Degustando o Brasil promove aula inaugural para a imprensa paraibana

Na última quinta-feira (11) comparecemos à aula inaugural do Degustando o Brasil, que chegou a sua primeira edição em João Pessoa. O festival está acontecendo entre os dias 11 e 14 no espaço gourmet do Manaíra Shopping. A aula foi para convidados da imprensa e pudemos acompanhar uma receita de baião feita pelos chefs Júnior Ayoub e Cumpade João. Esta edição do evento homenageia o estado do Maranhão e foi possível conhecer um pouco da cultura do lugar através da gastronomia.



Confira as fotos do que rolou no evento:

 

Destinos de cinema para curtir a 7ª arte pelo Brasil

Festivais de cinema de norte a sul do Brasil são uma aposta certeira para casar a paixão pelas telonas com o prazer de viajar. Em todo o país, os eventos se convertem em roteiros de viagem e contabilizam ganhos para a economia do Turismo, que percebeu neste nicho uma oportunidade de ampliação do fluxo de turistas nos períodos de baixa ocupação dos destinos.



Na Região Sul, um dos principais expoentes é o Festival de Cinema de Gramado, que termina neste sábado (25) e dispensa apresentações. Na cidade luz de clima e matizes europeias, das hortênsias e do Natal Luz, o festival é mais um ingrediente para reforçar a vocação turística de Gramado e região, lotando os hotéis e atrativos da serra com o movimento dos cerca de 300 mil visitantes esperados para o evento.

Urubici_1
Pedra Furada, “janela do céu” no Parque Nacional de São Joaquim, fica próxima a Urubici (SC). Foto: Beto Garavello/Divulgação

Subindo por Santa Catarina, São Joaquim, Urubici e Lages promovem, de 21 a 29 de setembro, o Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra Catarinense, que exibe documentários e filmes de animação. Já a capital paranaense, Curitiba, realiza de 4 a 8 de outubro o Curta 8, Festival Internacional de Cinema Super 8. Como diz o nome, a competição é para curtas captados no formato super 8 – novas tecnologias surgem a todo tempo mas o formato Super 8 continua sendo o “queridinho” dos profissionais e interessados em cinema.

Chegando ao Sudeste, está a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, que promove de 18 a 31 de outubro uma competição para produções de longa-metragem. Dá pra emendar e dar um pulinho na capital carioca para o Festival do Rio, que começa dia 1º de novembro e se estende até o dia 11, com longas de todos os gêneros. Quem quer fazer as malas antes, já pode se programar para o Festival de Cinema de Vitória (ES), que começa no próximo dia 3 e reúne produções experimentais, de ficção, animação e documentários.

avbeiramarvitoria-VitorJubini
Avenida Beira Mar, Vitória (ES). Crédito: VitorJubini/Divulgação MTur

Passando pelo Planalto Central, não é à toa que a capital da República é chamada de cidade cinematográfica. Palco do histórico Festival de Brasilia do Cinema Brasileiro, cuja 51ª edição acontece de 14 a 23 de setembro, aumenta sua presença no cenário cultural do país com o “Curta Brasília – Festival Internacional de Curta Metragem”, programado para dezembro.



A região do Pantanal também é cenário (de cinema e) para curtir cinema. Em outubro, acontece em Cuiabá (MT) a 17ª edição da Mostra de Audiovisual Universitário da América Latina (Maual). O evento é considerado uma das principais vitrines da produção audiovisual universitária e independente do Brasil e da América Latina. Se tiver um tempinho a mais, vale pegar estrada até a Chapada dos Guimarães, a cerca de 70 km de distância, e desbravar o Pantanal Norte. É na Chapada, a propósito, que acontece o “Tudo Sobre Mulheres”, festival temático de cinema que vai de 5 a 9 de setembro.

chapada-dos-guimarae
Entardecer na Chapada dos Guimarães (MT). Foto: Beto Garavello/Divulgação

No Nordeste, o 13º Encontro Nacional de Cinema e Vídeo dos Sertões, de 26 a 30 de setembro, promete lotar os cerca de 700 leitos da pequena cidade de Floriano. O município piauiense está localizado às margens do Rio Paranaíba, seu principal atrativo turístico, margeado de balneários e prédios históricos.

Em São Miguel do Gostoso, badalado point turístico do Rio Grande do Norte, a 5ª Mostra de Cinema de Gostoso se realiza de 23 a 28 de novembro. Serão seis dias dedicados à apresentação dos mais recentes lançamentos cinematográficos do país em um telão que será montado na Praia de Maceió, um cenário de areia branca e águas azuis no destino onde os ventos convidam à prática de esportes náuticos, como o windsurfe e kitesurf.

sao-miguel-dogostoso
Pôr-do-sol exuberante na orla de São Miguel do Gostoso (RN). Foto: André Martins/MTur

No Norte, volta à cena, depois de cinco anos, o 13º Festival Chico – Festival de Cinema e Vídeo do Tocantins. O evento, de estímulo à produção cinematográfica, promete movimentar a capital Palmas de 25 a 29 de setembro com as mostras Nacional e Tocantins. Vale dedicar um tempo para conhecer a mais nova capital do país.

Leia também: As Ilhas Phi Phi são o paraíso do filme A Praia – com Leonardo DiCaprio

Há também casos em que um único festival passeia por diversas cidades. É o caso da Festival Mimo de Cinema 2018, que levará em sua 15ª edição produções inéditas que tratem de música para Paraty (28 a 30/09), candidata ao título de patrimônio natural e cultural; Rio de Janeiro (15 a 17/11), principal destino de lazer do país; São Paulo (19 e 20/11), destino internacional da gastronomia, e Olinda (23 a 25/11), cujo centro histórico é patrimônio cultural da humanidade. Paralelamente ao festival, serão realizados concertos gratuitos de artistas brasileiros e estrangeiros.

Por Vanessa Sampaio Mtur



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!
Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

Quer receber mais conteúdo legal gratuitamente no seu e-mail? Assine a nossa Newsletter!

Kevin Ndjana e Classic Band animam a sexta-feira no Acqua RestoLounge

Com uma brilhante participação no The Voice 2018, que chegou a mais uma do etapa reality, o representante paraibano Kevin Ndjana e a Classic Band embalaram a noite da última sexta-feira (17), no Acqua RestoLounge, no Bessa. A casa estava lotada para assistir à apresentação, que trouxe clássicos do jazz e rock para o palco.

Comparecemos ao evento para registrar o que rolou por lá. Confira a cobertura fotográfica da noite:

capa-02
Kevin Ndjanae (Foto: Rota Principal)

Hora de conhecer, de perto, a Turma da Mônica

Conhecer de perto onde são criadas as histórias da Mônica, Cebolinha, Magali e Cascão agora pode fazer parte do roteiro turístico de quem visita São Paulo (SP). O estúdio Mauricio de Souza Produções (MSP) – onde ficam os bastidores de um dos quadrinhos mais queridos do Brasil – abriu, nesta semana, as portas para visitantes. Os apaixonados pela turminha poderão entrar no mundo das histórias e sentir a emoção de estar no local onde a criatividade é a maior ferramenta de trabalho.

Mauricio-Sousa-Producoes1
Mauricio de Sousa Produções, na Lapa, São Paulo (SP). Foto: divulgação Maurício de Sousa Produções



A proposta faz parte das comemorações de 60 anos do estúdio que oferece aos fãs, famílias e grupos escolares uma visita guiada pela linha do tempo nas historinhas da Turma da Mônica, além de passagem pelos setores de criação e design, projetos temáticos e editorial. O visitante ainda tem a oportunidade de conhecer os processos de criação de uma história em quadrinhos e aprender um pouco mais sobre o tema.



capa_1
Para alegria da garotada, a personagem da Mônica estava na 25ª Bienal do Livro de São Paulo. Foto: Rota Principal

Fundada em 1959, a MSP é a empresa responsável por criar a menina Mônica – ícone das revistinhas e que foi inspirada na filha do cartunista criador – e mais de 300 outros personagens famosos nos quadrinhos, TV, internet, livros, cinema, brinquedos e outros produtos infantis. Juntos, os personagens de Maurício de Souza fazem parte do universo da literatura infantil brasileira que deixou um legado nas gerações posteriores à sua criação.



Mauricio-de-Souza
Mauricio de Sousa na 25ª Bienal do Livro de São Paulo. Foto: Rota Principal

“Os mais de 400 personagens da Turma da Mônica habitam o universo de todas as crianças. Com esse enorme sucesso, é natural que fãs tenham interesse em conhecer tudo o que acontece nos bastidores. Por isso, estamos honrados em abrir as portas da nossa casa para o público. Um sonho que era de todo mundo, agora é possível para o mundo inteiro”, comemora o criador, Mauricio de Sousa.

Leia também: MIS apresenta os bastidores do suspense em exposição de Hitchcock

As visitas  serão realizadas sempre às terças, quartas e quintas-feiras, das 10h às 11h30 e das 14h30 às 16h, podendo ser agendadas pelo site. Cada visitação dura 90 minutos e tem capacidade de receber grupos com 40 pessoas. Os ingressos custam a partir de R$ 75 (meia-entrada), R$ 150 (inteira), com desconto para famílias ou grupos. Desconto também de 30% para pagamento com cartão específico. Para adquirir o ingresso e conferir as regras de visitação, clique aqui.

Por Nayara Oliveira Mtur



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!
Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

Quer receber mais conteúdo legal gratuitamente no seu e-mail? Assine a nossa Newsletter!

Grupo Reduto do Samba se apresenta neste sábado na Praça Rio Branco

O grupo Reduto do Samba se apresenta neste sábado (11), a partir das 12h30, na Praça Rio Branco (Centro), em mais uma edição do Sabadinho Bom. O show é gratuito e faz parte da programação do AnimaCentro.

No repertório, músicas de Noel Rosa, Zeca Pagodinho e Martinho da Vila, Dona Ivone Lara, Arlindo Cruz, João Nogueira, dentre outros compositores. Nos shows do grupo não podem faltar ‘Disritmia’, (Sérgio Bittencourt), ‘Não deixe o samba morrer’ (Edson Conceição e Aloísio Silva) e ‘Lama nas ruas’ (Almir Guineto).



O Reduto do Samba é formado por Wagner Mesquita (cavaco e voz). Ronaldo Merengue (banjo e voz), Hítalo (violão), Jefferson Andrade (violão 7 cordas), Jeanzinho Carioca (tantan e voz), Naldinho Repique (repique de mão), Thiago Almeida (percussão), Geth (reco-reco), Diego Boca (bateria), Jose Júnio r(percussão).

Criado em 2015 com o objetivo de incentivar a música, fazendo com que o samba paraibano seja repercutido em todo País, o Reduto Samba atua também como projeto, com apresentações em um restaurante do Centro Histórico. O grupo está preparando o primeiro disco, apenas com músicas autorais.

Juneldo Moraes/Secom-JP / Foto destaque: Divulgação



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!
Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

Quer receber mais conteúdo legal gratuitamente no seu e-mail? Assine a nossa Newsletter!

Destinos pelo Brasil para serem apreciados em agosto

Verão e inverno ao mesmo tempo e destinos de sobra para apreciar as duas estações em um único país. Esse é o privilégio de quem viaja pelo Brasil e conhece os eventos que acontecem em agosto, aproveitando a temporada de frio, no Sul, ou a de calor, no Norte.
Para ajudar a não perder nenhum atrativo, o turista pode contar com o Calendário Nacional de Eventos, ferramenta desenvolvida para divulgar feiras, festivais, encontros e desfiles que acontecem no país.

Confira as dicas encontradas no Calendário para ajudar o viajante na escolha:

Friozinho:

alagoa-nova
Teatro Santa Ignês – Um marco na história de Alagoa Grande / Foto: Rota Principal

Para aproveitar as baixas temperaturas do inverno, a dica é descer o mapa do Brasil para apreciar o clima frio do sul, degustando um bom vinho no cenário do evento Del Vino, que acontece em Imbituba (SC) até o dia 11 de agosto. O evento reúne diferentes tipos de vinhos, música ao vivo e pratos para todos os gostos e bolsos, com pacotes especiais de hospedagem durante o período.

Ou, quem sabe, subir um pouco mais na rota e desfrutar da temperatura amena em Iúna (ES). O Festival Café & Cultura, que acontece de 15 a 18 de agosto, trará o atrativo principal da cidade, oportunizado pela produção cafeeira. Além da deliciosa bebida, atividades artísticas, culturais e comercialização de produtos da agroindústria fazem parte do evento.

Porém, se o turista estiver pelo Nordeste, conhecido pelas altas temperaturas, sem abrir mão da cultura de inverno, a roteiro tem que passar pelo evento mais aconchegante da Paraíba, que vai acontecer entre os dias 20 a 26 de agosto, em Alagoa Nova. Na Rota Cultural Caminhos do Frio, a altitude da Serra de Borborema oferece um clima friozinho e vem regada de cultura, shows, gastronomia e passeios ecológicos.

Calorão:

maraba-pa
Marabá (PA) Foto: Nando Cunha

É inverno no Brasil todo, mas é verão na Amazônia, o que faz com que, na parte superior do mapa brasileiro, o sol brilhe ainda mais. O estado do Pará vai aproveitar a luz natural e o início da estação do sol para realizar o XXI Itaverão, na cidade de Itautuba. Até o dia 26 de agosto, o turista que escolher esse destino terá como benefícios praia, shows, esportes, e uma culinária local de dar água na boca.

Marabá (PA) também vai trazer atividades voltadas para sol e praia no evento Summer Fest 2018, que acontece em 25 de agosto. De acordo com os organizadores, a festa é o maior acontecimento náutico do país, com shows com 15 horas de duração.

Leia também: Roteiro de um dia em Alagoa Grande e Areia – PB

Folclore:

A riqueza do Brasil vai além das belezas climáticas e encontra traços da cultura deixada pelos antepassados, perpetuada até hoje nos eventos municipais. O intuito deles é trazer para perto do visitante as origens, virtudes e valores do povo brasileiro.



É o caso do Festfolk – 1º Festival Regional de Folclore, que acontece em Jaguari (MS), nos dias 24 e 25 de agosto, trazendo para o turista tendas de gastronomia, artesanato, pintura, jardinagem, decoração, brinquedos e bijuterias, tudo feito pelas mãos de cerca de mil artesãos de municípios sul-mato-grossenses.

Mais folclore também para o visitante que conhecer o 54º Festival do Folclore, em Olímpia (SP), que acontece até o dia 13 de agosto, reunindo manifestações de todo o Brasil como danças, artesanato e gastronomia, ou na V Semana do Folclore da cidade de Luziânia (GO), nos dias 23 a 26 de agosto, repleta de multiculturalismo e fomento ao folclore goiano.

Por Nayara Oliveira – Mtur Foto destaque: MTur



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!
Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

Quer receber mais conteúdo legal gratuitamente no seu e-mail? Assine a nossa Newsletter!

Estação Cabo Branco promove arte e educação no mês de agosto

Olímpiada de robótica, chá com artes, observação planetária e exposições de arte, entre outras atividades educativas estão programadas para acontecer neste mês de agosto na Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes, no Altiplano. A casa funciona de terça à sexta-feira, das 9h às 18h, e aos sábados, domingos e feriados, das 10h até 19h, com entrada gratuita e classificação livre em todas as atividades.

Leia também: Pelo Brasil, imigrantes japoneses comemoram a florada das cerejeiras

Um dos destaques deste mês é a XII Olimpíada Brasileira de Robótica – Etapa Regional (OBR/PB/2018) nos dias 28, 29, 30 de agosto e 1º de setembro, no horário de 9h às 18h, na Estação das Artes, prédio do complexo da Estação Cabo Branco. A OBR é uma competição de robótica entre as escolas públicas e particulares de todo o Estado da Paraíba. A equipe vencedora participa da etapa nacional.



O coordenador da OBR na Paraíba, Fagner Ribeiro, comentou que estão inscritas 66 escolas privadas e 243 públicas. “Estamos muito entusiasmados com o crescimento da OBR e neste ano temos duas novidades: o aumento da categoria nível 0 para estudantes do primeiro ao terceiro ano do ensino fundamental, e a Mostra Brasileira de Robótica, que tem o objetivo de expor e divulgar trabalhos dos estudantes na área”, contou Fagner Ribeiro.

estacao-ciencia-1
Estação Ciência – Foto: Rota Principal

Outro destaque da programação de agosto é a Roda de Leitura, um projeto que visa incentivar a leitura e aproximar os escritores e literatos dos estudantes das escolas públicas e privadas de João Pessoa. As atividades acontecem com momentos descontraídos de leitura de narrativas, poemas, textos visuais e performances teatrais. Neste mês, o tema será “Contos Fantásticos”, que será ministrado pelas escritoras: Sofia Fidélis, Suelen Amaral, Yasmin de Andrade, na terça-feira (21), 14h30, na sala de convenções 1, do prédio administrativo.



Na sala de práticas educacionais estão programadas para acontecer esse mês oficinas educativas de violão, contação de história, leitura e produção textual de contos, e demonstração de robótica. As oficinas acontecem sempre aos finais de semana. Para participar, não é preciso fazer inscrição prévia, sendo necessário apenas chegar ao local, que fica do lado do estacionamento, e participar da atividade com o oficineiro do dia.

Clique AQUI e Confira a programação completa do mês de agosto da Estação Cabo Branco.

Por Adriana Crisanto/Secom-JP / Foto destaque: Rota Principal



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!
Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

Quer receber mais conteúdo legal gratuitamente no seu e-mail? Assine a nossa Newsletter!

Espaço Mundo tem rock progressivo nesta sexta

Na sexta-feira, 03 de agosto, às 22h, o projeto “Quanto Vale o Show?” recebe a banda paraibana Viajantes no palco do Centro Cultural Espaço Mundo, Centro Histórico da cidade. O ingresso, como o nome do projeto já indica, fica a critério do público, que é convidado a contribuir com o valor que achar justo pela apresentação.



Viajantes é um grupo musical paraibano que propõe a união dos códigos da poesia, do rock progressivo e das canções populares. A banda se apresenta em shows em que a performance poética de Danilo Peixoto, o Poeta Malacabado, se alterna em meio às músicas, composições de Alexandre Peixoto. Assim, o projeto apresenta vozes cantadas e faladas, além de instigante instrumental de influência nas várias vertentes do rock alternativo brasileiro e estrangeiro.

Leia também: Projeto Acesso Cidadão faz da praia um ambiente inclusivo

Atualmente, o grupo é composto por Alexandre Peixoto (vocal, guitarras), Felipe Tucano (Bateria), Pedro Bomba (guitarras), Augusto Laranja (contrabaixo), Gabriel Belo (teclados) e o Poeta Malacabado, personagem de Danilo Peixoto. O grupo prepara novo trabalho autoral, em vias de produção, a ser lançado em breve.



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!
Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

Quer receber mais conteúdo legal gratuitamente no seu e-mail? Assine a nossa Newsletter!

Pelo Brasil, imigrantes japoneses comemoram a florada das cerejeiras

A cerejeira é a árvore símbolo do Japão e tornou-se marca dos descendentes da comunidade nipônica que se espalhou pelo Brasil. Por aqui, a tradição asiática de contemplar o florescer rosado da Sakura (ou cerejeira, em português) também virou festa: em pleno inverno brasileiro, a cor e delicadeza das flores criam um cenário perfeito para o turismo.

Leia também: Hannah Gadsby: Nanette é tudo o que você precisa ver na Netflix!

Grandes e pequenas cidades com traços de imigrantes nipônicos promovem festivais culturais para marcar o período e encantar os turistas, aproximando os costumes japoneses dos brasileiros. Alguns deles estão registrados no Calendário Nacional de Eventos do Ministério do Turismo.



Segundo o coordenador-geral de produtos Turísticos do MTur, Cristiano Borges, o calendário mostra que os destinos estão aproveitando acontecimentos naturais e laços culturais para criar programações e produtos turísticos únicos: “o mercado está cada vez mais atento a isso, criando atrações que reúnem cultura, natureza e turismo. Além de oferecer ao turista uma experiência singular, as cidades criam ferramentas para combater a sazonalidade do setor, que envolve dezenas de atividades econômicas e gera emprego e renda”. Para se ter uma ideia, só o turismo cultural representa 10% da motivação dos turistas estrangeiros que vêm ao Brasil a lazer.

A florada das cerejeiras anuncia a chegada da primavera e dura poucas semanas, mas ainda dá tempo de se programar e conferir:

Festa-das-Cerejeiras-Parque-do-Carmo-foto-Flickr-Ana-Claudia
Festa das Cerejeiras Parque do Carmo – foto: Flickr Ana Claudia

SÃO PAULO (SP): A 40ª Festa das Cerejeiras Parque do Carmo, no bairro de Itaquera, começa nessa sexta-feira (3) e vai até domingo (5). Todos os anos, a comunidade descendente que vive na região realiza o hanami – costume tradicional japonês de contemplação da beleza das flores -, aproximando os participantes das árvores. O vento do inverno espalha o colorido pelo chão e deixa a paisagem ainda mais bonita. Além do encanto natural, shows e comidas típicas embalam a diversão dos apreciadores.



PETRÓPOLIS (RJ): A cidade realiza anualmente o festival Bunka-Sai, que começa nesta quarta-feira (1º) e se estende até domingo (5). Em 2018, o evento celebrará os 110 anos da imigração japonesa com apresentações musicais, teatrais, gastronomia e produtos típicos japoneses. A festa é uma maneira de valorizar a cultura nipônica na cidade, além de movimentar o turismo na região.

LINS (SP): Jantares temáticos, workshop de etiqueta japonesa, oficinas de origami, artes marciais, shows artísticos e muita tradição japonesa vão marcar a XI Semana da Cultura Japonesa em Lins, que acontece em dez dias de programação a partir desta quinta-feira (02). As atrações são para todas as idades e reúnem moradores e turistas.

CAMPOS DO JORDÃO (SP): Centenas de pessoas participam, todos os anos, da apreciação da floração das cerejeiras no tradicional destino de inverno do País. Desta vez, a Festa da Cerejeira em Flor será nos dias 04, 05, 11 e 12 de agosto, movimentando, nos dois próximos finais de semana, turistas que querem vivenciar um pouco da cultura japonesa. A festa é beneficente e toda a renda arrecadada contribui na manutenção de uma instituição que cuida de pessoas idosas.

Por Nayara Oliveira Mtur / Foto destaque: Facebook da Festa das Cerejeiras de SP



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!
Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

Quer receber mais conteúdo legal gratuitamente no seu e-mail? Assine a nossa Newsletter!

6 destinos que valem a pena visitar na baixa temporada

Os turistas brasileiros estão descobrindo as vantagens de viajar na baixa temporada. Os meses menos concorridos do ano já são a preferência de 30% dos viajantes, de acordo com a maior operadora de turismo da América Latina, e atraem, especialmente, quem deseja gastar pouco e ter tranquilidade.

Leia também: 5 dicas básicas de como tirar fotos sozinho em viagens

Viajar de março a junho ou de agosto a novembro pode gerar uma série de benefícios. O maior deles é preço. Períodos menos concorridos costumam ser sinônimo de passagens aéreas mais baratas, meios de hospedagem com desconto, alimentação e serviços turísticos a preços menores.



Em alguns destinos, o clima pode ser ainda melhor na baixa temporada, como nos Lençóis Maranhenses, ideal para se visitar de maio a setembro, depois da época das chuvas, quando as lagoas estão cheias. Já a perda de atrações na baixa, em tese uma desvantagem, em alguns casos pode ser compensada pelo ritmo tranquilo do destino, como revela o economista Fábio Dias. “Gosto de sentir a cidade, conversar com os moradores, sinto um clima artificial na alta temporada”, diz. “Além disso, pelo preço que pagaria na alta, viajo para dois destinos”, afirma.

Natal-RN
Natal (RN) Foto: Divulgação

Destino: Litoral nordestino / Período: agosto a novembro

Por que: os pacotes mais procurados do mercado são Fortaleza (CE), Porto Seguro (BA), Maceió (AL), Natal (RN) e Porto de Galinhas (PE). Além do clima quente praticamente o ano todo, o preço é atraente: na baixa temporada, os pacotes de viagem ficam em média de 30% a 50% mais baratos do que na alta.

Ouro-Preto-MG
Ouro Preto (MG) Foto: Banco de Imagem Mtur

Destino: Cidades históricas de Minas Gerais (MG) / Período: abril a setembro

Por que: Em abril as chuvas diminuem no estado, sendo uma boa oportunidade para fazer uma viagem histórica pelo roteiro Minas Colonial, passando por Tiradentes, São João del-Rei, Ouro Preto e Mariana. As cidades guardam registros arquitetônicos do barroco, recontam a história do país e exibem monumentos de artistas como Aleijadinho. Se a viagem for mais curta, vale a pena conhecer o centro de Belo Horizonte e Brumadinho, onde fica o Instituto Inhotim, maior museu a céu aberto do mundo, que possui um acervo com mais de 500 obras.

Pantanal-MT
Pantanal (MT) / Foto: Banco de Imagem Mtur

Destino: Pantanal (MS e MT) / Período: abril a setembro

Por que: os períodos de chuva e seca mudam completamente a paisagem pantaneira. Porém, se o objetivo do visitante é conhecer a fauna e a flora do local, observar pássaros, ter uma temperatura mais amena e noites mais estreladas, o melhor período para se conhecer a região é de abril até setembro, quando as águas começam a baixar, aumentando a visibilidade dos animais e vegetação local.

Lençóis-Maranhenses-MA
Lençóis Maranhenses (MA) / Foto: Banco de Imagem Mtur

Destino: Lençóis Maranhenses (MA) / Período: maio a setembro

Por que: Após a estação chuvosa, as lagoas entre as dunas ficam cheias e exuberantes. O maior campo de dunas do Brasil é também um dos destinos preferidos para quem gosta de turismo de aventura e contato com a natureza. Para quem prefere caminhadas longas e interação com comunidades tradicionais, pode-se ter a experiência de pernoitar em vilarejos. Para conseguir descontos nessa época, a dica é planejar com pelo menos 60 dias de antecedência. O parque está inserido nos municípios de Barreirinhas, Santo Amaro e Primeira Cruz.

Jalapão-TO
Jalapão (TO) Foto: Banco de imagem Mtur

Destino: Parque Estadual do Jalapão (TO) / Período: maio a setembro

Por que: é o período de seca em Tocantins, o que melhora o acesso ao parque e aos atrativos. O roteiro, que sai de Palmas e passa pelas cidades de Ponte Alta e Mateiros, costuma durar de três a cinco dias. Os principais atrativos são o Fervedouro, um poço de água cristalina onde os banhistas não afundam; as dunas e a cachoeira da Formiga. Porém os preços dos pacotes turísticos não costumam variar muito em relação à alta temporada.

Aldeia-do-Papai-Noel
Aldeia do Papai Noel Foto: Bruno Mello Teixeira

Destino: Serra Gaúcha (RS) / Período: Fevereiro a maio; segunda quinzena de agosto a outubro

Por que: A economia nessa época pode chegar a 40%. O movimento nas cidades é tranquilo e é possível conseguir descontos nos ingressos dos parques. Atrativos temáticos como a Aldeia do Papai Noel e o Parque de Neve funcionam diariamente ao longo do ano. Além de acontecer eventos na baixa temporada, como a Festa da Colônia em Gramado (agosto), a Festa da Uva, em Caxias do Sul (fevereiro e março), a Festa da Vindima em Bento Gonçalves e Garibaldi (janeiro a março), a Semana do Bebe de Canela (maio) e a Festa Nacional da Música de Gramado (outubro).

Por Amanda Lavor e Deborah de Salles Mtur



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!
Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

Quer receber mais conteúdo legal gratuitamente no seu e-mail? Assine a nossa Newsletter!