Saiba onde
se hospedar

Viagem: como se hospedar de graça pelo mundo

se hospedar de graça

Uma das partes mais caras de uma viagem é a hospedagem. Junto com o transporte, ela é responsável por tornar o nosso sonho um pouquinho mais difícil de realizar. Bom seria se hospedar de graça né? Muita gente pensa “eu nem preciso de luxo, só quero um cantinho simples pra dormir com um banheiro limpo”. Pois é, uma coisa que já é bem conhecida entre os viajantes mais experientes é a hospedagem de graça em várias modalidades. Mas se você quer começar a fazer todas as viagens que sonhou, mesmo com pouca grana, nós listamos 3 formas de se hospedar de graça por aí. Se joga!




Uma dessas formas é o couchsurfing. Que é isso mesmo: “surfar nos sofás” alheios. O projeto permite que, através da internet, se encontre alguém que possa lhe hospedar de graça. Pode ser no sofá, num colchão, ou numa cama mesmo. O site tem mecanismos de segurança para evitar abusos tanto de hóspedes, quanto de hospedeiros. É uma forma de se hospedar de graça cada vez mais popular. O casal Mirella e Rômulo, do canal Travel and Share, que viaja o mundo, já usou muito esse tipo de serviço. Olha só o que eles dizem disso:

Se você quer viajar e não tem dinheiro para pagar hotel, outra forma de resolver isso é trocando trabalho por hospedagem. No Worldpackers, você encontra pessoas que procuram mão de obra em troca de dormida e comida. Dá pra trabalhar de babá, na limpeza, na cozinha e em várias outras áreas. Você terá um ou mais dias livres na semana para se divertir e conhecer a cidade. No mesmo projeto, é possível se hospedar em comunidades de permacultura (agricultura consciente) e aprender mais sobre sustentabilidade na prática. Ou ainda, você pode ficar em um projeto social e ajudar pessoas pelo mundo.




foto-londres

Uma forma bem barata de viajar, é fazer um intercâmbio social. A Aiesec é uma ONG internacional gerida por jovens do mundo todo. Ela promove intercâmbios a baixo custo. Na modalidade Voluntário Global, você fica na casa de um hospedeiro e trabalha como voluntário num projeto social. São creches, asilos, escolas de línguas para comunidades carentes, dentre muitas outras possibilidades. Os preços do pacote de intercâmbio incluem todo o suporte da Aiesec para encontrar uma vaga num projeto e uma hospedagem na casa de um hospedeiro voluntário, que inclui comida e dormida. Fora isso, a passagem aérea e os gastos com transportes e despesas pessoais não estão inclusos.

Também existem vagas de estágios pelos mundo, é a modalidade Talentos Globais. Algumas vagas são para voluntários, outras são remuneradas. Mas o pacote pago à Aiesec segue o mesmo modelo do Voluntário Global. A ONG encontra a vaga e a host family pra você.

 

Leia mais – Qual a melhor opção de hospedagem em Nova York?

 

Por Larissa Rodrigues: desenhista do @be.my.type, internacionalista e mestranda de Relações Internacionais da UEPB. Adora falar de política, espiritualidade e coisinhas que amenizam nossa experiência de vida: filmes, moda, viagens e comida!!!




Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Quer receber mais conteúdo legal gratuitamente no seu e-mail? Assine a nossa Newsletter!

Deixe seu comentário!
%d blogueiros gostam disto: