Descubra cinco séries e filmes sobre serial killers na Netflix

Serial killers é um assunto que dá muito pano pra manga. acredito que isso se deve ao simples fato de que as pessoas sempre ficam muito instigadas a conhecer melhor a história dos indivíduos sádicos. Os serial killers são vistos com bastante curiosidade pela grande maioria devido ao passado de cada um e também a um fator importante: eles simplesmente fazem coisas que a grande maioria das pessoas normalmente não faz. Com personalidades peculiares, histórico familiar conturbado, os tornando assim mentes perturbadas, são apenas alguns exemplos que estão por trás destas personas singulares. Resolvemos então indicar cinco séries e filmes sobre serial killers na Netflix para você assistir e ficar bem interessado pelo assunto e os casos.  



MINDHUNTER

mindhunter
Foto: Divulgação

Mindhunter é uma série que se diferencia da grande maioria por mostrar com uma certa sutileza os crimes dos assassinos em série. Na Califórnia, o FBI ainda tinha métodos pouco desenvolvidos para examinar um serial killer. Achava-se que os crimes eram somente atos de violência extrema sem um contexto ou justificativa mais aprofundada. Eles eram somente classificados como maus. Partindo desta premissa, o negociador de sequestros Holden decide fazer com que o FBI passe a estudar e entender melhor as motivações por trás das atitudes sanguinárias dos assassinos e tenta implementar um método mais eficaz sobre eles. Através das entrevistas com os assassinos mais conhecidos dos Estados Unidos da época, ele acaba recolhendo um bom material de análise que passa a ser aos poucos o método que hoje é colocado em prática para estudar serial killers.

 

SEVEN – OS SETE CRIMES CAPITAIS

seven
Foto: Divulgação

Um assassino em série está matando suas vítimas de acordo com os pecados capitais. Quando o detetive William Somerset está prestes a se aposentar, ele é mandado continuar e resolver este caso ao lado do detetive novato David. Tudo acaba se desenvolvendo de acordo com os crimes, já que os dois detetives tem que achar o serial killer o quanto antes para que não haja mais assassinatos. Este filme é daqueles que não se pode falar muita coisa para não estragar a experiência. Seven – Os Sete Crimes Capitais é considerado um dos melhores filmes, com um final super surpreendente, que deixa todo mundo extasiado. Vale muito a pena assistir!

 

HANNIBAL  

hannibal
Foto: Diulgação

Numa série de três temporadas, Hannibal mostra exatamente o passado do psicanalista Dr. Hannibal Lecter antes dos eventos de O Silêncio dos Inocentes. Aqui temos Will Graham, um especialista em perfis criminais que é chamado pelo FBI para resolver os crimes mais complexos e grandiosos que somente uma mente que estivesse completamente imersa no contexto dos assassinatos seria capaz de entender. E é a partir daí que entra o Dr. Lecter, que tenta ajudar o Will a se manter mais são. Entretanto tudo acaba se transformando em um jogo de manipulação por parte do canibal que tenta se esquivar das investigações e manipular para que as provas não apontem para ele.



CONVERSANDO COM UM SERIAL KILLER: TED BUNDY

ted-bundy
Foto: Divulgação

Este com certeza é um dos serial killers mais carismáticos existentes. Com uma vida particular perfeita, casado com uma mulher bonita e com filhos, ninguém imaginava que ele seria o culpado por matar dezenas de mulheres nos Estados Unidos. Esta série documental mostra como a população reagiu a essa situação. Áudios feitos no corredor da morte e um dos assassinos mais impactantes!

 

THE ALIENIST

the-alienist

Após o aparecimento de crianças mortas em circunstâncias peculiares, três pessoas ficam responsáveis em destrinchar melhor as características de um serial killer. Por se passar em uma época em que tal classificação não existia, um psiquiatra, que era chamado de “alienista”, um comissário da polícia, um repórter jornalístico e uma agente saem numa caçada a um assassino na Nova York no século XIX.    

 

*Lista baseada no catálogo da Netflix em 22 de março de 2019

 

*Isabelle Vasconcelos/Estagiária sob supervisão

Foto destaque: Divulgação

 

Leia também: 5 motivos para você assistir RuPaul’s Drag Race o quanto antes!

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Cinépolis anuncia pré-venda de Shazam! O filme da nova era da DC

A rede Cinépolis, maior operadora de cinemas da América Latina e segunda maior do mundo em ingressos vendidos, anuncia que a pré-venda de “Shazam!” começa hoje, dia 22 de março, e os ingressos já podem ser adquiridos por meio do site

Continuando os novos rumos da DC Comics no cinema, “Shazam!” apresenta Billy Batson, um garoto de 14 anos que precisa lidar com os poderes e responsabilidades de um super-herói. Com Zachary Levi no papel principal, o filme apresenta uma dinâmica como a de “Quero Ser Grande”, mas com a adição de super poderes.

Com direção de David F. Sandberg, “Shazam!” chega ao Brasil em 4 de abril.

SINOPSE

Todos temos um super-herói dentro de nós; só é preciso um pouco de magia para que ele ganhe vida. No caso de Billy Batson (Angel), basta gritar uma palavra – SHAZAM! – para que o jovem malandro de 14 anos se transforme no super-herói adulto Shazam (Levi), cortesia de um antigo mago. Um menino em sua essência – dentro de um corpo sarado, como o de um deus – Shazam se esbalda nesta versão adulta dele mesmo fazendo aquilo que qualquer adolescente faria com superpoderes: divertir-se com eles! Ele é capaz de voar? Tem visão de raio-X? Consegue soltar raios pelas mãos? Pode perder a prova de estudos sociais? Shazam começa a testar os limites de suas habilidades com a despreocupação típica de uma criança. Contudo, ele precisará dominar estes poderes rapidamente para lutar contra as forças do mal controladas pelo Dr. Thaddeus Sivana (Strong).



Confira o trailer:

 

Ficha Técnica

Shazam!

EUA, 2019

Ação| Fantasia

Diretor: David F. Sandberg

Elenco: Zachary Levi, Asher Angel, Mark Strong, Jack Dylan

Duração: 132 minutos

Distribuidora: Warner Bros

 

*TZM Entretenimento assessoria

Foto destaque: Divulgação

 

Leia também: Once Upon a Time in Hollywood, confira o trailer do novo filme do Tarantino

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

O filme de terror “Nós” é destaque nesta semana de estreias em João Pessoa

Nesta semana as estreias em João Pessoa estão muito especiais, porque todos os filmes que entram em cartaz são muito bons. O grande destaque é o novo filme do Jordan Peele, Nós. Jordan ficou conhecido por ter dirigido “Corra!”, que ganhou o Oscar de melhor roteiro original. Tem também o novo filme da Julia Roberts, o drama “O Retorno de Ben”, “A Cinco Passos de Você” , um drama adolescente, e duas comédias brasileiras “Chorar de Rir” e “Cine Holliúdy: A Chibata Sideral”. Então vem conferir a sinopse e o trailer de cada um respectivamente e escolha qual assistir a partir desta quinta!  

Nós

us-jordanpeele
Foto: Divulgação

O novo filme do aclamado diretor Jordan Peele, “Nós” retrata a história de uma família que está numa viagem de verão para uma casa de praia, mas ao longo do percurso eles vão encontrando pessoas que são idênticas a cada um deles, só que numa versão mais sombria e macabra e que por algum motivo estão querendo matá-los. O longa já teve sua estreia no exterior e foi bastante elogiado pelos críticos de cinema. Diferentemente de “Corra!”, em que o diretor criou uma narrativa de criticismo à sociedade americana em relação ao racismo, “Nós” é apenas um filme de terror. A vencedora do Oscar de melhor atriz coadjuvante Lupita Nyong’o é a protagonista do longa e teve sua atuação elogiadíssima no filme.



 

O Retorno de Ben  

ben-is-back
Foto: Divulgação

Ben retorna para sua mãe depois de ter ficado um tempo longe de casa. Por ser um garoto problemático, a sua volta acaba sendo cercada de muita desconfiança, e mais cedo ou mais tarde sua mãe descobre que ele estava envolvido com coisas do mundo do crime. Na noite de Natal de seu regresso, sua mãe tenta de tudo para mantê-lo a salvo e por perto, mas infelizmente nem tudo sai como planejado e Ben acabam não conseguindo se livrar das coisas erradas que fez, fazendo com que todo mundo da família esteja envolvido de alguma forma nas atitudes erradas do garoto.  Só resta para Holly, sua mãe, continuar lutando por ele.

 

 

A Cinco Passos de Você

Five-Feet-Apart-movie
Foto: Divulgação

Stella é um jovem de 16 anos que tem fibrose cística, o que a fez ter que manter uma distância das outras pessoas e ficar muito tempo no hospital tomando várias medicações. Até que um dia ela conhece o Will, um cara que tem a mesma doença que a dela, e eles acabam se apaixonando, mas não podem ficar juntos porque acabaria piorando o estado de saúde deles. Tudo acaba dificultando para que os dois possam ficar juntos, encarando então um problema sem solução aparente.

 

 

Chorar de Rir

Chorar-de-Rir’
Foto: Divulgação

Mais um filme de comédia estrelado por Leandro Hassum. Nilo Perequê é um dos grandes humorista do país. Após ganhar o prêmio de comediante do ano, ele muda completamente os rumos da sua carreira e resolve trabalhar no drama, deixando todo mundo em desespero.

 

 

Cine Holliúdy 2: A Chibata Sideral

cine-holiude
Foto: Divulgação

Com a popularização da TV, Francisgleydisson acaba tendo grandes dificuldades em manter seu amado Cine Holliúdy e vai morar com a sogra no interior do Ceará com toda sua família. Após passar por uma experiência alienígena, na qual um amigo foi abduzido, ele tem a ideia de rodar um longa-metragem de ficção científica onde Lampião enfrenta os seres extra-terrestres.

 

 

*Isabelle Vasconcelos/Estagiária sob supervisão

Foto destaque: Divulgação

 

Leia mais: Once Upon a Time in Hollywood, confira o trailer do novo filme do Tarantino

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Stranger Things 3: saiu o trailer da terceira temporada!

Hoje foi um ótimo dia para quem gosta de filmes e séries, pois além de ter saído o trailer de Once Upon a Time in Hollywood, também foi lançado o trailer da terceira temporada de Stranger Things. E claro que todo mundo surtou! Após mais de um ano que a segunda temporada da série foi ao ar, a Netflix resolveu lançar o trailer nesta quarta-feira (20), poucos meses antes da nova temporada, que estreia dia 4 de julho.


O trailer está simplesmente maravilhoso ao som de Baba O’Riley, do The Who. Nas cenas dá para notar que a Eleven, Will, Dustin, Mike e Lucas não são mais aquelas crianças que vimos na primeira temporada. Agora são adolescentes e estão enormes! Os episódios serão lançados no dia da independência dos Estados Unidos e no trailer dá pra perceber que a série começará a partir deste evento.

st
Foto: Divulgação

Vale ressaltar que pouco se sabe sobre a sinopse desta temporada. O que dá para perceber é que os meninos estão um pouco distantes uns dos outros. Parece que os acontecimentos passados acabaram mexendo um pouco com eles. O detetive Hopper está tentando algo a mais com Joyce, mas aparentemente ele levou um toco no encontro do restaurante. Max e Eleven estão bem próximas, curtindo juntas as músicas do momento. Steve e Dustin continuam amigos e cada vez mais próximos. Definitivamente o Steve virou um cara legal e agora tem uma amiga de trabalho numa sorveteria.

 

stranger-things-3-temporada-0319-1400x800
Foto: Divulgação

Os outros personagens que aparecem em questão de segundos acabam não mostrando nada muito significativo. O único que pegou de surpresa foi o Billy, irmão da Max, na cena em que está tomando banho e tem algo no braço muito suspeito. Apesar da maturidade dos meninos e meninas, eles ainda continuam juntos contra o perigo eminente em Hawkins. Este trailer foi muito bom porque mostra tudo e nada ao mesmo tempo. Ele nos dá uma ambientação de como está Hawkins em 1985, com manifestações, um parque de diversões que provavelmente vai ser pano de fundo de muitas cenas fofas e divertidas do pessoal, mas também deve ser uma batalha entre Eleven e criaturas estranhas, ou até mesmo fugindo dos cientistas do governo que estão atrás dela.



Este trailer está bastante promissor. Teremos uma pegada mais madura de Eleven, Max e os meninos. Ao mesmo tempo, vários momentos engraçados e de super tensão já que a Eleven é a única capaz de destruir alguma ameaça inteiramente através de seus poderes telepáticos. Todas as cenas são de encher o coração e acreditamos que vai ser uma temporada muito boa!     

 

Confira o trailer logo abaixo:

 

*Isabelle Vasconcelos/Estagiária sob supervisão

Foto destaque: Divulgação

 

Leia Mais: Once Upon a Time in Hollywood, confira o trailer do novo filme do Tarantino

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Once Upon a Time in Hollywood, confira o trailer do novo filme do Tarantino

Os fãs de Quentin Tarantino foram pegos de surpresa na manhã desta quarta-feira (20) ao ver que o trailer do novo filme do diretor, Once Upon a Time in Hollywood, foi lançado. O tão aguardado filme vai se passar em 1969 e tem um elenco só de gente consagrada do ramo. A história é bem peculiar, digna de ser contada por uma das mentes mais brilhantes do cinema atual. No enredo temos o personagem do Leonardo DiCaprio, Rick Dalton, que é um astro de televisão de Los Angeles e junto com seu companheiro de longa data, o dublê Cliff Booth, que será interpretado por Brad Pitt, vivenciaram juntos o auge da Hollywood cheia de estrelas e glamour dos artistas. Nesta situação acaba coincidindo que Sharon Tate, uma atriz super famosa que será vivenciada por Margot Robbie, acabe se tornando vizinha do Rick Dalton. Once Upon a Time in Hollywood ainda tem no elenco Al Pacino, Dakota Fanning, Lena Dunham, Luke Perry, Damian Lewis, Tim Roth, Bruce Dern, pessoas que já trabalharam com o diretor antes e artistas novos também.


once-upon-a-time-in-hollywood
Foto: Diulgação

Para quem não está muito familiarizado com o que esta história tem de tão diferente e está chamando bastante atenção, a gente explica! É que Sharon Tate foi uma das vítimas da Família Manson, um culto extremista que era liderado por Charles Manson, considerado uma dos maiores psicopatas dos Estados Unidos. Ele mandou seus seguidores matarem determinadas pessoas sob a justificativa de purificar o mundo. Sharon foi morta a facadas quando estava grávida de oito meses do diretor Roman Polanski. Este caso teve repercussão mundial, tanto pela horror quanto por ela ter sido uma das atrizes mais queridas da época, o que chocou muita gente.

Once Upon a Time in Hollywood é o nono filme de Quentin Tarantino. O diretor já mencionou em entrevistas que só pretende fazer dez filmes em toda sua carreira. Segundo ele, a ideia de se aposentar deixando as pessoas com gostinho de quero mais lhe agrada bastante. Quentin Tarantino infelizmente não vai ser um Martin Scorcese da vida, que prefere trabalhar até seus últimos dias. Então, se você é fã de Tarantino, esta é a oportunidade de poder assistir um filme dele nos cinemas. O longa tem estreia marcada para 26 de julho.    



Assista ao trailer logo abaixo e tire suas próprias conclusões sobre Once Upon a Time in Hollywood!

 

 

*Isabelle Vasconcelos/Estagiária sob supervisão

Foto destaque: Divulgação

 

Leia mais: 5 motivos para você assistir RuPaul’s Drag Race o quanto antes!

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

 

  

5 motivos para você assistir RuPaul’s Drag Race o quanto antes!

Talvez você nunca tenha ouvido falar sobre RuPaul’s Drag Race, ou já ouviu demais sobre o programa. De qualquer maneira essa é uma matéria para você! Falar sobre RuPaul’s Drag Race não é uma tarefa fácil, já que esse é um reality show idolatrado por milhares de pessoas ao redor do mundo. Mas vamos começar do início! RuPaul é um homem que há muitos anos faz performance como drag queen. Ele é um dos old school do ramo e é bastante conhecido lá nos Estados Unidos com sua carreira musical desde a década de 90. Em 2009 foi lançada a primeira temporada de RuPaul’s Drag Race, uma competição que reúne drag queens de vários estilos e estéticas que devem se apresentar e a melhor leva a coroa pra casa e entra no hall das drags.

Os desafios englobam basicamente tudo que um artista deve fazer: cantar, dançar, atuar, sapatear, costurar, fotografar… Enfim, diversas atividades que todas deverão fazer e sair bem. As duas piores que forem mal no desafio da semana terão que se enfrentar em um Lip Sync no qual a RuPaul escolhe quem deve ir embora (Sashay Away) e quem fica (Shantay You Stay). Um pouco confuso? Não tem problema, talvez seja muita informação, mas com o tempo você acaba se acostumando com as gírias e trocadilhos do universo de RuPaul’s Drag Race. Lembrando que até agora a competição tem 11 temporadas, sendo que somente dez estão disponíveis na Netflix.



 

Motivo número 1: você vai morrer de rir

alyssa-edwards
Foto: Divulgação

Isso é uma certeza absoluta! Todas as temporadas tem sempre uma drag que é a mais engraçada, mais escrachada, sempre com uma resposta na ponta da língua. Muitas das cenas engraçadas vêm das discussões que as drags têm entre si e na grande maioria das vezes as frases hilárias viram memes na internet e se tornam clássicas que todo mundo usa até hoje quando fala sobre o assunto. Os momentos engraçados também advêm dos desafios que elas têm que fazer, como por exemplo criar um programa de TV engraçado, que nos proporcionam momentos hilários. Mas acredito que definitivamente os momentos que vão te fazer rir são quando elas estão no workroom e acabam discutindo, até mesmo quando algo surpreendente acontece e todas ficam passadas. Tem também o Snatch Game, onde elas precisam interpretar alguma celebridade, ou no The Library is Open, que é quando elas podem ser más e falar mal dos looks e da aparência das outras. Motivos é que não faltam para considerar RuPaul’s Drag Race engraçado!

 

Segundo motivo: os Lip Sync são maravilhosos      

sasha-velour
Foto: Divulgação

O Lip Sync é um grande ápice do episódio. É naquele momento em que as duas drags que não foram bem no episódio terão que dar tudo o que tiver para provar para RuPaul que merecem ficar na competição. E para isso ser espetacular é necessário ter a música perfeita que ambas irão incorporar e fingir da melhor maneira possível que estão cantando igual ou até mesmo melhor que as reais intérpretes. É um momento de grande tensão porque muitas vezes a sua drag preferida está tendo que fazer tudo isso para permanecer no programa. Vários momentos emocionantes vêm através destes últimos minutos. As músicas em sua grande maioria são perfeitas, e não vá pensando que é somente mexer a boca e fingir que estão cantando que é necessário. Muitas drags acabam abrindo escala, dando mortal, tirando peruca, tirando a roupa, dando tudo o que tiverem ao seu alcance, e aquela que fizer melhor fica.

 

Terceiro motivo: os looks são incríveis

courtney.w710.h473
Foto: Divulgação

Cada drag queen no reality tem uma estética diferente. Os lugares onde cada uma mora acabam refletindo muito no estilo. Por exemplo, as drags de Nova York são mais ousadas, diferentes, exóticas, diferentemente das drags do sul dos Estados Unidos, que são mais clássicas e não arriscam tanto e são conhecidas por serem garotas de concursos de beleza, ou seja, algo numa pegada mais Miss Universo. Esse motivo é sempre um ponto de discussão entre todas, porque umas acabam achando muito estranho os estilos modernos e inovadores de umas drags e as outras acabam achando super clichê e que elas não ousam muito e acabam ficando na zona de conforto, demonstrando pouca versatilidade. Sendo isso verdade ou não, os looks de todas são incríveis. É lógico que todo episódio tem alguma drag que pisa na bola e acaba entregando um look muito simples, ou muito brega, ou inacabado, feio, sem criatividade etc etc, mas na grande maioria sempre tem uma ou mais de uma que rouba a cena e traz algo exuberante. Seja ele um look clássico ou moderno, o mais importante é ser coerente a identidade da drag, ao tema do desfile e com um bom acabamento. E olha que tem muitos que são tão maravilhosos que viram icônicos!



Quarto motivo: as histórias das participantes  

farrah-moan
Foto: Divulgação

Em meio a tantos momentos engraçados a gente acaba se esquecendo que cada uma das drags tiveram um passado difícil por serem do grupo LGBTQ+. Em alguns momentos quando estão se maquiando e colocando o figurino no Workroom, elas acabam desabafando sobre situações difíceis que já passaram, principalmente quando eram crianças ou adolescentes reprimidas, que não podiam ser como eram e que conseguem transmitir o que realmente são através da arte do mundo drag. O histórico de cada uma mostra como a comunidade LGBTQ+ ainda sofre repressão da sociedade. A luta de cada uma para conquistar um espaço de prestígio e aceitação acaba sendo muito emocionante de ver. Por se passar ao longo de dez anos, é possível ver a evolução de como as coisas estão mudando, mesmo que ainda seja pouco, mas é interessante notar que o programa mostra todos os lados das pessoas que fazem parte da comunidade drag queen, os altos e baixos, que não é somente glamour, existe muita luta também.

 

Quinto motivo: RuPaul’s Drag Race All Stars

workroom
Foto: Divulgação

RuPaul’s Drag Race All Stars é uma segunda chance que as drags recebem. Aquelas que não conseguiram ganhar em suas temporadas têm novamente a oportunidade de faz parte do hall das drags. Essa é a oportunidade de que aquela drag que você torcia muito, mas acabou não ganhando, seja novamente colocada no jogo. Recentemente acabou a quarta temporada de All Stars, que está disponível na Netflix. Tudo bem, esse pode ser só mais um motivo para que RuPaul’s Drag Race não acabe nem tão cedo, mas a verdade é que a competição fica mais acirrada e mais difícil em All Stars, até porque elas não mais iniciantes. Elas estão ganhando uma segunda chance de provar o seu talento e se promover ao mundo mais uma vez.

 

*Lembrando que a Netflix está colocando toda quinta um episódio novo da décima primeira temporada!

