Saiba o que rola na sua cidade!

Cantora Maria lança seu novo trabalho autoral com show na Usina Cultural

Usina Cultural

Com um novo trabalho intitulado Afogamento, a cantora paraibana Maria se apresenta, nesta quinta-feira (17), às 21h, na Usina Cultural Energisa. O show contará com a guitarra e o violão de Rudá Barreto, percussão de Luana Flores e direção artística de Joyce Barbosa, além de participações do sanfoneiro Helinho Medeiros e da cantora Débora Malacar. A artista afirma que será uma apresentação intimista, com intenções de se aprofundar nas raízes nordestinas e por isso escolheu compositores da região para montar seu repertório.

O projeto contemplará várias edições ao longo do ano de 2019, como experimentações musicais de cunho pessoal, cada uma delas explorando o que impulsiona a ânsia de mergulhar em si, estar em si: afogar-se. Afogamento chega com novidades sobre a artista que decidiu suprimir o Alice de seu nome artístico, deixando apenas Maria. Ela também se apresenta com novos músicos e, agora, com direção artística da profissional Joyce Barbosa.

“Quero desaparecer em mim, para aparecer em outro lugar, de outra forma, transmutada, deixando de ser Maria Alice para ser, apenas, Maria. Essa busca interior me levou a questionar minha produção artística. Por isso, decidi chamar Joyce para somar ao projeto. O restante dos músicos abraçaram a ideia e estamos juntos agora”, explica a cantora.



Para o Afogamento nº I, Maria nos entrega 18 faixas com composições de paraibanxs, pernambucanxs, e baianxs como Flaira Ferro, Almério, Chico César, Luedji Luna, Alessandra Leão, Marta Sanchis e poesias de Gustavo Limeira e Samuel de Góis, entre outrxs.

“Como artista, posso dizer que é um show de aprofundamento em mim, de mergulho no autoconhecimento, nos meus estudos em música e nas composições de artistas nordestinos. Cada detalhe foi pensado para que o público consiga experimentar essa atmosfera de buscas e encontros com o mundo. Espero que todos gostem”, disse Maria.

Sobre Maria

Maria Alice é uma cantora paraibana da nova geração que, movida pelas criações e trocas artísticas, apresentou projetos como “Casa é Morada”, “Meu Grito”, com releituras de músicas de compositores paraibanos como Escurinho e Bruno Miranda, e seu último o show poesia “Sobra (e) Amor e Outras Coisas”, a cantora trouxe ao público interpretações de composições que falam de amor e que ela gostaria de ter escrito.  



Agora com seu novo projeto “Afogamento” artista se reinventa, na busca por autoconhecimento, com direção artística e uma nova banda. Ela dá início a uma nova trajetória começando pelo nome que mudou de Maria Alice para renascer em um outro lugar apenas como Maria.

As performances aconteceram em casas de shows de João Pessoa com participações do grupo musical “As Marias” – do qual também faz parte. O repertório caminha entre músicas da terra e do Brasil afora, sempre buscando valorizar a cultura paraibana e nordestina.

 

*Samara Souza assessoria

Foto destaque: Rafaela Maria

 

Leia também: Banda Désirée se apresenta em dose dupla neste fim de semana em João Pessoa

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

 

Deixe seu comentário!
%d blogueiros gostam disto: