5 motivos para você assistir Sex Education, a nova série da Netflix

Sex Education

Você provavelmente já deve ter ouvido falar da série Sex Education, que entrou recentemente no catálogo da Netflix. Se ainda não sabe do que se trata, não se preocupe pois esta matéria é justamente para incentivar as pessoas a assisti-la. Talvez pela grande quantidade de conteúdos disponíveis no serviço de streaming muitas pessoas acabam dando prioridade àquilo que já estão a muito tempo querendo assistir. É totalmente compreensível! Acredite, você não está sozinha nessa. Infelizmente não é todo mundo que consegue ver várias séries ao mesmo tempo, mas não se preocupe porque esta recomendação vai ser ótima para as pessoas que se encaixam neste perfil. Por tudo isso, listamos cinco motivos para você assistir Sex Education.

sex-11
Foto: Divulgação

O primeiro motivo e talvez o mais importante em Sex Education é a história. A princípio somos apresentados a dois amigos que estão no ensino médio, um momento que pode ser bastante doloroso e animador ao mesmo tempo. Só que  Eric está bastante animado com as possibilidades que este período escola pode oferecer, sexualmente falando. Otis mora com a mãe, uma terapeuta sexual que tenta ajudar as pessoas que passam por dificuldades do tipo. Devido ao trabalho dela e de uma situação constrangedora que acaba acontecendo em sala de aula, Maeve, uma estudante super inteligente e rebelde, percebe uma oportunidade de ganhar dinheiro através da ideia de criar uma clínica terapêutica sexual. O principal objetivo é ajudar os adolescentes sedentos por sexo a entenderem como funciona absolutamente tudo sobre o assunto. Para isso ela convoca Otis para exercer a função, que no primeiro momento acha estranho, mas acaba aceitando a ideia. Falando assim pode parecer que Sex Education é só mais uma história sobre adolescentes inconsequentes estilo American Pie, mas acredite, ela consegue ser bem mais profunda do que isso e acaba trazendo diferentes camadas e contextos para os protagonistas.

 

sex-33
Foto: Divulgação

O segundo motivo é que os personagens da série são muito bem construídos para a história. Nela temos inseridas situações extremamente engraçadas e dramáticas que expõem os personagens não somente a situações que estamos acostumadas a ver jovens fazendo. Cada um tem o próprio fardo existencial, principalmente a Maeve, o Eric e o Adam. Eles acabam passando por acontecimentos bastante pesados e que de certa forma acabam moldando a personalidade de cada um, ou é justificativa para agirem de tal forma. Como já citado, logo de cara achamos que é mais uma série de jovens clichês, mas o diferencial de Sex Education é justamente apresentar uma  carga dramática que passa verdade. Todas as inconsequências, erros e arrependimentos são verdadeiros e têm consequências que causam reflexão no público, que passa a entender e não julgar de forma errônea.

 

sex-44
Foto: Divulgação

O terceiro motivo são os temas colocados em cena. Otis é um jovem que tem dificuldades em sentir prazer com o seu corpo. Maeve basicamente tem que se virar sozinha, já que seus pais sumiram. Eric é gay e acaba tendo todas aquelas dificuldades típicas de alguém que não pode ser totalmente livre, além dos episódios homofóbicos. Temas que cercam o cotidiano dos jovens, como fotos íntimas vazadas, feminismo, aborto, traumas da infância, todos acabam sendo pano de fundo para termos uma maior contextualização dos personagens, para justamente não se fazer um julgamento precipitado.



sex55
Foto: Divulgação

O quarto motivo é um dos fatores que acaba contribuindo para que Sex Education tenha sido um sucesso. A série tem oito episódios com duração de mais ou menos 50 minutos, o que acaba facilitando para aquelas pessoas que mencionei no começo do texto. Definitivamente dá para terminar de ver todos os episódios em um dia, no máximo um dia e meio, não mais que isso! A rapidez com que você se envolve com a história e com o carisma dos personagens influência muito para você assistir logo!

 

sex-66
Foto: Diulgação

E o quinto e último motivo é bem simples: trilha sonora! o que contribui muito para que séries com essa pegada sejam muito boas é justamente as músicas que são colocadas de acordo com a situação e a personalidade dos personagens. The Smiths, The Cure, Al Green, Ramones, A-ha, Talking Heads, Billy Ocean e Future são alguns dos artistas mais conhecidos que fazem parte da soundtrack da série. Há também outras bandas e artistas que não são tão conhecidos e que você acaba descobrindo e adicionando à sua playlist.   

 

Dá uma conferida na playlist da série no Spotify:

 

Assista o trailer para você ficar ainda mais motivado:

 

*Isabelle Vasconcelos/Estagiária sob supervisão

Foto destaque: Divulgação   

 

Leia também: A Maldição da Residência Hill é a série de terror de qualidade que estava faltando

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 

Deixe seu comentário!
%d blogueiros gostam disto: