Conheça cinco ótimas séries britânicas disponíveis na Netflix

O formato das séries da Inglaterra é diferenciado do modelo americano, talvez por isso algumas delas passem despercebidas do gosto da maioria. Devido a isso, fizemos uma lista com cinco séries britânicas de vários gêneros disponíveis na Netflix para começar a assistir.

 

Peaky Blinders – Sangue, Apostas e Navalhas

peaky-blinders-1.1
Foto; divulgação

Ambientada na Inglaterra da década de 20 no ápice da revolução industrial, a série nos apresenta os Shelby, uma família gangster com origens ciganas de Birmingham que está em busca do sucesso dentro do mercado ilegal de apostas. Após o término da primeira Guerra Mundial os condecorados e sobreviventes voltam para casa, mas os que voltaram não são mais os mesmos depois de presenciarem todo o horror da guerra. Uma dessas pessoas é Thomas Shelby, um homem taciturno e sagaz, líder da família, que tem a ajuda da tia Polly, e dos irmãos Arthur, John e Ada, que guiam e fazem todo o planejamento dos negócios ilegais que dão as diretrizes na cidade inglesa. Composta por vários grupos de mafiosos que lucram com as corridas de cavalos, que naquela época davam muito dinheiro, essas lutas são regadas a muita violência, whiskey, sexo e drogas. O enredo mostra a disputa entre as facções locais que buscam o poder pleno da cidade para comandá-la. A obra possui quatro temporadas de seis episódios com mais ou menos 50 minutos cada, que mostram toda a trajetória de ascensão dos Shelbys, que são perseguidos pela polícia, os mafiosos italianos, russos, nova iorquinos e cada vez mais ao longo da história pagam um preço muito alto pela fortuna que vão acumulando.



Sherlock

sherlock-1.1
Foto; divulgação

As adaptações dos livros de Conan Doyle, em uma Londres atual, foram uma proposta arriscada e ousada que a BBC tomou quando resolveu levar para a TV as histórias do detetive mais excêntrico da literatura, com os casos mais intrigantes. Sherlock Holmes é interpretado pelo Benedict Cumberbatch, que ganhou elogios da crítica especializada por causa de sua atuação. Ao lado do fiel companheiro Dr. Watson, interpretado pelo Martin Freeman, que acidentalmente acaba virando amigo de Sherlock e o ajuda em resolver os casos. Apesar da genialidade do detetive, muitas vezes o ego atrapalha, fazendo com que John consiga controlar na medida do possível o egocentrismo e o individualismo de Sherlock e contribuir para a resolução do inquérito. Com a inserção de personagens clássicos da obra, como por exemplo o inimigo mais famoso delem o Moriarty, e o irmão Mycroft, a série consegue equilibrar os elementos das diferentes épocas que contribuem para o bom funcionamento da narrativa. A produção tem quatro temporadas de três episódios, com uma hora e meia de duração cada. Apesar de parecer maçante ou cansativa à primeira vista, o ritmo é bastante fluido, mas para as pessoas que não curtem coisas excêntricas e que precisem de total atenção para entender e até mesmo desvendar os finais de cada caso, talvez seja um pouco mais complicado. O humor britânico muito característico é um dos grandes componentes que contribui muito para os momentos hilários que envolvem os personagens.

 

The Crown

The_Crown-2.2
Foto: divulgação

Série original da Netflix que aborda o reinado da rainha Elisabeth II, coroada aos 26 anos como a representante do Reino Unido, após a morte do pai. A série é a mais cara do programa de streaming, que custou mais de 100 milhões de dólares. Em contrapartida, ganhou o Emmy de melhor série dramática e melhor atriz de drama pela interpretação de Claire Foy no papel da rainha, que estreou na televisão em grande estilo e ganhou enorme reconhecimento da indústria devido à impecável atuação. Mostrando todos os aspectos da realeza, desde as decisões que teve que tomar, juntamente com o primeiro ministro Winston Churchill, que foram extremamente importantes para o curso da história, até a retratação da convivência com os familiares e principalmente com o marido, o príncipe Phillip. O enfoque dado é o fardo que se carrega quando é colocada a coroa, as responsabilidades para uma jovem iniciante que terá um enorme desafio para colocar em prática. A direção de fotografia é impecável em retratar os detalhes da década, os figurinos são deslumbrantes e o roteiro consegue ser coerente com os fatos. A serie possui duas temporadas de dez episódios, com mais ou menos 50 minutos cada.

 

Black Mirror

black-mirror-uss-callister-1.1
Foto: divulgação

Mais uma série original da Netflix,  possui quatro temporadas que variam na quantidade de episódios e na duração. Por ser ontológica, as histórias de cada episódio são paralelas, não se conectam como uma narrativa contínua e não têm os mesmos personagens, ela se passa em diversos lugares com enredos e personagens diferentes. A produção retrata como a tecnologia está cada vez mais presente na atual sociedade e mostrando como as consequências dela podem agravar mais ainda os problemas que temos, ao invés de melhora-los. Inicialmente a visão pessimista do sistema e do futuro tecnológico era muito mais evidenciada nos episódios, porém a partir da terceira temporada os criadores da série resolveram otimizar ou deixar os finais em aberto. Uma grande marca desta produção é a necessidade de colocar o público sempre em questionamento sobre a realidade e como reagiríamos diante estas situações que não estão inteiramente distantes do nosso atual panorama.



The Fall

the-fall-1.1
Foto: divulgação

A detetive Stella Gibson é chamada para resolver um caso do serial killer Paul Spector, na Irlanda do Norte, através de seu Modus Operanti. Por ser um homem de família, estratégia adotada pelo próprio como uma forma de omitir para a sociedade a imagem oposta do seu verdadeiro eu, acaba dificultando as possibilidades de ser encontrada ou de ter suspeitas. A série passa por temas bastante mencionados hoje em dia como o feminismo, o qual levantou algumas dúvidas sobre a representatividade da personagem principal e o feminicídio. A trama centraliza nos crimes que estão sendo aos poucos interligados por Stella e a busca incessante da polícia pelo homicida que mata jovens mulheres e através disto tentam entender a psique e os motivos por trás dos casos. A série tem as três temporadas disponíveis na Netflix, com seis episódios de 50 minutos em média cada.

*Isabelle Vasconcelos/Estagiária sob supervisão

Foto destaque: divulgação

 

Leia também: Mais cinco documentários na Netflix sobre o mundo da música

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

%d blogueiros gostam disto: