Crítica: A Favorita aborda a complexidade feminina com autenticidade  

A Favorita

Em seu novo filme Yorgos Lanthimos nos apresenta em A Favorita, uma história real sobre a realeza da Inglaterra no século XVIII com três personagens femininas com personalidades díspares, porém bastante fortes. Aqui somos introduzidos a um roteiro bastante simples em sua trajetória e com personagens que estamos acostumados a ver na arte ao serem retratadas. Sarah Churchill interpretada por Rachel Weiz, duquesa de Marlborough, que toma as rédeas da realeza britânica no lugar da rainha Ana, interpretada por Olivia Collman, que não está com suas faculdades mentais em pleno estado e ambas têm um relacionamento de extrema confiança e intimidade. Logo após somos introduzidos à personagem da Emma Stone, uma recém chegada empregada chamada Abigail que ambiciona alavancar seu status atual na coroa inglesa.

Devido à veracidade dos fatos, o diretor, que já se tornou conhecido por sempre abordar em seus filmes personagens e histórias excêntricas, acaba deixando isso de lado. Ele resolveu dar mais enfoque ao seu maneirismo atrás das câmeras, tendo o uso de lentes angulares, movimentos de câmera horizontal em algumas situações, além do uso do contra-plongée, que geralmente é usado para o engrandecimento do personagem. O trabalho do Yorgos no longa acaba sendo somente ressaltado nesta área, mas que não deixa de lado sua estilística. É possível notar suas características em cena.



the-favourite-emmaa
Foto: Divulgação

A fotografia do filme é impecável. Todo o design de produção do longa retrata perfeitamente o palácio da realeza com todas obras de arte renascentistas. Assim como o figurino, que é estupendo e acaba refletindo muito a personalidade de todos, principalmente das protagonistas, com grande coesão. Vale ressaltar que em vários momentos da obra há cenas bem escuras, o que pode incomodar algumas pessoas, mas seria incoerente termos cenas bem iluminadas quando o filme se passa em um período que não existia eletricidade. Tais momentos que são à luz de vela se parecem muito com o chiaroscuro, recurso usado no Renascimento no qual havia um jogo de luz e sombra nas obras de arte, o que ressalta muito o valor artístico do longa.



the-favourite-rachel-weizz
Foto: Divulgação

O grande alicerce da narrativa é justamente o relacionamento que as três personagens femininas centrais tem, todas com personalidades extraordinariamente divergentes. A personagem da Rachel Weiz é a exemplificação de uma mulher decidida, forte e racional. Já a personagem da Olivia Collman é exatamente o oposto, aqui temos um mulher extremamente sensível, desequilibrada, mimada e que já sofreu muito com as perdas da vida. Finalizado essa tríade temos a da Emma Stone que é manipuladora, inteligente, megera, ambiciosa.

O brilhantismo é acentuado justamente na composição das protagonistas. Não há rótulos para suas individualidades, não há julgamento da obra sobre a obra. Todas as ações que elas tiveram partiram de ideais que cada uma acreditava. Logicamente que isso não seria justificativa para as crueldades que a Abigail faz, por exemplo, mas expõe personagens com dramaticidade correspondente ao contexto individual. As atuações de todas são perfeitas, tornando suas indicações ao Oscar super válidas, até porque elas são os suportes desta história.

Todas as oitos indicações que o longa recebeu da Academia foram merecidíssimas. Todas foram de acordo com os pontos altos do filme. A Favorita definitivamente é uma obra que mostra a complexidade de ser mulher e das pressões que se carrega, do peso ao terem posições altas na sociedade e também quando se está atrás dessa posição de aparente privilégio.   

 

Confira o trailer do filme:

 

*Isabelle Vasconcelos/Estagiária sob supervisão

Foto destaque: divulgação

 

Leia também: Crítica: Pantera Negra, O Filme é a representatividade negra que faltava

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

               

Deixe seu comentário!
%d blogueiros gostam disto: