Conheça Os Eloquentes, a banda paraibana fluente em múltiplos ritmos

Os Eloquentes

Imagine uma banda que usa o poder da eloquência para ampliar seu público através da mistura de vários gêneros musicais, como o Pop Rock, Jazz, Reggae, Groove Soul e MPB. Pois bem, estes são Os Eloquentes, banda que nasceu sob as ondas da praia de Pipa-RN, há quatro anos, e tem como mantra passar boas energias através da música. O grupo é composto por Cíntia, que é cantora e produtora, Bira Magalhães, também cantor e multi-instrumentista da banda, assim como Felipe Francis, produtor e violonista do grupo há três anos. A cantora faz questão de ressaltar a importância de Francis no processo de desenvolvimento do projeto.

Quando perguntada sobre o estilo e influência musical, Cíntia foi enfática em mencionar que o reggae é base e sustentação da banda. “ A gente sempre achou que o reggae é um estilo que influencia os outros estilos”, diz. Eles têm como princípio fazer com muita eloquência a desmistificação do gênero, dando uma identidade nova para aquilo que acreditam que seja um reggae pop. Ela ainda complementa dizendo que “ quem estuda e trabalha com o reggae sabe que as células que o movem são células base de todas as outras músicas”.



eloquentes-3.3
Cíntia é vocalista,produtora e líder da banda

A origem do nome Os Eloquentes vem a partir da ideia de aderir características díspares no ramo musical e colocar diversos estilos de acordo com a roupagem da banda sem eliminar outros. É comum o grupo fazer alguns covers de artistas variados como Adele, Katy Perry, Nina Simone, Raul Seixas, O Rappa, Lenine, Tim Maia dentre outros, que nos dão essa exemplificação de agregar música boa e os expressar da melhor forma. “Nós não podemos jamais nos fechar a um estilo de música, ou a algo que nos prenda. Podemos trabalhar com isso e utilizar a nossa identidade e muita eloquência ”, explica Cíntia. Além disso, eles fazem covers da Amy Winehouse, grande inspiração da banda, que são tocados em todos os shows. A banda explica que a cantora do jazz contemporâneo fez com que eles percebessem a relevância visual e o registro vocal para que o público os reconheçam.

Sobre o mercado musical pessoense, as observações são enfáticas. “O mercado está efervescente”, destacou a cantora, demonstrando orgulho do estado. Ela complementa dizendo que se tem muita diversidade, vários artistas de qualidade, porém a entrada no ramo da música não é fácil. Por ser uma mulher tomando a frente da parte burocrática/administrativa da banda, ela obteve muita dificuldade em ser ouvida no mercado patriarcal. Muitas vezes encontrou impasses para fazer apresentações nas casas de shows da capital, onde há uma recusa em aceitar novas bandas.

A oportunidade surgiu quando eles conseguiram mostrar seu trabalho e proposta em um bar local. Por sorte, da plateia veio a solução para os problemas. Um dos ouvintes do show gostou do trabalho e os apresentou ao produtor Gulian Cabral, que já trabalhou com nomes como Djavan e Lenine, e desde então assina as produções d’Os Eloquentes. A partir disso conseguiram ter o reconhecimento de outros lugares e um maior respeito e confiança no meio, realizando uma média de oito a dez shows por mês.



eloquentes2.2

A banda tem uma música autoral já disponível nas plataformas digitais chamada ‘Acredito’, que reflete a imagem que o grupo passa de persistência e resiliência.  Com um cunho pessoal, de forma poética a canção transmite o começo difícil da banda e passa uma mensagem positiva sobre acreditar no seu potencial e principalmente em si mesmo.

 

 

Através da nova música autoral ‘The Answer’, que será lançada em breve na Internet, conseguiram uma oportunidade de gravar um videoclipe em Nova Iorque. Para isso estão realizando uma vaquinha online que arrecadará fundos para a realização do projeto. Quem tiver interesse, pode contribuir clicando aqui.

Apesar da função multitarefa no grupo, Cíntia explica que a fusão dos projetos pessoais e profissionais não atrapalham o andamento de nada. Ela é casada com Bira Magalhães, vocalista e multi-instrumentista do grupo, e conta que o apoio e suporte de ambos favorece o bom funcionamento rítmico dos dois. “Há uma abertura para falar de tudo, sempre centralizando o foco no bem-estar espiritual de todos”, conclui.

*Isabelle Vasconcelos/ estagiária sob supervisão

Fotos: acervo da banda

 

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

%d blogueiros gostam disto: