Crítica: o documentário “Gaga: Five Foot Two” e a verdade sobre Lady Gaga

Larissa Rodrigues*

 

Um dia li que a próxima revolução seria feminista. Não entendi bem como isso seria na prática. Ultimamente, vendo a força das mulheres tomando proporções inimagináveis, fica claro: não há mais espaço para desigualdade. O documentário Gaga: Five Foot Two, sobre a preparação de Lady Gaga para sua apresentação no Super Bowl, mostra uma mulher que já chocou o mundo com sua aparência, mas agora mostra algo ainda mais escandaloso: sua ousadia em ser quem é.

O documentário é como um grande vlog do Youtube. São inúmeros vídeos de momentos cotidianos da cantora. A ideia de ser uma produção simples é interessante e conversa com a proposta intimista do novo álbum Joane, mas perde em qualidade de imagem, de fotografia e roteiro. Com certeza, essa era a ideia: chocar. Enquanto todos esperavam uma produção cheia de efeitos, ela queria mostrar sua luta diária contra as fragilidades emocionais e físicas que atrapalham o trabalho e a vida pessoal. Tem emoção e intensidade nesse filme. Exatamente a ideia que Gaga quer passar para os fãs desde o início. Mas agora de cara limpa, sem fantasias.



Dá pra ver que apesar de haver uma galera enorme trabalhando em equipe para o show Lady Gaga, ela é só mais uma de nós. Uma garota batalhadora, com uma voz incrível. É impressionante a quantidade de gente que trabalha nos bastidores para fazer o resultado que conhecemos. Produtores, músicos, maquiadores, fisioterapeutas… Sempre tem alguém correndo atrás dela fazendo algo enquanto ela faz algo.

foto1-3

É muito fácil desejar ser a Lady Gaga no palco, mas você pagaria o preço que ela paga para subir lá? É louco que a intimidade dela seja tão compartilhada. Não é só porque ela é uma “pessoa pública” (aliás, que expressão louca, né?) e tem 18 milhões de seguidores no Instagram, vai mais além: viver cercada de centenas de pessoas que não têm a menor cerimônia em colar um adesivo nos seios dela deve ser muito estressante.

Ela canta, dança, atua, grava, planeja, regrava, debate, abraça, beija, fotografa… Sonha, almeja, batalha, sofre, cai, levanta, acredita, chora, deseja… Se você ainda tem dúvidas de que uma mulher pode, clique no replay.



Veja o trailer do documentário.

Larissa Rodrigues é desenhista do @be.my.type, internacionalista, mestranda de Relações Internacionais da UEPB. Adora falar de política, espiritualidade e coisinhas que amenizam nossa experiência de vida: filmes, moda, viagens e comida!!!

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

Música na Igreja recebe Orquestra Filarmônica Cristã de Pernambuco

O projeto da Prefeitura do Recife oferece aos recifenses e visitantes, no primeiro domingo do mês, um concerto aberto ao público na Igreja Madre de Deus

A Igreja Madre de Deus, uma das mais preciosas representantes da arquitetura barroca no Recife, recebe todo o primeiro domingo do mês, uma grande apresentação por meio do projeto Música na Igreja. No próximo domingo/1, às 17h, é a vez da Orquestra Filarmônica Cristã de Pernambuco se apresentar. O evento é gratuito e aberto ao público.

recife-2

A orquestra é formada por 35 crianças e adolescentes, alunos da escolinha de música da igreja Batista em Campo Grande, que se localiza em Olinda. O projeto funciona há sete anos e tem foco na inclusão social, no resgate da cidadania e no desenvolvimento de crianças carentes por meio da prática musical.

Nesta apresentação, o grupo vai executar um repertório eclético, popular e erudito, com o tema de Star Wars Minueto e a Oração de São Francisco. O Música na Igreja é uma iniciativa da Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer.

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

Oitavas do Choro volta a se apresentar no Sabadinho Bom

Com um vasto repertório de chorinho e samba, o grupo Oitavas do Choro volta a se apresentar na Praça Rio Branco, encerrando a programação de setembro do projeto Sabadinho Bom

Formado por músicos que transitam por diversos gêneros da música brasileira, o grupo se caracteriza também pelo vasto repertório de choros tradicionais, que vai desde Anacleto de Medeiros, Luis Americano, Jacob do Bandolim e Waldir Azevedo até os inovadores Altamiro Carrilho, Radamés Gnatalli, Paulinho da Viola e Hermeto Pascoal.

Para o show deste sábado, o grupo preparou um repertório especial, com ‘Pedacinhos do céu’ (Waldir Azevedo), ‘Naquele tempo’ (Pixinguinha e Benedito Lacerda), Bole bole (Jacob do bandolim), ‘Coração imprudente’ (Paulinho da viola), ‘Tiro ao Álvaro (Adoniran Barbosa), “Naquela mesa” (Sérgio Bitencourt), dentre outras músicas de compositores brasileiros.

O grupo Oitavas do Choro é formado por Cornélio Santana (flautista e compositor) e João Maria Oliveira (violão de 7 cordas), se juntou a uma turma da pesada formada por Mel Vinagre (pandeiro), Del Santos (percussão), Ailma Ribeiro (cavaquinho), Andiara Moreira (vocais) e Maryson Borges (violão de 6 cordas).

Para o violonista do Oitavas do Choro, Maryson Borges, o Sabadinho Bom é um espaço para música de qualidade. “Nós temos nos apresentado com regularidade em espaços dedicados à boa música brasileira em João Pessoa e a participação no projeto Sabadinho Bom é sempre um momento de celebração especial”, disse o violonista.

Fonte: Juneldo Moraes – Secom/JP / Foto: Divulgação

Youtube: 5 canais de gastronomia para aprender a cozinhar

O Youtube é um mundo de possibilidades para quem busca aprender desde uma nova língua, como consertar um computador até receitas de todo tipo de comida. E nós, como bons amantes de boa gastronomia, também somos apaixonados por canais de culinária. Listamos 5 canais de gastronomia para você assistir e aprender a cozinhar!

 

O Chef e a Chata

Lu Ferreira, do blog Chata de Galocha, sempre gostou de cozinhar e recentemente criou o canal O Chef e a Chata, junto com o amigo Gui Poulain. Lá eles ensinam receitas deliciosas e simples, que todo mundo consegue reproduzir em casa, com muito bom humor.



Dani Noce

A confeiteira Danielle Noce mantém um canal onde ensina semanalmente diversas receitas de doces maravilhosos. Se você quer aprender a fazer as melhores sobremesas, com certeza o seu lugar é aqui!



Sanduba Insano

Eduardo Perrone ensina tudo sobre hambúrgueres artesanais no canal Sanduba Insano. Desde como preparar a carne, até os mais variados acompanhamentos, molhos, enfim… tudo para você se tornar o rei dos burguers!



Presunto Vegetariano

No canal Presunto Vegetariano, Paula Lumi ensina, como o próprio nome já diz, receitas vegetarianas e veganas, tanto salgadas quanto doces, rápidas, práticas, nutritivas e saudáveis! É uma boa dica para quem está começando a transição para o vegetarianismo e não tem muitas ideias do que cozinhar!



Torrada Torrada

Luanda Gazoni produz conteúdo de receitas, viagens, visita a restaurantes e muitas coisas legais! No canal Torrada Torrada, além de aprender a fazer comidas deliciosas, você pode conferir as aventuras de Luanda visitando diversos restaurantes super legais em São Paulo no quadro Fomelog/Luanda Visita.

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

Feira Central de Campina Grande e reconhecida como patrimônio cultural do Brasil

Por decisão unânime dos conselheiros do instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), o principal mercado público da cidade de Campina Grande passa a ter status de bem na lista de Patrimônio Cultural Brasileiro.

Presente à reunião, no edifício sede do Instituto, o prefeito Romero Rodrigues comemorou a conquista ao lado do senador Cássio Cunha Lima e do secretário Jóia Germano, de Cultura. “Às portas de comemorarmos os 153 anos de emancipação política de Campina, a cidade registra essa importante vitória”, ressaltou Romero.

feira3
Romero Rodrigues comemorou a conquista ao lado do senador Cássio Cunha Lima

O reconhecimento da Feira de Campina Grande por parte do Iphan foi um processo que envolveu as equipes de Educação e Cultura do Município na atual gestão, principalmente após o instituto federal desaprovar o projeto apresentado pela administração que antecedeu a de Romero Rodrigues.

No último dia 8 de agosto, Romero foi recebido pela presidente do Iphan, Kátia Bogéa, oportunidade em que detalhou para ela e sua equipe as alterações feitas na proposta da prefeitura, no sentido de manter a essência cultural e histórica da feira, famosa nacionalmente por sua multiplicidade de manifestações culturais e folclóricas.

No último dia 16 deste mês, uma equipe do Iphan esteve visitando Campina Grande para conhecer de perto a feira da cidade. O secretário Jóia Germano, de Cultura, e a professora Isabel Rodrigues, representante da Secretaria de Educação do município, acompanharam os técnicos na vistoria ao mercado.

Mais uma vez, Romero Rodrigues destacou o trabalho executado com zelo e dedicação por parte da servidora Giovana Aquino, da Seduc, e de toda a equipe da prefeitura envolvida no processo de encaminhamento ao Iphan da proposta. “Foi uma conquista de todos os que amam Campina Grande”, celebrou.

Fonte: Codecom/CG

Novo Mapa do Turismo da Paraíba tem acréscimo de 59 municípios

João Pessoa está na categoria “A” com fluxo turístico nacional e internacional

 

Cento e uma cidades da Paraíba vão integrar o novo mapa do turismo no estado. Em relação à última edição documento, de 2016, o estado acrescentou 59 municípios com vocação turística, distribuídos em nove regiões turísticas.

Em todo o país, foram listados 3.285 municípios em 328 regiões turísticas, um crescimento exponencial em relação ao Mapa de 2016, quando foram registradas 2.175 cidades em 291 regiões.

O crescimento dos números é resultado de um amplo trabalho de conscientização do Ministério do Turismo junto aos gestores municipais e estaduais a respeito da necessidade de identificação e classificação das cidades para que as políticas públicas e investimentos sejam mais adequados à realidade de cada região.

A atualização periódica do Mapa faz parte de uma estratégia do Plano Brasil + Turismo, lançada este ano pelo ministro Marx Beltrão para fortalecer o setor de viagens no país.

 

alagoa-grande
Alagoa Grande encontra-se na categoria “D” no fluxo de turismo regional.

 

CATEGORIZAÇÃO DOS MUNICÍPIOS DA PARAÍBA – De acordo com o novo mapa, sete cidades estão nas categorias A, B e C, que são aquelas que concentram o fluxo de turistas domésticos e internacionais. Como exemplo, temos destinos como Cabedelo, Cajazeiras, Campina Grande, João Pessoa e Patos. Os demais 94 municípios figuram nas categorias D e E. Esses destinos não possuem fluxo turístico nacional e internacional expressivo, no entanto alguns possuem papel importante no fluxo turístico regional e precisam de apoio para a geração e formalização de empregos e estabelecimentos de hospedagem.

Fonte: Ministério do Turismo

DICA LITERÁRIA: 5 livros para ler em um dia!

Érica Rodrigues

Eu sou o tipo de pessoa que quando a leitura flui, de deixar leio o livro inteiro no mesmo dia. Às vezes é até legal tirar um dia pra relaxar, só lendo algum título bem leve e divertido. Pensando nisso, listei alguns livros que são ideais para quem, como eu, curte passar um dia inteiro lendo. Confere o vídeo e aproveita para se inscrever no nosso canal, pra assistir os vídeos antes de todo mundo!



 

Veja mais sobre livros aqui!

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

Jalapão: conheça o cenário da nova novela das 21h!

Larissa Rodrigues*

 

O cenário da nova novela das 21h da Globo, O Outro Lado do Paraíso, já está encantando os telespectadores pelas chamadas da novela. A trama é escrita por Walcyr Carrasco e fala sobre a lei de retorno, a ideia de que mais cedo ou mais tarde a gente acaba recebendo de volta aquilo que espalhamos pelo mundo. Quando a novela é de Walcyr Carrasco, a gente sabe que vai sobrar paixão e intrigas! O cenário dessa confusão toda é o Jalapão, região rica em belezas naturais do Tocantins.



Quanto mais se anda por esse Brasil, mais se descobre maravilhas escondidas pelo seu interior. O Jalapão fica na região central do estado do Tocantins e possui muitas cachoeiras e formações rochosas típicas do cerrado. É um dos principais destinos do ecoturismo no Brasil.

Uma das paisagens mais famosas é o conjunto de dunas, com areias alaranjadas que chegam a medir 40 metros de altura. Lá os turistas aproveitam para ver o pôr do sol refletindo na areia. Um espetáculo de tirar o fôlego!

foto3-2



A Cachoeira da Velha é uma queda d’água de 100 metros de largura e 15m de altura. O formato da queda da água parece uma ferradura gigante. Um cenário lindo para relaxar e se desconectar (mesmo! O celular não pega na maioria dos lugares!).

foto1-2


Os Fervedouros têm águas límpidas ideais para banho. Neles, é impossível afundar. Isso acontece por causa do fenômeno chamado ressurgência. A água cristalina brota do centro do fervedouro gerando uma pressão para cima. Mesmo algo muito pesado para aquele volume de água não afunda.

foto2-2


O local conta com estrutura própria para receber turistas. Há uma grande preocupação com a preservação dos recursos naturais, então a região é bem fiscalizada e controlada pelo governo. A dica é comprar um pacote turístico que inclua o roteiro completo, com transporte, hospedagem e alimentação. Já que as distâncias entre os pontos turísticos é grande e nem sempre se encontra hospedagem e comida facilmente, fica bem mais tranquilo se tiver o suporte de uma agência.

 

Larissa Rodrigues é desenhista do @be.my.type, internacionalista, mestranda de Relações Internacionais da UEPB, que adora falar de política, espiritualidade e coisinhas que amenizam nossa experiência de vida: filmes, moda, viagens e comida!!!

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

Entrevista: Túlio Melo fala sobre a carreira e o projeto de jazz que apresenta no Tramonto

Entrevistamos o cantor paraibano Túlio Melo, que nos contou sobre a carreira cantando em navios de cruzeiro e sobre o projeto de jazz que apresenta no Tramonto Wine Bar. Confere o vídeo:



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

Armário cápsula: como se vestir bem, gastando pouco?

Larissa Rodrigues*

 

Ainda na onda do minimalismo, surgiu o conceito de armário cápsula. A ideia é ter poucas peças que sejam versáteis e atendam perfeitamente suas necessidades. Isso não é só uma modinha de lifestyle, é bacana pro seu bolso, pro meio ambiente e até pra sua mente.

Como em boa parte do território brasileiro não há quatro estações bem definidas no ano, mas basicamente duas (inverno e verão), o seu armário pode ser usado por muito tempo sem precisar de grandes alterações.

Vamos às dicas para organizar o seu novo guarda-roupas!

 

Busque inspiração

Faça uma pasta no seu computador com fotos de peças que você gosta e usaria. Sai salvando tudo! Mas com o cuidado de se perguntar “eu usaria mesmo isso?”. Assim, ao final, você terá um guia do seu estilo. Dá pra olhar as cores e os modelos que predominam.

2-2



Pense nas suas atividades diárias

Não adianta ter peças lindas se elas não tem nada a ver com a sua rotina, né? Então, que tipo de roupa se usa no seu trabalho? Quais são suas principais atividades de lazer?

 

Veja tudo o que você já tem

Prove as roupas, verifique se tem algum furo, se falta um botão. Mas principalmente, se você ainda gosta do que tem. Separe o que precisa de conserto e o que vai para doação.

3-2



 

Faça uma lista de peças

Com as inspirações da pasta de fotos, as roupas que já tem no seu armário e a sua rotina em mente, quais são as peças que você precisa ter? Lembre-se: elas precisam combinar entre si, para formar vários looks diferentes.

 

Juízo nas compras!

Compre o que precisa (o que precisa!) para completar o armário cápsula.

4-3



 

Faça pequenas aquisições de atualização

Um acessório aqui, uma blusinha da moda ali. Ao longo dos meses, será necessário comprar alguma coisa, mas só pra atualizar o armário. Dependendo da qualidade das roupas e calçados básicos – aqueles que vão ser as bases dos seus looks – vai dar pra usar por muito tempo, sem dar aquela sensação de “não tenho nada pra vestir”.

 

Dicas extras!

-Peças neutras são coringa. Deixe as cores nos detalhes. Assim, mudando os acessórios, você terá um novo look.

-Investir em tecidos de boa qualidade vale muito a pena. Eles vão durar mais e terão um caimento melhor.

-Preste atenção nos cuidados que as roupas precisam. Se vai ou não à máquina, se seca à sombra, se pode passar à ferro.

-Tenha pelo menos um vestido de festa no armário, para convites de última hora!

 

Larissa Rodrigues é desenhista do @be.my.type, internacionalista, mestranda de Relações Internacionais da UEPB, que adora falar de política, espiritualidade e coisinhas que amenizam nossa experiência de vida: filmes, moda, viagens e comida!!!

 

Leia mais: Peças curinga para ter no armário e apostar em looks atemporais

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3