 

*Isabelle Vasconcelos/Estagiária sob supervisão

Foto destaque: Divulgação

 

Leia também: A Maldição da Residência Hill é a série de terror de qualidade que estava faltando

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

O Cinépolis de João Pessoa irá exibir filmes independentes nos cinemas

Denominado Caixa de Pandora, o projeto foi criado com o objetivo de fortalecer a exibição de filmes independentes, de diversas nacionalidades, em cidades que atualmente não costumam receber esse tipo de produção.

Quinzenalmente, 25 salas da rede Cinépolis, em 16 estados, abrirão espaço na programação para exibir conteúdo audiovisual culturalmente diversificado. A curadoria fica por conta da distribuidora Pandora Filmes, que completa 30 anos de mercado em 2019. Pretende-se, assim, promover e fomentar o cinema independente para além das grandes capitais brasileiras.

A partir de abril de 2019, a Cinépolis começa a exibir em sua programação filmes inéditos nacionais e internacionais de diretores consagrados e jovens talentos com passagens nos festivais mais importantes mundo afora, como Cannes, Sundance, Veneza, Berlim e Toronto, que já fazem parte do histórico da Pandora Filmes. “Fico muito feliz que uma empresa do porte da Cinépolis entenda a importância da oferta diversificada de filmes para seu público e confie na curadoria da Pandora Filmes”, comemora André Sturm, sócio da Pandora Filmes.

“A Pandora sempre buscou ampliar os horizontes da distribuição de filmes independentes no Brasil e este projeto com a Cinépolis é a síntese dessa missão, um grande estímulo à diversidade cultural”, completa Paula Cosenza, sócia da Pandora Filmes.

O primeiro longa a ser exibido pelo Caixa de Pandora é o francês “Quando Margot Encontra Margot”, de Sophie Fillières, protagonizado pela premiada atriz Sandrine Kimberlain, em 4 de abril. Ainda em abril, no dia 18, estreia o polêmico “O Mau Exemplo de Cameron Post”, vencedor do Grande Prêmio do Júri no Festival de Sundance.

Na primeira semana de maio, chega às telas da Cinépolis o novo longa da diretora Gabriela Amaral Almeida, “A Sombra do Pai”, com Julio Machado e Nina Medeiros. E no dia 16 de maio, “Compre-me um Revolver”, longa mexicano de Julio Hernández Cordón, exibido no último Festival de Cannes.



Sobre os filmes

04/04 – Quando Margot Encontra Margot

Margot (Agathe Bonitzer), 25 anos, tem uma vida despreocupada, pontuada por frequentes noitadas em Paris. Uma noite, durante uma festa, ela conhece outra Margot (Sandrine Kimberlain), 20 anos mais velha. Detalhes curiosos e grandes semelhanças fazem com que elas descubram que são a mesma pessoa em fases diferentes. Na manhã seguinte, no mesmo trem para Lyon, elas se deparam com Marc (Melvil Poupaud), o ex de uma delas, cujo charme desperta grande atração em ambas. Daí em diante, Margot e Margot acharão cada vez mais difícil se desligar uma da outra e também de Marc. Como seria reencontrar o seu próprio eu? Isto é o que Margot e Margot irão descobrir.

 

18/04 – O Mau Exemplo de Cameron Post

Cameron Post (Chloë Grace Moretz) era considerada uma adolescente comum até que foi pega beijando outra menina. Por isso, é mandada para um centro de terapia de conversão que corrige adolescentes com atração por pessoas do mesmo gênero. No local, em meio a tantas atividades estranhas, conhece outros jovens gays na mesma situação que ela, e finalmente a garota sente que encontrou sua turma.

 

02/05 – A Sombra do Pai

Quando uma criança é obrigada a virar o “adulto da casa” porque seu pai está doente e a sua mãe, morta, há uma inversão na ordem natural das coisas. A infância se transforma em saga. E a paternidade frustrada, em condenação.

 

16/05 – Compra-me um Revólver

O filme traz uma visão distópica de um México controlado inteiramente por cartéis, no qual as mulheres estão desaparecendo. Uma jovem usa uma máscara para esconder sua identidade e ajudar o pai a cuidar de um campo de beisebol frequentado pelos traficantes. Certo dia, ao acordar, a menina precisará lutar pela sua própria vida.

 

*TZM Entretenimento assessoria

Foto destaque: Divulgação

 

Leia também: Crítica: Green Book é o exemplo de que mudar de opinião nem sempre é ruim

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

 

Suprema, filme feminista, tem estreia nos cinemas em João Pessoa

Esta semana os cinemas da cidade estão do jeito que todo mundo gosta: com filmes de gêneros diversificados que agradam a todos. Ir ao cinema é sempre bom. É uma opção de lazer bastante satisfatória e perfeita para ser feita em família, com seus amigos e com o namorado ou namorada. Nesta semana quatro filmes entram em cartaz nos cinemas de João Pessoa. Temos Suprema, um drama feminista, o terror Maligno, o filme de ação Vingança a Sangue Frio, com Liam Neeson, e a animação Parque Dos Sonhos. Confira a sinopse e o trailer de todos e escolha qual irá assistir!

 

Suprema

suprema-capa
Foto: Divulgação

O filme Suprema, estrelado pela atriz Felicity Jones, indicada ao Oscar por seu papel em A Teoria de Tudo, conta a história real de Ruth Bader Ginsburg, uma advogada e ativista dos Estados Unidos nos anos 50 e 60. Ela é formada em Direito pela universidade de Harvard e Columbia, ambas instituições de bastante renome mundial e que na época era um ambiente predominantemente composto por homens. Diante deste cenário, Ruth decide lutar contra o machismo existente em todas as esferas na sociedade americana, tentando mudar leis que aprisionavam as mulheres e tirando delas a liberdade de realizar tarefas que hoje são comuns de serem feitas sozinhas, sem a permissão do parceiro. O longa tem a proposta de mostrar a trajetória de luta da mulher que conseguiu mudar os paradigmas femininos estadunidenses.

 



 

Maligno

maligno
Foto: Divulgação

Maligno é um filme de terror dos mesmos produtores de O Exorcismo de Emily Rose e tem a atriz de Orange is the New Black Taylor Schilling como protagonista. Miles é uma criança que está agindo de forma estranha. Percebendo isso sua mãe resolve levá-lo à terapia para tentar entender o que se passa com o filho. Vendo que algo está tomando conta das ações dele, ela acaba realizando uma investigação para entender o que está acontecendo e entra numa série de situações macabras familiares.

 

 

Vingança a Sangue Frio  

Cópia-de-Pôster-Final-Vingança-a-Sangue-Frio-Nerdtrip
Foto: Divulgação

Mais um filme de ação em que o Liam Neeson está com sangue nos olhos e querendo vingança. Não, este filme não é uma continuação ou um longa derivado dos filmes Busca Implacável. Em Vingança a Sangue Frio Nels é um homem que trabalha numa empresa como motorista de um removedor de neve, um cara que tem uma reputação a zelar na pequena cidade onde mora, onde recebeu o título de cidadão do ano. Entretanto a notícia repentina da morte de seu filho muda totalmente a maneira como ele passa a agir de agora em diante. Em busca de vingança pelo ocorrido, Nels entra numa caçada ao traficante que mandou matar seu filho.

 

 

Parque dos Sonhos

parquedossonhoss-1
Foto: Divulgação

Uma menininha com imaginação muito fértil resolve fazer um brinquedo que simula um parque de diversão, mas a empreitada acaba não dando certo. Até que um dia ela descobre a existência do Parque dos Sonhos que é igual ao que ela sempre pensou e acaba descobrindo um novo mundo super legal com várias novidades.  

 

 

*Isabelle Vasconcelos/Estagiária sob supervisão

Foto destaque: Divulgação

 

Leia também: Crítica: Vice é um retrato vilanesco da política americana atual

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

3 Documentários da Netflix para entender o feminismo

Hoje é o Dia Internacional da Mulher e resolvemos alavancar a relevância feminina nesta matéria dando três dicas de documentários na Netflix para entender o feminismo. Conteúdos bem acessíveis, que dá para assistir em uma noite e que contém informações valiosas sobre esta ideologia que ainda hoje acaba tendo sua real proposta distorcida. Estes documentários explicam como nasceu o movimento feminista e quais são os fundamentos por trás dele. Com relatos de mulheres que foram à luta por igualdade de direitos sociais e que foram grandes responsáveis pela liberdade feminina na cultura ocidental. Os filmes trazem através de imagens, fotos e depoimentos situações que as mulheres passaram na década de 60, assim como também nos dias de hoje. Para as pessoas que sempre estiveram interessadas pelo assunto esta é a melhor maneira de começar entender, e também para aprofundar mais sobre a ideologia que tenta somente tornar o mundo mais igualitário para as mulheres de todas as camadas sociais.

 

Absorvendo o Tabu    

absovendo-o-tabu
Foto: Divulgação

Absorvendo o Tabu ganhou recentemente o Oscar de melhor documentário em curta-metragem ao retratar como as mulheres no interior da Índia sofrem com as precariedades e o desconhecimento sobre o uso de absorventes. Com uma duração e 26 minutos a documentário mostra como a cultura oriental, especificamente em alguns lugares do mundo não tem as informações que a grande maioria possuem. E neste filme há a retratação do estigma em relação a menstruação. As mulheres usam panos quando estão no período menstrual e nunca ouviram falar de absorventes. A chegada de uma máquina que é capaz de produzir absorventes em um custo menor acaba mudando a realidade daquelas mulheres.

 

 

She’s Beautiful When She’s Angry

women
Foto: Divulgação

Este documentário de 1h30 nos apresentam grupos de mulheres nos Estados Unidos que iam às ruas lutar pela independência feminina sobre seus corpos. Com relatos de senhoras que protestaram naquela época pela liberação sexual feminina, a reivindicação do uso legal de anticoncepcionais, a luta contra os padrões estéticos exigidos, o direito de igualdade salarial, o direito ao relacionamento homo afetivo. Todos esses tópicos debatidos naquela época ainda são colocados em pauta atualmente na mulher moderna. Com esse cenário é notável que a luta é contínua, que as mulheres sempre tiveram que persistir inúmeras vezes para que o estado e a constituição fizessem o seu papel, e até mesmo tivera que ser mudado pois as leis já não condizia com a realidade feminina e até hoje não condiz. De forma quase que didática o documentário exibe um contexto de luta e mudança, mas também de persistência que perdura até hoje.

 

 



 

Feministas: O que elas estavam pensando      

feminists-what-were-they-thinkingg
Foto: Divulgação

Com fotografias que retratam as mulheres dos anos 70, o documentário de 1h30 reflete a união de mulheres de todos os grupos sociais em prol dos direitos femininos. Em um período no qual eram vistas como loucas por não quererem ser colocadas em uma caixa em que poderiam ser direcionadas regras que não condizem com o que todas eram de verdade, elas eram contra a cultura imposta. Fotos que mostram a real identidade daquelas mulheres que não conseguiam ser vistas e escutadas e que hoje por causa delas muitas mulheres atualmente conseguem ter maior liberdade de escolha. Repudiando claramente os dogmas que dizem como uma garota deve se portar, as feministas do documentário ressaltam que a liberdade de gênero é mais importante do que sentar de pernas fechadas.  

 

 

*Isabelle Vasconcelos/Estagiária sob supervisão

Foto destaque: Divulgação

 

Leia também: Mais cinco documentários na Netflix sobre o mundo da música

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Capitã Marvel, primeiro filme da heroína da Marvel estreia nesta quinta

Agora que o carnaval acabou todo mundo está voltando a programação normal. Mas durante todo este tempo de feriadão os cinemas continuaram na ativa, com novos filmes entrando em cartaz e ficando disponíveis para todos assistirem durante e depois do feriadão. As pessoas que estiverem a fim de ir ao cinema esta semana poderá conferir o filme da Capitã Marvel, que é um das grandes estreias deste ano já que é um elemento chave para entender os eventos futuros no filme Vingadores: Ultimato e foi bastante comentado nos últimos meses. E também terá a animação Parque dos Sonhos que é uma fofura. Confira o trailer e sinopse dos filmes logo abaixo!

 

Capitã Marvel

capitc3a3-marvell
Foto: Divulgação

O primeiro filme de uma heroína da Marvel tem sua grande estreia nesta quinta-feira e ele já está fazendo bastante sucesso ao redor do mundo. Muitíssimo esperado, Capitã Marvel é essencial para o entendimento das histórias futuras dos super heróis da Marvel. Após os acontecimentos de Vingadores Guerra Infinita, já que na cena pós crédito viu-se que Carol Danvers é de suma importância para tentar resolver a tragédia que Thanos causou ao estalar os dedos. Entretanto, por ser um filme solo haverá uma ambientação e contextualização sobre a vida de Carol Danvers, como a descoberta dos poderes, a vida como militar da aeronáutica, situações que precisam ser explicadas para que o público tenha entendimento da origem da heroína. Sabemos que o enredo se passa na década de 90, tanto é que o Nick Fury estava novo e ainda tinha um olho, e se passará em uma guerra intergalática entre os humanos e os Skrulls e servirá de ponte para Vingadores: Ultimato que estreia ainda este ano.

 

 

Parque dos Sonhos   

parquedossonhoss
Foto: Divulgação

Uma menininha com imaginação muito fértil resolve fazer um brinquedo que simula um parque de diversão, mas a empreitada acaba não dando certo. Até que um dia ela descobre a existência do Parque dos Sonhos que é igual ao que ela sempre pensou e acaba descobrindo um novo mundo super legal com várias novidades.  

 

 

*Isabelle Vasconcelos/Estagiária sob supervisão

Foto destaque: Divulgação

 

Leia também: Capitã Marvel busca espaço feminino no universo dos heróis

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3