israel, não só os roteiros religiosos, mas praias, festas e museus. Tel Aviv, por exemplo, é o centro econômico do país. Fica no litoral, onde as praias são frequentadas por religiosos, gays e atletas ao mesmo tempo. É uma cidade bem cosmopolita. Lá você encontra restaurantes, casas noturnas, exposições de arte e eventos musicais.

tel-aviv
Tel Aviv

 



Em Jerusalém o que chama atenção são os locais sagrados e históricos. A cidade tem mais de 3 mil anos de história, então tudo lá transpira conhecimento. Os principais roteiros são bem conhecidos de nós, através do texto bíblico (mesmo que você não seja um brasileiro religioso, esses lugares soam familiares), como Via Sacra, o Santo Sepulcro, o Muro das Lamentações, a Esplanada da Mesquita, o Monte das Oliveiras, a Igreja das Nações, os Jardins de Getsêmani, a Torre do Museu de David e o Mercado Árabe. Para uma experiência ainda mais interessante, contrate um guia para explicar cada detalhe.

jerusalem
Jerusalém

O Mar Morto é parada obrigatória. Ele é na verdade um lago, que está a 400m abaixo do nível do mar. É famoso pela sua água salgada, mas tão salgada, que é impossível afundar. Além de render fotos divertidas, o Mar Morto tem propriedades medicinais cicatrizantes e a lama negra do solo é ótima para a pele.

mar-morto
Mar Morto



A região da Galileia e da Costa Mediterrânea compreende as cidades da Cesareia, Haifa, Acre, Nazaré, Tabgha e Golan. Essa é uma região especial para os cristãos, pois foi em Nazaré que Jesus teria passado sua infância. Embora haja muitas dúvidas sobre os lugares exatos, há uma estimativa de onde teriam ocorrido os principais eventos da história de Jesus. Nesse passeio, é indispensável ir ao Rio Jordão, onde Jesus foi batizado.

rio-jordão
Rio Jordão

Belém e Jericó ficam no território palestino, por isso é necessário mais cuidado com relação à segurança. Mas não precisa de pânico, apenas tenha o acompanhamento de um guia credenciado. Em Belém, o principal ponto turístico é a Basílica da Natividade. A construção marca o local estimado do nascimento de Jesus.

jerusalém-2
Basílica da Natividade

Veja também 5 aplicativos de viagem que são uma “mão na roda”!

 

Por Larissa Rodrigues: desenhista do @be.my.type, internacionalista e mestranda de Relações Internacionais da UEPB. Adora falar de política, espiritualidade e coisinhas que amenizam nossa experiência de vida: filmes, moda, viagens e comida!!!



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Quer receber mais conteúdo legal gratuitamente no seu e-mail? Assine a nossa Newsletter!

%d blogueiros gostam disto: