Sabadinho Bom tem show de forró em clima de São João

O cantor Alexandre Carvalho se apresenta neste sábado (15), a partir das 12h30, na Praça Rio Branco, no Sabadinho Bom especial de junho, que integra a programação do “São João do Jeito do Gente”. O Sabadinho Bom é realizado pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) por meio de sua Fundação Cultural (Funjope) e faz parte do AnimaCentro. O show é gratuito.

Alexandre Carvalho preparou um repertório com muito forró, xote e baião, no qual se destacam músicas de Luiz Gonzaga, Jorge de Altinho, Geraldo Azevedo, Jackson do Pandeiro, Trio Nordestino e outros nomes da música nordestina. Ele será acompanhado por Adryian (teclado), Aderaldo (contrabaixo), Camilo (bateria), Gilson (percussão), Cacau (sanfona) e Moniquinha (vocal).

O cantor tem 14 anos de carreira e lançou os álbuns “Deixa acontecer” (2006), “Alexandre Carvalho 10 anos” (2013), além dois DVDs. O terceiro disco da carreira, “Bom demais”, que mescla músicas conhecidas que ganharam um arranjo de xote e composições autorais, deve ser lançado na próxima semana.



São João do Jeito da Gente – Este ano o São João da Capital homenageia o Centenário de Jackson do Pandeiro e conta com uma programação diversificada, com o Festival de Quadrilha Juninas, shows na Praça Rio Branco (Sabadinho Bom), Feirinha de Tambaú (Forró na Feira), Centro Cultural Casa da Pólvora (Pólvora Cultural), e no Ponto de Cem Réis, que receberá Assisão, Dejinha de Monteiro, Kátia Cilene, Waldonys e Jorge de Altinho, entre outros artistas, nos dias 22, 23 e 24 de junho.

O projeto – O Sabadinho Bom faz parte do AnimaCentro, que tem como objetivo ocupar os espaços históricos revitalizados pela atual gestão com uma programação cultural diversificada no Parque da Lagoa, Praça da Independência, Hotel Globo, Praça Rio Branco, Pavilhão do Chá, Centro Cultural Casa da Pólvora, Villa Sanhauá, Galeria Casarão 34 e Praça Antenor Navarro.

 

Juneldo Moraes / Secom-JP

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Trio de 3 se apresenta neste sábado na Feirinha de Tambaú

A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) realiza neste sábado (15) mais uma edição do projeto ‘Forró na Feira’. Quem vai animar o público na Feirinha de Tambaú, a partir das 19h30, será o grupo ‘Trio de 3’, que se apresenta com participação especial de André Ferraz e Trioart.

O evento é gratuito, aberto para todos os públicos e realizado pela Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope), em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedurb) e o Fórum Forró de Raiz. Neste mês de junho, o palco do Forró na Feira integra a programação do ‘São João do Jeito da Gente’, que homenageia o centenário de Jackson do Pandeiro.

O ‘Trio de 3’ se apresenta com um repertório que promete não deixar ninguém parado, animando turistas e moradores com o autêntico forró pé de serra. A banda é formada por Fábio Baracho (sanfona), Alisson Dionísio (zabumba) e Flávio Andrade (triângulo e vocal).

Projeto – O Forró na Feira foi lançado no final de 2017 e leva atrações gratuitas para a população na Feirinha de Tambaú, incentivando o trabalho de artistas locais e fomentando a cultura regional.

‘São João do Jeito da Gente’ – Este ano, o São João da Capital homenageia o centenário de Jackson do Pandeiro e conta com uma programação diversificada, com Festival de Quadrilha Juninas, shows na Praça Rio Branco (Sabadinho Bom), Feirinha de Tambaú (Forró na Feira), Centro Cultural Casa da Pólvora (Pólvora Cultural), Arraiá da Economia Criativa (Cecaf) e no Ponto de Cem Réis, que receberá Assisão, Dejinha de Monteiro, Kátia Cilene, Waldonys e Jorge de Altinho, entre outros artistas. Os festejos acontecem nos dias 22, 23 e 24 de junho.

Dayana Nóbrega / Secom-JP



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Tramonto terá shows de música nordestina neste fim de semana

Através do já consagrado projeto Música Boa ao Vinho, que recebe artistas locais para apresentações musicais no palco da casa, o Tramonto Wine Bar entra no clima do mês de junho. A casa recebe durante todo o ano shows de jazz, Bossa Nova, blues, rock e pop, mas neste mês estará com apresentações que homenageiam a época favorita dos nordestinos.

Dando início à programação, nesta sexta-feira (14) o wine bar recebe Natalie de Lima e grupo com o Especial Nordeste. A noite é perfeita para os que querem entrar no clima de São João, mas buscam um ambiente refinado e intimista.

Já no sábado (15), quem comanda o palco do Tramonto é Erick Von Sosthen, que interpreta o especial Nordeste Em Cena. O show passeia pelos clássicos do forró, com músicas de Luiz Gonzaga, Dominguinhos e outros grandes nomes da nossa música.

Todos os shows têm início às 21h e o couvert artístico custa R$20. O Tramonto Wine Bar está localizado na rua Franca Filho, nº 508, em Manaíra.



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

 

O Menor São João do Mundo leva forró ao Espaço Mundo, no Centro

O já tradicional Menor São João do Mundo 2019 dá continuidade à sua programação neste fim de semana, se fortalecendo como a festa junina alternativa do Centro Histórico de João Pessoa. De quinta (13) a sábado (15), o Centro Cultural Espaço Mundo recebe os projetos Caixa de Marimbondo e Titá Moura & Trio Congá; ambas com ingressos na modalidade “Quanto Vale o Show?”, e ainda mais uma edição da Festa PHODA, homenageando o disco “Danado de Bom” de Luiz Gonzaga, com entrada gratuita. O Menor São João do Mundo traz ainda comidas típicas e barraca do beijo e acontece até o dia 23 de junho.

O projeto Caixa de Marimbondo se apresenta nesta quinta (13), a partir das 20h, com ingressos na modalidade “Quanto Vale o Show?”, em que o público é convidado a contribuir com o valor que achar justo pela apresentação. O grupo tem como objetivo unir a poesia popular com beats eletrônicos, através de uma sonoridade que permeia entre o forró e o universo da música tradicional nordestina brasileira, a cumbia, o reggae e o jazz. Sua formação conta com Lucas Dan (sanfona), Jader Finamore (guitarra baiana e trompete), Daniel Jesi (baixo e beats) e Cassicobra (percussão orgânica e digital). A apresentação tem participações especiais Arthur Pessoa (Cabruêra), Filosofino e Bixarte.



Titá-Moura-e-Trio-Congá
Titá Moura e Trio Congá

Na sexta-feira (14), quem sobe ao palco do Espaço Mundo é Titá Moura & Trio Congá, projeto que une o cantautor paraibano e Lucas Gaião (guitarra), Filipe da Guia (bandolim) e Felipe Ceará (percussão e sintetizadores) em canções inéditas que traduzem um momento de luta e resistência com toques de psicodelia nordestina, tropicalismo e o conceito de pós-mpb. A noite traz ainda apresentação do DJ Looparina, misturando cultura popular brasileira com loops, sintetizadores, theremins e outros instrumentos barulhentos construídos por ele mesmo, e  tem entrada livre dentro do projeto “Quanto Vale o Show?”.

Já no sábado (15), a partir das 22h, a noite é de ralar o bucho e torar a chinela com a Festa PHODA especial Danado de Bom, álbum de Luiz Gonzaga que traz sucessos como “Pagode Russo” e “Respeita Januário”, além da música que dá nome ao disco. A discotecagem forrobodó que promete não deixar ninguém parado fica sob o comando dos DJs Cassicobra e Luana Flores. A PHODA é um projeto de valorização da música brasileira através de festas com discotecagens para levar o público a dançar, sempre homenageando um grande disco da música nacional e com entrada gratuita.

Foto destaque: Kaio Felipe

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Orquestra Sinfônica da Paraíba realiza concerto nesta quinta em João Pessoa

Uma das obras mais conhecidas do compositor Felix Mendelssohn, “As Hébridas”, vai abrir o concerto desta quinta-feira (13) da Orquestra Sinfônica da Paraíba, com regência do maestro paulista Gustavo Petri, que volta a reger a OSPB, declarada Patrimônio Histórico e Cultural da Paraíba, pela Lei 11.330, de autoria da deputada estadual Cida Ramos. O concerto começa às 20h30, no Teatro Paulo Pontes do Espaço Cultural, em João Pessoa, com entrada gratuita.

No início do concerto, o público vai poder conferir a execução da abertura de “As Hébridas, Opus 26 (Gruta do Fingal)”, poema sinfônico cujo nome remete à Gruta de Fingal, em Staffa, uma das ilhas Hébridas Interiores, na Costa da Escócia, do compositor, pianista e maestro alemão do período romântico, Felix Mendelssohn (1809-1847).

A orquestra vai executar, em seguida, “Duas Canções sem Palavras, Opus 22 (Country Song e Marching Song)”, obra do compositor, arranjador e professor inglês Gustav Holst (1874-1934), dono de um estilo que foi resultado de muitas influências, incluindo o folk inglês do início do Século XX.

O concerto desta quinta-feira será encerrado com a “Sinfonia nº 3 em Mi Bemol Maior, Opus 55 – Heróica”, composição de destaque da obra do alemão Ludwig van Beethoven (1770-1827), considerado um dos pilares da música ocidental e um dos compositores mais respeitados e mais influentes do mundo da música. A sinfonia é constituída de quatro movimentos: Allegro com brio, Marcha Fúnebre – Adagio assai, Scherzo – Allegro vivace e Finale – Allegromolto.

“Eu vou ter a honra de reger a Sinfônica da Paraíba, nesta quinta-feira, um programa imperdível”, disse o maestro Luis Gustavo Petri. “A gente começa com abertura de Mendelssohn chamada As Hébridas, ou A Gruta de Fingal, que é um relato da experiência que Mendelssohn teve quando foi para a Escócia e que se impressionou com a natureza do lugar e fez uma abertura que é lindíssima. Ela descreve todas as sensações que ele teve. É uma peça muito gostosa de assistir”, destacou.

“Seguimos com Duas Canções sem Palavras, de Gustav Holst, um compositor inglês que viveu na virada do século 19 para o século 20, e ficou famoso pela sua obra Os Planetas, que é uma obra monumental. Essas pequenas peças são duas joias da composição dele.  São peças muito delicadas, muitos fortes da maneira dele, da maneira inglesa, da maneira elegante e bonita. E a gente termina com aquela que talvez seja a sinfonia que trouxe o romantismo para a música, que foi a 3ª Sinfonia de Beethoven, a Heróica, que inovou na sua época em extensão, em maneira de orquestração. A sua introdução curta e seca e rápida mudou a maneira de ouvir a sinfonia na época. Ela antecede a famosa quinta, mas talvez seja a sinfonia que mais modificou a história do romantismo, do nosso mestre Beethoven”, completou o maestro.

Em 2018, ele foi o regente do concerto apresentado no dia 8 de novembro, na Sala de Concertos Maestro José Siqueira, no Espaço Cultural. “Estive aqui no ano passado, com essa orquestra maravilhosa. Fizemos um trabalho muito bonito, tocamos Dvorák, e agora de novo, nessa cidade incrível, com a expectativa melhor possível para o concerto”, finalizou.



O regente

O maestro, compositor e pianista Luís Gustavo Petri é fundador e regente titular da Sinfônica de Santos desde 1994. É convidado frequente das mais importantes orquestras brasileiras, dentre elas, Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo, Orquestra Sinfônica do Estado de S. Paulo, OSPA (Porto Alegre), OSTG (Paraná), OSB (Brasileira) e Filarmônica de Manaus. Na área lírica, realizou vários espetáculos, como Magdalena de Villa-Lobos, Rigoletto, Il Capello di Paglia di Firenze, La Traviata, Morcego de Strauss, Romeu e Julieta de Gounod, e dirigiu os balés Romeu e Julieta, de Prokofiev, e O Lago dos Cisnes, com Balé e Orquestra do Teatro Guaíra.

Fez a estreia nacional de Violanta de Korngold e a primeira encenação no Brasil de Uma Tragédia Florentina, de Zemlinsky.  Em 2017, dirigiu o sucesso RISCO – Corpo Cidade com o Balé da Cidade de São Paulo. Foi assessor musical da direção artística do Teatro Municipal de São Paulo de 2011 a 2014. Juntamente com Cleber Papa, criou o Ópera Curta, projeto que inova o formato de ópera e que vem encontrando sucesso absoluto em várias cidades brasileiras.

Esteve ainda à frente de orquestras na República Dominicana e em Portugal. Também em Portugal, ministrou um curso de Direção de Orquestra em Coimbra. Foi o diretor musical dos sucessos My Fair Lady (2007 e 2016), West Side Story, Vítor ou Vitória, Cabaret, Lago 21 e Cidades Invisíveis, entre outros.  Foi o vencedor do Prêmio Bibi Ferreira, na categoria de Melhor Direção Musical pelo espetáculo My Fair Lady (2016).

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Casa da Pólvora recebe atrações de arte e dança de rua nesta terça

Três atrações movimentam o Centro Cultural Casa da Pólvora nesta terça-feira (11). A partir das 17h, o anfiteatro será da dança de rua com “O sabor do breaking nordestino”, enquanto na Casa da Pólvora, às 19h, será aberta a exposição “Festa do interior” e a performance “Payaso”, às 20h. O evento é realizado pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), por meio de sua Fundação Cultural (Funjope), e faz parte do AnimaCentro.

“O sabor do breaking nordestino” reúne vários dançarinos em disputas individuais que serão avaliadas pela comissão julgadora. Seguindo alguns critérios, a comissão vai avaliar a musicalidade, a dificuldade, a originalidade, a execução dos movimentos e os fundamentos básicos executados por cada dançarino.

No breaking – um dos quatro elementos da cultura hip-hop, que é formada também por DJ, Graffiti e MCs – as batalhas são essenciais, foi através delas que surgiu a dança e é a forma que os dançarinos usam para se expressarem. Na batalha, não pode haver contato físico dos participantes, onde mostram que conseguem dançar melhor que o seu adversário.



A exposição “Festa do interior” conta com bonecos característicos dos festejos juninos realizados no interior do Nordeste, confeccionados por Babá Santana, além de atrações vindas de Pernambuco, como os bonecos gigantes confeccionados por Sônia Costa. Dentre os personagens retratados, estão Jackson do Pandeiro, Elba Ramalho, Ariano Suassuna, Dona Selma do Coco, Dominguinhos e Mestre Salu.

“Payaso”, com dramaturgia, atuação e direção de Joelton Barros, é uma performance que, através do olhar do palhaço, aborda o medo, a insegurança, os desejos, a vida, a felicidade, os encontros, os desencontros e a busca de si. O artista utiliza elementos do circo – como a figura do palhaço, truques de mágicas –, assim como o teatro físico e recursos da mímica.

 

O projeto – O AnimaCentro tem como objetivo ocupar os espaços históricos revitalizados pela atual gestão com uma programação cultural diversificada no Parque da Lagoa, Praça da Independência, Praça Rio Branco, Pavilhão do Chá, Galeria Casarão 34, Hotel Globo, Villa Sanhauá, Praça Antenor Navarro e Centro Cultural Casa da Pólvora.

Juneldo Moraes / Secom-JP

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Santanna, o Cantador é atração do Arraiá de Cumpade neste sábado

Os amantes do forró vão começar o arrasta-pé em grande estilo. Neste sábado (8), o Arraiá de Cumpade dá início à edição 2019 na Fazenda Olho D’Água, em Galante, distrito de Campina Grande. O convidado da abertura será ‘Santanna, o Cantador’, um dos principais nomes da música popular nordestina.

Para a apresentação, o artista cearense promete um repertório cheio de clássicos da cultura local, como ‘Xote Universitário’, ‘Lápis de Cor’, ‘Se Avexe Não’, ‘Tamborete de Forró’ e, claro, ‘Anamaria’, primeira música que o fez ser reconhecido nacionalmente, em 2001.

Esta é a quarta vez que o cantador se apresenta no Arraiá de Cumpade, festa que, segundo ele, é um privilégio para os paraibanos. “Galante pode se orgulhar por fazer o seu São João dentro do sítio. Foi assim que nossa festa nasceu e não existe nada mais significativo. Isso atiça todos os sentidos e leva nossa memória ao que é de verdade, ao que é nosso”, disse, cheio de expectativa.

Na ocasião, ele ainda garante que vai reservar um espaço para homenagear Jackson do Pandeiro. Se estivesse vivo, o rei do ritmo completaria 100 anos no dia 31 de agosto de 2019. Para o tributo, Santanna falou que está namorando várias canções e que seu intuito é mostrar uma parte menos conhecida da obra do cantor.

A programação do Arraiá de Cumpade começa às 11h, com a apresentação do anfitrião Cumpade João, que esquentará o pavilhão com um repertório que resgata a musicalidade do Nordeste e ainda contempla expressões culturais de outras regiões do Brasil. Trios de forró pé de serra também vão se revezar no palco principal e em ilhas.

Durante o mês de junho, a Fazenda Olho D’Água ganha ares de festa de interior. O local é totalmente transformado para que o visitante tenha uma imersão junina, com direito a desfrutar de comidas típicas e prestigiar o artesanato e a religiosidade do Nordeste, elementos genuínos do São João.

O Arraiá ainda acontece nos dias 15, tendo como convidado o cantor Flávio José; 16, a Banda Magníficos; 22, Dorgival Dantas; 23, Eliane; e 29 de junho, Sirano & Sirino e Brasas do Forró.

Para os interessados, os ingressos estão disponíveis no site do evento e nas centrais de venda, localizadas em João Pessoa, na agência Mais Brasil Turismo e na loja Mioche, do Mag Shopping; e em Campina Grande, na Sercosi Seguros, no Centro. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (83) 3224-3050, (83) 3034-1563, (83) 3342-1015 e (83) 999079657; ou pelo WhatsApp (83) 99681-2288.



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

‘De Repente no Espaço’ apresenta Erasmo Ferreira e Edvaldo Zuzu

Junte duas violas e poesia e está pronta uma grande manifestação da cultura popular nordestina. É exatamente isso que vai acontecer na quarta-feira (5), na edição de junho do projeto De Repente no Espaço. Os convidados são Erasmo Ferreira (PB) e Edvaldo Zuzu (PE), que prometem uma noite de improvisos. O evento acontece no mezanino do Teatro Paulo Pontes do Espaço Cultural José Lins do Rego, em João Pessoa, a partir das 19h e a entrada é gratuita. A apresentação é de Iponax Vila Nova, declamador oficial do evento.

Erasmo Ferreira é natural de Aroeiras e mora há sete anos em Serra Branca. Desde os 15 anos de idade, canta e encanta os amantes da poesia popular, dedilhando a sua viola, parceira de muitas alegrias de norte a sul do Brasil. É destaque em festivais e encontros de violeiros pelo País.

Com três CDs, participações em álbuns de festivais e parceiros de poesia, é autor de “Pedindo perdão” em parceria Heraldo Salviano, e “Apaixonado por essa mulher”, ambas regravadas por bandas de forró. Já conquistou vários prêmios como o 3º lugar no festival em homenagem ao poeta Pinto de Monteiro e 1º lugar no Festival de Violeiros, na cidade de São Vicente, no Rio Grande do Norte (RN).

Com mais de 30 anos de carreira, Edvaldo Zuzu – violeiro – é herdeiro da poesia crítica dos trovadores e jograis da península Ibérica. Nasceu em Machados e reside em Carpina, agreste pernambucano. Possui cinco CDs gravados com grandes nomes do repente e várias participações em outros discos.

Considerado nome de peso do improviso, Edvaldo se apresenta de forma bastante contundente, buscando sempre o ataque, não se deixando encurralar pelo adversário. Por esse estilo, é conhecido e respeitado como “A Fera da Cantoria”.



Iponax Vila Nova – Nascido na cidade de Cajazeiras no Sertão paraibano, filho do pernambucano Ivanildo Vila Nova, o maior dos repentistas da atualidade, Iponax cresceu com a poesia no seu dia a dia. A poesia e a viola de Ivanildo estavam em todos os lugares da casa, e aos poucos foi despertando no menino o desejo de participar dessa disseminação da cultura popular.

 

Sobre o projeto – O “De Repente no Espaço” é um evento mensal da Funesc lançado em julho de 2015 e faz parte das ações de ocupação do Espaço Cultural. Os encontros acontecem na primeira quarta-feira do mês. A cada nova edição, o público conta com diferentes atrações da Paraíba e de outros Estados da região. Em janeiro e julho de 2016 foram realizados o 1º e 2º “Desafio De Repente”, com várias duplas de repentistas da Paraíba e de outros Estados.

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Orquestra Sinfônica Municipal faz concerto gratuito neste sábado em João Pessoa

A Orquestra Sinfônica Municipal de João Pessoa (OSMJP) se apresenta neste sábado (1º), às 18h, no Auditório Celso Furtado do Centro Cultural Ariano Suassuna, no IV Concerto Oficial da Temporada. A apresentação é fruto de uma parceria entre a Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope) e o Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), através do Centro Cultural Ariano Suassuna. A entrada é gratuita.

A Orquestra Sinfônica Municipal será regida pelo maestro Laércio Diniz, seu regente titular, que vai executar obras de Alexandre Guerra (1971), compositor residente convidado para esta temporada, do italiano Niccolò Paganini (1782-1840) e do tcheco Antonín Dvorák (1841-1904) e terá como solista Raul Victor Martins, violista da OSMJP.

A primeira obra da noite será “Bugigangue no Espaço”, de Alexandre Guerra, escrita para o filme homônimo de ficção científica, escrito e dirigido por Ale McHaddo, que conta a história de aliens que fogem para a Terra e junto com terráqueos tentam resgatar o planeta deles. Trechos do longa-metragem serão exibidos durante a execução da obra.

Em seguida, a OSMJP executa a “Sonata per La Grand Viola e Orquestra op. 35”, de Niccolò Paganini, uma peça virtuosística escrita em um único movimento, que mostra toda a potencialidade técnica e sonora da viola como instrumento solista, e terá a participação do violista Raul Victor Martins como solista.

Para encerrar o programa da noite, a OSMJP executa a “Sinfonia nº 9 em Mi menor, Op. 95”, de Antonín Dvorák, conhecida como “Sinfonia do Novo Mundo”. A obra foi composta em 1893, quando Dvorak estava nos Estados Unidos. É a sinfonia mais conhecida do autor tcheco. A obra estreou em dezembro de 1893,



 O regente – Maestro e diretor artístico da Orquestra Sinfônica Municipal de João Pessoa (OSMJP) e da Orquestra Filarmônica do Brasil (Fibra), Laércio Sinhorelli Diniz estudou violino na Escola Superior de Música de Colônia (Alemanha). No Brasil teve como mestres de regência Roberto Tibiriçá e Isaak Karabchewsky. Gravou com a New Netherlands Orchestra, com a orquestra Alemã “Das Freie Orchestra Berlin” e com a “Lithuanian National Symphony Orchestra (LNSO)”. É diretor artístico do Festival Internacional de Música Clássica de João Pessoa.

 

Os convidados – Alexandre Guerra é compositor, membro da WSA (World Soundtrack Academy), formou-se bacharel em composição para cinema na faculdade Berklee College of Music. No Brasil, estudou harmonia e composição com Hans Koelheuter – nome importante da vida musical brasileira durante o século XX. Suas composições vêm sendo executadas por importantes orquestras e intérpretes dentro e fora do Brasil. Lançou mais de dez discos e em 2018 foi comissionado para compor a peça que celebra os 30 anos da Orquestra Sinfônica de Santo André.

Raul Victor Martins – Natural de Recife, Raul Victor Martins começou os estudos musicais aos dez anos no projeto social Orquestra Criança Cidadã, com o qual fez uma turnê na Europa e em outros estados do Brasil. É professor de viola e violino no Projeto de Ação Social pela Música de João Pessoa (ASMJP), integra a Orquestra Sinfônica da Paraíba (OSPB), Orquestra Sinfônica Municipal de João Pessoa (OSMJP) e cursa o bacharelado em viola na Universidade Federal da Paraíba (UFPB), sob orientação do professor Ulisses Carvalho.

Juneldo Moraes / Secom-JP

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

‘Os filhos de Jackson’ se apresentam na Feirinha de Tambaú neste sábado

A banda alagoa-grandense ‘Os filhos de Jackson’ será a atração deste sábado (1º) do projeto Forró na Feira, que acontece na Feirinha de Tambaú a partir das 19h30. O projeto é realizado pela Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope) e Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedurb), em parceria com o Fórum Forró de Raiz. A entrada e gratuita.

‘Os filhos de Jackson’  irá se apresentar pela primeira vez no projeto e promete animar a Feirinha de Tambaú. No repertório trarão músicas do renomado cantor Jackson do Pandeiro e de alguns dos seus seguidores, como Elba Ramalho, Chico César, Santana, Dominguinhos, entre outros. “É um repertório preparado para levar o público ao delírio musical, convencendo a todos de que o São João na Capital e na Paraíba é a melhor festa do mundo”, afirma entusiasmado o vocalista Anderson Mendes.

O grupo musical nasceu em 2011 e é formado pelos experientes músicos Júnior Sanfoneiro (sanfona), Anderson Mendes (triângulo e voz) e Antônio Caé (zabumba). Em cerca de duas horas de apresentação, o grupo trará músicas consagradas, sobretudo da MPB nordestina.



Forró na Feira – O projeto foi lançado no final de 2017 e leva atrações gratuitas para a população na Feirinha de Tambaú, incentivando o trabalho de artistas locais e fomentando a cultura regional. Além disso, é uma atração a mais para turistas que visitam a Capital.

Dayana Nóbrega / Secom-JP

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3