Curso de culinária para iniciantes acontece semanalmente no Lucci Restô

Para quem ama cozinhar, passar horas na cozinha é um prazer. Mas a gastronomia é algo que todo mundo deveria tentar, pois a arte de transformar ingredientes em comida é muito gratificante. A boa notícia é que agora ficou fácil aprender a cozinhar como um Masterchef: o Fermento Cursos está ministrando aulas de culinária de vários países todas as segundas, terças e quartas no Lucci Restô, em Manaíra.

Mas se você não sabe cozinhar, não pense que o curso não é pra você! Não há pré-requisitos para participar, apenas o desejo de colocar a mão na massa. As receitas são de Diego Barreto, vencedor do programa “Que Seja Doce”, e os professores ministram aulas superdescontraídas. O lema do curso diz tudo: cozinha descomplicada!

Participamos das aulas de massa fresca (raviolone e tagliatele) e papilotte de peixe e arroz de limão e filmamos tudo para vocês! Confere no vídeo!

As inscrições podem ser feitas no telefone (83) 9 87907560 (WhatsApp). Confira mais informações no Instagram do Fermento Cursos!



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

Decoração: como usar plantas para dar um charme a mais ao ambiente

Larissa Rodrigues*

 

Uma forma baratinha de incrementar a decor da sua casa é usando plantas. Além de dar um colorido ao ambiente, elas dão uma sensação agradável de frescor e até limpam o ar. O legal é escolher o tipo certo de planta para o seu estilo de vida e para o espaço em questão. Se você é uma ogra(o) destruidora de plantas como eu, prefira plantas mais resistentes. E pesquise sobre as necessidades da pobrezinha antes.

Não entendo muito sobre o cuidado com as plantas, por isso o foco do post é a estética delas na decoração. Na verdade, sou tão destrambelhada que nunca lembro de colocar água, mas quando lembro, afogo elas. Se você é como eu, o melhor é colocar a vítima, digo, a planta no lugar mais visível da casa, pra lembrar dela. E ter bem em mente a quantidade de sol, água e adubo que ela precisa. Ou então arruma umas artificiais beeeem parecidas com as verdadeiras (–‘).

Vamos lá ver algumas dicas para integrar as plantas aos ambientes da casa (ou apartamento):

 

1 – Não faz a loka!

 

Equilíbrio é bom em todas as áreas da vida, né mores? Então use as plantas como “toques de natureza” no cômodo a ser decorado.

 

não-faz-a-loka
Menos é mais, né nom?



2 – Cactos estão na moda

 

Principalmente se forem combinados com madeira e cimento queimado. Fica moderníssimo! A vantagem é que são fáceis de cuidar. Na sala, você pode colocar um vaso grande com um cacto do tipo mandacaru.

 

cactos

 

3 – Abuse dos vasos suspensos

 

Mas não vai furar o teto de qualquer jeito, tá? Se for um teto rebaixado de gesso, você vai ter problemas. As plantas penduradas ficam lindas na varanda. Elas dão um toque de aconchego para quem mora bem longe da terra, nos apartamentos altos.

 

suspensas



 

4 – Joga na parede!

 

Com pouco espaço, uma alternativa é colocar as plantas presas à parede. Pode ser algo incorporado a um projeto de decoração feito por um arquiteto, ou feito por você. Dá pra dar um estilo chic ou rústico, dependendo da ideia.

 

parede

 

5 – Os vasinhos mais lindos podem estar mais perto do que você imagina

 

O conjunto de canecas ficou incompleto? Relaxa, fica um charme usar canecas, chaleiras e outros utensílios domésticos.

 

utensílios



 

6 – Horta!

 

Aproveite para plantar temperos! Uma horta vertical na cozinha vai compor a decoração do espaço e te incentivar a comer vegetais mais saudáveis.

 

horta

 

Leia mais sobre decoração aqui!

 

Larissa Rodrigues é desenhista do @be.my.type, internacionalista, mestranda de Relações Internacionais da UEPB, que adora falar de política, espiritualidade e coisinhas que amenizam nossa experiência de vida: filmes, moda, viagens e comida!!!

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3



Projeto “Quanto Vale o Show?” traz Titá Moura ao Centro Histórico neste sábado

 

Ascom 

O cantor Titá Moura será a atração, neste sábado (2), às 23h, do “Quanto Vale o Show?” no Centro Cultural Espaço Mundo. O projeto, como o nome entrega, estimula o público presente a pagar quanto achar justo pela apresentação do artista.

Paraibano de João Pessoa, Titá revela no bojo de suas criações uma atitude de compor vocacionada a transversalidade de gêneros musicais; canções assimétricas, sinuosas, heterogêneas e com forte presença de inventividade vocal tem sido marcas de sua produção autoral.

As matrizes da canção popular brasileira com temas que vão do lirismo, perpassam o onírico e a fantasia e deságuam na crônica do seu tempo é um ponto de partida para chegar numa estética universalizada com inspirações na música afro-latina, no jazz, na cultura popular nordestina e nas expressões do mundo pop.

Titá-Moura-2-foto-Fabi-Veloso

Recentemente Titá lançou nas redes e plataformas digitais seu primeiro single nos formatos de webclip e streaming. O compositor encontra-se na eminência de lançar seu 1° álbum – “Cantos pra se dançar de Azul” (Captação: Peixeboi Estúdio/ Produção Musical: Léo Meira) e têm atuado como músico, compositor e produtor em outros trabalhos da cena alternativa da Paraíba, a exemplo da banda“Caburé”e do grupo de música instrumental“Alamiré”

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

Quanto custa comer nos 5 melhores restaurantes do mundo?

Quem gosta de culinária certamente já se perguntou quanto custa para comer nos melhores restaurantes do mundo. Todos os anos a revista britânica Restaurant elege os “50 Best”, ranking que enumera as cinquenta melhores casas do ramo gastronômico em todo o mundo. Com eleitos em todos os continentes, a lista é um sonho de consumo de muitos viajantes que amam comer e conhecer novas culturas. Mas afinal, quanto custa uma refeição nestes seletos estabelecimentos? Não se preocupe, vamos matar sua curiosidade!

 

1° lugar – Eleven Madison Park, em New York (EUA)

Foto-Francesco-Tonelli-Divulgação
Foto: Francesco Tonelli /Divulgação

Desde 2004 um restaurante americano não chegava ao topo da lista dos “50 Best”, mas em 2017 o americano Eleven Madison Park foi consagrado na posição. O restaurante é comandado pelo chef Daniel Humm e foca nos ingredientes locais, frescos e da época, buscando enfatizar a pureza de sabores. O menu degustação de 8 a 10 pratos da casa custa US$ 295 por pessoa, o equivalente a aproximadamente R$982. Há também a opção “Bar Tasting Menu”, que contém 5 pratos e é servido nas mesas da área do bar, custando US$ 155 por pessoa, o equivalente a aproximadamente R$516.



2° lugar –  Osteria Francescana, em Módena (Itália)

osteria-divulgação
Foto: divulgação

O restaurante do chef Massimo Bottura ficou em segundo lugar no ranking 50 Best 2017, depois de ter liderado a lista em 2016. A Osteria Francescana tem a proposta de reinterpretar a culinária tradicional italiana e é o primeiro restaurante do país a ter conquistado o topo da lista dos melhores do mundo. A casa trabalha atualmente com dois menus degustação, o “Festina Lente” (pode ser traduzido para “apressa-te devagar”), que é composto por 9 pratos e custa 220 euros por pessoa (equivalente a aproximadamente R$836), e o “Tutto” (significa “tudo”), que contém 12 pratos e muda dependendo da pesquisa de culinária mais recente o chef. O segundo menu custa 250 euros por pessoa, o equivalente a aproximadamente R$950.



3° lugar – El Celler de Can Roca, em Girona (Espanha)

 

el-celler
Foto: El Celler de Can Roca/Divulgação

O El Celler de Can Roca é gerido por três irmãos (Joan, chef executivo, Jordi, chef pasteleiro, e Josep, sommelier) e já foi eleito por duas vezes como o melhor restaurante do mundo. Em 2017, ocupa a terceira posição no ranking, o que não o deixou menos concorrido, considerando que ainda é necessário fazer reserva com 11 meses de antecedência. Infelizmente a casa não disponibiliza valores para o público, mas o Paladar Estadão publicou em abril de 2017 que o menu degustação de 14 etapas custava na época 205 euros por pessoa (R$ 779). Há também a opção de um menu degustação com clássicos da casa, que contém seis etapas e custava, segundo o Paladar, 180 euros por pessoa em abril (o equivalente a aproximadamente R$ 684).

 



4° lugar – Mirazur, Menton (França)

Foto-Eduardo-Torres-Divulgação
Foto: Eduardo Torres/Divulgação

O restaurante Mirazur é comandado pelo chef argentino Mauro Colagreco e se inspira nas paisagens ao entorno para a criação dos pratos. Os ingredientes são provenientes do Mar mediterrâneo, da horta própria do estabelecimento e das montanhas que o cercam. A casa oferece três menus degustação, começando pelo “Inspiration”, descrito como “uma viagem em poucos passos para aprender a filosofia culinária de Mauro Colagreco”, que custa 110 euros por pessoa (R$418). Há também o menu “Carte blanche” (ou “carta branca”), um cardápio sazonal, em constante evolução, focado nos três mundos favoritos do chef: Mar Mediterrâneo, jardins e interior montanhoso, que custa 160 euros por pessoa (R$608). E, por fim, o “Signature” (“assinatura”), um menu degustação dedicado aos pratos históricos do Mirazur, que custa 210 euros por pessoa (R$ 798).



5° lugar – Central, Lima (Peru)

central
Foto: César del Río/Divulgação

O restaurante peruano Central utiliza ingredientes locais, que são garimpados desde o litoral até a região dos Andes. Além da 5a posição no ranking mundial, o Central foi eleito o melhor restaurante da América Latina nos últimos três anos pelo 50 Best regional. A casa oferece quatro opções de menu degustação, sendo duas com 17 pratos (uma das opções é vegetariana), custando 510 sóis peruanos cada por pessoa (aproximadamente R$ 498) e dois menus de 11 pratos (também com uma das opções vegetariana), custando 481 sóis cada por pessoa (aproximadamente R$470).

 

Leia mais sobre gastronomia aqui!

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

Clube de leitura Rota Literária debate “O Morro dos Ventos Uivantes”

 

A 5a edição do clube de leitura Rota Literária debate, na próxima sexta (1°), o clássico “O Morro dos Ventos Uivantes”, da autora Emily Brontë. O evento acontece toda primeira sexta do mês e busca reunir os amantes da literatura para trocar experiências e opiniões sobre livros.

 

A OBRA

Lançado em 1847, “O Morro dos Ventos Uivantes”, ou “Wuthering Heights”, é o único romance da britânica Emily Brontë. A obra retrata a história de amor entre o forte e rancoroso Heathcliff e sua amada Catherine. O livro recebeu fortes críticas na época de lançamento, mas hoje é considerado um dos clássicos da literatura inglesa, tendo conquistado uma legião de fãs no mundo inteiro.

 

O DEBATE

O evento acontece na Livraria Leitura do Manaíra Shopping no dia 1° de setembro, às 19h, e é aberto ao público gratuitamente. O projeto é uma iniciativa do site de turismo e cultura Rota Principal, em parceria com a Livraria Leitura e o Coffee Shop São Braz.

Para participar, basta ter lido a obra e estar disposto a conversar sobre ela! Também vai acontecer sorteio de brindes para quem comparecer ao debate. Quem não se interessou pelo título, a boa notícia é que acontecem debates mensais sobre obras diferentes, sempre na primeira sexta-feira do mês. É só ficar de olho nas redes sociais do Rota Principal para conferir o próximo livro que será discutido.

 



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

20 anos depois: o que as mulheres de hoje podem aprender com Diana

Larissa Rodrigues*

 

Ícone de estilo de sua época, boa mãe, ativista da caridade, Lady Diana foi o conto de fadas da vida real. Infelizmente, o que veio depois do “felizes para sempre” é pra lá de dramático. A moça, filha do Visconde de Althorp, John Spencer, apesar de nobre, mantinha uma vida simples em Londres antes de conhecer o Príncipe Charles. Muito talentosa para as artes, Lady Di gostava de balé e música, mas também se destacava nos esportes. Trabalhou como professora primária, na Young England School. Diana era uma menina tranquila, tímida e sensível. Assistiu ao divórcio dos pais quando tinha apenas 7 anos. Provavelmente, ela gostaria de fazer tudo diferente do que vira em casa, quando construísse uma família.

 

3

 

A aproximação com o Príncipe se deu no final da década de 1970, em eventos da realeza. O vestido de casamento de Diana, em 1981, tornou-se padrão de beleza em moda para noivas durante toda a década de 1980. Após o casamento, Diana ganhou a admiração dos súditos e a perseguição da imprensa. Tudo o que ela fazia era observado e julgado. Visitou muitos países em missões reais e tinha muitos compromissos públicos. Chamava mais atenção do que seu marido.

 

2

 

Não tardou até que o casamento virasse pesadelo. A soma de exposição extrema, pressão da família real sobre seu comportamento e a suspeita de traição do marido, fizeram da vida da princesa um verdadeiro inferno. Apesar do divórcio ser um tabu na família real britânica, Charles e Diana se separaram em 1992. O processo de divórcio se estendeu até 1996. Nessa época, a princesa já era venerada por todo o mundo por seus trabalhos humanitários e pela sua postura como boa mãe de William e Harry.

 



 

1

 

Em 31 de agosto de 1997, há exatos 20 anos atrás, a mídia que escravizou Diana durante a vida, terminou o seu trabalho, matando-a num acidente de carro. Fugindo de paparazzis, o carro onde estava bateu em um túnel de Paris e Diana tornou-se, de uma vez por todas uma lenda.

 

5

 

Com os 20 anos da morte da Princesa do Povo, muitas revistas e sites estão dedicando páginas de reportagens sobre esse ícone. O Rota Principal traz alguns ensinamentos que podemos tirar da história de Diana:

 

1 – Contos de fadas não existem

 

8

 

Se você é uma mulher inteligente, bonita e carinhosa como Diana (e eu tenho certeza que é), não coloque nas mãos de outra pessoa, a missão de fazê-la feliz. A única responsável pela sua felicidade é você mesma. E você é capaz de fazer isso. Siga os seus sonhos e quem te amar de verdade, vai te acompanhar respeitosamente ao seu lado.



 

2 – A beleza vem de dentro

 

7

 

Absolutamente TODAS as mulheres são lindas! Não importa o seu peso, sua altura, ou a sua cor. Seja fiel à sua essência. Faça aquilo que realmente acredita, siga seu coração e ouça a sua consciência. Isso te fará feliz e não há melhor aparência que um sorriso sincero no rosto!

 

3 – Não deixe ninguém ditar regras sobre a sua intimidade

 

6

Vivemos em sociedade e precisamos respeitar uns aos outros. Isso envolve respeitar regras de comportamento. Mas na sua intimidade, naquilo que só diz respeito a você, não deixe que ninguém dê pitaco! O tamanho da sua roupa, a profissão que vai seguir, casar ou divorciar: são escolhas suas.

 

A melhor forma de homenagear Lady Di é lembrando que somos lindas, inteligentes, felizes e LIVRES!

 

Larissa Rodrigues é desenhista do @be.my.type, internacionalista, mestranda de Relações Internacionais da UEPB, que adora falar de política, espiritualidade e coisinhas que amenizam nossa experiência de vida: filmes, moda, viagens e comida!!!



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

5 lugares para curtir um bom hambúrguer artesanal em Campina Grande

Se existe algo melhor do que um bom burguer, nós desconhecemos. A gente é fã de carteirinha do prato, em suas mais variadas versões! Por isso, listamos cinco lugares para você curtir um maravilhoso hambúrguer artesanal em Campina Grande!

 

Picanha 200

picanha-200

Confesso que já falamos várias vezes sobre os hambúrgueres do Picanha 200 lá no nosso Instagram (clique aqui para nos seguir!), mas vale a pena vir aqui mais uma vez dizer o quanto eles são maravilhosos! O hambúrguer artesanal da casa reúne 3 características que o tornam excepcional: preço muito bom + sanduíche imenso + sabor maravilhoso! O nosso burguer preferido é de costela com queijo, cebola caramelizada, salada e molho de gorgonzola (o de barbecue também é delicioso) e vale muito a pena. E na segunda-feira ainda dá para aproveitar a promoção de Heineken e tequila em dobro que eles têm!

 

The H Burguer

@thehburguer

the-h-burguer

O The H Burguer é uma hamburgueria artesanal com diversas opções de burguers para todos os gostos. O ambiente também é uma gracinha, e dá pra curtir as várias promoções que eles têm por lá. Na quinta-feira, por exemplo, na compra de qualquer hambúrguer +R$2 você leva uma cerveja long neck!

 



 

Vip Dog Petiscaria

@vipdogpetiscaria

vip-dog

A Vip Dog oferece opções de hambúrgueres artesanais, hot dogs e milk shakes deliciosos, além de vários petiscos como mini pasteis e batata frita com bacon e cheddar. Como não amar? A casa também dispõe uma carta de cervejas especiais. E para os vegetarianos, uma boa notícia: tem opção burguer pra vocês também! O ambiente é lindo e ideal para reunir os amigos!

 

Texas Hamburgueria

@texas_hamburgueria

texas-hamburgueria

O carro-chefe da Texas Hamburgueria é, como o próprio nome já diz, os burguers. A casa trabalha com vários combos de sanduíche + refrigerante + fritas, além de diversas promoções e um happy hour de terça a sexta, das 17h às 19h. A hamburgueria também dispõe de alguns rótulos de cervejas produzidas artesanalmente na casa: American Wheat Beer, Apa Puro Malte, Bohemian Pilsner e Weissbier.

 



 

Chef Hamburgueria Artesanal

@chefhamburgueria

hamburguer-do-chef

A Chef Hamburgueria Artesanal fica localizada no Centro da cidade e trabalha com diversos tipos de hambúrgueres artesanais, milk shakes, fritas (inclusive chips de batata doce), além de opções de cervejas especiais. A casa também trabalha com delivery, então dá pra se deliciar com um bom burguer direto do seu sofá!

 

Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

 



Sabadinho Bom recebe Chagas Fernandes e grupo Tambores do Forte

Foto: Secom JP

 

Antônio Vicente Filho / Secom JP

O violonista Chagas Fernandes e o Grupo Cultural Tambores do Forte são as atrações deste sábado (26) do Sabadinho Bom, a partir das 12h30, na Praça Rio Branco. O projeto é uma realização da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) através de sua Fundação Cultural (Funjope).

Chagas, o primeiro a se apresentar, vai fazer um passeio pelo choro, tango, valsa, bolero, samba e MPB. “Vou fazer uma mistura de música com canções de Pixinguinha, Jacob do Bandolim, Paulinho da Viola e outros grandes nomes da música brasileira”, disse o artista. Além de se destacar como um grande violonista, Chagas Fernandes também é parceiro do poeta/repentista Daudeth Bandeira, em algumas obras publicadas e divulgadas em vozes de grandes nomes da cultura popular.

O músico disse que nessa apresentação vem com um repertório de clássicos da música brasileira. “É sempre bom a gente mostrar ao público coisas boas. Nossa música é muito rica. Vou mostrar um repertório de músicas que o público adora”, afirmou o artista.

Chagas ressaltou que com o Sabadinho Bom, a Funjope está realizando um dos maiores trabalhos pela divulgação da cultura do Estado ao levar cultura e arte para a população que não tem acesso aos grandes eventos culturais e permitindo que o artista local possar mostrar seu trabalho, “É digno de admiração e apoio o que a Funjope vem fazendo, abrindo espaço para o artista local mostrar seu trabalho em praça pública. Com isso quem ganha é público”, destacou o músico.

Cultura popular – Ainda dentro da programação alusiva ao Dia do Folclore, comemorado no dia 22 de agosto, o Sabadinho Bom terá a apresentação do grupo Tambores do Forte, que desenvolve um trabalho de pesquisa e execução de ritmos, cantos e danças tradicionais brasileiras.

15 filmes tristes para sair da bad (chorando!)

Larissa Rodrigues*

 

Quando eu terminei meu primeiro namoro, estava arrasada. Aluguei minha melhor amiga para falar do boy lixo, afinal, pra que servem as melhores amigas? Eu me lastimei tanto nos ouvidos dela, que ela tomou uma atitude drástica. Numa das nossas ligações telefônicas (sim, as pessoas ligavam umas para as outras antigamente) ela me disse: “Larissa, vem aqui pra casa hoje à noite; você vai me falar tudo o que está te deixando mal; então nós vamos ver um filme bem triste, comendo brigadeiro; vamos chorar juntas e amanhã você vai dar a volta por cima e não vai mais se permitir chorar por isso, ok?”

Combinado! Fui para a casa dela e vimos o filme Uma Prova de Amor. Quando ela falou “filme triste” estava falando sério. Juntou a minha angústia com aquele sofrimento todo e foi batata! Chorei como uma condenada. No dia seguinte estava renovada! Já tinha esquecido o boy? Não. Era um filme, não amnésia. Mas eu tinha saído daquele estado melancólico, e isso era ótimo.

Desde então, eu uso essa técnica de viver a fossa. Os psicólogos sempre falam que é saudável viver o luto e não reprimi-lo. Assuma que está triste e ponha isso pra fora!

Por isso, listamos 15 filmes tristes para viver a sua bad! Chore, levante, bata a poeira e siga em frente, de cabeça erguida! (Se persistirem os sintomas, um psicólogo deverá ser consultado).

 

1 – Uma prova de amor (2009)

uma-prova-de-amor

Sara (Cameron Diaz) e Brian Fitzgerald (Jason Patric) descobrem que sua filha Kate (Sofia Vassilieva) tem leucemia e possui pouco tempo de vida. Os médicos sugerem que o casal tenha um filho que seja um doador compatível com Kate. Anna (Abigail Breslin), assim que nasce doa sangue de seu cordão umbilical para a irmã. Durante toda a infância, passa por procedimentos invasivos para manter a irmã viva. Mais tarde ela contrata um advogado para acionar judicialmente os pais, reclamando sua emancipação.

 

 

2 – Sempre ao seu lado (2009)

capa-5

Parker Wilson (Richard Gere) é um professor universitário que encontra um cachorro da raça Akita na estação de trem. Leva-o pra casa e torna-se seu melhor amigo. Hachi, o cão, o acompanha todos os dias até a estação de trem, quando o professor vai trabalhar. À noite, o cachorrinho volta ao mesmo lugar para receber seu dono, até que um dia as coisas não saem como o planejado.

 

 

3 – Olga (2004)

Olga

Um dos melhores filmes brasileiros. Conta a história de Olga Benário (Camila Morgado), uma militante alemã casada com Luís Carlos Prestes (Caco Ciocler), que vem para o Brasil lutar contra o regime ditatorial do governo Getúlio Vargas. Olga acaba sendo deportada grávida para a Alemanha nazista.

 



 

4 – Na natureza selvagem (2008)

na-natureza-selvagem

Um filme lindo em fotografia e trilha sonora. Christopher McCandless (Emile Hirsch) é um jovem recém formado que resolve largar tudo e ir para o Alasca, viver uma experiência de solidão e autoconhecimento. A história é baseada em fatos reais.

 

 

5 – Um dia de sol (1973)

um-dia-de-sol

Esse é um filme bem antigo, mas que numa lista de filmes tristes, ele com certeza tem que estar. Quando eu era criança, mamãe me contou sua história. Um casal tem uma filha, e a mulher descobre um câncer. Isso era uma sentença de morte antigamente, como sabemos. Então, sabendo que ia morrer, a mãe grava fitas k7 com ensinamentos para sua filha. Mamãe me disse que ela penteava os cabelos da menina mesmo deitada na cama. Lembro que a possibilidade de que acontecesse aquilo com a minha mãe me assustava muito.

 

 

6 – Náufrago (2001)

o-náufragp

Chuck Noland (Tom Hanks) é um inspetor da Federal Express (FedEx). Ele faz viagens pelo mundo a trabalho. Numa dessas viagens, ocorre um acidente e ele fica perdido numa ilha deserta por 4 anos. Chuck precisa lutar para sobreviver e avisar que está vivo.

 



 

7 – Amor além da vida (1998)

What-Dreams-May-Come

Chris Nielsen (Robin Williams) e Annie (Annabella Sciorra) são um casal feliz com dois filhos. Infelizmente, as crianças morrem em um acidente. O golpe é muito duro, mas eles seguem unidos. Chris, anos mais tarde, acaba vitimado por outro acidente de carro, que o fere fatalmente. Ele vai para o Paraíso, mas Annie sofre sua perda. Movida pelo desespero, ela se mata. Seu marido então começa uma jornada para encontrá-la onde ficam os suicidas.

 

 

8 – Mary and Max (2010)

mary-and-max

Mary Daisy Dinkle (Toni Collette) é uma menina de oito anos, que vive em Melbourne, na Austrália. Max Jerry Horovitz (Philip Seymour Hoffman) é um senhor de Nova York. Ele tem Síndrome de Asperger. Apesar da distância e da diferença de idade, Mary e Max ficam amigos, correspondendo-se por cartas.

 

 

9 – Para sempre Alice (2015)

para-sempre-alice

A Dra. Alice Howland (Julianne Moore) é uma professora de linguística, bem sucedida. Ao perceber que está esquecendo cada vez mais coisas, ela é diagnosticada com Alzheimer. Ela e a filha caçula, Lydia (Kristen Stewart), se aproximam nesse momento de dificuldade.

 



 

10 – À procura da felicidade (2007)

a-procura-da-felicidade

Chris Gardner (Will Smith) está passando por problemas financeiros. Além disso, sua esposa, Linda (Thandie Newton), o abandona com o filho do casal, Christopher (Jaden Smith), de 5 anos. Chris vai precisar passar por cima de todas as dificuldades para conseguir um emprego e não deixar a esperança do seu filho morrer.

 

 

11 – Amor (2012)

amor

Um casal de idosos, Georges (Jean-Louis Trintignant) e Anne (Emmanuelle Riva), vai precisar enfrentar dificuldades quando Anne sofre um derrame e fica com um lado do corpo paralisado. O amor dos dois precisará ser mais forte.

 

 

12 – O jardineiro fiel (2005)

o-jardineiro-fiel

Justin Quayle (Ralph Fiennes) é um diplomata britânico, que se casa com uma ativista (Rachel Weisz). Envolvida em uma investigação secreta, ela é encontrada morta no Quênia. Desconfiado com a possível infidelidade da esposa, o diplomata sai numa cassada pela verdade sobre a vida secreta da esposa.

 



 

13 – Amor sem fronteiras (2003)

amor-sem-fronteiras

Sarah Jordan (Angelina Jolie) é uma socialite norte-americana, que conhece o médico Nick Callahan (Clive Owen), dedicado à causas humanitárias na África. Sensibilizada, Sarah resolve ajudá-lo. Arrecada doações para comprar medicamentos e comida para refugiados na Etiópia e resolve ir até lá entregá-los a Nick.

 

 

14 – Titanic (1997)

titanic

Dispensa apresentações. É um clássico do drama. Mas se você esteve numa caverna nos últimos 20 anos, esse filme fala do naufrágio do famoso navio Titanic, projetado para ser a mais moderna embarcação de sua época. Infelizmente, ele afunda na sua primeira viagem. Jack (Leonardo di Caprio) e Rose (Kate Winslet) se apaixonam durante a viagem, a contragosto da família da moça.

 

 

15 – O escafandro e a borboleta (2008)

o-escafandro-e-a-borboleta

Jean-Dominique Bauby (Mathieu Amalric) é um editor da revista Elle, bem sucedido. Aos 43 anos, sofre um derrame cerebral e acorda 20 dias depois no hospital. Consciente, porém incapaz de se comunicar. O único movimento que lhe restou foi a pálpebra de um olho. Ele aprende a se comunicar através das piscadas do olho para expressar o seu sofrimento.

Larissa Rodrigues é desenhista do @be.my.type, internacionalista, mestranda de Relações Internacionais da UEPB, que adora falar de política, espiritualidade e coisinhas que amenizam nossa experiência de vida: filmes, moda, viagens e comida!!!



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3

Duo Anavitória apresenta-se neste sábado (26) no Teatro Pedra do Reino

Poderia ser o enredo de filme, mas a história que levou Ana Caetano e Vitória Falcão aos palcos é real e bem pouco convencional. Amigas de colégio, as tocantinenses se divertiam tocando violão, cantando e gravando vídeos para o Youtube. Uma dessas gravações foi da música “Um dia após o outro”, de Tiago Iorc, que as meninas gostaram tanto que decidiram enviar para o empresário do cantor, na esperança de o primeiro visse e gostasse.

Não deu outra, ele não só gostou como convidou-as para gravar um disco produzido por ele. E assim nasceu Anavitória, um duo que já conquistou mais 8 milhões de visualizações no Youtube e 270 mil seguidores no Facebook.

Agora as duas meninas levam o seu “pop rural” pelo Brasil em turnê para lançar o CD “Anavitória” (Universal Music). O show chega neste sábado a João Pessoa e deve encantar os fãs, que são carinhosamente chamados pela dupla de “passarinhos”. A apresentação terá apenas uma sessão, às 21h, no Teatro Pedra do Reino. Os ingressos estão à venda na loja Skyler do Manaíra Shopping ou no site tudus.com.br.

O duo apresenta-se também na sexta (25) em Campina Grande, às 20h, no Teatro Facisa. Ingressos à venda na loja Hering ou no site Bilheteria Rápida.

 

E para quem é de João Pessoa e gostaria de ir ao show, estamos sorteando um par de ingressos para a apresentação no nosso Instagram @rotaprincipal. Corre lá pra participar!

Veja mais eventos que acontecem na Paraíba na nossa Agenda Cultural completa!

 



Gostou do conteúdo? Então não esquece de ativar as notificações no sininho, no canto inferior da tela do desktop!

Aproveita e segue a gente no nosso Instagram e Facebook para ver o conteúdo que postamos por lá! <3